Realize suas metas em 2024! Acesse o ebook "Da meta ao investimento" e conheça os melhores investimentos para realizar seus objetivos.

06/11/2019 20:37:43 • Atualizado em 20/02/2024 10:09:43
22 minuto(s) de leitura


Conheça os 6 melhores investimentos de baixo risco

Saiba mais sobre como os investimentos de baixo risco podem te auxiliar na construção de uma reserva de emergência ou proteção do seu patrimônio.


Compartilhar:
Casal sentado em um sofá, o homem está conferindo em seu laptop quais são os melhores investimentos de baixo risco.

Quando se trata de alcançar seus objetivos financeiros, os investimentos de baixo risco podem ser uma ótima opção.

Esse tipo de aplicação financeira pode ser útil para objetivos de curto a longo prazo, incluindo uma reserva de emergência ou a construção de um patrimônio, por exemplo.

Quando ouvimos falar sobre os investimentos rentáveis de baixo risco, é comum associarmos à segurança da poupança. No entanto, vale destacar que esse tipo de investimento abrange uma variedade de opções, que vão além da tradicional poupança

Os investimentos de baixo risco podem representar uma estratégia sólida para diversificar e proteger sua carteira, além de aumentar os seus rendimentos por meio de aplicações que oferecem segurança e rentabilidade ao mesmo tempo.

Neste conteúdo, abordaremos quais são os melhores investimentos de baixo risco, a fim de te auxiliar a alcançar seus objetivos com maior confiança e segurança. 

O que são riscos nos investimentos?

Os riscos nos investimentos estão relacionados às incertezas e volatilidade, associadas a alocação de capital em diferentes ativos financeiros, com a expectativa de obter retorno financeiro.

Esses riscos podem afetar tanto o investimento inicial quanto o retorno esperado. Por isso, é importante conhecê-los antes de embarcar em qualquer estratégia de investimento. Os principais riscos associados aos investimentos são:

Risco de liquidez

O risco de liquidez está relacionado à capacidade de converter um investimento em dinheiro rapidamente, sem causar perda de valor.

Os ativos com menor liquidez, como imóveis, tendem a ter um risco mais alto, pois podem ser mais difíceis de vender no mercado.

Risco de crédito

O risco de crédito é quando há possibilidade de um emissor de títulos ou devedor não cumprir suas obrigações financeiras, o que pode ocasionar perda de parte ou de todo o capital investido.

Risco de mercado

O risco de mercado está associado às flutuações nos preços dos ativos devido a fatores macroeconômicos, como taxas de juros, inflação, eventos políticos ou econômicos.

Este tipo de risco afeta uma ampla variedade de ativos, incluindo ações, títulos e commodities, e pode levar a perdas significativas em um curto prazo.

Risco do ativo

O risco do ativo está relacionado coma volatilidade e incerteza de um ativo específico. Este tipo de risco também pode ser influenciado por fatores internos (saúde financeira e gestão) e externos da empresa (segmento e cenário político-econômico).

Por exemplo, ações de empresas em setores mais voláteis tendem a ter um risco de ativo mais alto em relação a ações de empresas em setores mais estáveis.

O que é investimento de baixo risco?

Investimento de baixo risco é um tipo de aplicação financeira que visa preservar o capital investido, minimizando as chances de perdas significativas.

Esse tipo de investimento visa proporcionar segurança e estabilidade, sendo uma ótima opção para investidores com baixa tolerância ao risco, que desejam proteger seus recursos e garantir a segurança de seus investimentos.

Um investimento de baixo risco apresenta como principais características:

  • Preservação de capital, com foco principal em proteger o valor inicialmente investido, reduzindo a exposição a perdas substanciais;
  • Boa liquidez, pois ainda precisam gerar retornos, mesmo que mais moderados em comparação com opções de maior risco;
  • Baixa incidência de taxas, como a de administração.

Se o seu intuito é um investimento seguro e rentável, busque por opções com menor volatilidade e menores flutuações de preço em relação aos ativos de alto risco.

Para quais perfis de investidor os investimentos de baixo risco são recomendados?

Os investimentos de baixo risco geralmente são recomendados para investidores mais conservadores, que buscam segurança de seu capital.

No entanto, qualquer perfil de investidor pode considerar essa opção de investimento como parte de uma estratégia de diversificação.

A escolha de investimentos rentáveis de baixo risco pode trazer benefícios para diferentes objetivos financeiros, como uma reserva de emergência ou a construção de patrimônio.

Abra a sua conta na Rico e comece a investir de um jeito simples, rápido e descomplicado.

Quais os melhores investimentos de baixo risco?

Os melhores investimentos de baixo risco são aqueles que oferecem segurança e estabilidade financeira, preservando o capital investido

Confira a seguir os principais investimentos de baixo risco disponíveis no mercado e entenda o que os torna uma escolha segura.

Tesouro Direto Selic

Quando falamos de reserva de emergência ou investimentos de curto prazo, o Tesouro Direto Selic é um dos mais populares entre os investidores conservadores.

Ele consiste na compra de títulos pós-fixados do governo, os quais são considerados de baixo risco, uma vez que o pagamento é garantido pelo Governo Federal.

Sua rentabilidade atrelada à Taxa Selic, ou seja, é um investimento  seguro  e rentável, com pouca volatilidade, além de possuir liquidez diária garantida pelo governo.

Dessa forma, caso precise resgatar o dinheiro antes do prazo do vencimento, é muito provável que o investidor consiga vender seu título sem perdas.

Uma parte interessante dos títulos públicos é que você pode começar a fazer investimentos a partir de R$30.

Tesouro IPCA+

Os títulos do Tesouro IPCA+ são conhecidos por sua capacidade de proteger o investidor contra a inflação. Eles oferecem retornos reais positivos, já que seus rendimentos são ajustados pela taxa de inflação.

Isso os torna uma opção atraente para investidores que desejam manter o poder de compra ao longo do tempo, com um nível de risco mais baixo, também garantido pelo Governo Federal.

Certificado de Depósito Bancário (CDB)

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um título emitido por instituições financeiras com o intuito de atrair capital para financiamento de suas próprias atividades.

Considerado um investimento de baixo risco, é uma boa alternativa à poupança e pode ser usado como reserva de emergência, pois também costuma contar com liquidez diária.

Em geral, sua rentabilidade é atrelada ao CDI, a qual segue de perto a taxa básica de juros da economia, a Selic. Além disso, o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) protege os investidores, garantindo o pagamento de até R$250.000 por CPF em caso de falência do banco emissor.

Os CDBs oferecem diferentes prazos e taxas de retorno, permitindo que os investidores escolham de acordo com suas preferências e metas financeiras.

Por mais que o vencimento do título tenha um prazo maior, se desejar, o investidor pode negociá-lo no mercado secundário.

CDB 200% da Rico: Invista do seu jeito, com rentablidade e segurança!

Letra de Crédito Imobiliário (LCI)

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) são títulos de renda fixa emitidos por bancos com o intuito de levantar capital para fomentar investimentos no setor imobiliário.

Como forma de remuneração pelo capital emprestado, o banco se compromete a devolver um valor da aplicação acrescido de juros ao final do prazo de investimento.

Elas também contam com a garantia do FGC e oferecem isenção de Imposto de Renda sobre os rendimentos para pessoas físicas. Essa combinação de segurança e benefícios fiscais faz das LCIs uma opção atrativa para investidores mais conservadores.

Em geral, o vencimento da LCI pode variar entre dois meses e dois anos. Contudo, caso você precise resgatar o dinheiro aplicado antes do prazo de vencimento, pode negociar seu título no mercado secundário. Nesse cenário, no entanto, a negociação fica sujeita às condições de mercado.

Letra de Crédito do Agronegócio (LCA)

As Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs), assim como as LCIs, também são títulos de renda fixa emitidos por instituições financeiras, porém vinculadas ao setor do agronegócio.

Elas também possuem a garantia do FGC e oferecem isenção de Imposto de Renda sobre os rendimentos para pessoas físicas, sendo assim, uma boa opção dentre os  investimentos rentáveis de baixo risco.

Em geral, o prazo de vencimento das LCAs é de, no mínimo, 30 dias. Porém, podem ser negociados no mercado secundário, seguindo as suas regras.

[Ebook] Guia completo para investir em Agronegócio

Saiba como investir em um dos setores destaques da economia brasileira no cenário nacional e internacional.

Preencha seus dados e faça o download!

Enviando...

Ao prosseguir, você autoriza que a Rico colete seus dados pessoais de acordo com nossa Política de Privacidade. 

envio com sucesso

Agradecemos o download!

Aproveite as informações do material e descomplique a sua vida financeira com a Rico.

 

Download

Fundos de Renda Fixa Referenciados DI

Os fundos de renda fixa referenciados DI investem, no mínimo, 95% do seu patrimônio em Títulos Públicos atrelados à Selic. Esses títulos podem ser públicos e privados de curto prazo, oferecendo baixa volatilidade e liquidez.

Em geral, esses fundos rendem entre 95% e 100% do CDI, sendo uma boa opção de investimento seguro e rentável para quem busca segurança acima de tudo.

No entanto, eles não contam com proteção do FGC e também estão sujeitos às regras de Imposto de Renda e IOF.

Diferenças entre aplicações de baixo e alto risco

As aplicações de baixo risco buscam preservar o capital investido e oferecem maior segurança, enquanto as de alto risco, têm potencial de retorno elevado, mas estãosujeitas a volatilidade significativa e podem resultar em perdas substanciais.

Veja abaixo um comparativo entre essas duas formas de investimento:

Aplicações de baixo risco

  • Foco principal na preservação de capital;
  • Retornos moderados e previsíveis;
  • Baixa volatilidade e menor potencial de perda;

Aplicações de alto risco

  • Buscam retornos elevados, mas com maior incerteza;
  • Altamente voláteis, sujeitos a flutuações significativas;
  • Podem resultar em perdas substanciais em curtos períodos.

Assim, antes de escolher entre os investimentos de baixo risco, faça um teste para conhecer o seu perfil de investidor, esteja ciente dos riscos e estude bastante cada opção de seu interesse.

Como escolher investimentos de baixo risco?

Para escolher investimentos de baixo risco ideal para o seu perfil, é necessário ter um planejamento sólido, conhecer suas metas financeiras, avaliar sua tolerância ao risco e saber mais sobre os ativos que deseja investir.

Confira a seguir como escolher investimentos de baixo risco com mais segurança e confiança a partir de passos simples:

Tenha um planejamento

Antes de investir, monte um planejamento financeiro, com base nos seus objetivos financeiros de curto e longo prazo.

Isso ajudará a determinar o horizonte de quais são os investimentos rentáveis de baixo risco são mais adequados para a sua estratégia.

Avalie sua tolerância ao risco

Compreenda seu nível de conforto com a volatilidade e possíveis perdas de um ativo, auxiliando-o a encontrar um investimento seguro e rentável que se alinhem com sua tolerância ao risco, fazendo com que você não perca dinheiro por liquidar aplicações antes da hora.

Conheça as características dos ativos

Estude as características de cada investimento, considerando prazo de aplicação, taxas, rentabilidade e liquidez. Isso permitirá escolher ativos que se adéquem às suas necessidades financeiras.

Conte com uma instituição financeira de confiança

Para garantir maior segurança e confiança em suas aplicações, escolha uma instituição financeira sólida e respeitável para realizar seus investimentos, como a Rico.

Além disso, confira os benefícios para seus investimentos, como taxa de corretagem zero para determinadas aplicações.

Abra a sua conta na Rico e comece a investir de um jeito simples, rápido e descomplicado.

Verifique se o investimento tem cobertura do Fundo Garantidor de Crédito

Certifique-se de que seu investimento seja protegido pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), a fim de garantir a segurança de parte do capital investido em caso de problemas ou falência da instituição financeira.

Conclusão

A escolha do melhor investimento de baixo risco deve estar alinhada com seus objetivos financeiros e sua tolerância ao risco.

Ao seguir um planejamento sólido, avaliar sua capacidade de suportar volatilidade e conhecer as características dos ativos, você estará melhor preparado para construir uma carteira segura e adequada.

Para facilitar sua jornada pelos investimentos de baixo risco, você pode usar ferramentas como o simulador da Rico,  que permite explorar diversas opções e encontrar aquela que melhor se encaixa em seu perfil e objetivos.

Lembre-se de que, independentemente do seu nível de experiência como investidor, a educação financeira é a chave para tomar decisões sólidas e alcançar seus objetivos com confiança e segurança.

Clique e abra sua conta na Rico