Realize suas metas em 2024! Acesse o ebook "Da meta ao investimento" e conheça os melhores investimentos para realizar seus objetivos.

15/09/2020 19:15:00 • Atualizado em 14/02/2024 14:56:44
27 minuto(s) de leitura


Restituição do Imposto de Renda: saiba como funciona  

Saiba como funciona e onde consultar a Restituição do Imposto de Renda.


Compartilhar:
A imagem mostra uma mulher negra com uma notebook na mão em referência à pesquisa sobre a Restituição do Imposto de Renda.

A restituição do Imposto de Renda pode representar uma ótima oportunidade para começar a investir e fazer seu patrimônio crescer para realizar sonhos e metas que dependem de dinheiro. 

Essa restituição acontece quando os contribuintes pagam mais impostos do que deveriam ao longo do ano.  

Entender como funciona a restituição do Imposto de Renda pode ajudar você a organizar o processo do seu Imposto de Renda e ainda conseguir aplicar esse valor obtido em investimentos. 

Por isso, preparamos esse artigo, com tudo o que você precisa para fazer o dinheiro da restituição do Imposto de Renda 2024. 

Boa leitura! 

Como funciona a restituição do imposto de renda?

A declaração de Imposto de Renda deve ser realizada por todo brasileiro cujos rendimentos somaram R$ 28.559,70 ou mais durante o ano anterior. 

Quando a declaração é feita, o sistema da Receita Federal calcula automaticamente o imposto apropriado para os ganhos declarados.  

No entanto, muitos brasileiros já pagam o imposto mensalmente, sendo recolhido diretamente na folha de pagamento. 

Além disso, em muitos casos, podem ser aplicadas deduções ao imposto a ser pago, como através da declaração de dependentes ou de despesas médicas.  

Dessa forma, algumas pessoas acabam pagando mais do que deveriam ao declarar o Imposto de Renda. E é por isso que a Receita Federal libera os lotes de restituição do Imposto de Renda.  

Os contemplados pela restituição têm o direito de receber dinheiro de volta, por terem pagado mais impostos do que deveriam ao longo do ano.  

Calendário da restituição do Imposto de Renda 2024 

Em 2024, os lotes de restituição do Imposto de Renda serão pagos entre 31 de maio e 30 de setembro. São 5 lotes pagos segundo as seguintes datas: 

  • 1º Lote: 31/05 
  • 2º Lote: 30/06 
  • 3º Lote: 30/07 
  • 4º Lote: 31/08 
  • 5º Lote: 29/09 

A cada mês uma parcela dos contribuintes recebe sua restituição, que está indicada na sua conta da declaração.  

Uma das novidades de 2024 para o pagamento da restituição do IR é a possibilidade do contribuinte receber por Pix, basta a pessoa inserir a chave Pix na hora da entrega da declaração — mas é necessário que sua chave Pix seja o CPF, pois aumenta a segurança.  

Além disso, é importante entender que não são todos os contribuintes que recebem a restituição. Somente receberá aqueles que contribuíram mais do que o necessário e  conseguiram deduzir gastos. 

Caso você não tenha recebido a restituição em nenhum dos lotes, é provável também que você tenha caído na malha fina do IR 2024, logo, sua declaração pode ter apresentado alguma inconsistência nos dados.  

Manual do Imposto de Renda 2023

Confira o material exclusivo da Rico, com as informações necessárias para fazer a Declaração do IR 2023 de forma descomplicada.

Preencha o formulário e fique em dia com a Receita Federal!

Enviando...

Ao prosseguir, você autoriza que a Rico colete seus dados pessoais de acordo com nossa Política de Privacidade. 

envio com sucesso

Agradecemos o download!

Aproveite as informações do material e descomplique a sua declaração do Imposto de Renda 2023 com a Rico.

Baixar arquivo

Baixar Manual

Consulta à restituição do Imposto de Renda

Agora, você já sabe como funciona a restituição do Imposto de Renda. Mas como saber se você está entre os contemplados de 2024?  

O processo de consulta é muito simples. 

Basta seguir o passo a passo que preparamos para você: 

  • Fique atento à liberação dos lotes de restituição do Imposto de Renda: de maio a setembro, são liberados cinco lotes. Você pode acompanhar o cronograma no site da Receita Federal
  • Para descobrir se você foi contemplado no lote, basta acessar a busca por CPF no site da Receita Federal; 
  • Na página de consulta, preencha os dados requisitados: CPF, data de nascimento e ano de exercício (2024); 
  • Então, digite os caracteres da verificação de segurança e clique em avançar. 

O primeiro lote é reservado para as pessoas que possuem prioridade na restituição, como idosos. 

Depois que as pessoas com prioridade são contempladas, a ordem de restituição segue a ordem de entrega da declaração do Imposto de Renda. Ou seja, quem declarou mais cedo, estará nos primeiros lotes. 

Dicas de como usar seu dinheiro da restituição do imposto de renda 

A imagem mostra um homem de terno segurando um celular na mão direita e uma xícara de café na mão esquerda. Em sua frente tem um notebook em uma mesa, papéis, caneta em óculos, referindo-se ao processo de busca de informações e dicas sobre a restituição do imposto de renda.

É importante conhecer as possibilidades de investimentos para aplicar a sua restituição do Imposto de Renda. 

Por isso, listamos as melhores opções para você. 

A partir delas, é possível fazer seu dinheiro render, mas lembre-se de explorar e entender o seu perfil de investidor

1. Tesouro Selic

O Tesouro Selic tem se tornado cada vez mais popular por ser seguro. Trata-se de uma opção de baixo risco, sendo muito parecido com a poupança. A grande diferença é que o seu retorno é maior. 

Esse investimento é um título público que virtualmente não apresenta riscos de perda, apenas ganhos — não importa o tempo que o seu dinheiro vai ficar aplicado nem a data de resgate.  

Ele é o único título do Tesouro Direto atrelado à Taxa Selic.Possui também alta liquidez, ou seja, você pode solicitar o resgate do seu dinheiro a qualquer momento. 

Diante disso, investir mensalmente no Tesouro Direto é uma ótima opção, sendo uma alternativa para aumentar sua renda ao longo do tempo. 

Aqui na Rico, você tem acesso ao serviço de aplicação automática. Essa ferramenta visa facilitar seus investimentos mensais em títulos públicos. 

2. CDB

O Certificado de Depósito Bancário, ou CDB, é um investimento de renda fixa emitido pelos bancos. 

Essa pode ser uma ótima opção para investir sua restituição do Imposto de Renda. Ele funciona como um empréstimo: você oferece crédito ao emissor do título. 

Com isso, recebe o valor investido acrescido da taxa de rentabilidade na data do resgate.  

Esse título costuma financiar as atividades do banco que o emitiu. Alguns exemplos são o pagamento de dívidas, crescimento institucional e outros projetos.  

Quanto maior for o risco da operação, maior será a taxa de rendimento oferecida. 

Então, é fundamental pesquisar sobre o banco e o seu histórico de pagamento antes de investir sua restituição do Imposto de Renda.  

Da mesma forma que acontece com o Tesouro Selic, alguns CDBs também possuem liquidez diária

Além disso, o Certificado de Depósito Bancário conta com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) até o limite de R$ 250 mil por CPF ou CNPJ, por conjunto de depósitos e investimentos em cada instituição ou conglomerado financeiro, limitado ao teto de R$ 1 milhão, a cada período de 4 anos, para garantias pagas para cada CPF ou CNPJ. Saiba mais informações sobre o FGC no site oficial.  

3. LCI e LCA

As Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio (LCI e LCA) também são aplicações da renda fixa geradas por bancos.  

Os valores captados são investidos nas atividades do setor imobiliário ou do agronegócio.  

Uma das maiores vantagens desses títulos é a isenção de tributos, como o Imposto de Renda. Com isso, todo o rendimento vai direto para o seu bolso. 

Veja algumas vantagens de investir em LCI e LCA: 

  • Isentos de Imposto de Renda para pessoas físicas; 
  • Garantidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) em até R$ 250 mil por CPF, em cada banco; 
  • Possibilidade de alta rentabilidade (rentabilidade pode ser acima do CDI); 
  • Aplicações mínimas de R$ 5 mil (valor disponível para clientes Rico); 
  • Opção de investimento de curto prazo. 

4. Fundos de Investimento

Um fundo de investimento é formado por vários ativos financeiros. 

Seu funcionamento é bem parecido com o de um condomínio: cada morador compra um apartamento (uma cota), paga uma taxa mensal à administração e segue algumas regras.  

Uma das maiores vantagens de investir sua restituição do Imposto de Renda em um fundo, é que você não precisa ser um especialista em renda fixa ou em renda variável

Isso acontece porque o gestor do fundo em questão realiza toda a gestão de investimentos por você. 

A regulamentação desse investimento é feita pela Anbima e CVM — órgãos responsáveis pela classificação e fiscalização de todas as atividades.  

5. Ações

Se o seu perfil de investidor for um pouco mais agressivo, você também tem a opção de investir sua restituição do Imposto de Renda em ações

Uma ação é uma pequena parte do capital social de uma empresa. Com isso, ao optar por esse tipo de ativo, o investidor está adquirindo uma parte da organização. 

Ao comprar uma ação, é essencial fazer uma boa análise da empresa em questão. 

Encare isso como se você estivesse se tornando sócio dela. Verifique se ela está livre de dívidas e se possui uma diretoria íntegra, por exemplo. 

Além disso, você precisa saber quando é o melhor momento para investir em ações

Na nossa área exclusiva para clientes, você tem acesso às recomendações dos melhores analistas do mercado, que vão te ajudar a operar melhor e fazer mais pelo seu dinheiro. Para ter acesso, abra sua conta gratuita na Rico e aproveite! 

6. Previdência Privada

A previdência privada tem se tornado uma opção de investimento muito popular nos últimos anos. Esse tipo de aplicação pode ajudar você a alcançar muitas outras metas além da aposentadoria.  

A previdência privada é um tipo de ativo muito parecido com os fundos de investimentos. Por exemplo, ambos contam com uma carteira de ativos, gestores e taxas de administração. 

A maior diferença, no entanto, é que você está livre de come-cotas e pode contar com vantagens tributárias se seu objetivo é de longo prazo

Com a Rico você investe de um jeito simples, rápido e descomplicado. Abra sua conta e tenha acesso a todas as vantagens de ser Rico.

Recomendações para quem é investidor iniciante 

A imagem mostra um homem sentando em uma cadeira de frente para uma escrivaninha. Ele está conferindo papéis junto à uma calculadora, representando o processo de imposto de renda para investidores iniciantes.

Se você está começando a investir, é importante ler bastante e estudar o assunto

A seguir, você encontra as principais dicas para ter sucesso nos investimentos.  

Planeje suas metas, objetivos e prazos 

Antes de começar a investir, você precisa definir os seus objetivos financeiros. Ou seja, os motivos pelos quais você quer que o seu dinheiro cresça. 

Eles podem ser, por exemplo: 

  • Abrir o próprio negócio; 
  • Conquistar a independência financeira
  • Fazer uma viagem; 
  • Comprar uma casa nova; 
  • Trocar de carro; 

É ideal que você possua ao menos cinco objetivos, e que os separe por prazo de realização, ou seja, em curto, médio e longo prazos. 

Defina o seu perfil de investidor  

Para investir a sua restituição do Imposto de Renda da melhor maneira possível, é essencial que você conheça o seu perfil de investidor

Você pode obter essa informação através de um teste rápido fornecido quando você loga pela primeira vez na Rico. É simples e prático e o ajuda a entender qual é a sua real tolerância a riscos. 

Existem três tipos de perfil: 

  • Conservador 
  • Moderado 
  • Agressivo ou arrojado. 

Tenha uma reserva de emergência 

O primeiro objetivo dos seus investimentos precisa ser formar sua reserva de emergência. Afinal, é imprescindível estar preparado para possíveis imprevistos ou problemas. 

Então, monte uma reserva que seja equivalente a seis a doze meses das suas despesas. O ideal é que você aloque seu fundo de emergência em títulos de alta liquidez, já que eles possuem rendimentos diários. 

Por ser bastante seguro, o Tesouro Selic é usado para essa finalidade com frequência.  

Além da segurança, sua rentabilidade é exatamente a taxa básica de juros. Então, você terá uma reserva com bons rendimentos. 

Escolha investimentos de baixo risco

Por estar no início da sua vida como investidor, recomendamos que você opte por investimentos de baixo risco, como os da renda fixa. 

Além disso, é importante diversificar as suas aplicações. Assim, você tem uma garantia maior de possuir uma carteira rentável. 

A diversificação ajuda a otimizar a performance e minimizar os riscos.  

No caso da renda variável, opte por carteiras recomendadas. 

3 ideias do que fazer com sua restituição do Imposto de Renda 

Não sabe o que fazer com o dinheiro da restituição e gostaria que ele rendesse lucro para você? Veja três possíveis destinos para esse valor extra que entra na sua conta: 

1. Pagar dívidas 

Uma das principais opções para utilizar o valor da sua restituição do Imposto de Renda é quitar dívidas

Se não for possível eliminá-las totalmente, é importante utilizar o valor para abater o maior montante possível.  

Com certeza, fará diferença, trará mais tranquilidade financeira e vai permitir a você definir metas mais ousadas daqui para a frente. 

2. Inicie sua reserva de emergência 

Como a gente destacou antes, para investir bem, um dos primeiros passos é formar um fundo de emergência. 

Então, não se chateie se você não tem nenhum dinheiro sobrando para começar a aplicar agora. Aproveite o valor para construir essa reserva financeira. 

Dessa forma, a restituição do Imposto de Renda se torna um começo de uma nova realidade. 

3. Comece a investir e tenha uma renda extra

Se você não possui dívidas e já começou a construir sua reserva de emergência, uma alternativa interessante é investir o valor da restituição em uma renda extra. 

No mercado financeiro, há muitas opções de investimentos, a depender de seus objetivos e de seu perfil de investidor.

Por isso, se você esperava por aquele “empurrãozinho” financeiro para começar a investir, aproveite o valor da restituição. 

Confira também nosso vídeo completo sobre investir a restituição no imposto de renda:

Com a Rico você faz tudo em um lugar só! É rápido e descomplicado. Abra sua conta e tenha acesso a todas as vantagens de ser Rico.

Conclusão 

Ao receber a restituição do Imposto de Renda, você pode aproveitar para investir esse valor em ativos que se encaixem no seu perfil de investidor.  

Dentre eles, é possível optar por títulos tanto da renda fixa quanto da renda variável, como: 

  • Tesouro Selic 
  • CDBs 
  • LCI e LCA 
  • Fundos de Investimento 
  • Ações 
  • Previdência privada. 

Mas, para isso, é fundamental definir quais são os objetivos dos seus investimentos. É muito importante também que você tenha um fundo de emergência que representa o custo de vida da sua família durante, ao menos, seis meses. 

Para começar a investir agora mesmo e com total segurança, tudo o que você precisa fazer é abrir a sua conta na Rico.  

Obrigado por ler até aqui e aproveite sua restituição do Imposto de Renda com inteligência! 

Clique e abra sua conta na Rico