Realize suas metas em 2024! Acesse o ebook "Da meta ao investimento" e conheça os melhores investimentos para realizar seus objetivos.

15/01/2019 16:10:00 • Atualizado em 01/02/2024 09:46:10
19 minuto(s) de leitura


Como investir meu dinheiro?

A resposta para a pergunta como investir dinheiro deve se guiar, principalmente, por seus objetivos de investimento. Você busca retorno para quando? Tem disposição em assumir riscos? Neste conteúdo você entenderá que é possível investir com pouco e de acordo com seu perfil de investidor. Para isso, continue a leitura.


Compartilhar:
Quatro jarros de vidro em uma fila, que acompanha a quantidade crescente de moedas. Neles, também brotam pequenas árvores, em referência a como investir meu dinheiro.

Como investir dinheiro é uma pergunta bastante comum.

A verdade é que saber como aplicar seu dinheiro é essencial para garantir o crescimento do seu patrimônio, mas isso nem sempre significa buscar a maior rentabilidade possível.

Afinal, quanto maior a rentabilidade de um investimento, maior tende a ser o risco atrelado a ele.

Isso pode ser bom caso você tenha um perfil de investidor agressivo, mas pode trazer desconforto com oscilações do seu capital caso você seja moderado ou conservador.

Por isso, você deve se tornar um investidor consciente. Buscar conhecimento sobre como aplicar dinheiro e conhecer o seu perfil é a forma mais segura de investir.

Então, se você quer aprender a ser rico, o primeiro passo é descobrir como investir dinheiro de forma consciente, segura e rentável.

Neste texto, vamos responder a pergunta que você provavelmente já se fez tantas vezes “como investir meu dinheiro?”.

Quais são os tipos de investimentos?

O ciclo da construção de um patrimônio é simples. Ele tem três etapas que devem ser repetidas todos os meses para garantir uma economia saudável. Veja a seguir:

GANHAR – POUPAR – INVESTIR

Você está lendo esse texto sobre “como investir meu dinheiro”. Então, você provavelmente já consegue ganhar e poupar. Mesmo assim, recomendamos que nunca deixe de reforçar essas etapas.

A segunda etapa do ciclo é vital para ter uma vida saudável. Não adianta ganhar R$ 10.000 todo mês se você gastar R$ 11.000.

Depois de garantir essas duas etapas e conseguir fazer sobrar algum dinheiro por mês, você deve aprender como e onde investir dinheiro. A primeira lição que você deve compreender são os tipos de investimento existentes.

Há duas categorias principais: os investimentos em renda fixa e os investimentos em renda variável.

O que é e como funciona a Renda Fixa?

Uma boa opção para quem está começando a investir são os ativos de renda fixa, considerados os mais seguros do mercado.

A renda fixa pode ser usada para criar um colchão de liquidez (uma reserva para emergências equivalente a pelo menos 6 meses de custo da sua família).

Um dos melhores investimentos para isso é o Tesouro Selic (um dos títulos do Tesouro Direto, que é mais rentável e ágil do que a poupança, mas tão seguro quanto).

A principal característica da renda fixa é o fato do seu rendimento ser bastante previsível. No momento da compra do ativo, normalmente você já sabe como vai ser o comportamento do rendimento. Ele provavelmente não vai oscilar de uma forma inesperada.

Assim, os ativos de renda fixa normalmente são atrelados a quatro indicadores:

  1. CDI (Certificado de Depósito Interbancário – equivalente à Selic)
  2. Taxa Selic (taxa básica de juros)
  3. IPCA (taxa da inflação, normalmente utilizada em ativos de longo prazo)
  4. Taxa prefixada (uma taxa de juros que é fixada no momento da compra e não muda)

A renda fixa é baseada em títulos de dívida. Um emissor cria títulos para captar dinheiro e devolvê-lo com uma certa rentabilidade depois de um período de tempo determinado.

Funciona exatamente como quando você pega um empréstimo do banco. A diferença é que dessa vez quem pega emprestado são os próprios bancos, financeiras, Tesouro Nacional e empresas.

Veja uma tabela com os principais investimentos da renda fixa, seus emissores:

InvestimentoEmissor
CDBBancos
LCI e LCA (Letra de Crédito Imobiliária ou do Agronegócio)Bancos
LC (Letra de Câmbio)Financeiras
DebênturesEmpresas
Tesouro DiretoTesouro Nacional
CRA (Certificado de Recebíveis do Agronegócio)Instituições securitizadoras
CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários)Instituições securitizadoras

Quanto mais risco um investimento tiver, mais lucro ele pode trazer (assim como mais prejuízo).

E quanto mais seguro e garantido for o retorno, menor será a sua lucratividade. Mesmo assim, é mais recomendado que você comece os seus investimentos pela renda fixa.

Depois de construir uma boa reserva financeira em renda fixa, você pode arriscar um pouco mais no segundo tipo de investimento.

O que é Renda Variável e como funciona?

A renda variável possui um rendimento que pode oscilar bastante, podendo ser negativo em um mês e positivo em outros. Nos investimentos, quando um ativo está sujeito a oscilações, falamos que ele possui mais risco.

O risco consiste no dinheiro, em vez de valorizar, perder valor. Ou então de não ter uma performance segundo o indicador de referência.

Assim, independente do seu gosto ao risco, apenas invista em renda variável se você tiver certeza que não vai precisar do dinheiro nos próximos anos.

Há diversos tipos de mercados e ativos em renda variável, veja a seguir onde investir dinheiro:

Fundos de investimento

Os fundos de investimento são ótimas opções para você que não tem tempo para todo dia gerir o seu investimento em renda variável.

Eles funcionam como um condomínio: você paga uma taxa e uma empresa profissional cuida da gestão de ativos de acordo com um prospecto e resumo sobre a estratégia da gestora do fundo.

Qual é o melhor tipo de investimento hoje?

Dentro de cada tipo de investimento (renda fixa e variável) você encontra diversos ativos diferentes para compor a sua carteira.

Assim, você possui várias opções para investir o seu dinheiro de acordo com os seus planos.

Por isso, antes de mais nada, você precisa analisar e definir os seus objetivos. Após isso, selecione alguns ativos e separe-os por prazos: curto, médio e longo. Assim, fica mais fácil não perder o foco e a motivação.

Dependendo da quantia que você tem disponível para investir, pode ser que uma opção seja mais vantajosa do que outra, como você verá a seguir.

Se você tem dúvidas de como investir dinheiro, é possível investir em ações seguindo as recomendações dos melhores analistas da Rico sobre os melhores investimentos hoje. Para isso, basta se tornar um cliente para checar as carteiras recomendadas.

Cada uma de nossas carteiras possui uma estratégia e objetivo diferente. Veja algumas delas:

  • Carteira Semanal (análise técnica)
  • Carteira 8+ (análise fundamentalista a médio e longo prazo)
  • Carteira Dividendos 8+ (melhores pagadores de dividendos a longo prazo)
  • Carteira mensal técnica
  • Carteira Fundos Imobiliários

Começou o ano! Em dúvida sobre onde investir?

Confira as melhores recomendações de investimento em nosso guia completo gratuito para você começar a investir em 2024.

Preencha seus dados e faça o download!

Enviando...

Ao prosseguir, você autoriza que a Rico colete seus dados pessoais de acordo com nossa Política de Privacidade. 

envio com sucesso

Agradecemos o download!

Aproveite as informações do material e descomplique a sua vida financeira com a Rico.

 

Download

Quais são os perfis de investidores?

Antes de investir, é importante que você conheça o seu perfil de investidor, ou seja, a sua tolerância a correr riscos.

Você pode ser conservador, moderado ou agressivo (também chamado de arrojado).

Na Rico, ao criar sua conta, você responde a algumas perguntas e rapidamente já fica sabendo a resposta.

Para isso, tudo o que você precisa fazer é acessar nossa plataforma de investimentos para ter acesso a uma análise de perfil de investidor.

Nela, você responderá perguntas relativas a sua situação financeira (renda e patrimônio), conhecimento do mercado, idade e objetivos.

Veja as principais características de cada perfil de investidor:

Perfil Conservador

Um investidor conservador tem como prioridade a segurança do seu capital. Então, ao diversificar os seus investimentos, ele prefere opções de baixo risco.

A principal característica do conservador é preservar o seu patrimônio.

Dessa forma, esse tipo de investidor opta por ativos que oscilam pouco e que apresentam baixo risco de prejuízo.

Perfil Moderado

Já o investidor moderado gosta de segurança, mas tem um certo nível de tolerância a riscos de longo prazo. Então, ele investe em opções mais arriscadas dependendo da situação.

Perfil agressivo

Um investidor agressivo sabe lidar com perdas de curto prazo e entende que elas são necessárias para que ele consiga aproveitar lucros mais altos a médio e longo prazo.

Mesmo sendo arrojado, é fundamental que esse tipo de investidor também possua uma reserva de emergência para situações corriqueiras que possam surgir em seu dia-a-dia.

O que não fazer na hora de investir?

É muito comum cometer erros com o dinheiro. A grande verdade é que muitas pessoas ainda não têm uma mentalidade financeira saudável.

Elas gastam mais do que ganham, guardam dinheiro na conta-corrente e cometem muitos outros erros que diminuem o capital e adiam uma vida financeira mais tranquila e rica.

Por isso, o primeiro passo para ter renda extra é saber investir. Assim, preparamos uma lista de erros que alguns iniciantes acabam cometendo ao aplicar dinheiro pela primeira vez.

1. Por que não aplicar na Poupança?

Esse é o erro financeiro mais comum entre os brasileiros. Isso é comprovado por pesquisas. Hoje, a caderneta de poupança ainda é o investimento mais popular do Brasil.

Após ser mudada, a poupança perde em rendimento para praticamente todos os investimentos de renda fixa.

Além disso, ela possui menos liquidez do que o Tesouro Selic, que pode ser resgatado a qualquer momento sem perda de rentabilidade, o que não acontece com a poupança.

Então, se você tem dinheiro parado na poupança, abra sua conta na Rico agora mesmo e comece a investir no Tesouro Selic, que é tão seguro quanto a poupança.

2. Por que não focar apenas no rendimento?

O erro que muitos investidores cometem é tentar sempre obter o máximo de rentabilidade o tempo todo.

No entanto, eles não estão dispostos a oscilações de curto prazo.

Assim, quando o mercado está em baixa, eles não conseguem esperar que a tendência mude. Então, vendem os títulos e têm um prejuízo.

Essa é uma lei dos investimentos. Quanto mais rentabilidade um investimento pode trazer, mais risco está envolvido.

O correto, ao investir, é diversificar suas aplicações de acordo com os seus objetivos, respeitando o seu perfil de investidor.

Você precisa ser equilibrado, mesclando investimentos agressivos e conservadores, de curto, médio e longo prazo.

3. Por que investir frequentemente?

É comum que as pessoas só invistam uma vez ou outra. Elas esperam sobrar dinheiro para então investir.

Isso é um erro porque a tendência do dinheiro é não sobrar.

Por isso, você deve fazer um planejamento financeiro completo. É importante que você calcule bem seus custos fixos, variáveis e consiga separar pelo menos 10% dos seus ganhos para investir todos os meses.

Dessa forma, você terá um hábito que, no longo prazo, tornará você rico.

Então, nunca deixe de investir em produtos financeiros de qualidade, como os que você encontra na Rico.

Com a Rico você investe de um jeito simples, rápido e descomplicado. Abra sua conta e tenha acesso a todas as vantagens de ser Rico.

Clique e abra sua conta na Rico