outubro 29, 2021

Quanto rende 1 milhão na poupança? Veja opções mais rentáveis  

Saber quanto rende 1 milhão na poupança pode atrair a sua atenção.

Mas, e se você soubesse que há opções de investimento mais rentáveis e seguras?

Atualmente, o rendimento da caderneta é pouco atrativo.

Portanto, além de saber quanto rende 1 milhão na poupança, o ideal é comparar essa rentabilidade com a de outros investimentos de renda fixa

Sem contar que aplicar o seu dinheiro através dos bancos não é uma boa alternativa, pois há pouca variedade de ativos, muitas taxas e rentabilidades pequenas. 

Neste artigo, você vai descobrir quanto rende 1 milhão na poupança e vai conhecer opções de investimentos com maior rentabilidade e segurança para você começar ainda hoje, mesmo se ainda não tiver 1 milhão para investir!

Confira os tópicos que preparamos:

  • Quanto Rende 1 Milhão na Poupança?
  • Quanto Rende 500 Mil na Poupança?
  • Variações da Taxa Selic e o Rendimento da Poupança
  • Como Funciona o Cálculo do Rendimento da Poupança?
  • Quais Opções de Investimento São Mais Rentáveis do Que a Poupança?
  • Então, Onde Investir 1 milhão e Viver de Renda? Isso é Possível?
  • Por que você deve diversificar seus investimentos?
  • O que rende 1% ao mês? Existe algum investimento seguro que renda 1% ao mês?
  • Como Começar a Investir Agora (Mesmo que Seja Pouco Dinheiro).

+ Quer comecar a investir? Abra sua conta na Rico sem pagar nada!

Quanto rende 1 milhão na poupança?

O rendimento da poupança pode variar de ano para ano.

O cálculo para saber quanto a aplicação rende mensal ou anualmente segue uma regra pré-estabelecida e que se orienta por indicadores da economia nacional – mais à frente, vamos explicar como fazer a cálculo.

Hoje, 29 de outubro de 2021, com a Selic à 7,75%, a rentabilidade da poupança está em 0,44% ao mês e 5,43% ao ano.

Simulações de rendimento de R$ 1 milhão na poupança por mês hoje [outubro/2021]

Se você pretende abandonar o trabalho para viver de renda em um futuro próximo, precisa estar a par de quanto rende cada tipo de investimento para fazer a melhor escolha.

E saber quanto R$ 1 milhão rende na poupança é um bom começo para a sua pesquisa.

Com a Selic à 7,75%, se você investir R$ 1 milhão na poupança, após 12 meses, terá R$ 1.054.300,00.

Ainda que esse valor seja suficiente para cobrir o seu orçamento mensal, é importante considerar também o peso da inflação para avaliar se a poupança vale a pena ou não.

E a gente já adianta para você a resposta: não vale.

E quanto rende 500 Mil na poupança hoje?

Ao aplicar R$ 500 mil na poupança hoje, você poderá observar um ganho anual de cerca de R$ 27.150.

Dividido em 12 meses, chegamos à renda mensal de aproximadamente R$ 2.208.

Porém, esse valor considera apenas a taxa de rendimento atual da poupança, sem contabilizar a desvalorização da moeda perante a inflação.

Variações da taxa selic e o rendimento da poupança

Seja qual for o banco que você escolha para abrir sua conta poupança, entenda que a remuneração será sempre a mesma.

Isso porque o renda da caderneta segue regras definidas por norma federal, a Lei nº 12.703, que foi atualizada pela última vez em agosto de 2012.

A conta feita hoje para definir o rendimento da poupança é afetada principalmente pelos valores da taxa Selic, principal indicador de juros na economia nacional.

Mais do que um termômetro financeiro, a Selic funciona como um instrumento de política monetária pelo qual o governo pode influenciar e ditar os rumos da economia.

A taxa vive uma relação inversamente proporcional com a inflação, onde uma queda dos juros pode elevar o seu valor.

Da mesma forma, a poupança é afetada por alterações nesses dois indicadores.

Enquanto uma alta nos juros pode impulsionar os ganhos da poupança, não haverá um grande ganho real se a inflação também estiver alta.

Como funciona o cálculo do rendimento da poupança?

O cálculo atual utilizado para definir o rendimento da poupança leva em consideração dois indicadores oficiais.

A Selic representa a taxa de juros oficial do país, enquanto a Taxa Referencial, ou TR, foi criada nos 1990 para controlar a hiperinflação da época.

Atualmente, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) tem os juros do país fixados em 7,75% ao ano (dados de outubro de 2021).

De responsabilidade do Copom, a Selic tem sua meta reavaliada a cada 45 dias pelos membros do comitê e divulgada para os bancos e instituições financeiras do país.

Apesar de ainda ter influência em alguns cálculos importantes, a TR segue estabilizada em 0% desde 2018.

Então, o cálculo atual que guia os juros da poupança considera 70% da Selic mais o valor da Taxa Referencial – isso nos dá uma rentabilidade de 0,44% ao mês e de 5,43% ao ano.

Quais opções de investimento são mais rentáveis do que a poupança?

Homem e mulher apontando para o notebook sorrindo.
Mesmo na renda fixa, é possível ter muito mais rendimento do que a caderneta oferece

Entender quanto rende 1 milhão na poupança pode ser o motivo ideal para você sair dela agora mesmo.

No mercado financeiro, há opções mais rentáveis. Porém, é importante conhecê-las antes de investir o seu capital. Caso contrário, é possível ter dores de cabeça.

Diante disso, trazemos opções de ativos da renda fixa que possuem rendimentos maiores que a poupança. Veja:

Tesouro Direto

Os títulos do Tesouro Direto são emitidos pelo governo, que por sua vez, utiliza os recursos captados para o financiamento de áreas, como educação, saúde e infraestrutura.

Basicamente, os títulos públicos são ofertados sob três tipos:

  • Atrelados à inflação
  • Prefixados
  • Indexados à taxa Selic.

O Tesouro IPCA + é o título atrelado à inflação. O seu rendimento consiste em uma taxa fixa mais o desempenho do IPCA no período – por exemplo, 2,39% + IPCA.

Ele costuma ser indicado para quem deseja manter o poder de compra no futuro ou para objetivos de médio e longo prazos, como comprar um imóvel ou automóvel.

Já o Tesouro Prefixado possui rentabilidade fixa, como 6,31% ao ano. Assim, não há surpresas ao investir, a taxa se manterá a mesma até o vencimento.

Este título pode ser uma boa alternativa quando há previsões de queda de juros, pois ele tende a render mais que os outros ativos.

O Tesouro Prefixado também pode ser utilizado quando você investe hoje e precisa alcançar um determinado valor no futuro, por exemplo, obter R$ 20 mil para fazer um intercâmbio.  

Por fim, temos o Tesouro Selic. O seu rendimento é próximo a taxa Selic do período, por exemplo, 4,50% ao ano.

Este título pode ser visto como uma poupança mais rentável, pois, ao solicitar o resgate antecipado, não há perdas na rentabilidade.

Assim, o Tesouro Selic costuma ser indicado para investimentos em qualquer prazo, como aposentadoria, trocar de smartphone ou planejar o seu casamento.

Ao escolher um ativo que possui a taxa Selic ou o IPCA como indexadores, caso eles subam, os rendimentos também aumentam e vice-versa.

CDB

O CDB é o Certificado de Depósito Bancário. Basicamente, ele é um título de renda fixa emitido pelos bancos.

A sua rentabilidade pode ser prefixada ou pós-fixada. Na primeira, é a mesma lógica do Tesouro Direto Prefixado, onde há a taxa fica de rendimento.

Já o CDB pós-fixado consiste em um retorno atrelado ao CDI ou ao IPCA, por exemplo, 110% do CDI ou 2% + IPCA.

LCI

A LCI (Letra de Crédito Imobiliário) é um investimento também emitido pelos bancos. A sua diferença em relação ao CDB é que não possui tributos ou taxas.

O rendimento dela funciona da mesma forma que o ativo anterior, só que ele não sofre qualquer desconto. Então, tudo o que render vem diretamente para o seu bolso.

A LCI pode ser uma boa alternativa para quem deseja investir sem pagar taxas ou impostos, por exemplo, aposentadoria ou planejar o estudo dos filhos. 

Fundo de renda fixa

O Fundo de Renda Fixa consiste em uma carteira de ativos de renda fixa, como os títulos do Tesouro Direto.

Assim, o rendimento depende da composição e o objetivo do fundo, por exemplo, render próximo ao CDI.

O investimento é feito através da aquisição de cotas. A rentabilidade e custos são distribuídos igualmente entre elas, o que torna o sistema semelhante a um condomínio.

Este ativo pode ser uma boa alternativa para quem deseja investir em renda fixa com auxílio profissional, pois a carteira é administrada por um gestor profissional.

Então, onde investir 1 milhão e viver de renda? Isso é possível?

Usufrua dos rendimentos do seu patrimônio com ativos, como o Tesouro Direto e os FIIs

Um dos motivos mais frequentes pelo qual as pessoas querem saber quanto rende 1 milhão na poupança é viver de renda.

Se esse também é o seu objetivo, é comum ter dúvidas sobre como investir, já que a poupança não é um boa alternativa.

Geralmente, o Tesouro Direto costuma ser recomendado, pois ele possui baixo risco e oferece rendimentos atrativos.

Entre os mais procurados estão o Tesouro Selic e os títulos que pagam os cupons semestrais.

Caso você tenha perfil moderado ou agressivo, as ações pagadoras de dividendos podem ser boas alternativas.

Estes ativos permitem o recebimento de proventos de forma recorrente, que por sua vez, tendem a ser utilizados para o custeio de despesas ou reinvestimento.

Outra opção são os Fundos Imobiliários (FIIs). Eles são partes de grandes empreendimentos, como shoppings, escritórios corporativos ou galpões logísticos.

Esses ativos costumam ser recomendados para quem deseja uma renda recorrente, pois há o pagamento dos aluguéis isentos de IR todos os meses.

Ao investir em um bom FII, é possível fazer o seu dinheiro crescer através da valorização das cotas e com o recebimento dos proventos.

Por que você deve diversificar seus investimentos?

Como mostramos acima, há diversas opções para investir o seu dinheiro e fazê-lo render mais do que a poupança.

Mas, qual deles é o melhor? Na verdade, você pode investir em todos eles e ter resultados ainda mais atrativos. Esse processo é conhecido como diversificação.

Os ativos financeiros possuem riscos. Então, ao aplicar todo o seu capital em apenas um deles, você aposta o risco em apenas um tipo de investimento.

Tenha em mente que o mercado é dinâmico, ou seja, resultado passado não é garantia de retorno futuro.

Com a diversificação, você pode diminuir os impactos desses riscos e equilibrar os rendimentos do seu patrimônio.

Para isso, basta conhecer o seu perfil de investidor e distribuir o capital de forma rentável e segura, por exemplo, investir 70% em renda fixa e 30% em renda variável.

Caso uma delas apresente mau desempenho, a outra tende a render mais e manter um bom resultado total.

Por isso, se você quer investir com segurança e rentabilidade, a diversificação pode ser a melhor escolha.

Como Começar a Investir Agora (Mesmo que Seja Pouco Dinheiro)

Homem mexendo no notebook.
Inicie esta nova jornada com pequenos aportes, ganhe confiança e veja seu dinheiro render

Mesmo depois de conhecer quanto rende 1 milhão na poupança, você precisa entender que é possível começar com pouco dinheiro.

O mercado financeiro oferece ativos para todos os públicos. Então, se você ainda tem um montante menor, não é desculpa para deixá-lo parado.

Entre os investimentos mais acessíveis, estão o Tesouro Direto e os Fundos de Investimentos.

Você pode começar a investir com menos de R$ 100,00.

Caso você possua capital maior, em torno de R$ 1 mil, temos opções como as LCIs, LCAs e os CDBs.

Para não restar qualquer dúvida, preparamos um passo a passo infalível. Siga-o e comece a fazer o seu dinheiro trabalhar para você a partir de agora:

  • Abra a sua conta: insira os seus dados pessoais, crie um login e senha. Agora, é só aguardar o nosso retorno por e-mail
  • Transfira: faça a transferência do valor a ser investido, da sua conta bancária para a conta da corretora através de TED de mesma titularidade
  • Conheça o seu perfil de investidor: ao abrir a sua conta na Rico, faça o teste para identificar a sua tolerância ao risco. No final, você também irá descobrir sugestões de ativos adequadas ao seu perfil de investidor.
  • Invista: entre na sua plataforma de investimento e escolha a categoria desejada, como renda fixa, Tesouro Direto ou ações. Depois de tomar as decisões, basta informar o valor de aquisição e comprar.

Pronto! Você acaba de dar um novo passo na sua vida financeira! Viu só como é simples?

Conclusão

Saber quanto rende 1 milhão na poupança é importante para tomar decisões mais assertivas.

Cada vez mais, a caderneta tem se mostrado uma alternativa ruim para o seu dinheiro. Há ativos muito mais atrativos do que a poupança, como o Tesouro Direto, os Fundos de Renda Fixa e os CDBs.

Com eles, é possível ter até o dobro de rendimento que a caderneta oferece e de forma segura.

Então, mesmo sabendo quanto rende 1 milhão na poupança e achar o valor atrativo, lembre que há opções muito melhores no mercado.

Para ter acesso a esses ativos e fazer o seu dinheiro render de verdade, basta abrir a sua conta na Rico agora mesmo.

Aqui, você pode começar a investir com pouco dinheiro.