Realize suas metas em 2024! Acesse o ebook "Da meta ao investimento" e conheça os melhores investimentos para realizar seus objetivos.

24/11/2023 09:00:00
14 minuto(s) de leitura


A importância do gerenciamento de risco no mercado financeiro

Confira como o gerenciamento de risco no mercado financeiro pode ser uma estratégia essencial para a proteger seu capital e aprimorar seus ganhos.


Compartilhar:
investidora mostrando dados gráficos no computador e explicando aos colegas de trabalho a importância do gerenciamento de risco.

O mercado financeiro pode ser altamente sensível a diversos fatores ao longo de um dia de pregão na Bolsa de Valores.

As oscilações nos preços das ações podem estar relacionadas às notícias, desempenho de empresa, mudanças demográficas e contextos político-econômicos, podendo impactar no dinheiro aplicado em renda variável.

Quando se trata de mercado financeiro, os riscos são inevitáveis, no entanto, é possível controlá-los através do gerenciamento de risco.

Além de uma proteção contra perdas, o gerenciamento de risco representa uma estratégia para preservar o capital e promover maiores lucros a longo prazo.

Neste artigo, abordaremos a importância e como fazer um bom gerenciamento de risco, para que sua tomada de decisão nos investimentos seja mais assertiva.

O que é gerenciamento de risco?

O gerenciamento de risco pode ser definido no mercado financeiro como um conjunto de ações e estratégias para investidores e traders com o intuito de mitigar e controlar riscos que possam causar perdas financeiras.

Qualquer operação de renda variável envolve o gerenciamento de riscos. No entanto, alguns tipos de operações possuem um risco mais elevado, como as operações de day trade e swing trade, de curtíssimo prazo.

Como fazer um bom gerenciamento de risco?

Na prática, para fazer um bom gerenciamento de risco, seja você trader ou investidor de longo prazo, certos fatores devem ser considerados. Sem eles, é impossível realizar uma gestão eficiente dos diversos riscos que podem afetar seus investimentos.

Confira, a seguir, alguns fatores essenciais para um bom gerenciamento de risco:

Análise de riscos

Para começar, não existe gerenciamento de risco eficiente sem uma análise desses riscos. Basicamente, existem quatro tipos de riscos que devem ser analisados:

  • Risco de crédito: ao comprar uma ação, você “empresta” dinheiro a empresa. E no caso de uma crise na empresa, ou falência, há o risco de perda de parte ou do total capital investido em ações da companhia;
  • Risco de mercado: aqui que se situam os riscos de perdas e oscilações nos ativos derivados do funcionamento do mercado, como quedas nas ações, taxas de juros, etc.;
  • Risco de liquidez: se trata do risco de alguns papéis, como ações, e sua facilidade de conversão em dinheiro, tendo ou não perdas. Ou seja, uma ação apresenta mais liquidez quando é mais fácil resgatar os valores investidos em dinheiro.
  • Risco do ativo: dependendo do tipo de ativo negociado, o risco de perda financeiro pode ser maior ou menor. E este risco está diretamente atrelado ao desempenho do ativo, como a valorização ou desvalorização de uma ação.

Acompanhe o mercado financeiro

Acompanhar o mercado financeiro é indispensável para um bom gerenciamento de risco. Sempre busque acompanhar notícias e conteúdos relevantes sobre fatores que afetam o desempenho e as cotações de ações e outros ativos.

Assim, você conseguirá entender melhor as flutuações do mercado e como deverá agir para minimizar seus riscos.

Defina o nível de tolerância ao risco

Todo investidor ou trader possui um determinado nível de tolerância de risco, ou seja, um limite de risco de perda que ele aceita ficar exposto. A tolerância ao risco pode ser medida através do perfil do investidor.

Para controlar esse nível de tolerância, muitos operadores colocam gatilhos para venda de suas ações (stop loss) a fim de evitar grandes perdas financeiras.

Criar estratégias de gerenciamento de risco

Após entender e analisar os pontos anteriores, é hora de criar algumas estratégias para gerenciar seus riscos.

As estratégias variam conforme seu perfil de investidor, sua tolerância ao risco e outros fatores. Mas de forma geral, o objetivo é tomar ações que reduzem as chances de ter perdas em suas operações.

Entre as estratégias que podem ser adotadas estão:

  • Diversificação de investimentos: ao alocar seus recursos financeiros em diferentes tipos de ativos, é possível reduzir a exposição a riscos de um único ativo; 
  • Hedge: estratégia utilizada para reduzir a exposição as oscilações indesejadas e proteger seus investimentos;
  • Análise fundamentalista de ativos: oferece uma visão mais sólida sobre o desempenho das empresas e suas ações;
  • Análise técnica: auxilia na identificação de padrões de preços e tendências de mercado a fim de movimentos futuros dos preços.

Tomar decisões

A tomada de decisões é o ponto final do gerenciamento de risco. Após a análise dos demais fatores e criação de estratégias, você deve agir buscando potencializar seus resultados e reduzir as perdas na Bolsa.

A tomada de decisões deve sempre visar a realização dos objetivos justamente com a maximização dos seus ganhos. 

Por que o gerenciamento de risco é importante?

colegas de trabalho discutindo como o gerenciamento de risco é importante para a tomada de decisões mais assertivas

O gerenciamento de risco é importante, pois auxilia o investidor ou trader a tomar medidas para reduzir os riscos de perda financeira. Além disso, auxilia no controle da exposição ao risco, buscando o máximo de retorno conforme seu perfil de investidor.

Conheça alguns motivos pelo qual o gerenciamento de risco é importante:

Tomada de decisões mais assertivas

O gerenciamento de risco ajuda o trader a tomar melhores decisões nas suas operações. Isso porque, se torna possível entender quais são os seus riscos e a sua tolerância a eles, permitindo compreender melhorquais tipos de ativos mais recomendados.

Ao mesmo tempo, permite entender quais ativos devem ser evitados, para reduzir seus riscos em suas negociações.

Proteção de capital

Um bom gerenciamento de riscos auxilia o investidor a proteger o seu capital. Algumas estratégias como o stop loss permitem estabelecer um controle nas possíveis perdas na Bolsa de Valores, protegendo, assim, grande parte do dinheiro investido nas ações.

Redução dos riscos

O gerenciamento de riscos, quando bem feito, confere ao investidor uma redução imediata na maioria dos possíveis riscos na Bolsa de Valores. Sejam estes os riscos de mercado, liquidez, crédito ou o risco de ativos.

Uma vez que a gestão de riscos leva o investidor a tomar decisões alinhadas com seu perfil e objetivos, os riscos de perda acima do tolerável caem muito.

Custos mais baixos

O gerenciamento de risco tende a levar o investidor a realizar menos negociações na Bolsa. Isso ocorre porque as estratégias criadas para potencializar resultados e minimizar riscos tornam suas operações mais eficientes. Como o volume total de negociações é menor, o investidor também tem custos menores com taxas de corretagem, por exemplo.

Maior confiança nas operações

Os investidores que analisam bem os cenários de risco e acompanham o mercado também operam na Bolsa com maior confiança.Essa confiança é embasada em cima de tudo que ele analisou. Ele sabe bem quais são os riscos que ele pode tomar para proteger seu capital, enquanto busca o máximo de retorno em suas operações ao mesmo tempo.

Além disso, o acompanhamento do mercado e as estratégias criadas para proteger o capital investido também dão maior previsibilidade de cenários. Ou seja, é possível saber o quanto uma operação pode dar certo ou não.

Controle emocional

Por fim, o gerenciamento de risco também confere ao investidor ou ao trader um ótimo controle emocional. Esse controle é fruto do seu estudo e análise dos mercados e dos riscos que ele fez durante o gerenciamento de riscos.

Esse mesmo controle é essencial especialmente para os traders, pois, como seu número de operações é maior e de curto prazo, ele está muito mais suscetível às oscilações da Bolsa.

Qual é a importância do gerenciamento de riscos no Day Trade?

Quem faz day trade só tem a se beneficiar do gerenciamento de riscos. Afinal, essa prática oferece maior precisão nas operações de trading e também auxilia no maior controle emocional e redução de riscos.

Traders que fazem um bom gerenciamento de riscos possuem dispositivos de controle que reduzem suas perdas em cenários de queda das ações. Portanto, siga as dicas deste artigo sobre como fazer um bom gerenciamento de risco e realizar suas operações com mais segurança e lucro!

Clique e abra sua conta na Rico