Gol de CDB da Rico 250% do CDI: a cada fase que o Brasil avança na competição, você pode investir mais R$ 500 no produto

18/02/2019 19:36:44 • Atualizado em 09/12/2021 23:54:50
20 minuto(s) de leitura


Calculadora de Tesouro Direto: como funciona passo a passo

A calculadora do Tesouro Direto é uma ferramenta essencial na tomada de decisão já que cada título rende de forma diferente. Acesse aqui e veja como simular os seus rendimentos através de exemplos práticos.


Compartilhar:

A calculadora do Tesouro Direto é uma ferramenta muito útil para comparar investimentos da renda fixa e escolher a melhor aplicação de acordo com os seus objetivos.

Nos últimos anos, os títulos públicos têm trazido rendimentos consistentes e atrativos. 

Além disso, este é um tipo de investimento mais seguro e dinâmico do que a própria poupança.

Mas como o mercado financeiro oferece diversos ativos, é comum ter dúvidas sobre qual escolher, mas por isso estamos aqui e vamos ajudá-lo a tomar a melhor decisão para que você invista com inteligência.

Uma das coisas mais importantes que você precisa entender é que cada título possui um tipo de comportamento. Isso mesmo. Você, como investidor, deve conhecer esse comportamento, pois ele define o risco da aplicação, rendimento e outros aspectos.

Para entender o comportamento de algo, nada como simular e analisar os seus resultados. 

Por isso, neste artigo, vamos mostrar como funciona a calculadora do Tesouro Direto e como você pode simular os seus ganhos a partir de agora:

  • Como calcular o investimento do Tesouro Direto?
  • Entenda como funciona a calculadora do Tesouro Direto
  • Simulando os rendimentos na calculadora do Tesouro Direto passo a passo
  • Exemplos de cálculo da rentabilidade do Tesouro com aportes mensais
  • Qual a melhor forma de investir no Tesouro Direto?
  • Como começar a investir no Tesouro Direto hoje mesmo

Se você tiver qualquer dúvida, deixe um comentário no final da página.

Boa leitura!

Como calcular o investimento do Tesouro Direto?

calculadora tesouro direto
O cálculo considera que os indexadores permaneçam estáveis ao longo do tempo

A calculadora do Tesouro Direto faz as suas operações com base no tipo de título escolhido. Basicamente, há três categorias:

  • Atrelados à inflação
  • Indexados à taxa Selic
  • Prefixados

Os títulos atrelados à inflação possuem rendimento híbrido, ou seja, há uma parte fixa e a outra é pós-fixada, por exemplo, 4,0% + IPCA.

Assim, a calculadora do Tesouro Direto faz uma previsão do quanto o seu dinheiro poderá render considerando que a inflação permaneça constante até a data do resgate.

Caso o IPCA aumente, os seus rendimentos também sobem e vice-versa.

O Tesouro Direto Selic possui uma taxa de rentabilidade muito próxima da taxa Selic. Isso significa que ele rende conforme o andamento deste indexador.

Neste caso, a calculadora considera que a taxa Selic se manteve estável até a data do vencimento.

Portanto, você só precisa multiplicar o valor investido pela taxa básica de juros do período, por exemplo, 6,50% ao ano.

Já o título prefixado consiste em uma taxa de rentabilidade fixa, como 9,0% ao ano, por exemplo. Assim, basta multiplicá-la pelo total aplicado.

Mesmo que pareça uma conta simples, é preciso lembrar que estes ativos trabalham com juros compostos. Isso significa que o seu capital rende juros sobre juros.

Então, contar com uma calculadora do Tesouro Direto é o melhor jeito para realmente saber qual investimento escolher.

Entenda como funciona a calculadora de Tesouro Direto

calculadora tesouro direto entenda
Na Rico, você pode comparar o desempenho dos ativos desejados com outros investimentos e índices

A calculadora do Tesouro Direto faz uma previsão de rentabilidade do seu capital de acordo com o tempo.

Tenha em mente que ela pode servir como parâmetro na hora de montar a sua carteira, já que você pode comparar com outros ativos como CDBs, LCIs e LCs.

Este fato deve ser considerado porque os indexadores da economia tendem a variar com o tempo. Um exemplo disso é a taxa Selic, que, nos últimos três anos, foi de 14,25% para 6,50% ao ano.

Assim, a calculadora do Tesouro Direto não pode prever com precisão estes tipos de situações.

De toda maneira, ela costuma ser uma grande aliada. Até mesmo durante a escolha dos títulos públicos.

Afinal de contas, você vai investir onde há maior potencial de ganhos de acordo com o seu perfil e objetivos, não é mesmo?

Simulando rendimentos da calculadora de Tesouro Direto passo a passo

Simular os rendimentos de um ativo financeiro pode ajudá-lo definir o futuro do seu capital, independente se você é iniciante ou experiente.

Isso porque os títulos públicos variam com base nas projeções dos juros futuros do Brasil.

Obviamente, se você já investiu, não é necessário se preocupar com estas oscilações, a menos que faça um resgate antecipado. Do contrário, você receberá exatamente o que foi decidido no momento da compra.

Aqui na Rico, disponibilizamos aos nossos clientes um Simulador de Investimentos, que inclui uma calculadora do Tesouro Direto.

Esta pode ser a ferramenta que falta para você tomar a decisão mais assertiva e fazer o seu dinheiro crescer a partir de agora.

Lembre-se de que o Simulador de Investimentos da Rico permite a simulação de diversos investimentos, como CDB, LCI, ações e Fundos de Investimentos.

Incrível, não é mesmo? Você só precisa digitar o nome do ativo e obter os resultados.

Assim, é possível compará-lo com o desempenho de indicadores importantes, por exemplo, o Ibovespa (IBOV), o CDI e até mesmo com a poupança.

Para ter acesso ao Simulador de Investimento, basta abrir a sua conta na Rico.

Se você quer fazer o seu dinheiro render de verdade, siga este passo a passo e veja o quanto ele pode crescer:

Passo 1: Abra a sua conta

A abertura de conta na Rico é muito simples. Informe os seus dados pessoais, crie um login e senha. Agora, é só esperar o nosso retorno por e-mail.

Passo 2: Transfira

Faça a transferência do valor a ser investido no Tesouro Direto para a sua conta da corretora.

Para isso, basta fazer um TED de mesma titularidade da sua conta bancária.

Passo 3: Acesse a sua plataforma

Agora, entre na sua plataforma de investimentos e clique na opção “Simulador de Investimentos”, como mostrado abaixo:

calculadora tesouro direto rico

Calculadora do Tesouro Direto da Rico – Tela capturada em 07/02/19

Passo 4: Simule

Simule os seus rendimentos na calculadora do Tesouro Direto. Escolha a opção “Adicionar um novo produto”.

Neste campo, você deve digitar o nome do título desejado e a taxa correspondente, por exemplo, Tesouro IPCA+ 2035 com taxa de 4,25%. O resultado será como mostrado a seguir:

calculadora tesouro direto resultado
calculadora tesouro direto comparacao

Calculadora do Tesouro Direto da Rico – Tela capturada em 07/02/19

Perceba que a calculadora do Tesouro Direto trouxe os comparativos com o CDI e a poupança pelo período de um ano.

Ao utilizá-la, você pode simular e comparar quantos ativos quiser. Sem contar que é possível mudar o tempo de simulação.

Muito simples, não é mesmo? Que tal abrir a sua conta na Rico e utilizar a calculadora do Tesouro Direto a partir de agora?

Exemplos de cálculo da rentabilidade do Tesouro com aportes mensais

calculadora tesouro direto exemplos
O efeito do investimento recorrente é ainda maior no futuro

Investir mensalmente pode ser um dos segredos do sucesso dos grandes investidores, como Luiz Barsi e Warren Buffett.

Ao destinar parte dos seus ganhos de forma recorrente, a tendência é de que você obtenha um montante maior do que apenas ao aplicar apenas uma vez.

Para mostrar como isso é possível, preparamos algumas simulações e comparativos. Veja:

Digamos que você pretende investir R$ 300,00 mensalmente no Tesouro Selic. Caso você apenas poupasse este valor, no final de 12 meses, o montante seria de R$ 3.600,00.

Já ao aplicar, o capital chegaria a R$ 3.721,60, ou seja, R$ 121,00 a mais.

Agora, vamos simular os mesmos R$ 300,00 mensais no Tesouro IPCA+ com taxa de 4,20% + IPCA.

Depois de dois anos de aplicação, o resultado previsto seria de R$ 10.679,91. Ao apenas poupar, o montante ficaria em R$ 7.200,00, ou seja, uma diferença acima de R$ 3.000,00.

Já em cinco anos de investimento, a calculadora do Tesouro Direto indica um capital de R$ 23.850,85, que traz cerca de R$ 5.000 a mais para o seu patrimônio.

Por fim, vamos simular os R$ 300,00 mensais em um título prefixado com taxa em torno de 8,50% ao ano.

Após um ano de aplicação, a calculadora do Tesouro Direto prevê que você poderia ganhar o montante de R$ 3.743,73. Este valor representa ganho acima de R$ 500,00 caso você optasse por apenas guardá-lo.

Já ao final de seis anos de investimento, o capital obtido poderia ser de R$ 27.068,98, o que representa cerca de R$ 6.000 a mais no seu patrimônio.

Todas as simulações feitas acima são baseadas na rentabilidade histórica dos produtos.

Com estas simulações da calculadora do Tesouro Direto, perceba o quanto o seu dinheiro pode render quando investido.

Então, se você deseja realizar os seus maiores sonhos, como uma aposentadoria de qualidade, custeio dos estudos dos filhos ou fazer aquela viagem de férias, a hora de investir é agora.

Qual a melhor forma de investir no Tesouro Direto?

calculadora tesouro direto investir
Invista em títulos públicos com valores a partir de R$ 30,00

O investimento no Tesouro Direto pode ser feito através de aportes mensais, em apenas uma aplicação única ou misturando os dois.

Então, a melhor forma de investir depende de fatores pessoais e financeiros. Primeiramente, você precisa entender como estão as suas finanças.

Uma dica é fazer um planejamento financeiro, com planilhas ou aplicativos para smartphone.

Assim, você saberá o quanto pode investir mensalmente ou o montante disponível para aplicar.

Depois disso, é essencial definir os seus objetivos e os prazos para a concretização de cada um deles, por exemplo, comprar um imóvel de R$ 200 mil em 5 anos.

Portanto, ao ter estas definições, basta pesquisar pelos títulos mais adequados ao seu perfil de investidor.

De forma geral, os investimentos mensais no Tesouro Direto trazem bons resultados ao longo do tempo.

Além disso, o seu dinheiro estará protegido da inflação, ou seja, em vez de desvalorizar ele deverá crescer.

Já o aporte em uma única vez pode ser vantajoso quando você investe hoje com o objetivo de obter um valor exato no futuro.

De toda maneira, o ideal é poupar e investir. O cultivo destes dois hábitos tende a trazer resultados incríveis ao longo do tempo.

Lembre-se de que é possível aplicar em títulos públicos mesmo com pequenos aportes mensais, pois o preço mínimo é de cerca de R$ 100,00.

Como começar a investir no Tesouro Direto?

calculadora tesouro direto como investir
Na Rico, você investir em títulos públicos com taxa zero

Depois de conhecer a calculadora do Tesouro Direto e ver o quanto o seu dinheiro pode crescer, chegou a hora de colocar a mão na massa.

Tenha em mente que quanto antes você começar a investir, mais o seu patrimônio tende a crescer.

Um exemplo disso, é o ganho de capital dos investidores do Tesouro Direto que compraram os ativos em 2015. Com a queda dos juros da economia, o rendimento já supera os 20% até hoje.

Então, o momento certo de investir é agora! 

Invista em Tesouro Direto na Rico

Aqui na Rico, você investe no Tesouro Direto a qualquer momento e com TAXA ZERO. Você terá apenas os custos com os tributos e a taxa de custódia da B3.

Em janeiro de 2019, o Tesouro Nacional anunciou a queda da taxa de custódia, o que deve tornar este investimento ainda mais rentável.

Na Rico, além da calculadora do Tesouro Direto, você também pode contar com o nosso Simulador do Tesouro Direto. Com estas ferramentas em mãos, você tem tudo para fazer ótimos investimentos.

Se você ainda tem pouco conhecimento sobre o mercado financeiro, títulos públicos e afins, a Investv pode ajudá-lo. Há diversas salas de aprendizado, como a Escola de Investidores e a Ponto a Ponto.

Todas estas vantagens não possuem qualquer custo e você só precisa abrir a sua conta agora mesmo.

Conclusão

calculadora tesouro direto conclusao-1
Abra a sua conta e comece a investir ainda hoje!

A calculadora do Tesouro Direto é uma ferramenta importante para todos os investidores, pois ela mostra a previsão de rendimentos do patrimônio.

Desta forma, é possível comparar o desempenho de cada título em relação a indicadores do mercado, como o CDI e como a poupança.

Assim, você pode saber se o ativo paga rendimentos justos. Bem como, se eles estão alinhados aos seus objetivos como investidor.

No momento atual, os títulos públicos continuam ofertando rentabilidades bastante atrativas. Sem contar que são seguros e possuem liquidez imediata.

Mas, antes de investir, você deve utilizar uma calculadora do Tesouro Direto, como a disponibilizada pela Rico, para simular os seus rendimentos e escolher o melhor.

Para ter acesso a esta ferramenta e aplicar com taxa zero, você só precisa abrir a sua conta agora mesmo.

Este artigo foi útil para você? Então, deixe o seu comentário.

Continue a aprender sobre investimentos com estes outros artigos do nosso blog:

Abrir-Conta-Rico-Investimentos

08/02/2019 18:33:00 • Atualizado em 20/09/2022 01:03:24
29 minuto(s) de leitura


Tudo sobre as taxas do Tesouro Direto

Conheça as taxas de custódia e administração do Tesouro Direto neste guia completo. Saiba quais são as alíquotas e como elas funcionam. Veja também como investir no Tesouro!


Compartilhar:
Um dedo aponta para uma folha de papel com gráficos em uma mesa. Ao lado um celular e um notebook em referência às taxas do tesouro direto

A taxa de custódia do Tesouro Direto sofreu redução no começo de 2019.

Esta é uma boa notícia para quem deseja investir nos títulos do Tesouro.

No entanto, este é apenas um dos custos existentes nos títulos públicos. E você, como investidor, deve estar atento a eles.

Afinal,  o rendimento líquido depende dos valores necessários para manter o investimento, por exemplo, o percentual cobrado pela taxa de custódia do Tesouro Direto

Pensando nisso, preparamos um artigo completo com dicas matadoras de como você pode investir em títulos públicos agora mesmo e pagando pouco:

  • Quais são as taxas e custos ao investir no Tesouro Direto?
  • Qual a taxa de custódia do Tesouro Direto?
  • Tudo sobre a taxa de administração do Tesouro Direto
  • Qual a melhor instituição financeiro para investir no Tesouro Direto?
  • Saiba como aplicar no Tesouro Direto
  • Quais são os títulos do Tesouro Direto?

Na Rico, você tem taxa de administração ZERO para investir no Tesouro Direto. Continue a leitura para entender melhor!

Quais são as Taxas e Custos ao Investir no Tesouro Direto?

Zoom em uma calculadora
Fique atento às taxas do Tesouro Direto. É possível evitar algumas delas.

Conhecer os custos de um investimento é fundamental para ajudá-lo a investir de forma consciente. 

Sem contar que é possível ter uma ideia de quanto o seu dinheiro deverá render até a data do resgate e compará-lo em relação a outros ativos.

Portanto, saiba agora quais são os custos para investir no Tesouro Direto:

Taxa de administração 

A taxa de administração é cobrada pelo agente de custódia, como as corretora de valores. 

Este serviço consiste tanto na efetivação da operação, por exemplo, compra dos títulos, quando pela guarda deles no seu nome. 

De forma geral, a taxa de administração do Tesouro Direto cobrada pelas instituições financeiras pode variar entre 0 e 2% ao ano sobre o total investido.  

Na Rico, por exemplo, você tem taxa de administração ZERO para investir no Tesouro Direto.

IOF (Imposto sobre Operações Financeiras)

O IOF incide apenas sobre os rendimentos do seu título. Ele é descontado se você sacar o capital, mas apenas nos primeiros trinta dias da aplicação segundo a tabela regressiva a seguir: 

Nº DiasAlíquotaNº DiasAlíquotaNº DiasAlíquota
196%1163%2130%
293%1260%2226%
390%1356%2323%
486%1453%2420%
583%1550%2516%
680%1646%2613%
776%1743%2710%
873%1840%286%
970%1936%29 3%
1066%2033%300%
Tabela do IOF para o Tesouro Direto – Fonte: Receita Federal

Então, ao solicitar o resgate neste período, você terá que pagar esta taxa. 

Uma dica para ter melhores resultados é evitar a venda do seu título antes dos primeiros trinta dias.

E claro, quanto mais tempo seu dinheiro ficar aplicado, mais rendimento você terá com o efeito dos juros compostos.

Imposto de Renda

O Imposto de Renda no Tesouro Direto é calculado apenas sobre o rendimento da aplicação.

Ele segue o sistema de alíquotas regressivas que pode ser visto na tabela abaixo:

AlíquotaTempo de aplicação
22,5%Até 180 dias
20%Até 360 dias
17,5%Até 720 dias
15%Acima de 720 dias
Alíquota do IR para o Tesouro Direto – Fonte: Receita Federal

O pagamento do Imposto de Renda do Tesouro Direto é realizado durante o resgate, pois ele já fica retido na fonte. Então, você não precisa se preocupar em fazer o seu recolhimento. 

Perceba que quanto maior o tempo de investimento, menor será a alíquota a ser paga. Por isso, uma alternativa para ter melhor lucratividade é investir com foco no médio e longo prazos. 

Taxa de Custódia 

A taxa de custódia do Tesouro Direto é cobrada pela antiga Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC). 

Hoje, ela se chama Câmara de Ações e Renda Fixa Privada, que também é administrada pela B3.

A taxa de custódia do Tesouro Direto remunera esta instituição pela custódia dos títulos. Ela é necessária para mantê-los sob o CPF do investidor.

Taxa de custódia do Tesouro Direto foi reduzida para 0,25% em 2019

Nos anos anteriores, o custo era de 0,30% a.a. sobre o total aplicado. Desde janeiro de 2019, ela foi reduzida para 0,25% ao ano. Ela não incide apenas sobre o rendimento, como é o tributo

Este foi o resultado da sinergia entre o Tesouro Nacional e a B3. O principal objetivo da redução da taxa de custódia do Tesouro Direto é incentivar os brasileiros à investir, ao invés de apenas poupar. 

Além disso, ela veio acompanhada de diversas melhorias no sistema dos títulos públicos, principalmente para promover mais facilidade e entendimento na hora de aplicar. 

Veja que a redução da taxa de custódia do Tesouro Direto também pode ser o que faltava para você sair da poupança agora mesmo e migrar para ativos mais rentáveis, como os títulos públicos. 

Esta medida foi anunciada no final de 2018 e pode ser uma excelente notícia para os pequenos investidores, pois os custos tendem a cair. 

Portanto, se você quer começar a investir, a redução da taxa de custódia do Tesouro Direto deve ser vista como uma das suas portas de entrada no mercado financeiro.

A cobrança deste custo ocorre de forma semestral, ou seja, em duas parcelas de 0,125%.

Ela ocorre de forma automática e o Tesouro Nacional emite um e-mail contendo o valor exato a ser debitado da sua conta da corretora com dois dias de antecedência. 

Então, o ideal é deixar recursos disponíveis nesta conta durante este período para deixar tudo em dia. 

Como Calcular a Taxa de Custódia do Tesouro Direto 

O cálculo da taxa de custódia do Tesouro Direto consiste em descontar 0,25% do total aplicado.

Em um exemplo prático, digamos que você investiu R$ 1 mil no Tesouro Selic. Com a taxa Selic a 6,50% a.a., a rentabilidade bruta, em doze meses, será de R$ 65,11. 

Agora, basta multiplicar 0,25% sobre o R$ 1.065,11. A taxa de custódia do Tesouro Direto da sua aplicação ficará em R$ 2,66

No valor anterior, de 0,30% ao ano, o resultado seria de R$ 31,95. Apesar da pequena redução, em montantes maiores, ela pode se tornar bastante significativa. 

Perceba que não há qualquer desconto sobre o valor investido. Por isso, os títulos públicos costumam ser recomendados para quem quer fazer o dinheiro render com segurança. 

Tudo Sobre a Taxa de Administração do Tesouro Direto

As taxas do Tesouro Direto podem impactar os rendimentos líquidos do seu investimento. 

Uma das mais recorrentes é a taxa de administração, pois ela não é obrigatória. Assim, a cobrança, bem como o seu percentual são acordados entre o agente intermediador e o investidor. 

Em alguns casos, ela pode ser descontada anualmente ou por operação. 

Geralmente, ao investir no Tesouro Direto através dos bancos, este custo é maior. Por isso, uma dica é optar pelas corretoras de valores para fazer o seu dinheiro render mais. 

Antes de escolher o seu agente intermediador, é essencial conferir se ele está habilitado para operar com títulos públicos. 

Priorize sempre as instituições de confiança e que cobram as menores taxas no Tesouro Direto, como a Rico

A lista completa de todos os agentes de custódia pode ser vista neste link

Por que a corretora Rico não cobra taxa de administração do Tesouro Direto?

Desde 2017, a Rico zerou a taxa de administração do Tesouro Direto. Isso mesmo, você investe neste ativo sem qualquer cobrança por parte da corretora. 

Esta isenção foi feita especialmente para atender aos nossos clientes e motivar quem ainda não começou a investir em títulos públicos. 

Um dos nossos maiores objetivos é fazer com que você passe a fazer o seu dinheiro crescer, ao invés de apenas guardá-lo. 

Lembre-se de que poupar é um bom hábito. Mas, a inflação pode levar boa parte do seu montante. 

Então, ao investir em títulos públicos com taxa de administração zero, o seu patrimônio tende a crescer ainda mais. Incrível, não é mesmo? 

Neste artigo, vamos mostrar como você pode começar a aplicar no Tesouro Direto ainda hoje. 

Assista a este vídeo e saiba o quanto você perde pagando taxas ao investir: 

Qual a Melhor Instituição Financeira para Investir no Tesouro Direto?

Escolher uma instituição financeira para investir não é uma tarefa fácil, principalmente se você é iniciante. 

Na verdade, a melhor corretora depende dos serviços que ela oferece e de fatores pessoais, como o montante a ser investido, grau de conhecimento sobre os ativos e o seu perfil de investidor. 

Em relação à instituição, você deve ficar atento à qualidade dos serviços prestados, pois não adianta oferecer taxa zero, mas ter uma plataforma instável, sistemas desatualizados ou falta de assistência ao cliente.

Tenha em mente que mesmo que você já conheça sobre o Tesouro Direto, na hora de investir podem surgir dúvidas. 

Então, escolher uma corretora de valores que presta bons serviços aos seus clientes é fundamental. 

Aqui na Rico, você investe no Tesouro Direto com taxa zero e ainda pode contar com todo o auxílio do nosso time de especialistas. 

Para aproveitar todas estas vantagens, basta abrir a sua conta agora mesmo.

Saiba Como Aplicar no Tesouro Direto

Um baú cheio de moedas de ouro em referência às taxas do tesouro direto
Saiba como investir no Tesouro Direto sem sair de casa, pela internet, abrindo uma conta na Rico de graça!

A redução da taxa de custódia do Tesouro Direto o motivou a investir? Então, aprenda como começar de forma simples e segura.

Você não precisa contatar nenhum banco ou ligar para alguém. Na Rico, tudo é feito 100% online e, até mesmo, pelo seu celular. 

Siga estes passos e comece agora mesmo:

  1. Abra sua conta na Rico (você faz isso 100% de graça)
  2. Aguarde a confirmação via e-mail
  3. O seu cadastro no Tesouro Direto é feito automaticamente pela Rico
  4. Transfira o dinheiro para a sua conta na Rico via TED
  5. Faça o login em www.rico.com.vc e realize o seu investimento. Se quiser uma ajuda, confira a recomendação no site ou fale com a nossa equipe
  6. Pronto! Você se tornou um investidor!

Existem muitas outras vantagens em ser um cliente da Rico. Veja algumas delas a seguir:

Investv

Assim que você criar a sua conta, você poderá participar de diversas salas de aulas ao vivo para tirar dúvidas com analistas de investimentos online.

A InvesTV começa suas transmissões ao vivo segunda-feira e até sexta-feira, durante o horário comercial, você pode falar com um especialista ao vivo.

Demais, não é mesmo?

Opções de investimento

Nenhum banco tem tantos investimentos disponíveis com quanto a Rico. Sabe por quê? Porque eles decidem oferecer apenas os próprios investimentos que são pouco competitivos.

A Rico agrega títulos de investimentos, ações e muitos outros produtos financeiros de diversas instituições. 

E o melhor de tudo: todos os investimentos são filtrados pela nossa criteriosa equipe de analistas. Se o rating de risco for alto, o investimento não entra em nosso portfólio de investimentos à disposição.

Isso significa que independente do produto que você esteja visualizando em nossa plataforma de investimentos, ele é uma aplicação que passou em nossos testes de risco.

Quais São os Títulos do Tesouro Direto

Pilhas de moedas enfileiradas em ordem decrescente. No início, há um jarro de vidro cheio de moedas em que uma mão adiciona mais uma moeda, em referência às taxas do tesouro direto
Descubra quais são os três tipos de títulos do Tesouro Direto e suas características.

Agora que você já sabe os custos dos títulos públicos, como a taxa de custódia do Tesouro Direto, é hora de entender um pouco mais a fundo. 

Este ativo possui um grande atrativo além da segurança. Como você sabe, ele é emitido pelo Tesouro Nacional, a instituição financeira mais sólida do Brasil.

Quando o Governo quebrar a ponto de dar o calote em seus investidores, pode ter certeza, todos os bancos e empresas já quebraram antes dele.

Mas então, qual é o grande atrativo além da segurança? É a flexibilidade. Existem títulos de curto, médio e longo prazo, que podem render seguramente a taxa Selic ou até conseguir juros inacreditáveis.

Isso aconteceu em 2016 com o Tesouro IPCA+ 2035. Ele rendeu incríveis 53% no ano.

Se você tivesse aplicado R$ 25.000 neste investimento no começo de 2016, no começo de 2017 teria um total de R$ 13.250, apenas de rentabilidade. Isso representa R$ 38.250 se somado ao capital inicial.

Mas a pergunta é, quanto disso seria gasto em taxas do Tesouro Direto? Veja a relação abaixo:

  • R$ 2.318 seria destinado para o Imposto de Renda (retido na fonte)
  • R$ 114,75 para a B3, como taxa de custódia do Tesouro Direto
  • R$ 0 de IOF porque você não resgatou antes de 30 dias
  • R$ 191,25 para a sua corretora, caso ela não seja como a Rico, que não cobra taxa de administração

As duas primeiras taxas são inevitáveis. Mas você pode deixar de pagar a taxa de administração do Tesouro Direto

Na Rico, toda taxa de administração é ZERO!

Pronto para investir no Tesouro Direto? Então veja a seguir os principais títulos do Tesouro Direto e qual a sua rentabilidade.

TESOURO SELIC (LFT)

O Tesouro Selic é o título público mais rápido de todos. Precisou do dinheiro? Solicite o resgate e, em 24 horas, estará na sua conta.

E que tipo de situação faz você precisar de dinheiro rápido? Se você é uma pessoa organizada financeiramente, apenas raras emergências.

Se você não é organizado, veja o nosso guia de planejamento financeiro para colocar as contas em dia e se tornar rico!

Assim, o Tesouro Selic é o investimento mais recomendado para você construir uma bela reserva de emergência. Lembre-se de que indicamos que você tenha pelo menos seis vezes o seu custo mensal aplicados nesse investimento.

Por que o Tesouro Selic?

  • Ele rende 100% do CDI (ainda não sabe o que é CDI?)
  • É o investimento mais seguro do país (é emitido pelo próprio Tesouro Nacional)
  • Possui liquidez de D+1 (leva 1 dia útil para cair na sua conta)
  • É simples de aplicar

Pronto para trocar a poupança por um investimento mais rentável?

Tesouro IPCA+ (NTN-B Princ)

O Tesouro IPCA+ é um investimento de longo prazo. E o que isso significa? Que você só vai colocar dinheiro nele se está disposto a esperar até a data de vencimento do título.

Porque se você tentar sacar antes da hora, pode acontecer uma coisa: você perder dinheiro porque o título se desvalorizou. 

O Tesouro Direto é muito seguro, mas os títulos de longo prazo possuem uma cotação que é afetada pela economia e pelo mercado. No entanto, o título sempre será lucrativo no momento do vencimento.

Mas assim como o título pode perder valor antes do seu prazo de validade, ele também pode ganhar valor – e muito.

Foi assim que o Tesouro Direto trouxe um ganho de renda variável (imprevisível) com a segurança da renda fixa (previsível).

Qual deve ser o seu comportamento então?

Investir no Tesouro IPCA+ e se ele for valorizado, você pode vender antes da hora. Caso contrário, guarde o título.

Ele possui uma ótima rentabilidade híbrida, misturando uma taxa fixa ao índice que mede a inflação brasileira, o IPCA.

Veja as principais características do Tesouro IPCA+:

  • Título de longo prazo que mantém o seu poder de compra
  • Pode trazer ganhos de renda variável
  • Rende o IPCA + uma taxa fixa

Se você tem objetivos de longo prazo, o Tesouro IPCA+ pode ajudar você a chegar lá.

TESOURO PREFIXADO (LTN)

Diferente do Tesouro IPCA+, o Tesouro Prefixado não é atrelado a nenhum índice. O seu rendimento se dá unicamente por uma taxa fixa que é definida no momento da compra e não muda até a data de vencimento do investimento.

O Tesouro LTN também pode traz ganhos de renda variável se for vendido antes do vencimento. No entanto, fique atento à valorização do investimento. Ele também pode perder valor em caso de venda antecipada.

Assim como no Tesouro IPCA+, você deve aplicar nesse investimento se estiver disposto a levá-lo até a data de vencimento. 

Conclusão

Um homem em um escritório sentado olhando para a câmera sorrindo em referência às taxas do tesouro direto
Pronto para investir pagando menos taxas do Tesouro Direto?

Entender sobre os custos operacionais dos investimentos, como a taxa de custódia do Tesouro Direto e a de administração, é fundamental para qualquer investidor. 

Com os juros baixos da economia, estes tributos e valores podem comprometer a rentabilidade líquida do seu patrimônio. 

Algumas destas cobranças são inevitáveis, como o Imposto de Renda e a taxa de custódia do Tesouro Direto. Porém, outras não são obrigatórias, por exemplo, a taxa de administração. 

Continue a aprender sobre investimentos com estes outros artigos do nosso blog:

Para investir em títulos públicos e fazer o seu dinheiro render mais, a dica é aplicar pelas corretoras de valores de confiança e sem custos, como a Rico. 

Aqui, você pode aproveitar a redução da taxa de custódia do Tesouro Direto, contar com o apoio da nossa equipe e ainda ter à disposição outros ativos.

Para começar, você só precisa abrir a sua conta na Rico agora mesmo. O cadastro é rápido e gratuito. 

Este artigo foi útil para você? Então, deixe um comentário. 

Obrigado por ler até aqui!

Clique e abra sua conta na Rico

23/01/2019 11:57:00 • Atualizado em 09/12/2021 21:27:10
32 minuto(s) de leitura


O que é Tesouro IPCA, rendimento e liquidez

Saiba tudo sobre o que é Tesouro IPCA+ e por que a aplicação é considerada um dos melhores investimentos. O título oferece rendimentos super atrativos.


Compartilhar:
uma mão empilhando moedas em uma mesa de madeira. há uma calculadora e um vaso na mesa, em referência a o que é tesouro ipca

O Tesouro IPCA é um título público emitido pelo Governo.

Seu objetivo é captar dinheiro de investidores para o Governo investir em áreas como infraestrutura, saúde e segurança.

Ao aplicar nesse ativo, você estará emprestando dinheiro ao poder público. Em troca, ele paga uma taxa de juros que é híbrida. Ou seja, é uma combinação da inflação (IPCA) e de uma taxa prefixada.

Esse ativo pode ser utilizado em estratégias de médio e longo prazo.

Normalmente, o Tesouro IPCA é um investimento seguro e conservador. Afinal, ele é perfeito para manter o seu poder de compra no futuro. 

Mas se você for mais agressivo, é possível vender o título antes do vencimento em busca de rentabilidades maiores. Dessa forma, é possível ter mais rentabilidade do que diversas ações da Bolsa de Valores.

Vamos ajudá-lo a entender melhor esse investimento agora mesmo. Saiba o que é Tesouro IPCA+ e como ganhar dinheiro com ele.

  • O que é Tesouro IPCA
  • Tipos de Tesouro IPCA+
  • Quando Investir no Tesouro IPCA
  • Qual a Rentabilidade do Tesouro IPCA
  • Outros Tipos de Título do Tesouro Nacional
  • Investir em Tesouro IPCA ou Selic?
  • Simulador do Tesouro IPCA: Exemplos

Se tiver qualquer dúvida, deixe o seu comentário no final da página!

Boa leitura!


O que é Tesouro IPCA

Um homem à mesa com a mão no queixo e expressão pensativa em referência a o que é tesouro ipca
Na verdade, o Tesouro Direto não é um investimento em si.

O Tesouro Direto é um meio. Um sistema online que possibilita o acesso rápido e prático, por pessoas físicas, aos títulos públicos federais.

Esse programa foi criado em 2002 com o objetivo de democratizar os investimentos em títulos públicos.

Nesse sentido, ele é um sucesso, pois qualquer pessoa consegue aplicar a partir R$ 40.

O investimento, antes da concepção do Tesouro Direto, era intermediado por fundos de renda fixa que cobravam taxas de administração. Tratava-se de uma aplicação indireta, mas isso mudou, como o nome sugere.

Os títulos do Tesouro Direto são emitidos pelo Governo com o objetivo de captar dinheiro dos investidores para os seus projetos e empreendimentos.

Ele é extremamente seguro se você estiver disposto a resgatar o dinheiro no momento certo.

O Tesouro IPCA+ se diferencia de todos os outros títulos do Tesouro Direto porque ele é vinculado à inflação. Isso protege o seu capital com o passar dos anos e possíveis crises.

Em outras palavras, o tesouro IPCA+ é parte pós-fixadoIsto é, o seu rendimento deriva sobre um índice. 

Diferente do Tesouro LFT, o Tesouro IPCA+ mescla inflação e uma taxa fixa, tornando-o um híbrido entre pós-fixado e prefixado.

Esse título público possui um objetivo de longo prazo. Ou seja, se você busca um rendimento garantido acima da inflação ao longo dos anos, é o Tesouro IPCA+ que você comprará.

O que poucas pessoas vão falar para você é que esse título pode oscilar. E isso é muito bom.

No mercado, quando um ativo oscila, significa que existem momentos em que a cotação está acima do que você pagou, trazendo um lucro em caso de venda.

Neste caso, você pode esperar o ativo valorizar e conseguir um lucro muito bom, sem correr nenhum risco de perda.

Para isso é preciso fazer gestão ativa dos seus títulos do Tesouro Direito. 

valor de face do Tesouro Direto varia, tornando o seu investimento mais ou menos valioso.

Imagine que você comprou uma casa para alugar e ter uma renda extra. O valor do aluguel vai variar de acordo com o seu combinado com o locador. Mas essa casa está em um bairro que vive altos e baixos, fazendo o preço da casa subir e descer.

O Tesouro Direto é essa casa.

O aluguel é a sua rentabilidade e ele está fixado. Entretanto, o valor da casa é definido pelo mercado e caso você a venda, estará sujeito a essa cotação.

Assim como no Tesouro Direto, se você não vender em épocas de baixa, não existe prejuízo em si. Então, aplique no Tesouro IPCA+ se estiver disposto a levar o título até o vencimento.


Tipos de Tesouro IPCA+

Uma pessoa mexendo em uma calculadora em referência a o que é tesouro ipca
Existem dois títulos do Tesouro IPCA+ e cada um funciona de uma forma diferente.

O Tesouro IPCA+ rende conforme a sua taxa fixa e a variação da inflação. E isso é igual nos dois tipos de Tesouro IPCA.

A diferença é que um paga a rentabilidade apenas no vencimento e outro paga rentabilidade a cada seis meses.

Tesouro IPCA+ (NTN-B Principal)

Ele funciona exatamente como um investimento qualquer em renda fixa. Com o passar dos anos, os juros compostos multiplicam o patrimônio de uma forma previsível.

Ele é muito recomendado se você quer garantir uma boa aposentadoria, mantendo seu rendimento acima da inflação com o passar dos anos.

E caso você entenda um pouco de investimentos de renda fixa, essa é a melhor aplicação para você a médio prazo, esperando que a taxa Selic tenha tendência de baixa, para vender antes do vencimento.

Mas caso ela tenha tendência de permanecer igual ou subir, é recomendado investir no Tesouro Selic ou no Tesouro Prefixado.

Tesouro IPCA+ Juros Semestrais (NTN-B)

Esse título federal funciona de forma muito semelhante ao Tesouro IPCA+ comum. A sua diferença está no pagamento de juros antecipados, a cada seis meses.

Em vez de receber toda a rentabilidade na data de vencimento, ela é adiantada. Assim, você não precisa esperar até a data do vencimento para poder utilizar o rendimento da sua aplicação.

Pode ser uma ótima opção para quem precisa de uma renda extra ao longo dos anos, corrigida pela inflação mais uma taxa prefixada. É uma boa escolha levando em consideração os longos prazos de vencimento.

Algumas pessoas gostam de ter esses juros antecipados para reinvestir o dinheiro em outros ativos.

Todavia, se você não precisa desse rendimento a cada seis meses e não pretende reinvestir, o mais indicado deixar o rendimento aplicado no Tesouro NTNB Principal.

Dessa forma, o montante a ser resgatado no final do período será maior pela ação dos juros compostos.

Como ocorre a incidência do Imposto de Renda em cada cupom recebido, a rentabilidade tende a ser menor do que o Tesouro IPCA+ comum.

A alíquota é regressiva como em todos os investimentos. No primeiro pagamento, ela será de 22,5% até chegar em 15%, acima de 720 dias de aplicação.

Clique e abra sua conta na Rico

Quando Investir no Tesouro IPCA+

Uma mulher à mesa mexendo no notebook em referência a o que é tesouro ipca

De acordo com a cotação do mercado, que oscila devido a fatores macroeconômicos como a inflação, Selic e até mesmo fatores políticos, esse título pode registrar maior ou menor rentabilidade.

Quando acontecem eventos que derrubam a cotação, não venda o título. Lembre-se: não existe prejuízo se você continuar com o título em mãos.

Então qual é o melhor momento para adquirir o Tesouro IPCA+?

É muito importante evitar o efeito manada.

O que todos sentiram quando os áudios vieram à público? Incerteza política e econômica. E isso faz com que as pessoas queiram proteger o que é seu.

Ou seja, elas passaram a encerrar posições no Tesouro Direto e no mercado de ações como um todo.

Pessoas que nem sabiam o que era circuit breaker viram ele entrar em cena duas vezes nesse dia.

E o que acontece quando muitas pessoas deixam de comprar um título? No caso das ações, elas perdem o valor.

Com títulos públicos, o efeito é inverso, a taxa de juros aumenta.

Então, quem tinha um título IPCA+ antes que pagava, por exemplo 8%, viu no dia 18 de maio de 2018 que os novos títulos estavam pagando uma taxa superior a essa.

Ou seja, existia a oferta de Tesouro IPCA+ mais lucrativo, logo, o que ele tinha em mãos estava desvalorizado.

Esse foi um ótimo dia para adquirir papéis com um valor de face atrativo. Eles pagavam uma taxa mais alta por um valor menor. 

E enquanto acontecer mais baixas da Selic, os títulos de longo prazo prefixados mais antigos vão se valorizar.

Qual a Rentabilidade do Tesouro IPCA

O Tesouro IPCA+ normalmente traz rendimentos bem acima do CDI, justamente porque são títulos de longo prazo.

Hoje, dia 20 de dezembro de 2018, o Tesouro IPCA+ com vencimento para 2023 rende 4,57% + IPCA. Com a inflação controlada em 4,05% a.a, a rentabilidade real desse ativo é de 7,48% com o desconto do IR.

Isso representa pelo menos 1% mais do que o CDI.

Trata-se de uma ótima rentabilidade, tendo em vista que a Selic está em seu nível histórico mais baixo. 

Você pode conferir abaixo outros títulos do Tesouro IPCA + com vencimentos e taxas de rentabilidade diferentes.

tesouro ipca
tesouro ipca2
Tela capturada dia 20/12/2018 na plataforma da Rico

Perceba como a rentabilidade gira em torno de 4,57% até 5,03% + o IPCA.

Caso a taxa básica de juros suba, a tendência é que os títulos passem a pagar taxas prefixadas melhores. 

Como dito, com esse título, você sempre estará a frente da inflação, não importa se o país atravessa uma crise ou não. 

Outros Tipos de Título do Tesouro Nacional

O Tesouro Direto se destaca por ser versátil. Ele conta com mais dois tipos de títulos que podem funcionar a curto ou a longo prazo. 

Tesouro Selic (LFT)

Caso você busque garantir uma rentabilidade segura que renda exatamente a taxa básica de juros, a Selic, o Tesouro Selic é a melhor opção.

É uma ótima forma de investir com a certeza de que terá uma rentabilidade muito próxima a 100% do CDI (principal referência de rentabilidade da renda fixa).

A sua característica fundamental é a agilidade.

Quando você quer aplicar, mas não sabe se vai precisar do dinheiro de forma emergencial, essa é a melhor opção.

Você resgata o Tesouro Selic e ele torna-se dinheiro em sua conta mais rápido do que a maioria dos outros concorrentes. Essa característica se chama liquidez diária.

Prefixados (LTN)

Esse título, diferentes dos outros, não é atrelado a nenhum outro índice. A sua taxa de juros não varia após ser adquirido. Você sabe exatamente quanto resgatará no final da validade do ativo.

Por exemplo, se taxa do Tesouro Prefixado for 10% ao ano. Ele vai render exatamente 10% ao ano até a data de vencimento.

Em um contexto econômico com queda de juros, como o atual, a melhor opção é não depender da taxa Selic ou IPCA, pois eles vão cair e levar junto a rentabilidade dos títulos dos títulos pós-fixados.

Então, esse é um título simples que não trará nenhuma surpresa a médio e longo prazo.

Assim como o Tesouro IPCA+, o título público prefixado também pode oscilar em sua marcação a mercado de forma negativa ou positiva até a data do vencimento.

Se você não vender a aplicação antes do prazo, não tem nenhum problema.

Então, sempre compre esses títulos com a perspectiva de mantê-los até a data de vencimento ou pelo menos até a cotação ser positiva para a venda.

O prefixado é mais indicado quando a taxa de inflação parece estar controlada, com tendência de manter-se baixa por um longo período de tempo, como agora com a economia mais ‘fria’.

No entanto, também é o título mais arriscado porque ele congela a taxa e se a inflação disparar, você pode perder poder de compra.

Uma vez que a taxa Selic e a inflação estiverem em baixa, as taxas prefixadas também estarão. E se elas subirem, os novos títulos entregarão taxas mais atrativas que a sua, baixando o valor de face caso você queira vender o seu título.

Prefixados com juros semestrais (NTN-F)

Esse título é idêntico ao anterior, sua única diferença é que ele paga um cupom de juros a cada 6 meses.

Ou seja, é uma forma de conseguir complementar a renda até a data do vencimento.

Se você possui um bom patrimônio aplicado e já está pensando em se aposentar, pode ser uma boa opção contar com os juros semestrais.

No entanto, se você ainda está no começo da carreira e ainda precisa construir seu patrimônio, o mais indicado é comprar o título sem juros semestrais para aumentar o seu rendimento com o passar dos anos, por meio dos juros compostos.

Na data de vencimento, o investidor recebe o valor do último cupom de juros mais a diferença entre o valor pago pelo título e o valor atual de mercado.

Investir em Tesouro IPCA ou Selic?

Você pode estar em dúvida sobre qual é o melhor investimento para você.

Apesar de ambos fazerem parte do Tesouro Direto, suas características são muito distintas.

A grande questão a ser feita é: qual é o seu objetivo financeiro?

Se você ainda não sabe, recomendamos que faça uma lista de prioridades. Assim, você evitará de ter um objetivo atrapalhando outro.

Por exemplo, se você nunca investiu, o mais recomendado é aplicar no Tesouro Selic a fim de ter uma reserva para emergências.

Para esse e qualquer outro objetivo de curto prazo, o mais recomendado é investir no Tesouro Selic.

No entanto, se busca realizar sonhos de longo prazo, você vai precisar de mais planejamento. Neste caso, o melhor investimento para você é o Tesouro IPCA+.

Então, se a sua meta for viver de renda, se aposentar, trocar de casa, pagar a faculdade dos filhos, invista no Tesouro IPCA.


Tesouro IPCA: Como Investir

Uma mulher com blusa de frio em um café mexendo no celular em referência a o que é tesouro ipca
Agora que você sabe o que é Tesouro Direto IPCA e que ele pode variar, veja como aplicar.

Aposto que mesmo sem esse guia sobre o que é Tesouro Direto, você conseguiria aplicar em títulos públicos.

Afinal, esse é o objetivo do programa Tesouro Direto, implementado pelo Tesouro Nacional: popularizar e facilitar o acesso aos produtos de investimento.

Então, em poucas linhas, vamos mostrar como você pode investir pela internet em pouco tempo.

Crie uma conta na Rico

Você precisa de uma corretora que ofereça taxa zero para investir no Tesouro Direto. Isso faz diferença na sua rentabilidade.

A Rico é uma delas. Crie sua conta agora mesmo em alguns minutos para visualizar nossa plataforma de investimentos e tirar suas dúvidas na InvesTV.

As corretoras são a melhor forma de acessar o mercado de capitais.

Então, escolha a Rico pela sua plataforma digital e acompanhamento de especialistas para ajudá-lo a investir.

Observe também a diversidade de produtos oferecidos e a qualidade do atendimento.

Criar sua conta é grátis! Depois de clicar nesse botão, será preciso inserir alguns dados como CPF, data de nascimento, usuário para login senha e outras informações. É rápido terminar o cadastro.

Transfira dinheiro para sua conta

Então, você pode transferir o valor que deseja começar a aplicar. O Tesouro Direto pode ser comprado a partir de R$ 30.

Deve ser feito um TED da sua conta no banco (tem que ser da mesma titularidade) para sua conta na corretora.

Escolha a melhor opção de Tesouro Direto para seu objetivo

Depois de ler esse guia, você precisa escolher o mais adequado segundo o seu planejamento financeiro. 

Selecione a opção Tesouro Direto no Menu como na imagem a seguir.

menu tesouro

Então, você entrará nessa tela e poderá ver suas opções disponíveis (elas podem mudar com o passar do tempo).

Simule e compare elas de acordo com a sua necessidade de investimento. 

Quanto menor a liquidez e maior o prazo, maior a rentabilidade.

lista de titulos
Dados de 20/12/2018

Defina um valor e compre

Depois disso, basta selecionar o valor e inserir sua assinatura eletrônica para comprar o ativo.

comprar ipca

Parabéns! Agora você é um investidor.

Você possui uma ótima saúde financeira e está garantindo o seu futuro, tornando-se cada vez mais rico com o passar dos dias.

Simulador do Tesouro IPCA: Exemplos

É muito importante que você simule os seus investimentos antes de aplicar.

Dessa forma, você evita surpresas e consegue visualizar quanto seu dinheiro pode render, ainda antes de investir.

Na plataforma da Rico, você pode simular qualquer título do Tesouro Direto. Basta selecioná-lo e colocar um valor para a simulação.

Veja alguns exemplos de simulações com o Tesouro IPCA+:

simulacoes tesouro ipca
simulacoes tesouro ipca 2
Dados de 20/12/2018

Perceba como a taxa de rentabilidade anual foi bem semelhante entre os títulos, no entanto, apesar do valor de investimento inicial ser o mesmo, o rendimento líquido tende a ser muito mais alto quando o prazo de vencimento é maior.

Lembre-se: ao investir em um título de longo prazo, você deve estar disposto a levar o investimento até o vencimento.

Se você deseja construir a sua aposentadoria, você pode usar a calculadora de juros compostos do Banco Central que permite a simulação de aplicações mensais.

Investindo R$ 1.000 ao mês durante 20 anos, com o rendimento mensal de 0,65%, você teria o total de R$ 578.328,49.

Esse valor, caso investido no Tesouro IPCA+ com pagamentos de juros semestrais, traria o equivalente a um rendimento mensal de R$ 3.759,13.


Conclusão

Uma mulher em um café mexendo no celular em referência a o que é tesouro ipca
Pronto para investir no Tesouro IPCA+?

Não há dúvidas que esse investimento é perfeito para sair da poupança e outros ativos de baixo rendimento.

No entanto, para conseguir uma rentabilidade superior ao CDI, você precisa estar atento para o melhor momento da economia.

Quando a taxa Selic está em alta, mas com sinais de que vai sofrer cortes, comprar o Tesouro IPCA pode ser bom pela possível valorização da marcação a mercado.

E quando a Selic está sofrendo cortes, o melhor negócio é garantir um rendimento pós-fixado que retorne 100% do CDI, como o Tesouro Selic.

Assim, caso queira realocar os seus investimentos de acordo com as oportunidades, você deve ficar atento ao momento de mercado para fazer o movimento mais lucrativo.

Continue aprendendo sobre Tesouro Direto e Renda fixa em nosso blog:

Muitas pessoas acreditam que o melhor momento para o Tesouro Selic é quando a Selic está em alta. Isso é um engano.

O melhor momento para o Tesouro Selic é quando você precisa criar uma reserva de emergência ou quando a Selic está em baixa e a inflação está controlada, possibilitando uma taxa real (descontado o IPCA) mais positiva.

Você deve comprar títulos prefixados quando as taxas estão altas, pois a tendência é que elas desçam.

E quando elas concretizarem a tendência, você encerra a sua posição no ano e muda para os pós-fixados.

Assim, você vai aproveitar a revalorização da taxa em vez de perder dinheiro nesse movimento.

Ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário logo a seguir!

Obrigado por ler até aqui!

Clique e abra sua conta na Rico

11/01/2019 21:21:40 • Atualizado em 10/12/2021 01:55:22
23 minuto(s) de leitura


Tesouro Direto: Preços e taxas para investir com rentabilidade

O Tesouro Direto está entre os melhores investimentos da renda fixa, mas quanto custa para aplicar? Aprenda tudo sobre os preços do Tesouro Direto e veja como obter os melhores rendimentos em 2019.


Compartilhar:
Uma mulher mexendo no tablet em referência ao tesouro direto preços

É possível investir no Tesouro Direto com valores acessíveis. Mas qual o valor ideal que você deve investir para ter mais rentabilidade?

Conhecer o preço do Tesouro Direto é essencial para quem deseja fazer bons investimentos em 2019.

Afinal de contas, ele indica o valor necessário para você começar a investir e fazer o seu dinheiro render.

Mesmo que o Tesouro Direto seja um ativo de renda fixa, os preços e taxas variam diariamente por conta das expectativas dos investidores.

Então, este conhecimento pode mostrar qual o melhor momento para fazer as suas compras ou vendas com lucratividade.

Tenha em mente que os títulos públicos podem ser bons ativos tanto para manter na sua carteira, quanto para montar uma estratégia na renda fixa.

Neste artigo, você vai aprender tudo em relação ao preço do Tesouro Direto para iniciar os seus investimentos ainda hoje:

  • Como saber os preços do Tesouro Direto hoje
  • O que é o preço unitário do Tesouro Direto?
  • Quais são as taxas para investir no Tesouro Direto em 2019?
  • Taxas para resgatar títulos do Tesouro Direto
  • Como escolher o melhor título do Tesouro Direto para você
  • Comece a investir no Tesouro Direto em 4 passos simples

Se você tiver qualquer dúvida, deixe um comentário no final da página.

Boa leitura!

Como Saber os Preços do Tesouro Direto Hoje

Um homem no sofá olha para o notebook na mesa à sua frente em referência ao tesouro direto preços
A taxa dos títulos está elevada, pois as previsões para o Brasil estão positivas

O preço do Tesouro Direto é definido pelas expectativas quanto aos juros futuros no Brasil para os próximos anos.

Esta precificação demonstra como os investidores enxergam o cenário atual e as possíveis mudanças para o futuro.

Desta forma, se há expectativa de que a taxa Selic irá subir nos próximos anos, o mercado exige maior recompensa para deixar o dinheiro investido, pois o risco aumentou.

Como resultado, o preço do Tesouro Direto cai e a rentabilidade sobe. Caso a tendência dos juros seja de baixa, ocorre a relação inversa entre rendimento e valor do papel.

Para acompanhar os valores diários, basta acessar este link ou possuir uma conta em uma corretora de valores, como a Rico.

Na segunda opção, você pode conferir e já investir. Nos próximos tópicos, vamos mostrar como começar passo a passo.

Indexados ao IPCA

O preço do Tesouro Direto atrelado ao IPCA é atualizado diariamente. Então, não é possível ter uma previsão exata do valor do próximo dia.

Assim, você pode fazer uma estimativa com base no histórico em um curto período de tempo, pois a curva de juros costuma ter movimentos menores do que os visto na bolsa de valores.

Ao mesmo tempo, o preço do Tesouro Direto IPCA+ é influenciado pelo seu prazo de vencimento, de forma que, quanto maior ele for, mais sensível será frente às variações.

Este movimento pode ser visto pela tabela abaixo:

 Tesouro IPCA+Tesouro IPCA+ 2045
DataTaxa de rentabilidade (%)Preço do título (R$)Taxa de rentabilidade (%)Preço do título (R$)
2/1/185,062.176,085,44693,93
1/6/185,312.218,455,68676,41
3/12/184,752.411,315,06834,32
28/12/184,482.451,815,03842,62
Preços e rendimentos do Tesouro IPCA+ – Fonte: Tesouro Nacional

A tabela mostra o início de 2018 com perspectivas positivas. Já dia 01/06/18 representa a greve dos caminhoneiros. A próxima data se refere à vitória de Jair Bolsonaro. E, por fim, as previsões animadoras para 2019.

Note que o título com vencimento em 2045 obteve variação de R$ 148,00 em apenas um ano, equivalente a 21% sobre seu preço.

Enquanto que o papel que vence em 2024 resultou em uma diferença de R$ 275,73, que representa 11,24% de oscilação.

Além disso, o Tesouro IPCA+ com vencimento para 2045 variou mais em relação à taxa de rentabilidade oferecida. Portanto, é necessário ficar atento antes de investir.

Prefixados

Assim como no título anterior, o preço do Tesouro Direto Prefixado é determinado pelas previsões das taxas de juros futuras.

O efeito pode ser visto na tabela a seguir, onde consideramos as mesmas datas abordadas no Tesouro IPCA+.

 Tesouro Prefixado 2019Tesouro Prefixado 2023
DataTaxa de rentabilidade (%)Preço do título (R$)Taxa de rentabilidade (%)Preço do título (R$)
2/1/186,77936,039,87622,14
1/6/186,68962,3510,41632,50
3/12/186,39995,008,98701,45
28/12/186,54999,488,51718,12
Preços e rentabilidades do Tesouro Prefixado – Fonte: Tesouro Nacional

No Tesouro Prefixado com vencimento em 2019, a variação no ano foi de R$ 63,45, equivalente a 6,77%.

Já o título, com resgate em 2023, sofreu oscilação de R$ 95,98, que representa 15,30% em 2018.

Outro ponto de atenção é a taxa de rentabilidade. Note que o ativo com data de vencimento maior apresentou mais de 1% de queda durante o ano.

Já o que possui prazo para 2019 variou menos de 0,50% no mesmo período de tempo.

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é o único título que não é precificado conforme os juros futuros. Assim, o seu preço só cresce com o tempo.

Porém, a taxa de rentabilidade sofre oscilações de acordo com o movimento da taxa Selic.

Caso o Copom decida subir este indicador, o rendimento do Tesouro Selic aumenta. Do contrário, ocorre o movimento inverso.

Assim, durante os períodos de taxa Selic alta, este título paga rendimentos na mesma proporção.

Como o preço do Tesouro Direto Selic não oscila diariamente, ele pode ser considerado como um investimento estável e recomendável para quem deseja investir em qualquer prazo.

O que é o Preço Unitário do Tesouro Direto?

Este é o preço (PU) do Tesouro Direto equivalente a uma unidade de um título público, por exemplo, para adquirir o papel atrelado à taxa Selic com vencimento em 2023, o valor ficou em R$ 9.878,85 no dia 28 de dezembro de 2018.

No entanto, você pode adquirir apenas uma fração do título.

Quais São as Taxas para Investir no Tesouro Direto em 2019?

Antes de investir, é fundamental conhecer o preço do Tesouro Direto no dia da compra, pois ele mostra o quanto você necessita desembolsar para começar.

Mesmo que este investimento seja ofertado sobre o seu PU, é possível aplicar com valores menores, isto é, você pode adquirir alíquotas de, no mínimo, 1% do todo.

Então, de acordo com o exemplo anterior, com preço unitário de R$ 9.878,85, o aporte inicial é de R$ 98,79.

Atualmente, o valor mínimo é de aproximadamente R$ 30,00. Por isso, os títulos públicos costumam ser vistos como investimentos acessíveis a todos os investidores.

O preço do Tesouro Direto em 2019 depende de diversos fatores, como as ações do novo governo, medidas econômicas adotadas e do desenvolvimento do país.

Portanto, é necessário acompanhar os próximos movimentos e começar o quanto antes.

Na tabela abaixo, veja o preço do Tesouro Direto dos títulos disponíveis na Rico:

preco tesouro direto taxas
Títulos disponíveis na Rico para você investir hoje

De forma geral, caso sejam aprovadas as reformas estruturais, por exemplo, a da previdência, a tributária e a política, é possível que o preço do Tesouro Direto aumente.

Este comportamento pode ser explicado pela diminuição do risco Brasil. Assim, os investidores precificam taxas menores. Mas, ganham com a valorização do ativo.

Quanto ao Tesouro Selic, independente do comportamento do indexador, o seu preço unitário sempre aumenta. Por isso, este pode ser um bom momento para começar.

Tenha em mente que mesmo com a subida do preço unitário e a queda da taxa de rentabilidade, ao manter o seu título até a data do vencimento, você receberá conforme o pactuado na compra.

Então, acompanhar o preço do Tesouro Direto tende a ser uma boa estratégia para a marcação a mercado, que compreende na venda antecipada. E para identificar o momento de entrada em um papel. 

Taxas para Resgatar Títulos do Tesouro Direto

Um notebook, uma caneta e papéis sobre uma mesa de escritório em referência ao tesouro direto preços
Com a estratégia certa, é possível obter bons rendimentos

Há um preço do Tesouro Direto para a venda.

Então, antes de fazer o resgate antecipado do seu título, você precisa conhecer este valor. Do contrário, é possível acarretar perdas.

Para o ativo atrelado à taxa Selic, vender antes do prazo não caracteriza em rendimentos líquidos negativos. Por isso, ele costuma ser recomendado às pessoas que querem sair da poupança.

Nos demais títulos, ao solicitar o resgate antecipado, há a taxa de 0,15% sobre o PU do dia.

Além disso, há a taxa de custódia referente ao ano, ela totaliza 0,25%. Depois dela, temos a alíquota do Imposto de Renda (IR) regressiva, que segue a tabela abaixo:

Prazo de aplicação Alíquota IR (%)
Até 180 dias22,50
De 180 até 365 dias20,00
Entre 365 e 720 dias17,50
Acima de 720 dias15
Tabela do Imposto de Renda (IR) – Fonte: Receita Federal

Ao conhecer estas taxas, perceba que a marcação a mercado pode ser uma boa alternativa. Mas, ela é considerada como uma estratégia para investidores avançados e agressivos.

Portanto, o ideal é manter os títulos na sua carteira até o vencimento e receber os rendimentos conforme acertado no momento da compra.

Como Escolher o Melhor Título do Tesouro Direto Para Você

Começar a investir no Tesouro Direto não é uma tarefa fácil, principalmente, se esta é a sua primeira vez no mercado financeiro.

Para ajudá-lo, utilizamos o nosso Simulador de Investimentos para você escolher o melhor título e iniciar ainda hoje. Veja:

Simulação para curto prazo com rentabilidade

Ao investir R$ 1 mil no prazo de apenas um ano em dois títulos com vencimento em cerca de 3 anos, os resultados foram:

preco tesouro direto curto prazo
preco tesouro direto curto prazo resultado
Simulação Tesouro Direto no curto prazo – Tela capturada em 31/12/18

Perceba que o Tesouro Prefixado obteve maior rendimento no ano. Isso se deve à expectativa de redução dos juros futuros no médio prazo. 

Apesar de que o Tesouro Selic mostrou retorno menor, veja que para um período de tempo mais elevado, o cenário inverte.  

Simulação para médio prazo com rentabilidade

O investimento de R$ 1 mil nos três diferentes títulos disponíveis no mercado no prazo de 3 anos. Assim, os resultados foram: 

preco tesouro direto medio prazo
preco tesouro direto medio prazo resultado
Simulação Tesouro Direto no médio prazo – Tela capturada em 31/12/18

Note que o Tesouro Prefixado trouxe o melhor resultado, tanto no rendimento do período, quanto no ano. 

A rentabilidade do título atrelado ao IPCA foi semelhante quando comparado ao Tesouro Selic. 

Os desempenhos podem ser explicados devido à previsão de alta na inflação e também a queda nos juros. 

Mas, perceba que em todos os casos, os rendimentos foram bastante atrativos e condizentes com o mercado. 

Simulação para longo prazo com rentabilidade 

Ao investir R$ 1 mil em um título público com prazo acima de 5 anos, o resultado foi:

preco tesouro direto longo prazo
preco tesouro direto longo prazo resultado
Simulação Tesouro Direto para o longo prazo – Tela capturada em 31/12/18

Veja que o rendimento foi acima de 600%, ou seja, o valor investido multiplicou mais de 8 vezes durante todo o período.

Além disso, o retorno anual previsto é de cerca de 120% do CDI, ou seja, ficou acima da média do mercado. 

Comece a Investir no Tesouro Direto em 5 Passos Simples

Um homem e uma mulher sentados na grama olhando para um notebook que ela segura em referência a tesouro direto preços
Siga estes passos e comece o ano com o pé direito

Depois de conhecer o preço do Tesouro Direto e perceber que é possível começar com valores abaixo de R$ 50,00, você deve estar curioso em como começar, não é mesmo?

Então, preparamos um passo a passo completo e simples para você fazer o seu primeiro investimento agora. Siga-o:

Passo 1: Abra a sua conta

Para investir no Tesouro Direto, você precisa ter uma conta em uma corretora de valores, como a Rico.

O cadastro compreende em informar os seus dados pessoais, como nome e CPF. Em seguida, basta criar um login e senha.

Passo 2: Transfira

Recebeu o nosso retorno por e-mail? Agora, é só transferir o valor equivalente ao preço do Tesouro Direto da sua conta bancária para a conta da corretora.

Lembre-se que a operação deve ser um TED de mesma titularidade. Em cerca de 30 minutos, os recursos já estarão disponíveis para investir.

Passo 3: Escolha

Entre na sua plataforma de investimentos e clique na opção Tesouro Direto. Aqui, você encontra todos os títulos disponíveis para investir hoje.

Agora, basta seguir as dicas deste artigo e escolher o título ideal para a sua carteira.

Lembre-se de que o mercado do Tesouro Direto é aberto de segunda a sexta-feira das 9:30 às 18 horas.

Mesmo assim, você pode investir a qualquer momento. Caso esteja fora do horário citado acima, a operação será feita no próximo dia útil.

Passo 4: Compre

Encontrou o título perfeito para você? Então, clique em Comprar. Em seguida, informe o valor de investimento e a sua assinatura eletrônica. Clique novamente em Comprar.

Pronto! Você acaba de investir no Tesouro Direto. A partir deste momento, o seu dinheiro começou a render de verdade.

Conclusão

Uma mulher, um homem e uma criança nos ombros do homem correm em um gramado
Abra a sua conta na Rico e comece a investir em títulos públicos agora mesmo!

O preço do Tesouro Direto muda diariamente conforme o andamento do cenário brasileiro, como as eleições presidenciais de 2018 e a greve dos caminhoneiros.

Antes de investir, é fundamental conhecer esta variável, além de focar apenas no rendimento.

Caso contrário, uma estratégia de venda antecipada pode ser arruinada ou você pode acabar comprando um título na hora menos apropriada.

Para 2019, o preço do Tesouro Direto dependerá do risco oferecido pelo Brasil aos seus investidores. O fechamento de 2018 indicou expectativas positivas, ou seja, os valores dos papéis tendem a cair.

Desta forma, este pode ser um bom momento para começar a investir e obter rendimentos satisfatórios, principalmente, no médio e longo prazos.

Se você quer aproveitar estas oportunidades, basta abrir a sua conta na Rico agora mesmo. O cadastro é simples e rapidinho!

Gostou deste artigo? Então, deixe um comentário.

Obrigado por ler até aqui!

Bons investimentos!

Continue a aprender sobre títulos públicos com estes outros artigos do nosso blog:

Clique e abra sua conta na Rico

07/01/2019 20:55:21 • Atualizado em 21/11/2022 13:57:13
29 minuto(s) de leitura


NTN-B [Tesouro IPCA+]: Qual a rentabilidade e como investir

Você sabe como funciona a NTN-B? Conheça tudo sobre o título Tesouro IPCA+, uma das alternativas mais atrativas fazer seu dinheiro render em 2019.


Compartilhar:

A NTN-B é um título do Tesouro Direto que também é conhecido como o Tesouro IPCA+ com juros semestrais.

Ele é recomendado para pessoas que desejam receber o seu rendimento a cada 6 meses.

Com a taxa Selic no mais baixo nível histórico, esse investimento tem garantindo uma boa rentabilidade acima do CDI e da inflação.

O seu rendimento está variando entre 4,57% e 4,98%, mais o valor da inflação. Essa variação de rentabilidade acontece dependendo do prazo de vencimento. Quanto maior o prazo, maior tende a ser a rentabilidade. Os dados usados neste artigo são de dezembro de 2018.

Assim, o Tesouro NTN-B é perfeito para garantir o seu poder de compra no futuro já que ele sempre tem uma performance superior a inflação. 

Porém, antes de aplicar, é importante que você conheça as características do Tesouro IPCA+ com juros semestrais e avaliar se essa aplicação pode ser utilizada na sua estratégia de ganhos. 

Para isso, preparamos um guia completo sobre este título público para você investir com rentabilidade e segurança agora mesmo. Você vai entender:

  • O que é NTN-B?
  • Características do Tesouro IPCA+ com juros semestrais
  • Qual a rentabilidade do Tesouro Direto?
  • Simulador de rendimentos da NTN-B e qual o melhor título do Tesouro
  • NTN-B ou NTN-B Principal? Veja qual é a melhor
  • Taxas e impostos
  • Quais são os riscos e como minimizá-los?
  • Saiba como investir em NTN-B agora mesmo

Se você tiver qualquer dúvida, deixe um comentário no final da página. 

Boa leitura!

O Que é NTN-B?

ntnb o que e
A NTN-B é um investimento atrelado ao IPCA

NTN-B é um título público emitido pelo governo que tem taxa de rentabilidade indexada à inflação. A sigla NTN-B significa Notas do Tesouro Nacional Série B.

Muitos investidores utilizam o papel como forma de proteger o dinheiro e manter o poder de compra no futuro. 

Desde 2015, para facilitar na compreensão dos nomes dos títulos, a NTN-B passou a ser chamada de Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais

Diferenças entre NTN-B e NTN-B Principal

O Tesouro IPCA+ com juros semestrais (NTN-B) é muito semelhante ao Tesouro IPCA+ (NTN-B Principal). 

A sua maior diferença está no pagamento antecipado de juros. A NTN-B possui os cupons de pagamento semestral.

Assim, ela é mais indicada para quem deseja ter uma renda mensal. Pode ser uma ótima opção para aposentados.

A NTN-B também pode ser ótima para quem deseja reinvestir o seu rendimento em outros ativos. Dessa forma, é possível rebalancear a carteira com outros investimentos.

Já a NTN-B principal é indicada para quem deseja ter efeito total dos juros compostos ao longo do tempo. Afinal, quanto mais tempo ficar investido o dinheiro, mais juros ele pagará.

Características da NTN-B – Tesouro IPCA+ Com Juros Semestrais

ntnb caracteristicas
Os cupons semestrais são os maiores atrativos deste título

Antes de investir em NTN-B, você precisa conhecer quais são as suas características. Desta forma, é possível avaliar se ela é uma boa opção para os seus investimentos.

Abaixo, listamos os pontos que você deve considerar no momento da escolha. Confira:

  • Este título costuma ter data de vencimento mais longa. Se você está investindo com um objetivo para o futuro, como alcançar o primeiro milhão ou aposentadoria, a NTN-B pode ser uma excelente alternativa.
  • A sua rentabilidade é atrelada ao IPCA. Então, esse título protege e reajusta o seu dinheiro em valores atualizados com o período de resgate.
  • Este papel paga cupons de rendimentos. Assim, é gerado um fluxo de caixa na sua carteira, ideal se você quer viver de renda.
  • A NTN-B é uma renda fixa muito acessível. Você pode começar a investir nela com pouco dinheiro. Mas lembre-se que quanto mais você investir, maior será sua rentabilidade. Por isso, o ideal é que você se organize para ter uma quantia mensal dedicada para os seus investimentos.
  • É possível ganhar muito dinheiro com a venda antecipada deste título.
  • A NTN-B é considerado um dos investimentos mais seguros do país.

Qual a Rentabilidade do Tesouro Direto

ntnb rendimento
O rendimento do Tesouro IPCA+ varia de acordo com o IPCA do período

A NTN-B é um título de rentabilidade híbrida, ou seja, ele tem uma parte fixa e a outra utiliza o IPCA (valor da inflação), que por sua vez, é um indexador da economia. 

Desta forma, você recebe a variação da inflação mais uma taxa, que são acordadas no momento da compra, por exemplo, IPCA + 4,0%. Então, até a data do vencimento, o retorno será de 4,0% acima da inflação.

Com essa forma de rendimento, a NTN-B gera ganhos reais.

Ao utilizar o exemplo acima, os juros reais são de 4,0%. Ou seja, o indexador não vai desvalorizar o seu dinheiro

Além disso, este papel gera cupons de rendimentos a cada seis meses. Assim, você receberá retornos dele durante o período de investimento. 

Este valor pode ser utilizado tanto para as suas necessidades, quanto para o reinvestimento na NTN-B ou em qualquer outro ativo.

Considere também, que ao investir neste papel, você terá apenas uma previsão de ganhos. Isso acontece porque o IPCA sofre variações ao longo do tempo. 

Resumidamente, se a inflação cai, o rendimento da NTN-B também diminui.

Simulador – Calcule Seus Rendimentos ao Investir em NTN-B

ntnb simulacao
Conheça o rendimento da sua NTN-B com o nosso Simulador de Investimento

Agora que você já conhece como funciona a rentabilidade da NTN-B, chegou a hora de ver na prática o comportamento deste título. 

Para isso, utilizamos o nosso Simulador de Investimentos e o comparamos a alguns contextos que devem ser observados.

Estes são apenas exemplos ilustrativos para fins didáticos, pois, as taxas do Tesouro Direto estão sujeitas a alterações diárias. 

1. Qual é o Prazo de investimento

Entre as características do Tesouro IPCA+ Com Juros Semestrais, está o prazo de vencimento. Para você entender melhor o seu efeito, simulamos dois destes títulos. 

O primeiro vence em 2026 e o segundo em 2050. A aplicação escolhida foi de R$ 1.000 para cada um.

simulador tesouro ntnb
simulador tesouro ntnb 2

Simulação de NTN-Bs de diferentes prazos de vencimentos – Tela capturada em: 24/12/18

De acordo com o resultado da simulação, o rendimento anual do título que vence em 2050 é maior. Geralmente, quanto maior o prazo, mais rentável será o papel. 

Além disso, note que a valorização no período atingiu 986,69% para a NTN-B com prazo para 2050. A diferença supera os 900% entre as duas. 

Ao avaliar os resultados anuais, ambos são excelentes opções de investimentos. Já imaginou fazer o seu dinheiro render mais de 69% em menos de dez anos, de forma segura?

2. NTN-B x LFT: Qual é Melhor?

Agora, vamos fazer a comparação de uma aplicação de R$ 1.000 entre uma NTN-B e a LFT (também conhecida como Tesouro Selic) com prazos de 2026 e 2023, respectivamente.

simulador tesouro ntnb 3
simulador tesouro ntnb 4

Simulação de NTN-B x LFT – Tela capturada em: 24/12/18

Diante dos resultados, perceba que o Tesouro IPCA+ Com Juros Semestrais rendeu 44,55% a mais que o Tesouro Selic no período.

A explicação vem do fato da taxa de rentabilidade ser um pouco maior para a NTN-B e também pelas projeções da inflação e da taxa Selic para o futuro. 

Quanto aos rendimentos, a LFT leva vantagem por possuir liquidez diária, ou seja, você pode resgatar os lucros sempre que quiser.

Assim, você não precisa esperar pelos cupons semestrais. Porém, em questão de ganhos líquidos, a NTN-B ainda é mais atrativa. 

Para ter segurança e lucratividade, o ideal é diversificar os seus investimentos, pois assim, você diminui os riscos.

NTN-B Ou NTN-B Principal? Veja Qual é Melhor Para Você

ntnb ou ntnb principal
Os dois papéis são excelentes alternativas de investimento

Geralmente, isso causa dúvidas na hora de investir, pois, as diferenças deles são pequenas. 

Como dito, a NTN-B Principal também é conhecida como Tesouro IPCA+. Neste caso, ela não paga cupons de rendimento semestrais. 

Assim, você só terá acesso aos seus retornos na data do vencimento. Se você está investindo para o longo prazo e não precisará do dinheiro, então este papel pode ser uma excelente alternativa. 

Já a NTN-B é mais indicada para as pessoas que necessitam de fluxo de caixa constante na carteira ou que utilizam os rendimentos durante o período de aplicação. 

Em relação aos ganhos, ambos são atrativos na modalidade da renda fixa. 

O Tesouro Direto IPCA+ sempre terá um rendimento total superior.

Isso ocorre devido a forma de tributação destes títulos. Na NTN-B Principal, a cobrança é feita apenas na data do vencimento.

Para a NTN-B, a cada cupom há a incidência de taxas. No próximo tópico, vamos mostrar como ela é feita de forma detalhada. 

Na rentabilidade anual, os títulos têm desempenho semelhante. Porém, no longo prazo a diferença é mais acentuada. 

A finalidade dos dois é a mesma, que é proteger o seu dinheiro da inflação. Então, para decidir entre eles você deve avaliar quais são os seus objetivos como investidor e a sua estratégia de ganhos. 

Taxas e Impostos da NTN-B

ntnb taxas
A tributação do IR é diferente em relação aos demais títulos

Antes de investir em NTN-B, um dos pontos principais é conhecer quais são as taxas e os tributos a que ela está sujeita.

Como sabemos, estes custos podem comprometer parte dos rendimentos deste título. 

Confira abaixo quais são as taxas para aplicar em NTN-B: 

1. IOF

O IOF é o Imposto sobre Operações Financeiras. Ele incide apenas nos primeiros trinta dias da aplicação. Caso você solicite o resgaste neste período, a sua NTN-B estará sujeita a esta cobrança. 

2. Taxa de custódia

A taxa de custódia é cobrada pela BM&F Bovespa a cada seis meses. A sua finalidade é a guarda dos títulos e a segurança dos seus dados como investidor. No ano, ela totaliza 0,25%. 

3. Imposto de Renda

O Imposto de Renda (IR) incide apenas nos rendimentos da sua NTN-B. Neste caso, como há o pagamento dos cupons semestrais, a cobrança é um pouco diferente em relação aos demais títulos. 

Ao receber os rendimentos, haverá a incidência do IR, que por sua vez é regressivo e segue esta tabela: 

PrazoAlíquota (%)
Até 180 dias22,5
De 181 a 360 dias20,0
De 361 a 720 dias17,5
Acima de 720 dias15,0

Tabela de tributação do IR na NTN-B – Fonte: Receita Federal

Então, nos primeiros seis meses de aplicação, ao receber o primeiro cupom, a alíquota será de 22,5%. Na segunda parcela, o Imposto de Renda cai para 20% e assim por diante. 

Perceba que quanto maior o tempo de investimento, menor será o valor do IR que vai incidir sobre a sua NTN-B e mais dinheiro entrará no seu bolso. 

Riscos e Como Minimizá-los

ntnb riscos
O risco de mercado e a volatilidade são fatores importantes 

Todos os investimentos possuem riscos e com a NTN-B isso não é diferente. Então, antes de investir, você deve conhecer quais são eles e como minimizá-los.

Desta forma, você poderá aplicar o seu dinheiro de forma mais segura e ter os retornos desejados sem muitas preocupações. Veja quais são eles: 

Risco de mercado

O risco de mercado é a variação de preços que a NTN-B pode apresentar no tempo. Diariamente, o Tesouro Nacional faz a precificação dos papéis. Assim, os valores sobem ou descem conforme o período. 

Esta mudança de valores está associada às expectativas dos juros futuros dos agentes financeiros. Basicamente, quando eles esperam juros maiores, o preço nominal do título cai.

Ao adquirir a NTN-B com valor nominal mais baixo, o rendimento tende a ser maior.

Outro fator que influencia na precificação é o prazo de vencimento. Quanto mais longo ele for, maior a sensibilidade dos preços e das taxas. 

Se você quer diminuir este risco na sua carteira e garantir os seus retornos financeiros, a melhor maneira é manter a NTN-B escolhida até a data do vencimento

Assim, você receberá exatamente os rendimentos acertados no momento da compra e se protege das oscilações de preços. 

Lembre-se de que as NTN-Bs podem ter prazos mais elevados, como por exemplo, 2045 e 2050. Então certifique-se de que você não precisará do valor investido até estas datas. 

Volatilidade

Os títulos atrelados à inflação, como a NTN-B, são os que possuem maior volatilidade. Ou seja, os preços podem variar no curto prazo. 

A causa desta diferença de valores está relacionada à marcação de mercado. Ela determina quanto o papel está valendo conforme os juros futuros.

Ao vender antecipadamente, a sua NTN-B será recomprada a preço de mercado pelo governo. Porém, o preço pode estar acima ou abaixo do que você pagou. 

Então antes de fazer a operação, consulte o site do Tesouro Nacional e verifique a taxa para a venda acertada no dia escolhido. 

Você pode ganhar muito dinheiro ao utilizar essa estratégia. Basta acompanhar os movimentos dos juros e os preços praticados. 

Assim como para o risco de mercado, a alternativa mais segura para evitar a volatilidade é manter o título até a data de vencimento. 

Ao fazer isso, você evita qualquer variação de preços e taxas. Além disso, pode receber um prêmio de risco bastante atrativo.

Saiba Como Investir em NTN-B Agora Mesmo

ntnb como investir
Invista em NTN-B com a Rico e ganhe muito dinheiro

Depois de conhecer tudo sobre a NTN-B, agora chegou o momento de saber como investir no Tesouro Direto. Você vai perceber que em apenas alguns passos você já se torna um investidor. 

1º Passo

O primeiro passo é ter uma conta em uma corretora de confiança, como a Rico. Para isso, basta preencher o cadastro com os seus dados pessoais, criar um login e senha. 

2º Passo

A próxima etapa é transferir o dinheiro do seu banco para a sua conta na corretora através de uma TED de mesma titularidade. 

3º Passo

Agora, basta acessar o seu dashboard e escolher a opção Tesouro Direto. Aqui, você pode conferir quais são os títulos que estão disponíveis para a compra. 

No momento da escolha da sua NTN-B, considere os seguintes fatores:

  • Taxa de rentabilidade
  • Data de vencimento 
  • Aporte mínimo
  • Taxas e impostos

Utilize também o nosso Simulador de Investimentos e compare os rendimentos dos títulos ofertados.

Esta etapa é muito importante, então reserve um tempo para tomar a decisão mais correta para o seu dinheiro. 

4º Passo

Já escolheu a sua NTN-B? Determine o valor para o investimento. Agora é só clicar em Comprar.

Na Rico, você conta com a opção de agendar uma data para a compra. Caso você decida adquirir hoje, é só confirmar. 

5º Passo

Para finalizar, insira a sua assinatura eletrônica e clique novamente em Comprar

Pronto! Você acaba de adquirir a sua NTN-B e agora está mais perto de alcançar os seus objetivos como investidor. 

Conclusão

ntnb conclusao
Invista em um dos melhores papéis do Tesouro Direto

A NTN-B é um título público ofertado pelo Tesouro Nacional.

Desde 2015, ela passou a ser chamada também como Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais. 

Entre as suas principais características está a forma de rentabilidade, que consiste em uma taxa fixa mais a variação do IPCA do período.

Ao aplicar neste papel, os retornos serão reais, ou seja, acima da inflação. 

Muitos investidores utilizam deste fato para proteger o seu dinheiro e para manter o poder de compra no futuro. Por isso, há indicação dele para a aposentadoria e aplicações de longo prazo.

Além disso, a NTN-B paga cupons de rendimentos semestrais. Com ela, você recebe parte dos lucros durante o período de investimento. Se você deseja viver de renda, esta pode ser uma excelente alternativa.  

Estes cupons diferenciam a NTN-B da NTN-B principal, que por sua vez, é conhecida também como Tesouro IPCA+.

Com ela, você só recebe os retornos na data de vencimento. De toda maneira, ambos são excelentes alternativas para renda fixa. 

Antes de investir, você deve considerar os seguintes fatores: taxa de rentabilidade, data de vencimento, tributos e o aporte mínimo. 

Tenha em mente também os riscos, que são o de mercado e a volatilidade. Ambos podem ser minimizados se você manter o título até o prazo de vencimento.

Continue aprendendo sobre o Tesouro Direto através deste outro artigo do nosso blog:

A venda antecipada pode ser uma excelente oportunidade de ganhar muito dinheiro. Porém, faça uma boa análise da marcação a mercado antes de realizar a operação. 

Aqui na Rico, com valores a partir de R$ 30, você já se torna um investidor da NTN-B. Abra a sua conta agora mesmo e faça o seu dinheiro trabalhar por você!

Gostou deste artigo? Então deixe o seu comentário com sugestões. 

Obrigado por ler até aqui!

Abrir-Conta-Rico-Investimentos

01/10/2018 13:15:00 • Atualizado em 20/09/2022 00:54:56
33 minuto(s) de leitura


Como saber quanto rende o Tesouro Direto [com simulador]!

Saber quanto rende o Tesouro Direto hoje é essencial para que você planeje os seus investimentos da melhore maneira possível, além de se beneficiar com a rentabilidade e segurança desses títulos. Descubra tudo agora!


Compartilhar:

Quanto rende o Tesouro Direto hoje é uma dúvida que muitas pessoas têm ao se depararem com os diversos títulos públicos disponíveis.

Investir nos títulos do Tesouro é algo que tem ganhado muitos adeptos nos últimos anos, principalmente devido a sua facilidade e segurança.

Isso porque o risco de o governo federal quebrar e não conseguir honrar a remuneração dos investidores tende a ser muito baixo.

O rendimento dos títulos do Tesouro Direto pode variar de acordo com a Taxa Selic ou com o IPCA, por exemplo, dependendo do título.

Além disso, também existem opções prefixadas, onde você investe já sabendo quanto vai receber na data de vencimento. 

Investir em títulos públicos é uma ótima opção para quem quer diversificar o seu portfólio e para quem quer começar a aplicar mesmo com pouco dinheiro.

Então, se o seu objetivo é obter bons rendimentos com segurança, investir em títulos do Tesouro Direto pode ser a melhor opção.

Nesse artigo, você vai:

  • Saber Quanto Rende o Tesouro Direto
  • Aprender a Calcular o Rendimento de Cada Título do Tesouro Direto
  • Conhecer a Tabela com Desempenho dos Títulos do Tesouro em 2018
  • Conferir Simulações que Mostram Quanto Rende o Tesouro Direto Hoje
  • Saber Qual é o Melhor Título do Tesouro Direto Hoje
  • Aprender a Investir no Tesouro Direto Passo a Passo
  • Entender Por Que a Rico é uma das Melhores Corretoras para Comprar Tesouro Direto

Boa leitura!

Você ainda tem dúvidas sobre o que é Tesouro Direto? Confira esse guia iniciante primeiro


Quanto Rende o Tesouro Direto?

Para saber quanto rende o Tesouro Direto, você precisa conhecer quais são os principais índices atrelados a ele. 

Um deles é a Taxa Selic, que está particularmente atrelada ao Tesouro Direto Selic. Ela nada mais é do que a taxa básica de juros. Ela é definida pelo Comitê de Política Monetária (Copom), a fim de controlar a inflação do país ou de impulsionar a economia. 

Dessa forma, o desempenho do título público de maior liquidez está atrelado à ela.

Selic

A Taxa Selic significa Sistema Especial de Liquidação de Custódia. Ela é um sistema criado pelo Banco Central (BC) com o intuito de registrar todas as operações que são relacionadas com os títulos do Tesouro Direto. 

A maior parte desses títulos é adquirida por grandes bancos, que são obrigados por lei a direcionar parte de seus depósitos a uma conta do Banco Central.

Dessa maneira, é imposto pelo BC que os bancos fechem o dia com seus caixas equilibrados. Assim, o excesso de dinheiro que em circulação é evitado, o que acaba ajudando no controle da inflação. 

O valor da Taxa Selic é estabelecido pelo Copom, que se reúne a cada 45 dias para decidir o rumo da taxa básica de juros durante o próximo período. Atualmente, ela está em 6,5% ao ano e a previsão é de ela continue nesse patamar até o fim de 2018.

IPCA

O IPCA é o Índice de Preços ao Consumidor Amplo, que é considerado a inflação oficial do país. Esse índice é medido todos os meses pelo IBGE para que haja a identificação da variação dos preços exercidos pelo comércio.

É fundamental que você sempre saiba qual é a perspectiva para o IPCA, já que ele indica qual é o patamar mínimo de manutenção do poder de compra do seu dinheiro.

Dessa forma, se a rentabilidade de um determinado ativo não for superior à inflação, o seu poder de compra será reduzido em vez de ser expandido. 

Por conta disso, os títulos do Tesouro Direto que são indexados pelo IPCA pagam juros anuais mais a variação da inflação no período. 

Nova call to action

Como Calcular o Rendimento de Cada Título do Tesouro Direto

Para saber quanto rende o Tesouro Direto, você precisa estar ciente de que existem taxas e tributos que devem ser levados em consideração durante o cálculo de todos os títulos existentes, que são:

O primeiro tributo é o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), que é um imposto cobrado em todos os investimentos em títulos públicos. Porém, a sua incidência é apenas sobre os 30 primeiros dias de aplicação.

Ou seja, se você resgatar o seu investimento dentro desse período, haverá a cobrança do IOF.

Também há uma taxa de custódia, que é cobrada de forma semestral pela BM&FBovespa, a fim de que os títulos e suas informações pessoais sejam guardados com segurança. Ela totaliza 0,25% ao ano.

O último tributo que pode interferir no quanto rende o Tesouro Direto é o Imposto de Renda (IR).

Ele incide sobre a rentabilidade dos seus títulos de maneira regressiva. Ou seja, quanto maior for o tempo da sua aplicação, menor será a alíquota cobrada. Confira na tabela abaixo:

PrazoIR(%)
Até 180 dias22,5
De 181 até 360 dias20
De 361 até 720 dias17,5
Acima de 720 dias15

 

Quanto rende o Tesouro Direto Selic

Para saber quanto rende o Tesouro Direto Selic, você precisa entender que ele proporciona um retorno de 100% da Taxa Selic, que atualmente está em 6,5% a.a.

Ou seja, o aumento da taxa básica de juros eleva o rendimento da sua aplicação e a redução dessa taxa diminui a sua rentabilidade final. Apesar disso, o Tesouro Selic é o mais estável entre todos os títulos. 

Ao investir no Tesouro Selic, dificilmente você correria o risco de enfrentar uma rentabilidade negativa, independente da data de resgate e do tempo de aplicação. Com isso, o seu dinheiro tende a render sempre de maneira constante e positiva.

Quanto Rende o Tesouro IPCA+

O Tesouro IPCA rende de acordo com a sua taxa fixa mais a variação da inflação. E isso acontece tanto no Tesouro IPCA+ quanto no IPCA+ com juros semestrais.

A diferença entre eles é que o primeiro paga a rentabilidade total apenas na data de vencimento do título e o segundo paga semestralmente, com a incidência do IR a cada seis meses, o que impacta no rendimento líquido desse papel.  

Quanto Rende o Tesouro Prefixado (LTN)

A rentabilidade de uma LTN é prefixada. Ou seja, antes de investir você sabe exatamente quanto vai resgatar se mantiver o seu investimento até a data de vencimento. 

Dessa forma, se o Tesouro Prefixado render 12% ao ano no momento da sua compra, ele vai render exatamente essa porcentagem em sua data de validade. Nada mais, nada menos.

Então, se você acredita que a taxa de juros prefixada será maior do que a inflação ou do que a Taxa Selic, esse investimento pode ser ideal para você.


Tabela Com Desempenho Dos Títulos do Tesouro Em 2018

Saber quanto rende o Tesouro Direto incentiva muitas pessoas a optarem pelos títulos públicos no início de suas jornadas como investidores ou no momento de diversificar suas carteiras

Então, para tirar o máximo de proveito do seu investimento, é importante que você conheça o desempenhos dos títulos do Tesouro Direto em 2018:

Tabela com dados sobre o Tesouro Direto.

(Dados de 19/09/2018)


Use o Simulador Para Calcular Quanto Rende o Tesouro Direto Hoje (2018) 

Para saber quanto rende o Tesouro Direto hoje, você pode fazer uso do nosso simulador, que fica disponível na área logada da corretora, disponível para clientes.

Então, tudo o que você precisa fazer para ter acesso a ele é abrir agora mesmo uma conta 100% gratuita na Rico.

Com o nosso simulador, você pode comparar o rendimento de diferentes ativos ao mesmo tempo e escolher aquele que se encaixa melhor nas suas necessidades. 

O rendimento do seu investimento também vai depender do tempo que você pretende deixar o seu dinheiro investido.

Quanto rende mil reais no Tesouro?

Se você pretende investir mil reais no Tesouro Direto, saiba que existem diversas opções disponíveis para você. Porém, tudo vai depender de quanto tempo você quer deixar o seu dinheiro aplicado.

Vale lembrar que os resultados obtidos em todas as simulações que mostraremos abaixo foram feitos na data de publicação desse post (setembro de 2018), e que podem variar dependendo de quando você fizer a simulação.

Por exemplo: se você quiser resgatar sua aplicação mais rapidamente, o Tesouro Prefixado 2021 que rende 9,61% pode ser uma boa opção, por conta da sua data de vencimento ser o dia 01/01/2021.

Então, ao aplicar mil reais nesse título, você resgatará R$1.190,7 na data de validade, já com todas as taxas calculadas. 

Print da simulação Rico (Dados de 19/09/2018)
Print da simulação Rico (Dados de 19/09/2018)
(Dados de 19/09/2018)

Se o seu objetivo é ter uma rentabilidade atrelada à Taxa Selic com a liberdade de poder retirar o seu dinheiro a qualquer momento sem perdas, o título mais indicado é o Tesouro Selic.

Ao investir mil reais nele, no dia 01/03/2023 (que é a sua data de vencimento) você resgatará R$1.260,47. 

Print da simulação Rico (Dados de 19/09/2018)
Print da simulação Rico (Dados de 19/09/2018)

(Dados de 19/09/2018)

Caso você queira investir pensando mais no médio e longo prazos,  poderá optar pelos seguintes títulos, por exemplo:

  • Tesouro IPCA+ 2024 que rende 5,71% + IPCA
  • Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2029 que rende 12,20%
  • Tesouro IPCA+ 2045 que rende 5,9% + IPCA
Print da simulação (Dados de 19/09/2018)
Print da simulação (Dados de 19/09/2018)

 (Dados de 19/09/2018)

Desta forma, você resgatará os seguintes valores em suas respectivas datas de vencimento:

  • Tesouro IPCA+ 2024: R$1.628,57
  • Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2029: R$2.021,63
  • Tesouro IPCA+ 2045: R$11.242,71

Quanto rende 5 mil no Tesouro Direto

Aplicando 5 mil reais nos mesmos títulos do exemplo anterior e resgatando seu dinheiro apenas na data de vencimento, você receberá os seguintes valores para os investimentos com prazos menores:

  • Tesouro Prefixado 2021: R$5,953,54
  • Tesouro Selic 2023: R$6.302,36
Print da simulação (Dados de 19/09/2018)
Print da simulação (Dados de 19/09/2018)

(Dados de 19/09/2018)

Nos títulos de médio e longo prazos, a sua rentabilidade seria de:

  • Tesouro IPCA+ 2024: R$8.142,87
  • Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2029: R$10.108,15
  • Tesouro IPCA+ 2045: R$56.213,55
Print da simulação (Dados de 19/09/2018)
Print da simulação (Dados de 19/09/2018)

(Dados de 19/09/2018)

Quanto rende 20 mil no Tesouro

Caso você pretenda investir R$20 mil, o rendimento das suas aplicações vai variar de acordo com o título escolhido.

Se eles forem os mesmos dos exemplos anteriores, você resgataria os seguintes valores:

  • Tesouro Prefixado 2021: R$23.814,16
  • Tesouro Selic 2023: R$25.209,43
Print da simulação (Dados de 19/09/2018)
Print da simulação (Dados de 19/09/2018)

(Dados de 19/09/2018)

Nos títulos de médio e longo prazos, a rentabilidade do seu Tesouro poderá ser de:

  • Tesouro IPCA+ 2024: R$32.571,49
  • Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2029: R$40.432,59
  • Tesouro IPCA+ 2045: R$224.854,19
Print da simulação Rico (Dados de 19/09/2018)
Print da simulação Rico (Dados de 19/09/2018)

(Dados de 19/09/2018)

Nova call to action

Quanto rende 100 mil reais no Tesouro Direto

Ao aplicar R$100 mil no Tesouro Prefixado 2021 ou no Tesouro Selic 2023, você poderá resgatar na da data de vencimento:

  • Tesouro Prefixado 2021: R$119.070,78
  • Tesouro Selic 2023: R$126.047,15
Print da simulação Rico (Dados de 19/09/2018)
Print da simulação Rico (Dados de 19/09/2018)

(Dados de 19/09/2018)

Já em títulos de médio e longo prazos, o rendimento da sua aplicação será de:

  • Tesouro IPCA+ 2024: R$162.857,46
  • Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2029: R$202.162,96
  • Tesouro IPCA+ 2045: R$1.124.270,95
Print da simulação Rico (Dados de 19/09/2018)
Print da simulação Rico (Dados de 19/09/2018)

(Dados de 19/09/2018)


Afinal, Qual é o Melhor Título do Tesouro Direto Hoje?

O melhor título do Tesouro  Direto é aquele que se encaixa melhor nos seus objetivos.

Por exemplo: se você pretende realizar uma volta ao mundo daqui a 10 anos e precisa de uma rentabilidade alta, apostar em um título que renda acima da inflação pode ser ideal, como Tesouro IPCA.

Porém, se o seu objetivo é montar um fundo emergencial, o título mais adequado é o Tesouro Selic. Pois com ele você poderá resgatar o seu dinheiro com mais rapidez quando precisar.

Quando Vale Mais a Pena Investir no Tesouro

Investir no Tesouro Direto pode ser muito vantajoso, principalmente se você quer aplicar o seu dinheiro em ativos seguros e com boa rentabilidade. 

Além disso, eles podem ser usados em estratégias de curto, médio e longo prazo. Assim, é essencial que você use nosso simulador de investimentos para saber qual dos títulos do Tesouro se encaixam melhor nas suas necessidades.


Como Investir no Tesouro Direto Passo a Passo

Moça mexendo no celular.
Aprenda a investir no Tesouro Direto Passo a Passo.

Investir mensalmente no Tesouro Direto é uma ótima opção para quem quer aproveitar a rentabilidade em cima de rentabilidade (a mágica dos juros compostos) que os títulos públicos proporcionam.

Além disso, você também pode contar com o serviço de Aplicação Automática (AA) que visa facilitar seu investimento mensal nesses títulos.

Para saber mais sobre essa opção, você pode assistir ao vídeo do Bruno Perini no nosso canal que mostra mostra na prática como funciona o AA:

Para investir nos títulos do Tesouro, você precisa de um CPF válido, R$ 30,00 e acesso à internet.

Esse processo é rápido e bastante seguro. Tudo o que você fazer para começar a investir agora é seguir os seguintes passos:

#Passo 1 – Crie uma conta na Rico

Você precisa ter uma conta em uma corretora de valores para começar a investir em títulos públicos agora mesmo.

Na Rico, você abre uma conta gratuita e investe com a segurança e rentabilidade que o seu dinheiro merece. O processo é totalmente online e você ainda conta com todo o nosso apoio para tirar dúvidas, e aprender cada vez mais com os nossos materiais educativos.

#Passo 2 – Escolha um título do Tesouro Direto

O Tesouro Direto conta com três opções de títulos: Tesouro Selic, Tesouro IPCA+ e Tesouro Prefixado. 

Ao optar por um deles para investir, leve em consideração os seus objetivos e o seu perfil de investidor

Como mencionamos antes, se a sua meta é criar uma reserva de emergência, opte por uma aplicação de curto prazo com liquidez diária, como é o caso do Tesouro Selic. Assim, você garante a rentabilidade mínima do mercado e a segurança dos títulos públicos.

Caso o seu objetivo seja de longo prazo, como comprar uma casa, por exemplo, você pode optar pelo Tesouro Prefixado ou IPCA+. Mas é importante que você leve o seu investimento até a data de vencimento para garantir uma rentabilidade positiva.

#Passo 3 – Realize a compra 

Para começar a investir, você precisa realizar um TED do seu banco para a sua conta na Rico com o valor a ser investido. 

Em seguida, faça o login na página inicial do nosso site e adquira seus títulos do Tesouro Direto. 


Por Que a Rico é uma das Melhores Corretoras para Comprar Tesouro Direto

Muitas corretoras oferecem a opção de investimento nos títulos do Tesouro Direto, mas nem todas oferecem zero taxa de administração para você investir.

Além disso, na Rico você conta com todo o nosso suporte para tirar a suas dúvidas, todos os nosso materiais educacionais: como os artigos do nosso blog, nosso canal no Youtube, a Investv, eBooks, e muito mais!

A Rico é uma das maiores plataformas digitais de investimento do Brasil no quesito Tesouro Direto. Além disso, em 2018, fomos eleitos a melhor corretora de valores para os pequenos investidores, oferecendo o melhor custo-benefício do mercado.  

Cadastre-se agora mesmo!

Conclusão

Para saber quanto rende o Tesouro Direto, é importante que você conheça os principais índices atrelados a esses títulos públicos:

  • Taxa Selic: é a taxa básica de juros e é definida pelo Copom;
  • IPCA: é a inflação oficial do país.

Existem três tipos de títulos no Tesouro Direto, com diferentes datas de vencimento: Tesouro Selic, Tesouro IPCA e Tesouro Prefixado.

Existem algumas taxas que incidem sobre seus rendimentos, que são: o IOF para aplicações de menos de trinta dias, a taxa de custódia e o Imposto de Renda. 

Antes de investir, você precisa conhecer o seu perfil de investidor e ter os seus objetivos definidos, para conseguir ter a melhor rentabilidade possível no período definido por você. 

Você também pode se interessar por:

Gostou do artigo? Tem alguma dúvida? Então deixe o seu comentário logo abaixo.

Obrigado por ler até aqui e bons investimentos.

Nova call to action

06/07/2018 13:00:00 • Atualizado em 10/12/2021 04:12:26
25 minuto(s) de leitura


Vale a pena Investir no Tesouro Direto? (+4 Dicas)

Ainda vale a pena investir no Tesouro Direto e há diversas razões que confirmam isso. Por exemplo, o investimento mínimo é de R$ 100 e você pode resgatar seu dinheiro a qualquer momento. Confira como dar os primeiros passos.


Compartilhar:
Um homem sentado no sofá com o notebook no colo em referência a vale a pena investir no tesouro direto

Vale a pena investir no Tesouro Direto?

Sim, investir no Tesouro Nacional é uma ótima opção dentro da renda fixa e algumas razões comprovam essas vantagens de negociar os títulos do Governo Federal.

O Tesouro Direto foi criado pelo Tesouro Nacional, em parceria com a B3, e tem o objetivo de oferecer a qualquer pessoa física a possibilidade de negociar títulos do Tesouro.

Além da rentabilidade – que você poderá conferir no nosso Simulador do Tesouro Direto, existem outros fatores que tornam os papéis do tesouro interessantes.

Vamos entender melhor por que ainda vale a pena investir no Tesouro Direto e como fazer isso neste artigo. Continue a leitura!

Vale a Pena Investir no Tesouro Direto em 2018?

O que determina o momento ideal é o objetivo do investidor, mas podemos dizer que vale a pena investir no Tesouro Direto em 2018, ainda mais se o investidor entender sobre o mercado financeiro e os títulos públicos.

Neste artigo, vamos abordar os seguintes pontos:

  • Os motivos que tornam o Tesouro Direto a melhor opção de renda fixa
  • Quando é o melhor momento de investir no Tesouro Nacional
  • Os tipos de títulos do Tesouro Direto
  • Como simular o investimento no Tesouro Direto
  • Como começar a investir nos títulos do governo federal

4 Motivos Pelos Quais Tesouro Direto é um Bom Investimento

Uma mulher em uma mesa de escritório analisando seu tablet, em referência à questão sobre se vale a pena investir em tesouro direto
O Tesouro Direto é um dos melhores investimentos para quem quer aplicar com segurança e praticidade

Existem pelo menos 4 razões principais que tornam o Tesouro Direito um bom investimento. Separamos e explicamos sobre cada um desses pontos agora:

1 – Maior rentabilidade do que a poupança

A rentabilidade do Tesouro Direto é vantajosa em qualquer dos possíveis cenários em comparação com a poupança.

Vale ressaltar que essa vantagem existe quando a aplicação no Tesouro Direto não é resgatada antes de 30 dias, quando há desconto do IOF (Imposto sobre Operação Financeira).

Para você entender na prática, poupança segue a seguinte regra do governo:

Se a taxa Selic for igual ou maior a 8,5% ao ano, o rendimento da poupança será de 0,5 ao mês + TR, que á Taxa Referencial. Caso a Selic esteja abaixo desse índice, a rentabilidade da poupança se restringe a 70% do índice + TR.

Podemos ter a real noção do baixo retorno da poupança ao usarmos o atual índice da Selic.

Considerando o 6,5% da taxa básica da economia (julho de 2018), a porcentagem de rendimento fica em 4,55% ao ano. No ganho real, descontando o índice da inflação acumulada de 2,76%, o retorno é de apenas 1,79% em um ano.

Se compararmos a rentabilidade dos títulos públicos com outras opções de renda fixa, como CDB’s e Fundos de Renda Fixa, podemos dizer que o Tesouro Nacional é o mais indicado para iniciantes, pois você pode investir quantias baixas e sacar sempre que precisar.

Existem algumas taxas para investir no Tesouro Direto. Elas podem ser duas: a da B3, que fica em 0,25% ao ano e é aplicada sobre o total dos valores investidos, e a segunda pode ser da instituição financeira que você escolher.

Caso você invista com a Rico, você não pagará ZERO taxa de corretagem ao investir em Tesouro Direto.

Clique e baixe o ebook sobre como investir no tesouro direto

2 – Maior segurança

A segurança é um ponto forte e faz do Tesouro Direto uma ótima opção de investimento. Os títulos públicos são 100% garantidos já que são efetivamente pagos pelo governo.

Para que a maior instituição econômica nacional dê o calote, é preciso que todas as outras instituições (públicas ou privadas) do Brasil estejam em colapso.

Além disso, o investidor tem ainda a facilidade de acompanhar as movimentações dentro do site do Tesouro ou pelo site da corretora. Tudo isso por aparelhos como smartphone, tablet e computador.

Outro detalhe é que o investidor tem sua aplicação registrada diretamente na B3 e sua titularidade é garantida independentemente do agente intermediário. Consequentemente, sua aplicação não corre risco por ter sido intermediada por terceiros.

Veja como o Tesouro Direto é exibido em nossa plataforma:

vale a pena tesouro direto valor atual

3 – Possibilidade de resgatar antes do vencimento

Ao contrário de outros investimentos, o Tesouro Direto permite o resgate do dinheiro antes do prazo de vencimento, sem penalidades na rentabilidade. 

O investidor vende e o governo compra, retornando o dinheiro aplicado em um dia útil. Essa flexibilidade acaba sendo mais um atrativo.

Esse tipo de saque a curto prazo é mais indicado para o Tesouro Selic.

Ao aplicar em Tesouro IPCA ou LTN, o recomendado é levar o investimento até o vencimento.

Claro, caso você invista em um ativo de longo prazo, e o preço do ativo oscile, você pode estar exposto a desvalorização do seu investimento. 

Além disso, a vantagem também pode estar em esperar até a data do vencimento, podendo receber o valor corrigido ou até realizar um novo investimento.

Independentemente do tempo, vale a pena investir no Tesouro Direto por conta do retorno garantido.

O investidor pode conferir os detalhes do título, como o tipo de papel, a data de vencimento dele e taxa de rentabilidade, antes de comprar.

Clique e abra sua conta na Rico

4 – Baixo investimento mínimo

Outro ponto positivo é que com R$ 100 você pode comprar um título e se tornar um investidor.

Esse valor é possível porque os títulos publicados do programa são fracionados.

Ou seja, esse valor equivale a cerca de 1% de um papel do tesouro. Alguns outros títulos podem ser negociados com um pouco mais de investimento, consequentemente aumentando o rendimento.

Como Saber Quando Vale a Pena Investir no Tesouro Direto?

Uma pessoa no topo de uma montanha em referência a vale a pena investir em tesouro direto
Tudo depende dos seus objetivos de vida

Vale a pena investir no Tesouro Direto. Isso é fato.

Mas você precisa entender isso mais profundamente. Os títulos públicos podem ser utilizados em estratégias de investimentos para o curto, médio e longo prazo.

Ou seja, vale a pena investir no Tesouro Direto de acordo com os seus objetivos de vida.

Se você deseja viajar o mundo daqui 7 anos, por exemplo, e precisa de uma grande rentabilidade, o melhor é contar com os juros compostos.

Neste caso, a melhor opção é o Tesouro Prefixado que rende 11,30% ao ano (taxa de julho de 2018).

Com R$ 15 mil de investimento, você teria um resultado líquido (descontadas as taxas) de R$ 27.403,19. 

vale a pena investir no tesouro direto
vale a pena investir no tesouro direto 2
Simulação feita no site da Rico dia 2/7/18

Rendimento do Tesouro Direto

A rentabilidade varia de acordo com o título negociado. Por exemplo, o título prefixado, neste momento da economia de tendência de estabilidade, rende mais que os pós-fixados.

Já o retorno muda quando se negocia um título do Tesouro Selic, porque o papel está atrelado a taxa básica de juros da economia. 

Se você deseja investir a curto prazo, aplique no Tesouro Selic e garanta uma taxa que já é superior à poupança.

Mas se deseja especular com títulos públicos e obter rendimentos além das taxas descritas no vencimento do título, você precisa entender a macroeconomia e para onde caminha a Taxa Selic.

Por exemplo, quando a taxa era superior a 10%, muitos investidores compraram títulos prefixados de longo prazo, e quando a taxa Selic caiu, eles venderam seus papéis.

Isso aconteceu porque o título foi comprado com uma rentabilidade muito superior a atual, por isso, era um título mais raro e valorizado.

Mas se você fizer esse movimento e a taxa cair, não venda seus ativos, pois estarão desvalorizados.

Simulador Tesouro Direto

Você pode simular o investimento em Tesouro Direto no site da Rico. Basta abrir uma conta online. É grátis!

vale a pena investir no tesouro direto 2
Simulação feita no site da Rico dia 2/7/18

Basta selecionar o seu título e arrastar ele até a aba ‘Simular Investimento’.

Você também pode fazer simulações no próprio site do Governo Federal utilizando o simulador do Tesouro Direto. Não é preciso nenhum cadastro prévio, é apenas  acessar e simular.

Antes de entrar na simulação, o site convida o internauta a responder a questão mais importante antes mesmo de simular o investimento: “Você sabe qual título escolher?”.

Se você souber, avance para simulação. Caso não saiba, escolha a opção indicada no site. O internauta pode escolher os títulos considerando os seguintes aspectos:

  • Prazo (curto, médio e longo)
  • Prefixado ou pós-fixado
  • Recebimento da rentabilidade (se no vencimento ou com juros semestrais)

Vamos entender os três tipos de rendimentos do programa do Tesouro Nacional. Certamente, vai ficar mais clara a opção que mais combina com o seu perfil de investidor.

Tesouro Prefixado x Tesouro Selic x Tesouro IPCA

dois pés na rua e, à frente três setas indicam para diferentes lugares em referência à questão se vale a pena investir em tesouro direto
Qual título é o mais indicado para você?

O programa de negociação de títulos disponibiliza as seguintes modalidades de investimento:

  • Prefixados (títulos com juros fixos anual)
  • Tesouro Selic (título que leva o nome da taxa básica de juros da economia)
  • Tesouro IPCA (Esta opção considera a união do juro fixo anual mais a variação da inflação)

Por exemplo, o título atrelado ao IPCA é indicado para o perfil do investidor que busca proteger o dinheiro diante da inflação.

Já o Tesouro Selic é ideal para quem quer rendimentos de 100% do CDI, podendo assim o utilizar com liberdade o dinheiro, comprando ou vendendo a qualquer momento.

Por fim, quem busca o rendimento fixo pode optar pelos títulos prefixados. Essa aposta significa que o investidor acredita que os juros deve cair ao longo dos anos.

Assim, o Tesouro Direto tem títulos para todos os tipos de investidores, é uma opção interessante para constar na carteira de investimentos. 

Qual o melhor título do Tesouro Direto hoje (2018)

Título com base na Selic é mais vantajoso quando a taxa está em alta

Considerando o o índice da taxa Selic de 6,5% mantido pelo Copom, as melhores opções de investimentos de títulos do Tesouro Nacional são hoje as de juros prefixados e IPCA.

Ainda sim, independentemente da opção escolhida pelo investidor, o Tesouro Direto é a melhor opção de renda fixa, ainda mais quando o investidor pode diversificar e esperar pelos momentos mais oportunos do mercado.

Imposto de Renda no Tesouro Direto

Apesar de não pagar IOF depois dos 30 dias, as aplicações em títulos do Tesouro têm alíquota do Imposto de Renda.

  • Até 180 dias – 22,5%
  • De 181 a 360 dias – 20%
  • De 361 a 720 dias – 17,5%
  • Acima de 720 dias – 15%

A porcentagem recai apenas sobre a valorização do investimento e não sobre o valor total do título. 

Como Investir no Tesouro Direto com Segurança

Pilhas de moedas em frente a uma ampulheta em referência à questão de se vale a pena investir em tesouro direto
Esse ativo é a escolha certa para quem quer aplicar com agilidade e segurança

Investir no Tesouro Direto é simples e fácil. Separamos aqui os passos para você iniciar sua jornada de investimentos.

1° passo

Primeiramente, para começar a investir no Tesouro Direto é preciso atender aos requisitos estabelecidos pelo próprio Governo. O primeiro é ter um CPF (Cadastro da Pessoa Física) e o segundo é ter uma conta corrente em um banco.

2° passo

No segundo momento, você vai escolher uma corretora de qualidade como a Rico que não cobra taxas para investir no Tesouro.

3° passo

Agora é só acessar o site e completar o cadastro. Ele leva pouco tempo para ser concluído e pode ser feito online, de graça.

4° passo

Finalmente, você só precisa escolher o título que vai atender seus objetivos como investidor, transferir o seu dinheiro para a sua conta na corretora e comprar o ativo.

Além de conhecer as opções dentro do Tesouro Direto, é recomendado que você continue estudando e conheça outros ativos.

Planejamento para Investir

Um homem desenhando ou escrevendo sobre papéis apoiados em uma mesa em referência a vale a pena investir em tesouro direto
Saiba quais são seus objetivos e quando quer alcançá-los

O planejamento é indispensável para quem deseja investir.

Sendo assim, mesmo na renda fixa, o investidor precisa ter ciência do seu contexto, o quanto pode investir, se aquela aplicação realmente tem seu perfil e se ela levará ao caminho desejado.

Vimos até aqui que até dentro do Tesouro Direto há títulos variados que servem a diferentes propósitos.

É comum que o investidor sempre faça uma análise de investimento, mesmo quando investe em renda fixa.

Afinal, você pode cometer erros como por exemplo aplicar a longo prazo e não ter um fundo de emergência para curto prazo.

Sendo assim, considere os seguintes pontos:

Prazo

A renda fixa também pode ter uma rentabilidade tão boa quanto a renda variável.

O principal elemento para isso é justamente o tempo, pois quanto maior for o prazo de aplicação em um título, mais ele renderá. Então, pense no prazo que você quer para aplicar o seu dinheiro na renda fixa.

Risco

Quem quer menos risco sabe que a renda fixa faz jus ao nome.

Alguns investimentos variam mais e outros menos, porém há garantias de retorno, principalmente quando falamos em Tesouro Direto. Analisar o risco é pensar no futuro, é manter ativos para continuar investindo e negociando.

Saia da caderneta de poupança

Saia da caderneta e compare as opções que podem render mais, como é o caso do Tesouro. Todo o passo do investidor deve ser planejado e ver o contexto é fundamental para que a rentabilidade desejada seja alcançada.

Conclusão

Um homem na rua olhando para o celular em referência à questão sobre se vale a pena investir em tesouro direto
Pronto para aplicar no Tesouro Direto?

O que vimos até aqui confirma que vale a pena investir no Tesouro Direto, isso porque é simples e seguro.

Certamente, o Tesouro Nacional é um dos únicos investimentos que pode estar na carteira de todos os tipos de investidores, afinal dentro do programa há títulos variados, com um grau maior ou menor de variação.

Aproveite que está aqui, veja também os seguintes artigos sobre o mercado de investimentos:

Agora, é você quem decide se vale ou não aplicar!

Se você quer começar a investir com o pé direito, abra sua conta na Rico agora mesmo.

Clique e abra sua conta na Rico

05/06/2018 18:33:00 • Atualizado em 09/12/2021 23:29:04
20 minuto(s) de leitura


Como Comprar Tesouro Direto – Passo a Passo Com Mais Rentabilidade

Saiba como comprar Tesouro Direto passo a passo com esse guia. Veja quais são os melhores títulos hoje e onde fazer a compra com segurança em 2018.


Compartilhar:
imagem com mini-casa e moedas

Aprender como comprar Tesouro Direto é uma das decisões mais sábias que você pode tomar.

Milhares de pessoas já fizeram muito dinheiro ao investir nos títulos do Tesouro e você também pode conquistar seus objetivos através desse investimento.

O rendimento dos títulos públicos nos últimos 10 anos foi maior do que a Renda fixa e o Ouro juntos, totalizando 417,50% de ganho nominal (sem desconto de inflação) ou 184,64% de rentabilidade real.

A rentabilidade do Tesouro Direto pode se dar de duas formas simples: pós-fixada ou prefixada (e ainda uma combinação das duas).

Um título é pós-fixado quando seu rendimento varia de acordo com a performance de um índice-referência como a taxa Selic por exemplo (Tesouro Selic – LFT).

Ao variar sobre a inflação (IPCA) mais uma taxa fixa, esse título também é pós-fixado (Tesouro IPCA+).

As Letras do Tesouro Nacional (Tesouro LTN Prefixado) é o único título público 100% fixado. Ou seja, não existem surpresas aqui. Você sabe exatamente quanto vai ganhar no final do período, independente do ciclo econômico.  

Neste texto, vamos mostrar como comprar títulos do Tesouro Direto, qual título do Tesouro comprar e por que você deve fazer isso ainda hoje.

Além disso, você vai descobrir como saber a cotação dos títulos, para decidir, por exemplo entre Tesouro Selic ou IPCA.

Fique atento e leia até o final! Se tiver alguma dúvida, deixe o seu comentário no final da página.

Boa leitura!


Como Comprar Tesouro Direto Passo a Passo

comprar tesouro direto como
Invista na organização mais confiável do país: o Tesouro Nacional.

Comprar Tesouro Direto se tornou extremamente popular. Já são mais de 500 mil investidores ativos. As pessoas estão se tornando mais conscientes e assim, querem sair do pior investimento do mercado: a poupança.

E o Tesouro Direto é uma ótima alternativa para aplicar com a mesma segurança e liquidez, mas com muito mais rendimento.

O seu gerente nunca oferecerá um título do Tesouro Direto. Grandes bancos sempre tentarão vender produtos financeiros caros (com taxas pesadas) e pouco lucrativos.

Isso acontece porque eles não possuem dificuldade em captar recusos do mercado. Existem poucos bancos que detêm grande parte dos brasileiros e do sistema financeiro. 

Assim, o Tesouro Direto surgiu como forma de popularizar uma aplicação que estava à disposição apenas de fundos de renda fixa.

Curiosidade: você sabia que o Tesouro Direto é um programa de acesso para pessoas físicas e jurídicas investirem em títulos públicos federais? Você não investe em Tesouro Direto, mas sim em títulos públicos do Tesouro Direto.

Hoje, qualquer pessoa pode investir com rentabilidade e segurança fora dos bancos.

Você só precisa de um CPF válido, R$ 30 e acesso à internet. O processo leva apenas 15 minutos e é tão seguro quanto acessar o seu banco online. Veja a seguir:

#1 – Crie uma conta na Rico

Existem muitas corretoras que ajudam você a comprar Tesouro Direto, todavia, poucas possuem zero taxa de administração para investir e ainda mantêm uma equipe inteira à disposição para tirar dúvidas.

A Rico é uma das maiores corretoras brasileiras no quesito Tesouro Direto. Todo dia, milhares de pessoas começam a investir conosco e optam por títulos públicos como primeira aplicação financeira.

#2 – Escolha um título do Tesouro Direto

Existem três opções de Tesouro Direto: Tesouro Selic, Tesouro IPCA+ e Tesouro Prefixado. A sua escolha deve depender exclusivamente dos seus objetivos. 

Se busca construir uma reserva de emergência, então precisa de uma aplicação para curto prazo. Com liquidez diária (agilidade no resgate sem perda de lucro).

Vale o mesmo para todos os objetivos com menos de um ano. Opte pelo Tesouro Selic para garantir a rentabilidade mínima do mercado, mas com segurança e disponibilidade do dinheiro para seus planos.

Caso planeje investir para o longo prazo, você pode aplicar no Tesouro IPCA+ ou Prefixado. Eles são investimentos que devem ser comprados apenas se houver intenção de levar o produto até o vencimento.

Esses títulos possuem uma forma de rendimento além da rentabilidade normal. Trata-se da marcação a mercado do investimento.

Imagine que o título do Tesouro é uma casa. Você pode lucrar com ela de duas formas: alugando ou vendendo se ela for valorizada.

A venda antecipada de um título do Tesouro pode trazer lucro se ele foi valorizado pelo mercado. Caso ele seja desvalorizado, você terá prejuízo em caso de venda.

Mas lembre-se: ao levar o título até o vencimento não há prejuízo ou lucro algum além do previsto no momento da compra.

Foi assim que o Tesouro IPCA+ rendeu 53% em 2016. Sempre que uma tendência de baixa da Selic é percebida, o mercado passa a valorizar esses títulos. Então, quem já estava posicionado passa a lucrar.

#3 – Realize a compra 

Antes de investir, você precisa realizar um TED da conta do seu banco para a sua conta na Rico com o valor a ser investido. É como uma transação bancária simples entre contas de um mesmo titular.

Onde comprar títulos do Tesouro? É muito simples adquirir títulos do Tesouro Direto com a Rico. Veja a seguir o passo a passo.

Faça o seu login na página inicial do site.

comprar tesouro direto na rico passo a passo

No menu superior esquedo, clique em ‘Tesouro Direto‘.

comprar tesouro direto rico menu

Selecione o título do Tesouro Direto que você deseja.

comprar tesouro direto plataforma

Invista a quantia desejada.

comprar tesouro direto agora

Todas as capturas de telas foram realizadas dia 19 de agosto de 2017.


Como Funcionam os Títulos do Tesouro Direto

comprar tesouro direto como funciona
Títulos funcionam como dívidas comuns.

Imagine uma mulher chamada Ana. Ela está com pouco dinheiro à disposição e precisa reformar o seu telhado para proteger melhor a sua casa de uma tempestade que está prevista para os próximos dias.

A Ana não tem o dinheiro todo para essa obra no momento. Então, recorre ao banco para pegar algum dinheiro emprestado.

O banco analisa a vida financeira da Ana e percebe que ela possui credibilidade. Então, empresta o dinheiro para ela devolver em 36 meses, com uma taxa de juros de 26% ao ano.

Essa é uma situação que acontece todos os dias. O banco não está dando dinheiro ou fazendo caridade. Ele está fazendo uma aplicação financeira. A Ana provavelmente devolverá todo o dinheiro corrigido pelos juros combinados.

Caso não, o banco vende essa dívida e continua lucrando.

Mas a Ana pagou essa dívida com correção. Depois disso, ela começou a estudar finanças e agora é muito mais educada financeiramente.

A partir desse momento, ela possui um poderoso planejamento pessoal financeiro que permite com que ela guarde dinheiro todo mês.

Como ela estudou bastante, a Ana evita a poupança e investimentos de má qualidade. Então, um dia, ela decide investir e escolhe o melhor título do Tesouro hoje.

Dessa vez, ela não está pedindo dinheiro emprestado, mas sim emprestando dinheiro ao Tesouro Nacional. Isso não é doação. Depois de um período combinado, o Governo deve devolver o seu dinheiro corrigido por uma taxa de juros.

Parece que o jogo virou, não é mesmo?

Todo o título de dívida é uma forma de vender o seu compromisso de pagamento em troca de uma taxa de juros. É uma forma de capitalizar-se.

Muitos outros investimentos funcionam assim. Desde a dívida pública até os títulos de dívida privada. Veja uma lista de investimentos populares disponíveis na Rico (clique em cada um para saber mais sobre eles):

Esses investimentos são todos títulos de dívida que possuem o propósito de captar recursos do mercado. O que muda são as suas rentabilidades, emissores, mercados, tributação e etc.


Qual Título do Tesouro Comprar Hoje – Dicas 

comprar tesouro direto dicas
Fique atento às nossas dicas para comprar Tesouro Direto com bons rendimentos.

Nós possuímos experiência de mercado e estamos aqui para ajudá-lo a lucrar aplicando dinheiro. 

Essas dicas são muito úteis. Investidores experientes fariam de tudo para tê-las no início da sua vida financeira.

Melhor hora para comprar tesouro direto

Fique atento à Taxa Selic. Ela e outros fatores do mercado moldam as expectativas das pessoas. E mesmo sendo um título público, o mercado é que dita a tendência.

Tenha em mente que momentos de desconfiança política e instabilidade econômica fazem com que a cotação do título público caia.

E o que você deve fazer quando isso acontecer? Se tem pouco Tesouro Direto na sua conta, invista nele. Esse tipo de situação assusta os investidores, mas para quem está pronto, é como se fosse uma liquidação.

Coisas que valem muito por um preço bem abaixo do mercado.

O Brasil é um país que possui uma das taxas de juros mais altas do mundo. Historicamente, nossa taxa costuma estar em dois dígitos. 

A atual queda e estabilidade da taxa deve continuar por mais tempo, mas em breve ela pode subir de acordo com os acontecimentos de 2018 e 2019.

Enquanto isso não acontece, não invista em Tesouro Direto a longo prazo.

Quando a taxa básica de juros voltar a romper a subir e uma possível tendência de queda aparecer, compre Tesouro IPCA+ ou Prefixado. 

Quando Resgatar o Título

O principal amigo da sua rentabilidade é o tempo.

Então, deixe o tempo trabalhar para você. Para isso, você deve saber se planejar para evitar imprevistos e estar sempre capitalizado para atender seus objetivos de vida.

A data de resgate de um título deve ser apenas três: em uma emergência (para isso mantenha um valor aplicado em Tesouro Selic), na data de resgate (planejada para acontecer em momentos de realizar objetivos) e quando houver uma oportunidade.

Lembra que comentamos sobre a valorização de títulos como Tesouro IPCA+ e Tesouro Prefixado? Quando o seu título valorizar, você pode vendê-lo antecipadamente para colocar o dinheiro no bolso.

E quando é isso? Após a tendência da Selic de baixa ou estabilidade se tornar em tendência de alta. Isso faz com o que a cotação dos títulos caia. Venda quando possuir um bom lucro para realizar.

Controle suas emoções

Quando acontecer aquela promoção imperdível de um artigo que você está namorando há muito tempo, lembre-se da seguinte frase:

Quem poupa hoje, terá muito mais amanhã.

Ao ver o seu dinheiro rendendo, dia após dia, as suas compras por impulso já diminuirão. Muitas pessoas se sentem compelidas a gastar ao ver dinheiro na conta corrente.

Comprar Tesouro Direto ajudará nisso. Então, crie sua estratégia de investimentos e permaneça fiel a ela até que o seu dinheiro  renda todo seu potencial.


Conclusão

comprar tesouro direto conclusao
Pronto para comprar Tesouro Direto?

A poupança rendeu menos do que a inflação em 2015. Ou seja, que deu um prejuízo, diminuindo o poder de compra das pessoas que tinham suas economias concentradas na caderneta.

Ela possui muitas desvantagens além do baixo rendimento. Uma que se destaca é a falsa ‘liquidez diária’. Você pode sacar quando quiser, mas se quiser resgatar seu dinheiro sem prejuízo de rentabilidade, só pode fazê-lo no aniversário da poupança.

Em 2016, uma pesquisa sobre educação financeira foi realizada com 30 países. O Brasil ficou quase em último lugar, na 27ª posição.

A média global de acerto das perguntas foi de 78% enquanto no Brasil foi de apenas 58%. Questões conhecidas dos brasileiros como a alta taxa de juros e a inflação foram assuntos desconhecidos para a população.

Isso evidencia a dificuldade nacional em tratar o dinheiro como ele deve ser tratado: como recurso a ser administrado para fazê-lo render. 

Aprender a dominar o dinheiro é uma forma de honrar o seu próprio suor mensal para ganhá-lo. As pessoas trabalham duro diariamente e por falta de informação deixam o dinheiro escapar entre os dedos.

Não seja um deles. Comece hoje mesmo a comprar Tesouro Direto. 

Pare tudo o que estiver fazendo e configure uma transferência automática de dinheiro do seu banco para a Rico. Após isso, configure a sua conta na Rico para comprar Tesouro Direto mensalmente, de forma automática.

Lembrando que na Rico, você não paga taxa no Tesouro Direto! Abra sua conta e invista sem complicações.


05/11/2017 18:03:00 • Atualizado em 09/12/2021 21:33:38
22 minuto(s) de leitura


Como Investir no Tesouro Direto: Passo a Passo

Aprenda tudo sobre como investir no Tesouro Direto. Conheça os diferentes tipos de título e para qual objetivo eles são indicados neste guia completo.


Compartilhar:

Sabia que é possível aplicar no Tesouro direto todos os meses de forma automática?

Como investir no Tesouro Direto? Essa é uma questão muito simples. Você pode começar a aplicar em minutos de forma segura, ou até de forma automática mensalmente.

Ao fazer isso você contará com uma ótima rentabilidade. Inclusive, a Rico é uma das corretoras líderes em Tesouro Direto para PF, tornando-se muito indicada para você começar a investir.

Leia esse outro texto que fala sobre como a rentabilidade do Tesouro Direto chegou a 53% ao ano. Você vai gostar bastante dessa possibilidade!

O que você realmente precisa saber, e pode demorar mais que alguns minutos, é porque investir no Tesouro Direto e mais importante, qual dos diferentes tipos de títulos do Tesouro é mais recomendado para o seu objetivo de investimento.

E você vai aprender tudo isso agora. Neste texto, você descobrirá qual é o melhor título público para você e como invesitir no Tesouro Direto passo a passo.

Se tiver qualquer tipo de dúvida, deixe seu comentário no final da página.

Boa leitura!


Entenda O Que é Tesouro Direto

como investir no tesouro direto entenda 

Ao aplicar dinheiro no Tesouro Direto, você estará emprestando dinheiro ao Governo.

Muitas pessoas acreditam que Tesouro Direto é como uma poupança. E elas estão completamente enganadas. Ele é muito melhor do que a poupança. Não somente em rentabilidade, mas também em versatilidade.

Depois que você aprender como aplicar dinheiro no Tesouro Direto, sua educação financeira será muito melhor. 

A poupança também é segura, mas possui uma rentabilidade muito pequena que em períodos de inflação em alta, pode chegar a ter uma rentabilidade real negativa. Se o seu objetivo é a longo prazo, qualquer percentual faz a diferença.

Assim como na poupança, o Tesouro Direto pode ter liquidez diária. Se você estava se perguntando quanto rende o Tesouro Direto: ele rende todo o dia e se você sacar antes do período da aplicação final, você não recebe nenhuma subtração dos lucros do investimento.

O Tesouro Direto é um investimento de renda fixa. Ou seja, no momento da compra, você possui uma boa previsibilidade de como será o rendimento. E essa rentabilidade é dividida em duas categorias: pós-fixada e prefixada.

A pós-fixada é a rentabilidade que oscila com base em alguma taxa ou índice enquanto a prefixada é a que é fixa. Ela será a mesma do momento da compra até o resgate do título. 

Ou seja, caso você invista no Tesouro Selic (o título do tesouro mais recomendado para criação de reservas de emergência), você garante que caso precise do dinheiro, basta sacá-lo como faria com a poupança.

Quando se fala em Tesouro Direto, refere-se à categoria de títulos públicos de crédito emitidos pelo Tesouro Nacional que são muito seguros e rentáveis. É como emprestar dinheiro ao Governo para depois recebê-lo com juros.

No entanto, dentro dessa categoria existem diferentes tipos de títulos com diferentes prazos e tipos de juros. Veja logo abaixo todos os tipos e suas características. Descubra qual é o mais recomendado para você.

Tesouro Selic (LFT)

Como já dito, esse é o ativo perfeito para quem não sabe se vai precisar do dinheiro logo ou daqui 6 meses.

Ou seja, é para planos de curto prazo. Também é uma ótima forma de começar a poupar com aplicações baixas (com menos de R$ 30 reais), construindo capital.

Por ser extremamente seguro e simples de aplicar, o Tesouro Selic é o mais indicado para criar aquela poupança para emergências como doença, gestação inesperada, demissão e etc.

Não esqueça que essa reserva deve equivaler a pelo menos seis vezes o custo mensal da sua família incluindo moradia, luz, água, comida, lazer. Ou seja, se o seu custo é de R$ 4.000, a reserva deve equivaler a R$ 24.000.

Ele também é um ótimo investimento para objetivos a curto prazo, com menos de 12 meses, como férias, troca de carro, compra de smartphone e etc.

A rentabilidade desse título varia de acordo com a cotação atual da taxa Selic (taxa básica de juros). Isto é, se a taxa Selic subir (o Copom que decide isso em reuniões), sua rentabilidade sobe.

O CDI (outra referência para a renda fixa) segue de perto a taxa Selic. Podemos dizer que o Tesouro Selic rende praticamente 100% do CDI. 

Quanto posso investir no Tesouro Direto? O valor mínimo para começar a investir nesse tipo de Tesouro é R$ 87,52. Veja mais detalhes e a simulação de R$ 50.000 investidos até o vencimento do título (1/3/2023).

como investir no tesouro direto selic

É possível configurar uma recorrência de aplicações por um período de tempo ou até que você cancele. O dinheiro será debitado de sua conta corrente na corretora.

Para que esse dinheiro chegue na conta automaticamente, configure uma transferência recorrente para a corretora mensalmente.

Ter um planejamento financeiro que inclua aplicações fixas é uma forma excelente de crescer o patrimônio.

como investir no tesouro direto selic 2

Perceba que nessa simulação, a rentabilidade ao ano foi de 9,53%, no final do período, deu um total líquido de R$ 35.158,75. A simulação foi realizada com a Selic a 11,15%. Viu como investir no Tesouro Direto com segurança é simples?

Tesouro IPCA + (NTNB ou NTNB PRINC)

Esse é um título do Tesouro Direto para quem tem planos a longo prazo. Ele possui diversos anos de vencimento e sua rentabilidade varia de acordo com essa data.

Além disso, por ser de longo prazo, o título combina a cotação da taxa IPCA (que mede a inflação) com um taxa fixa. Dessa forma, o seu investimento será protegido contra as oscilações imprevisíveis da inflação ao longo dos anos.

É a melhor opção para quem busca construir um legado a longuíssimo prazo sem perder o poder de compra.

Independente do seu objetivo, se é pagar a faculdade dos filhos, comprar uma casa à vista ou construir uma aposentadoria, o Tesouro IPCA + é perfeito para você.

O Tesouro IPCA + também possui mais duas variações. A primeira versão dele é o NTNB com Juros Semestrais. Esse tipo é perfeito para quem é aposentado e gostaria de ter juros depositados na conta a cada seis meses.

Para quem pode deixar os lucros aplicados (é melhor para gerar mais capital com o passar dos anos) existe o modelo NTNB Princ que não deposita esses juros periodicamente. O lucro só vem no resgate ou na venda do título.

Esse é o título que em 2016 pagou 53% de juros no ano. Ele superou até diversas ações que não renderam isso. Mas como um título de renda fixa pode dar tanto lucro?

Simples. Observe a lei de oferta e procura. Se um papel pagava 10% e depois de um ciclo econômico desfavorável passou a pagar 5%, significa que quem comprou a 10%, tem um ativo que já não existe no mercado, pagando o dobro.

Esse é o segredo. Imagine que você comprou no começo de 2017 um papel do tesouro direto pré-fixado (NTNB Princ) por R$ 1.000 que rende 5% + Inflação ao ano. Então, em dois anos, outro papel como esse rende apenas 4%. Assim, o seu papel passa a valer cerca de 50% mais.

Tesouro Direto Selic ou IPCA? Já descobriu qual é melhor para você?

Veja alguns exemplos de Tesouro IPCA + disponíveis na Rico:

como investir no tesouro direto ipca

Tesouro Prefixado (LTN e nTNF)

Esse tipo de Tesouro Direto é de médio prazo a longo prazo, de 3 a 10 anos. Ele não é atrelado a nenhum índice, possuindo apenas a variação anual fixa. Quanto maior o prazo de vencimento, maior a rentabilidade e vice versa.

Além disso, semelhante ao Tesouro IPCA +, esse tipo conta com uma opção que paga juros a cada seis meses o Tesouro NTNF e outro que não paga esses juros, o LTN. 


As Vantagens de Aplicar no Tesouro Direto Hoje

como investir no tesouro direto vantagens

Segurança, rentabilidade, versatilidade e simplicidade. São as palavras que resumem o Tesouro Direto.

Viu como existe um tipo de Tesouro Direto para cada objetivo? É possível aplicar a curto, médio e longo prazo em diferentes índices. Então, a diversificação de investimentos pode ocorrer em uma forma mais iniciante apenas com Tesouro.

Claro que é mais recomendado que você misture outros títulos de renda fixa como CDBs, LCIs, LCAs e LCs com renda variável por meio de Fundos Multimercados ou de Ações expostos a diferentes mercados e risco.

Assim você mitiga os riscos enquanto maximiza sua rentabilidade. Mas a maioria dos novos investidores, hoje, começam suas carteiras de investimentos pelo título mais popular do momento: o Tesouro Direto. 

Veja as principais vantagens de descobrir como investir no Tesouro logo abaixo:

  • Segurança (garantido pelo Banco Central)
  • Rentabilidade previsível (perfeito para você fazer seus planos)
  • Versatilidade (existe um tipo de aplicação para cada objetivo)
  • Automação (é simples configurar aportes mensais)

Perfil do Investidor do Tesouro Direto

como investir no tesouro direto perfil
Trata-se do investimento mais seguro do mercado. Todos podem começar a aplicar por ele.

O risco de uma aplicação se dá de acordo com a possibilidade da rentabilidade ser imprevisivel ou do emissor do título quebrar. E essas duas possibilidades são praticamente impossíveis de acontecer.

Para o Governo ir à falência e não pagar os investidores, toda a economia precisa ruir. Muito mais do que aconteceu em 2015. As empresas e até os bancos devem fechar as portas antes. Por isso, trata-se do investimento mais garantido.

Assim, o investidor que busca esses papéis querem um ativo (investimento) mais conservador.


Como Investir no Tesouro Direto: Passo a Passo Descomplicado

como investir no tesouro direto passo
É bem mais simples do que você imagina. Veja como investir no Tesouro Direto passo a passo na Rico.

Na Rico, é fácil e seguro investir em Tesouro Direto. Você pode ganhar até 3,2 vezes mais do que aplicando na poupança. Veja o passo a passo logo abaixo com imagens ilustrativas e entenda como investir no Tesouro Direto.

Crie uma conta na Rico

É impossível investir em Tesouro Direto fora de uma corretora. Recomendamos que escolha a Rico, pois possuímos as melhores taxas para Tesouro e ainda possuímos uma equipe completa para dar o suporte necessário aos investidores.

como investir no tesouro direto conta

Criar sua conta é grátis! Depois de clicar nesse botão, será preciso inserir alguns dados como CPF, data de nascimento, usuário para login senha e outras informações. É rápido terminar o cadastro.

Transfira dinheiro para sua conta

Então, você pode transferir o valor que deseja começar a aplicar. O Tesouro Direto pode ser comprado a partir de R$ 30. Deve ser feito um TED da sua conta no banco (tem que ser da mesma titularidade) para sua conta na corretora.

Escolha a melhor opção de Tesouro Direto para o seu objetivo

Depois de ler esse guia, você precisa escolher o mais adequado segundo o seu planejamento financeiro. Selecione a opção Tesouro Direto no Menu como na imagem a seguir.

como investir no tesouro direto menu

Então, você entrará nessa tela e poderá ver suas opções disponíveis (elas podem mudar com o passar do tempo). Simule e compare elas de acordo com a sua necessidade de investimento. 

Quanto menor a liquidez e maior o prazo, maior a rentabilidade.

como investir no tesouro direto opcoes
como investir no tesouro direto comparacao

Essa é a etapa mais importante do passo a passo sobre como investir no Tesouro Direto. Não tenha pressa aqui. Escolha com calma, sabendo o porquê da escolha.

Defina um valor com recorrência ou não e compre

Depois disso, basta selecionar o valor, a recorrência ou não e inserir sua assinatura eletrônica para comprar o ativo.

como investir no tesouro direto compra

Parabéns! Agora você é um investidor. Você possui uma ótima saúde financeira e está garantindo o seu futuro, tornando-se cada vez mais rico com o passar dos dias.


Conclusão

como investir no tesouro direto conclusao

Conseguiu aprender como investir no Tesouro Direto, o investimento mais popular do momento?

Agora que você já entendeu como investir no Tesouro Direto, pode simular agora mesmo uma aplicação em Tesouro Selic nessa página.

Ao criar uma conta gratuita na Rico em minutos, você terá acesso a todos os títulos do Tesouro Direto, podendo simular e comparar eles lado a lado.

Leia outros artigos sobre renda fixa em nosso blog:

Como vimos, como investir no Tesouro Direto é uma questão simples. No começo, pode ser difícil tomar a decisão porque você prefere comprar outras coisas agora, mas pense bem.

Guardando apenas um pouco por mês, com o passar do tempo, você terá um patrimônio. As coisas que compramos normalmente geram custos, impostos e se desvalorizam. O investimento em Tesouro Direto apenas cresce todo mês.

Somente neste mês de Maio, você investe no Tesouro Direto na Rico com taxa ZERO. Aproveite!

Esse artigo foi útil para você? Então deixe o seu comentário logo abaixo.

Obrigado por ler até aqui e agora que você já sabe que Tesouro Direto é bom, não perca tempo!


23/10/2017 18:59:07 • Atualizado em 09/12/2021 21:52:39
28 minuto(s) de leitura


Tesouro Direto Prefixado: 5 motivos para investir hoje

Por que o Tesouro Direto Prefixado é um dos títulos públicos mais procurados pelos investidores que desejam ter rentabilidade e segurança? Conheça a sua rentabilidade e como investir neste título público. Descubra qual aplicação é melhor para seus objetivos!


Compartilhar:
Uma mão coloca uma moeda em um cofre de porquinho em referência ao tesouro direto prefixado

Você sabia que o Tesouro Prefixado rendeu mais de 7% acima do CDI em 2017?

O Tesouro Direto Prefixado é um dos títulos públicos mais procurados pelas pessoas que acabaram de sair da poupança e por investidores iniciantes no mercado financeiro.

Este investimento possui rentabilidade fixa, isto é, você sabe exatamente quanto o Tesouro Direto rende até a data do resgate.

Quer começar a investir, mas não sabe por onde começar? Neste artigo, vamos mostrar como você pode se tornar um investidor agora mesmo

É considerado o mais conservador dos títulos, pois além da taxa de rendimento fixa, é emitido pela instituição mais segura do país, o Tesouro Nacional.  

Então, mesmo sem a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), esse é um investimento com risco de crédito praticamente nulo.

O Tesouro Direto Prefixado é um excelente investimento para diversificar a sua carteira.

E neste artigo, vamos contar todos os motivos para você adquirir este título agora mesmo:

  • O que é e por que investir no Tesouro Direto Prefixado
  • Os títulos do Tesouro Direto
  • Qual o rendimento do Tesouro Direto Prefixado
  • Tesouro Direto Prefixado x Tesouro IPCA x Tesouro Selic
  • Custos e taxas do investimento
  • Como investir em Tesouro Direto Prefixado

Se tiver qualquer dúvida sobre qual o melhor Tesouro Direto hoje, deixe um comentário no final desta página.

Boa leitura!

O Que é Tesouro Direto Prefixado

Uma mãe com uma criança no colo mexe no notebook em referência ao tesouro direto prefixado
O título prefixado é uma forma simples e segura de investir o seu dinheiro

O Tesouro Direto Prefixado é um título público emitido pelo Tesouro Nacional que se divide em: LTN e NTN-F. Ambos são semelhantes, a diferença está no repasse dos rendimentos e cobranças das taxas.

Para o governo, os títulos são empréstimos para financiar áreas como educação e saúde. Para captar e manter os investidores, ele oferece juros, que são os rendimentos.

O prefixado possui uma taxa fixa de rentabilidade, que é decidida no momento da compra. Então, você pode saber a quantia exata que precisa investir hoje para conseguir o valor desejado.

É considerado um investimento bastante conservador e indicado para médio e longo prazo. Você entenderá os motivos nos próximos tópicos.

Falando sobre cada título, começando pela LTN, as Letras do Tesouro Nacional. Também conhecida como Tesouro Prefixado, é o papel mais simples da categoria. A taxa de rendimento e a cobrança das taxas é anual.

Assim, você receberá todos os anos a mesma quantidade até o final do prazo. Independente do que acontecer, o seu dinheiro estará protegido de volatilidade.

A NTN-F ou Tesouro Prefixado com Juros Semestrais funciona da mesma maneira, a diferença é que o prazo de liquidez é a cada seis meses.

Então, semestralmente, os lucros serão adicionados no seu título, e também há a cobrança das taxas, como o IR e a taxa de custódia sobre este rendimento.

Os Tipos de Títulos do Tesouro Direto

Um homem olhando para uma parede de lousa na qual está desenhado um gráfico de barras em referência ao tesouro direto prefixado
Tesouro Selic ou Prefixado? Você deve escolher o título mais adequado para os seus objetivos

Além do Tesouro Direto Prefixado, há outras categorias oferecidas pelo Tesouro Nacional. Abaixo, vamos apresentar de forma resumida sobre estes outros títulos. Confira:

Tesouro IPCA+

Este título tem como indexador o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) ou inflação. É um dos títulos mais populares do Tesouro Nacional.

Ele possui as categorias: IPCA+ (NTN-B principal) e IPCA + Juros Semestrais (NTN-B). Na primeira, a rentabilidade é anual. E na segunda, ocorre de forma semestral.

O rendimento é da seguinte forma: além do IPCA do período, é acordada uma taxa fixa, caracterizando-o como um título híbrido.

De maneira simplificada, se o IPCA sobe, você ganha mais. E quando ele cai, o seu título renderá menos. Então, os rendimentos sofrem oscilações até a data do vencimento.

Tesouro Selic

É o título que possui maior número de investidores e é o mais indicado como essencial à carteira. É uma renda fixa pós-fixada.

O Tesouro Selic, possui a rentabilidade da taxa de juros básica. Ou seja, o seu dinheiro rende exatamente o valor desta taxa, hoje em 8,25%.

Também é bastante conhecido pela liquidez diária, isto é, todos os dias, você receberá os lucros deste investimento. Ideal para aposentadoria e reservas de emergência.

Como a Taxa Selic pode sofrer ajustes a cada reunião do Copom, a rentabilidade oscila ao longo do tempo. Assim, se essa taxa de juros cai, o seu rendimento diminui. Há apenas uma estimativa do valor final.

Por que Você Deve Investir no Tesouro Direto Prefixado

Uma mulher à frente de uma parede de lousa com gráfico de barras em crescente em referência ao tesouro direto prefixado
O prefixado pode fazer parte de todas as carteiras de investimentos

Como você viu nos tópicos anteriores, há três categorias de títulos do Tesouro Nacional. Cada uma com um perfil e finalidade diferente.

Agora, vamos mostrar por que você deve investir nos títulos prefixados.

1. Rentabilidade

Com o Tesouro Direto Prefixado, você não tem surpresas com os rendimentos. Ao escolher a taxa de rentabilidade, durante todo o investimento, não haverá qualquer alteração.

Para investidores iniciantes, é uma excelente opção. Você não necessita entender toda a dinâmica do mercado financeiro. Lembrando que, esta aplicação rende cerca de 10% a mais que a poupança.

Caso você esteja investindo para comprar um imóvel ou conseguir o primeiro milhão, este prefixado é um bom investimento. Você pode estimar o tempo exato para obter o valor desejado.

Também é indicado, se você tem perfil conservador, mas não abre mão de lucratividade. Além de possuir baixo risco, você pode encontrar taxas de rentabilidade acima do CDI.

Clique e abra sua conta na Rico

2. Segurança

Ao contar com a rentabilidade fixa, você protege o seu investimento de volatilidade. Não importa se a Selic ou o IPCA cair. Os seus rendimentos serão os mesmos.

Por ser título público, o risco de quebra do estado é o nível mais baixo do mercado

3. Prazo

Para obter ganhos consolidados maiores em relação aos demais títulos, o Tesouro Direto prefixado é indicado para médio e longo prazo.

Se você está planejando uma reserva para aposentadoria, os estudos dos seus filhos ou o seu casamento, este título pode ser uma ótima alternativa.

Ao investir em prazo maior, você se protege das flutuações do mercado e o seu título tende a se valorizar.

4. Diversificação

Mesmo sendo um investimento conservador, você pode adquirir o Tesouro Direto Prefixado com uma forma aumentar a rentabilidade da sua carteira com baixo risco.

O último relatório do Tesouro Nacional mostra que o Tesouro Prefixado já rendeu mais de 24% nos últimos doze meses. Excelente oportunidade, não é?

Em tempos de queda da taxa Selic e IPCA, você pode se beneficiar com este título fazendo a marcação a mercado.

E vender antes do prazo de vencimento, obtendo lucros por conta da valorização do título em relação a estes índices econômicos.

5. Acessibilidade

Este título prefixado é acessível a todos os públicos, seja você um pequeno ou grande investidor. A partir de R$ 33,00, você pode adquirir o Tesouro Direto Prefixado. São vários motivos irrecusáveis para você começar a investir, concorda?

Qual o Rendimento do Título do Tesouro Direto Prefixado

Duas pessoas analisam gráficos impressos em papéis em um escritório em referência ao tesouro direto prefixado
O seu rendimento no vencimento é exatamente o esperado, mas vendendo antes, você pode ter um ótimo lucro.

Agora que você já conhece como funciona esta aplicação, vamos mostrar como é calculada a rentabilidade deste título através de exemplos ilustrativos. Confira:

Tesouro Prefixado (LTN)

Escolhendo o título prefixado com taxa de 9,58% ao ano. Aplicando R$ 1.000 em um ano, basta multiplicar 1.000*0,0958 = R$ 95,80 de rendimento bruto.

Descontando as taxas, como o IR (20%) e a taxa de custódia (0,25%), o valor líquido será de R$ 1.073,36.

Tesouro Prefixado com Juros Semestrais (NTN-F)

Você adquiriu uma NTN-F que paga 9,73% ao ano. Investindo R$ 1.000, é possível calcular o valor dos cupons semestrais: Cupom = (1 + 0,0973)^0,5 – 1. Resulta em 0,0475.

Multiplicando ao título, 1.000*0,0475 = R$ 47,50. Este é o rendimento semestral, em um ano, R$ 95,00.

Descontando as taxas de 20% do IR e 0,25% da custódia, o resultado final é R$ 1.072,50.

Note que as rentabilidades são bem parecidas. A vantagem da NTN-F são os cupons de liquidez pagos a cada seis meses.

Tesouro Direto Prefixado ou IPCA?

Qual é melhor? Antes de definir a sua escolha, é essencial saber as diferenças entre os títulos. Assim, você saberá qual é o melhor para o seu planejamento financeiro.

O Tesouro Direto Prefixado possui maior simplicidade. Para fazer a aplicação, você escolhe a taxa de rentabilidade, que se mantém até a data do vencimento.

Ideal para médio e longo prazo, principalmente quando há tendência de queda da Selic e IPCA. Os ganhos podem superar o CDI.

Ao investir com um objetivo específico, como se aposentar em 10 anos, o Tesouro Prefixado pode ser mais vantajoso, já que você sabe o quanto tem que investir hoje para ter este valor no prazo desejado.

Se você quer assumir riscos e obter ganho real acima da inflação, o Tesouro IPCA pode ser uma boa escolha. A taxa fixa é uma forma de proteger o seu dinheiro e de obter rendimentos acima deste indexador.

Ao compará-los, note que ambos são excelentes opções de renda fixa. Porém, ao vender antes do vencimento, você terá que vender a preço de mercado, podendo ter perdas ou lucros.

Tesouro Direto Prefixado ou Selic?

Para saber qual é o melhor para você, tudo depende de qual o seu objetivo ao investir. Ambos são excelentes para médio e longo prazos e possuem baixo risco.

Com o Tesouro Selic, você pode obter mais lucros se há tendência de alta do seu indexador. Caso contrário, o Tesouro Direto Prefixado pode ser mais vantajoso.

Se você tem um valor final como meta, o título prefixado pode ser mais útil, uma vez que as oscilações do mercado não influenciam nos seus ganhos.

Caso você esteja investindo para viver de renda ou no curto prazo, o Tesouro Selic é uma excelente opção, pois possui liquidez diária e maior flexibilidade. Ao vender antes do prazo de vencimento, as perdas são menores.

O Tesouro Direto Prefixado tem maior potencial de valorização do preço do título, considerando o momento atual da nossa economia. Além disso, tem maior rentabilidade do que o Tesouro Selic.

Taxas e Custos

Um homem segura um porquinho e olha para entender se há moedas nele em referência ao tesouro direto prefixado
Os custos devem ser analisados para não comprometer a rentabilidade

Agora que você já conhece o Tesouro Direto Prefixado, chegou a hora de saber quais os custos para adquirir e manter este investimento.

IOF

O IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) incide sobre a sua aplicação durante os primeiros trinta dias de investimento. Ao solicitar o resgate nesse período, haverá a cobrança desta taxa.

Taxa de custódia

A BM&FBovespa faz a cobrança de 0,15% a cada semestre sobre os rendimentos. Esta taxa é cobrada para financiar a guarda dos títulos e dos seus dados como investidor. Totalizando 0,25% ao ano.

Imposto de Renda

O IR é cobrado de maneira regressiva, ou seja, quanto mais tempo de investimento, menor a alíquota. Confira na tabela abaixo:

Prazo

Alíquota (%)

Até 180 dias

22,5

De 181 a 360 dias

20,0

De 361 a 720 dias

17,5

Acima de 720 dias

15,0

Tabela da alíquota regressiva do Imposto de Renda – Fonte: BM&FBovespa

Esta taxa incide apenas sobre os rendimentos da sua aplicação, e o desconto é feito de forma anual e de maneira automática. Não há como escapar do Leão!

Taxa de administração

taxa de administração é cobrada, de forma anual, pela instituição de onde você comprou o título. Assim, o percentual varia conforme a administradora.

Lembrando que há instituições que não cobram esta taxa sobre os seus rendimentos, como aqui na Rico. Mais dinheiro no seu bolso, não é?

Cuidados Que Você Deve Ter Ao Investir

Antes de investir no Tesouro Direto Prefixado, você deve tomar alguns cuidados essenciais. Confira a listagem abaixo:

  • Rendimento: observe a taxa de rentabilidade do título. Será o quanto você receberá por ano na aplicação.
  • Tributos: saiba todos os tributos que são cobrados sobre o seu investimento, como o IR e taxa de custódia.
  • Data de vencimento: conheça o prazo de vencimento do título, de acordo com seu planejamento financeiro. Recomenda-se que você mantenha este título até o final do prazo, para evitar perdas.
  • Instituição: escolha uma corretora habilitada para intermediar o título e que proporcione segurança, como a Rico.
  • Valor do aporte: calcule o quanto precisará investir, você pode fazer isso através dos nossos simuladores. A compra mínima é de 1% do título.
  • Operação: confirme pela CETIP se o título prefixado está, de fato, registrado em seu nome e na quantidade correta.
  • Benchmark: para um investimento ser rentável, ele deve render, pelo menos, o CDI.

Comece a Investir Agora com a Rico

Aqui na Rico, você pode começar a investir no Tesouro Direto Prefixado hoje mesmo! A partir de R$ 30,00, você já pode se torna um investidor. 

Abaixo, um passo-a-passo ilustrativo:

Abra a sua conta na Rico

Para abrir a sua conta é rápido e 100% grátis. Vá em Cadastrar, insira seus dados pessoais, crie um login e senha.

Transfira o valor do investimento para a corretora

Selecione o valor desejado para o investimento. Então, o transfira da sua conta bancária, por meio de TED, para a sua conta da corretora de mesma titularidade.

Selecionando o Tesouro Direto Prefixado

Selecione Tesouro Direto. Você terá acesso aos títulos disponíveis para compra e suas respectivas informações. Use também o nosso simulador de investimentos.

Como comprar Tesouro Direto Prefixado

Observe se o produto está correto, a data de vencimento e a rentabilidade. Insira o valor a ser investido. Você também pode agendar a compra, selecionando a data desejada.

Tudo certo? Clique em Comprar.

Parabéns! Você acaba de adquirir o seu Tesouro Direto Prefixado! Mais um passo rumo à realização dos seus objetivos!

Conclusão

Um homem rega uma ilustração de uma árvore de gráficos, em referência ao tesouro direto prefixado
O prefixado é uma das melhores formas para alcançar os seus objetivos financeiros

O Tesouro Direto Prefixado é um excelente produto para você migrar da poupança. Em 2017, o prefixado acumulou mais de 14% de rentabilidade contra 7,5% da poupança.

Este título é uma boa forma de diversificar a sua carteira, com ganhos acima do CDI e baixo risco. Além disso, há o potencial de valorização com a queda da Selic e do IPCA.

Ao investir, você terá rentabilidade fixa, sem surpresas no dia do resgate. Qualquer movimentação do mercado, não afetará o seu título.

Aprenda mais sobre renda fixa com estes artigos do blog:

Entre os demais títulos, cada investidor tem uma necessidade diferente. Então, é preciso definir os objetivos do investimento. Lembrando que há diversos motivos para você investir nos prefixados.

Considere, também, as taxas como IR e taxa de custódia que incidem apenas nos rendimentos. E também, se os juros são anuais ou semestrais.

Para investir aqui na Rico, são apenas 4 passos, e com R$ 30,00 você já pode adquirir o seu Tesouro Direto Prefixado. Aproveite está aqui, e invista agora mesmo!

Gostou deste artigo? Ainda tem dúvidas sobre qual título do Tesouro comprar? Deixe o seu comentário com sugestões e dúvidas.

Obrigado por ler até aqui!

Clique e abra sua conta na Rico