Realize suas metas em 2024! Acesse o ebook "Da meta ao investimento" e conheça os melhores investimentos para realizar seus objetivos.

19/02/2019 12:00:00 • Atualizado em 22/12/2023 15:49:00
31 minuto(s) de leitura


Investimentos para iniciantes: como começar a investir

Neste guia completo, aprenda quais são os tipos de investimentos financeiros e como escolher a aplicação mais adequada para o seu perfil de investidor.


Compartilhar:
mulher segurando um café na mão direta e utilizando um notebook com a outra mão relacionado às pesquisas sobre investimentos para iniciantes

Os investimentos são a melhor forma de fazer o seu dinheiro render para construir um patrimônio e conquistar liberdade financeira.

No mercado financeiro, você encontra diversos tipos de investimentos. É importante saber que existem diversas opções de aplicações, até mesmo para quem quer investir com pouco dinheiro.

Hoje em dia, o mercado está repleto de oportunidades para lucrar. Então, este pode ser o melhor momento para começar a fazer o seu dinheiro trabalhar para você.

Quer saber como escolher o melhor investimento? Como simular os rendimentos? Como investir seu dinheiro? Acompanhe este guia completo sobre investimentos para começar a investir com rentabilidade e segurança!

O que são investimentos financeiros?

Os investimentos são produtos emitidos pelas instituições financeiras, empresas ou pelo próprio governo com o objetivo de captar recursos de forma mais barata que os empréstimos bancários.

Em troca, eles oferecem uma taxa de rentabilidade ou benefícios, como se tornar sócio do negócio e recebimento de proventos.

Assim, os investimentos podem ser interpretados como produtos para fazer o seu dinheiro render e ainda auxiliar no desenvolvimento de setores da economia ou empresas.

Com a Rico você investe de um jeito simples, rápido e descomplicado. Abra sua conta e tenha acesso a todas as vantagens de ser Rico.

Como funcionam os investimentos?

Os investimentos funcionam como um meio de alocar recursos financeiros com o objetivo de obter retorno de capital ou lucro. Existem diferentes tipos de investimentos, como ações, fundos imobiliários e títulos do tesouro, cada um com suas características e riscos específicos.

No mercado de ações, por exemplo, as ações representam cotas de uma empresa e seus preços são influenciados por fatores do mercado. Ao comprar ações, os investidores se tornam “sócios” da empresa e podem ganhar dinheiro com o crescimento e lucro da companhia.

É importante lembrar que todos os investimentos envolvem riscos, e é essencial realizar uma análise cuidadosa e buscar orientação profissional antes de investir.

[Ebook] Guia completo sobre investimentos

Quer aprender como fazer seu dinheiro render e trabalhar para você? Aprenda tudo neste guia completo da Rico sobre investimentos.

Preencha seus dados e faça o download!

Enviando...

Ao prosseguir, você autoriza que a Rico colete seus dados pessoais de acordo com nossa Política de Privacidade. 

envio com sucesso

Agradecemos o download!

Aproveite as informações do material e descomplique a sua vida financeira com a Rico.

 

Download

4 Razões para você investir seu dinheiro

Mesmo depois de conhecer parte dos benefícios que os investimentos trazem, você deve estar se perguntando “Mas, por que investir?”.

Para responder a esta pergunta, listamos abaixo 4 razões para você começar a investir ainda hoje:

1. Os ganhos de investimentos são reais

Quando falamos em formação de patrimônio, a primeira coisa que vem à mente é poupar, certo? Na verdade, essa é apenas parte do processo, pois, há um vilão dos poupadores — conhecido como a inflação.

Ela faz com que o seu dinheiro se desvalorize com o tempo, ou seja, os mesmos R$ 100 de hoje compram menos do que esse mesmo valor em 5 anos atrás.

Então, poupar e guardar o montante de dinheiro não é um bom negócio, ou seja, esse esforço não trará recompensas. É nesse momento que entram os investimentos que tem o objetivo de fazer seu dinheiro crescer, acima da inflação.

Geralmente, a taxa de rentabilidade pode superar a inflação ao longo do tempo e acrescentar ganhos reais sobre o valor investido hoje.

2. Aumenta a possibilidade de realizar os seus sonhos

A maioria dos objetivos e metas de vida necessita de recursos financeiros para se tornar realidade. Por exemplo, se você quer comprar um imóvel, fazer um intercâmbio ou casar…

Como o valor investido nestes objetivos costumam ser altos, é preciso ter dedicação e economizar até atingi-los, o que por sua vez, pode demorar anos.

Quando você opta por investir, é possível atingir suas metas muito mais rápido do que apenas juntar dinheiro na poupança, por exemplo. Como os investimentos pagam rendimentos, o seu montante tende a crescer. Assim, o esforço para economizar se torna motivador para continuar o processo e realizar outros sonhos.

Meus objetivos: a nova função de planejamento financeiro do app Rico

Precisa de ajuda para se organizar financeiramente com relação às suas metas e como alcançá-las? A função “Meus objetivos” é uma nova ferramenta presente no aplicativo da Rico, própria para isso!

Com essa ferramenta, você pode escolher um ou mais objetivos entre as alternativas já configuradas, ou definir um novo através da função “Personalizar objetivo”.

Mudou os seus planos com o passar do tempo? O app da Rico permite excluir e criar novos objetivos, facilitando ao máximo a sua organização e planejamento.

A função apresenta também uma aba com produtos financeiros recomendados que podem auxiliar na consolidação do objetivo criado.

Para acompanhar o histórico dos objetivos concluídos, bem como os comunicados de resgate, basta você acessar a aba de “Concluídos”.

Baixe o aplicativo, comece a usar a funcionalidade “Meus objetivos” e tenha uma vida financeira mais organizada!

3. Permite ter uma vida melhor

Os investimentos são aliados poderosos para a construção do seu futuro. Como sabemos, depender apenas da previdência social tende a trazer retornos mais baixos.

Não importa a sua idade atual, é fundamental pensar na sua aposentadoria desde já. Tenha em mente que o ideal é se planejar com anos de antecedência.

Portanto, ao investir o seu dinheiro com foco na formação destas reservas, você poderá colher excelentes resultados no futuro, inclusive, gerar uma renda mensal proveniente dos seus investimentos.

4. Melhora seu planejamento financeiro

A vida é uma verdadeira caixinha de surpresas. Pensando nisso, é essencial estar preparado para enfrentar as eventualidades que ela traz, como a perda de um emprego, um conserto do carro ou precisar lidar com algum problema de saúde.

Lembre-se de que imprevistos acontecem. Caso você não esteja preparado, é possível contrair dívidas e prejudicar a sua vida financeira.

Clique aqui e baixe a Planilha Financeira da Rico. É 100% digital e gratuita. Dê o primeiro passo para organizar sua vida financeira!

Por isso, os especialistas recomendam que todas as pessoas realizem um planejamento financeiro e tenham uma reserva de emergência, com um valor equivalente a, pelo menos, seis vezes as suas despesas mensais.

Quais são os tipos de investimentos disponíveis no mercado

Os investimentos são classificados, majoritariamente, em renda fixa ou variável — nomenclaturas vem da forma de rentabilidade que eles podem oferecer.

Antes de começar, você precisa entender como funciona cada um deles. Afinal, é o futuro do seu dinheiro que está em jogo.

O que é Renda Fixa e como funciona

A renda fixa é conhecida por oferecer taxa de rentabilidade estável e apresenta baixo risco. No momento da compra, você já tem ideia de quanto o seu dinheiro vai render até a data do vencimento.

O funcionamento consiste em um empréstimo do capital ao emissor, por exemplo, o governo, bancos ou financeiras. Em troca, você receberá um rendimento, que por sua vez, pode ser classificado em:

  • Prefixado
  • Pós-fixado
  • Híbrido

Os investimentos prefixados possuem taxa de rentabilidade fixa, por exemplo, 8,0% ao ano. Independente do que acontecer na economia, o seu dinheiro continuará rendendo o mesmo até a data do vencimento.

Os prefixados costumam ser boas alternativas quando há previsão de queda nos juros, pois tendem a oferecer taxas de rendimento mais atrativas que os indexados. Você pode utilizá-los para objetivos que possuem valor e prazo de realização determinados, como comprar um carro de R$ 80 mil em cinco anos.

Os investimentos pós-fixados possuem rentabilidade atrelada a um indexador da economia, como 110% do CDI. Desta forma, o rendimento depende da performance destes indicadores, ou seja, se eles sobem, o retorno também aumenta e vice-versa.

Conheça o CDB 200%,  o investimento com rentabilidade de aproximadamente o dobro da Taxa Selic. Saiba mais neste conteúdo! 

Os títulos com taxas pós-fixadas podem ser boas alternativas para objetivos de curto e médio prazos, como troca de um celular ou custeio da festa de casamento. A procura deles aumenta quando há perspectivas de subida dos indexadores, pois o retorno aumenta na mesma proporção.

Por fim, temos os investimentos com rentabilidade híbrida. Eles possuem uma taxa fixa mais a performance de um índice, por exemplo, 4,0% + IPCA. Estes ativos são bastante conhecidos por oferecer ganhos reais aos seus investidores — o que é ideal para manter o poder de compra no futuro e para objetivos de médio e longo prazos, como a aposentadoria.

O que é Renda Variável e como funciona

Os investimentos da renda variável possuem retornos que podem oscilar, ou seja, em um mês você pode ganhar 10% e no outro perder 5%, ou ganhar 5% e perder 10%.

Eles normalmente são considerados investimentos mais arriscados, portanto indicado para quem tem perfil de investidor arrojado .

Entre os ativos desta categoria, temos: ações, contratos futuros, opções, ETFs, criptomoedas e Fundos Imobiliários (FIIs).

Ao optar por investimentos de renda variável, você pode comprar uma parte de um negócio, como empresas, imóveis ou commodities. Neste caso, o retorno vem da valorização destas frações, isto é, das suas cotações na bolsa de valores.

Qual o melhor tipo de investimento para iniciantes?

Uma das dúvidas mais comuns para quem está começando é definir onde alocar seu capital. Afinal de contas, há diversos tipos de investimentos e cada um deles apresenta características distintas.

Logo, para investidores iniciantes a principal dica é: comece a investir devagar e conheça o mercado financeiro.

Geralmente, os investimentos mais comuns para quem está começando são os de renda fixa, pois eles possuem taxas de rendimento mais estáveis e baixo risco. Assim, o seu dinheiro poderá render sem comprometer o montante inicialmente aplicado.

Contudo, vale entender que parte dos investimentos de renda fixa também possuem custos, como o Imposto de Renda e IOF, que incidem apenas sobre o rendimento.

Entre os ativos mais indicados, temos o Tesouro Direto, os CDBs, LCI e LCA. Estes últimos são isentos de IR. Logo, podem ser boas alternativas para o seu patrimônio. Vale lembrar que há investimentos que possuem liquidez diária, como é o caso dos títulos públicos e de alguns CDBs.

Por isso, é necessário conhecer cada um deles a fundo e escolher a melhor opção segundo os seus objetivos como investidor.

Conheça os Melhores Fundos Imobiliários neste conteúdo!

Como e por onde começar a investir?

Começar a investir é um marco na vida de qualquer indivíduo. Neste momento, você deixa de apenas poupar para ver o seu dinheiro crescer.

Se você quer dar este novo passo e atingir os seus objetivos, a primeira coisa a ser feita é adquirir conhecimento. Tenha em mente que quanto mais informações você tiver sobre investimentos, a tendência é de que as suas decisões sejam cada vez melhores. Os livros e filmes são boas fontes de conhecimento, pois trazem vários exemplos práticos e histórias reais.

Este blog e o nosso canal do Youtube também são ótimas fontes de informação para aprender a investir com mais qualidade. Nossos profissionais também escrevem análises e projeções sobre investidores.

Depois de obter conhecimento, basta procurar uma corretora de valores. Priorize sempre aquelas de confiança e que possuem anos de mercado, como a Rico.

Com a Rico você faz tudo em um lugar só! É rápido e descomplicado. Abra sua conta e tenha acesso a todas as vantagens de ser Rico.

Tipos de investimentos de renda fixa e suas características

Os investimentos de renda fixa se subdividem em: títulos públicos e privados. Conheça mais sobre cada um deles:

1. Tesouro Direto

Este é um título público, no qual o governo faz a emissão com o objetivo de arrecadar recursos para áreas como saúde, educação e infraestrutura. Em troca, você recebe uma taxa de rendimento que funciona conforme os tipos de papéis, que por sua vez, podem ser:

  • Prefixados: Tesouro Prefixado e Tesouro Prefixado com Juros Semestrais
  • Atrelados à inflação: Tesouro IPCA+ e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais, Tesouro Renda + e Tesouro Educa+
  • Indexado à taxa Selic: Tesouro Selic

2. CDB

O CDB é o Certificado de Depósito Bancário. Ele é um dos investimentos mais conhecidos da renda fixa e a sua emissão é feita pelos bancos.

A taxa de rentabilidade pode ser de duas formas: prefixada ou pós-fixada. A primeira é uma taxa fixa. Já a pós-fixada, é atrelada a um indexador da economia, como o CDI ou o IPCA. Basicamente, o emissor paga um percentual do indicador, por exemplo, 130% do CDI ao ano.

Como esses índices estão sujeitos a variações ao longo do tempo, os rendimentos seguem a mesma trajetória. Assim, você só tem uma previsão de quanto o seu dinheiro vai render até a data do vencimento.

De forma geral, se o indexador subir, os retornos dos investimentos pós-fixados aumentam e vice-versa. O CDB pode ser uma boa alternativa se você quer investir no médio e longo prazos e obter rendimentos atrativos.

3. LCI e LCA

A LCI (Letra de Crédito Imobiliária) e a LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são investimentos nos quais o foco da captação é voltado para os setores imobiliário e do agronegócio. Assim, elas costumam ser recomendadas para a diversificação do portfólio.

Uma das maiores vantagens que estes títulos possuem é a isenção de IR. Isso mesmo, você investe com custo zero e os rendimentos vão direto para o seu bolso. Com os juros baixos, a LCI e a LCA podem trazer retornos maiores que os demais investimentos da categoria.

4. Letra de Câmbio

A LC (Letras de Câmbio) funcionam da mesma forma que o CDB. A diferença está na emissão, que é feita pelas financeiras.

Como essas instituições costumam ter porte menor que os bancos e lidam com riscos maiores, as taxas de rentabilidade tendem a ser mais altas.

5. Debêntures

As debêntures são emitidas pelas empresas. Por isso, a taxa de rentabilidade da debênture costuma ser maior em relação aos outros investimentos da renda fixa.

Outro fator atrativo é a possibilidade de investir sem pagar taxas, como ocorre nas debêntures incentivadas. Elas são originadas de companhias ligadas a setores estratégicos, como infraestrutura e produção de energia.

Então, se você busca alta rentabilidade e isenção de impostos, elas podem ser bons investimentos.

6. Fundos de investimentos

Os Fundos de Investimentos são carteiras de ativos. A composição deles varia conforme o tipo de fundo e o objetivo de rentabilidade.

Se você tem pouco tempo para acompanhar o mercado, os Fundos de Investimentos podem ser excelentes alternativas. Eles possuem um gestor profissional que faz as alocações necessárias para trazer os melhores resultados.

Outra vantagem desta aplicação é a possibilidade de diversificar sem precisar ter um grande montante de dinheiro.

Com a Rico você investe de um jeito simples, rápido e descomplicado. Abra sua conta e tenha acesso a todas as vantagens de ser Rico.

Entenda os investimentos do mercado de ações

A bolsa de valores é cercada por mitos e  vista como algo complexo.

Na verdade, o investimento em ações pode ser feito por qualquer pessoa e não há um valor mínimo para começar. Mas, o segredo para fazer o seu capital crescer na renda variável é conhecer o mercado.

Para isso, você deve ser cauteloso, já que os riscos associados a essa categoria de investimentos são altos.

De forma geral, os iniciantes podem optar por investimentos indiretos, como os ETFs e Fundos de Ações. Assim, é possível entender como a bolsa de valores funciona, mas com oscilações mais brandas.

Com o tempo, você pode aumentar a sua exposição e investir de forma direta, ou seja, comprar as ações das empresas desejadas.

Descubra qual é o seu perfil de investidor

Homem busca em seu notebook informações sobre seu perfil de investidor

Para saber qual a aplicação mais rentável no momento, é preciso saber qual o seu perfil de investidor. Como os investimentos possuem riscos, você precisa saber quais deles são ideais para a sua carteira.

Por isso, é fundamental conhecer o seu perfil de investidor, que são classificados em:

  • Conservador
  • Moderado
  • Arrojado

O perfil de investidor consiste na identificação da sua tolerância aos riscos e os investimentos mais adequados para trazer os rendimentos esperados.

Aqui na Rico, ao abrir a sua conta, você descobre, na hora, o seu perfil e as recomendações para alocar o seu dinheiro com segurança.

Conheça os riscos de investir o seu dinheiro e como minimizá-los

Todos os investimentos oferecem riscos. Afinal, cada um deles possui perfis diferentes e que devem ser considerados durante a tomada de decisão. Geralmente, quanto maior a rentabilidade, mais elevado é o risco. Assim como, quanto maior o tempo de aplicação, o risco também aumenta.

A renda fixa é a categoria que possui menor risco. Isso se deve aos fatores relacionados aos investimentos, por exemplo, emissão por uma instituição financeira de grande porte.

Outro fator que confere segurança é a cobertura do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) para valores de até R$ 250 mil. As aplicações que possuem essa garantia são:

  • CDB
  • LCI e LCA
  • LC

Então, se o emissor quebra, você não perde o valor investido. Para os Fundos de Investimentos e as debêntures, o ideal é priorizar os que possuem maior nota de rating, como os oferecidos pela Rico.

O segredo é diversificar seus investimentos

Diversificar seus investimentos significa investir em mais de um tipo de investimento, ou seja, fazer uma alocação de capital de forma distribuída.

Esta forma de aplicar pode trazer bons resultados no futuro. Sem contar que tende a reduzir os riscos da sua carteira. Ao optar por apenas um tipo de investimento, você deixa de ganhar rendimentos melhores e ainda se arrisca desnecessariamente.

Porém, ao distribuir o seu capital, por exemplo, alocar parte em renda fixa e outra em renda variável, é possível ter o equilíbrio nos resultados.

Tenha em mente que o mercado financeiro oferece inúmeras oportunidades para fazer o seu dinheiro render. Então, por que investir todo o seu dinheiro em um ativo só e deixá-las passar? Diversifique para ganhar mais sem abrir mão de viver com tranquilidade.

Passo a passo de como começar a investir

Agora que você já conhece tudo sobre os investimentos, chegou a hora de saber como investir. Veja um passo a passo:

  1. Abra sua conta na Rico: basta inserir os seus dados pessoais, criar um login e senha;
  2. Transfira o dinheiro que deseja investir para a conta Rico através de TED de mesma titularidade, ou PIX;
  3. Encontre o investimento que deseja aplicar seu capital. No momento da escolha, você pode utilizar o nosso Simulador de Investimentos. Ele é um grande aliado para você saber o quanto o seu dinheiro poderá render até a data do vencimento;
  4. Após escolher, clique em “Comprar”, insira o valor a ser investido e a sua assinatura digital e clique novamente em “Comprar.”;

No vídeo a seguir, veja como abrir sua conta na Rico e começar a investir:

Lembre-se sempre de investir também em conhecimento e tempo de aprendizado. Com isso, você terá base para tomar as melhores decisões em relação ao seu dinheiro e os investimentos que deseja adicionar à sua carteira.

Clique e abra sua conta na Rico