Onde investir em maio? Faça o download gratuito do relatório com as recomendações do Time Rico.

05/07/2023 18:25:11 • Atualizado em 02/05/2024 11:38:58
19 minuto(s) de leitura


CDB: tudo o que você precisa saber para começar a investir

Entenda o que é CDB, como funciona o Certificado de Depósito Bancário, valor mínimo e como ter um bom rendimento. Guia atualizado!


Compartilhar:
Mulher sentada no sofá com o notebook pesquisando sobre o que é cdb e escolhendo o melhor tipo de investimento.

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um dos investimentos de renda fixa mais populares entre os investidores.

Isso se deve principalmente à rentabilidade e segurança. Por isso, se tornou uma ótima opção para pessoas físicas, que estão trocando os investimentos em poupança pelo CDB, que vem se mostrando mais atrativo.

Neste artigo, abordaremos como funciona o CDB, quais suas vantagens e como começar a investir nesse tipo de ativo de forma segura.

O que é CDB?

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um investimento de renda fixa emitido pelos bancos com o objetivo de captar recursos para financiar suas atividades, como projetos, crescimento e pagamento de dívidas.

Qualquer investidor pode adquirir um CDB.  E esse tipo de investimento conta com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) com limite de R$250 mil por CPF ou CNPJ em cada instituição ou conglomerado financeiro, limitado ao saldo existente.

Devido a essa proteção, o CDB é considerado um investimento de renda fixa com baixo risco, pois, caso o banco emissor não consiga honrar o pagamento, o FGC reembolsará o investidor até o limite estabelecido.

Como funciona o CDB?

O CDB funciona como um empréstimo do seu dinheiro para uma instituição bancária e, em troca, você recebe uma taxa de rentabilidade que é definida no momento da compra.

Assim, ao adquirir um CDB, você está emprestando dinheiro ao banco emissor por um determinado prazo. Em troca, o banco paga juros sobre o valor investido.

Ao final do prazo estabelecido, o investidor recebe de volta o valor investido mais os juros acordados.

O investimento de renda fixa em CDB pode ser feito através de bancos ou corretoras de valores. No entanto, nas corretoras de valores, você pode contar com inúmeras alternativas de CDBs e taxas de rentabilidade maiores.

Quais são os tipos de CDB disponíveis?

Os tipos de CDB disponíveis são classificados segundo o tipo de rentabilidade, podendo ser: prefixados, pós-fixados e híbridos.

Antes de investir, confira como funciona cada um deles para saber como e quanto o seu dinheiro irá render:

Títulos prefixados

Nos títulos prefixados, a taxa de juros é definida no momento da aplicação e se mantém fixa até a data de vencimento.

Dessa forma, o investidor sabe exatamente qual será a taxa de juros que incidirá sobre o valor investido, independentemente das condições do mercado.

Embora os CDBs prefixados ofereçam maior segurança e previsibilidade em relação ao rendimento do investimento, podem apresentar menor rentabilidade se comparados aos CDBs pós-fixados.

Títulos pós-fixados

Os títulos pós-fixados são os mais comuns, no qual sua rentabilidade está atrelada a um indexador da economia, geralmente o CDI (Certificado de Depósito Interbancário).

Como os indexadores variam com o tempo, os rendimentos do CDB pós-fixados estão sujeitos a oscilações até a data do vencimento.

Neste tipo de ativo, você só tem uma previsão de quanto irá receber no prazo de resgate. É uma opção atrativa para aqueles que desejam acompanhar as oscilações das taxas de juros e obter uma rentabilidade próxima ao desempenho do mercado.

Títulos Híbridos

A rentabilidade dos títulos híbridos é composta por uma parte fixa e uma variável: fixa no período inicial do investimento e, após, passam a ter sua rentabilidade vinculada a um indexador da economia.

Representam uma boa opção para investidores que desejam ter uma combinação de segurança e potencial de ganhos com base nas condições de mercado.

Qual a relação entre CDI e CDB?

O Certificado de Depósito Interbancário (CDI) é um título privado utilizado para empréstimos rápidos e de curto prazo entre bancos.

Ele serve como referência para diversos investimentos e é utilizado como base para remuneração para diversos produtos financeiros, como alguns CDBs.

A relação entre CDI e CDB está na forma de remuneração de títulos pós-fixados de CDB, que são atrelados ao CDI. Nos títulos pós-fixados de CDB, o CDI é utilizado como indexador de rentabilidade para aplicações.

Essa relação é estabelecida por meio de uma taxa sobre o CDI, que varia conforme a instituição emissora e as condições do mercado.

Assim, o objetivo é oferecer ao investidor uma rentabilidade próxima à taxa do CDI, com a vantagem de um CDB, acessível e de fácil aplicação.

Vantagens e desvantagens de investir em CDB

Casal sorrindo se informando sobre o que é cdb e quais as vantagens e desvantagens desse tipo de investimento.

Ao conhecer mais sobre o que é CDB e suas vantagens e desvantagens fica mais fácil compará-las com outros ativos e tomar a melhor decisão de como diversificar sua carteira.

Vantagens

Facilidade

Para investir em CDB, é necessário ter acesso à internet e uma conta em uma instituição financeira, como a Rico.

Como a negociação é totalmente online, basta escolher o título que melhor corresponde às suas expectativas e aplicar em CDB.

Rentabilidade

Um dos fatores de destaque do CDB é a sua rentabilidade, no qual é possível encontrar títulos que oferecem rendimentos acima de 100% do CDI.

Segurança

O investimento em CDB conta com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), como já mencionado anteriormente. Assim, se o emissor falir, você não perde o valor aplicado.

Diversificação 

O investimento em CDB costuma ser indicado para a diversificação dos investimentos, ou seja, ele pode ser um aliado poderoso para aumentar os rendimentos da sua carteira.

Assim, é possível manter os bons retornos, mesmo com as oscilações de mercado.

Liquidez

Com as inúmeras opções disponíveis no mercado, está cada vez mais comum encontrar ativos com prazo de liquidez menor.

Então, se você quer investir em CDB, mas precisará utilizar o dinheiro antes da data do vencimento, o ideal é optar pelos ativos que possuem liquidez diária. Caso contrário, o prazo de liquidação elevado será uma desvantagem.

Desvantagens

Apesar de ser uma boa opção de ativo da renda fixa, investir em CDB também apresenta algumas desvantagens, como:

Tributação

A rentabilidade de um CDB sofre um desconto do Imposto de Renda que pode variar entre 15% e 22,5% na data de vencimento do título.

Assim, caso você possa optar por vencimentos mais longos, saiba que a sua aplicação contará com menos tributos.

Além disso, ao resgatar o seu CDB antes de 30 dias de operação, sua rentabilidade também sofrerá os efeitos da incidência de IOF.

PeríodoAlíquota (%)
18022,5
181 e 36020
361 e 72017,5
Mais que 720 dias15
Fonte: Receita Federal

Valor da aplicação

Para começar a investir em CDBs, o valor inicial pode variar de acordo com o potencial de retorno e o risco da aplicação.

Nos grandes bancos, é possível encontrar CDBs com um valor mínimo pequeno. Na Rico, por exemplo, você pode começar a investir a partir de R$100.

Porém, dependendo do título e do seu emissor, esse valor mínimo pode variar, podendo chegar a R$10 mil, por exemplo.

Resgate

O resgate de um CDB pode ser feito somente em sua data de vencimento. Caso você deseje antecipar essa operação, a sua rentabilidade total pode ser afetada.

Risco de crédito

O risco de crédito é quando existe a possibilidade de calote do banco emissor. Esse risco pode ser maior com bancos pequenos e mais frágeis.

Contra esse risco, na Rico, você possui duas garantias: a seleção de bancos confiáveis e a proteção do Fundo Garantidor de Crédito. Investir em CDB com a Rico é a sua melhor decisão para minimizar eventuais riscos.

Quais os custos cobrados ao investir em CDB?

Diferente do que algumas pessoas pensam, investir em CDB possui custos. Conheça os principais tributos cobrados antes de começar a investir em um CDB:

IOF

O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) incide sobre o investimento apenas nos primeiros 30 dias de aplicação. Caso você solicite o resgate do CDB durante esse período, haverá a cobrança do tributo. Sua incidência ocorre sobre o rendimento.

Imposto de Renda (IR)

O Imposto de Renda incide de forma regressiva apenas sobre os rendimentos. Ele é calculado no momento do resgate do seu título, logo, quanto maior o tempo de investimento, menor será a alíquota. Confira a tabela a seguir:

% de IR sobre o rendimento

Período de aplicação

22,5%

180 dias após a aplicação

20%

360 dias após a aplicação

17,5%

720 dias após a aplicação

15%

720 da aplicação

Tabela da tributação do IR para o CDB – Fonte: Receita Federal

Vale a pena investir em CDB?

Todo tipo de empréstimo corre risco de inadimplência, logo, quanto menor o banco emissor do CDB, menor tende a ser a sua estrutura financeira e mais arriscada é a aplicação. Por outro lado, maior será a remuneração oferecida para os investidores.

Na hora de escolher, é importante se atentar também para o retorno potencial sobre a inflação que aquele investimento traz.

Lembre-se que dos três tipos de aplicação de renda fixa disponíveis no mercado de investimentos, apenas os indexados ao IPCA garantem um retorno acima da inflação.

Entender bem o que é CDB te ajudará a saber o quanto receberá e qual é o investimento mínimo que pode ser feito nesse tipo de operação.

Há alternativas com aportes a partir de R$1 mil, mas também há operações que exigem no mínimo R$30 mil. Quanto maior o aporte inicial, maior será a rentabilidade desse ativo.

Investimentos de renda fixa costumam ter prazos de vencimento bem definidos. Os CDBs costumam ser emitidos para períodos entre 30 dias e 1826 dias (5 anos). O prazo de vencimento pode variar conforme as condições de investimento e o porte do banco.

Atualmente, você pode encontrar CDBs com liquidez diária, ou seja, ao solicitar o resgate antecipado, o dinheiro estará disponível na sua conta em apenas um dia útil.

Invista em CDB com liquidez diária, segurança e taxa zero agora mesmo!

Antes de investir, se atente a todas estas informações e verifique se estão alinhadas aos seus objetivos para não ocorrer perdas de rendimento.

5 passos de como investir em CDB na Rico

Mulher sorridente em frente ao notebook seguindo os passos para investir em CDB.

Investir em CDB por uma corretora de valores têm mais vantagens. Aqui na Rico, você adquire as melhores opções de negociação totalmente online. Veja como fazer:

  1. Abra a sua conta: basta inserir os seus dados pessoais, criar um login e senha;
  2. Transfira o valor a ser investido no CDB da sua conta bancária para a conta da Rico através de TED de mesma titularidade;
  3. Entre na sua plataforma para encontrar todos os investimentos e serviços que a Rico oferece. Para o CDB, clique na opção “Renda Fixa”;
  4. Verifique as opções de CDBs disponíveis para investir. Utilize também o nosso Simulador de Investimentos para saber o quanto seu dinheiro poderá render em cada um dos CDBs desejados;
  5. Invista:  após a escolha, clique em “Comprar”, insira o valor de aplicação e a sua assinatura digital. Clique novamente em “Comprar”.

Prontinho! Você acaba de se tornar um investidor de CDB e oferecer um novo rumo ao seu dinheiro!

Porém, você deve ter em mente a sua estratégia de ganhos e o seu perfil de investidor para ter acesso às melhores opções e começar a investir em CDB de forma segura.

Abra a sua conta na Rico para começar a investir com todo suporte e segurança para você montar sua carteira!

Clique e abra sua conta na Rico