agosto 4, 2022

Você também pode ser um investidor

Abra sua conta na Rico agora, é grátis

Como investir sendo menor: veja as melhores dicas!

Compartilhar:  

Você sabe como investir sendo menor e planejar seu futuro financeiro antes dos 18 anos? 

Menor de idade pode investir, sim! 

Claro que com supervisão dos responsáveis.  

Mas é muito positivo começar a investir desde cedo. No mundo dos investimentos, quanto antes você começar, melhor. E se tiver a oportunidade de começar ainda menor de idade, melhor ainda. 

Isso pois o tempo pode ser um ótimo aliado à rentabilidade

Porém, infelizmente, esse ainda não é um assunto com o qual os brasileiros estão acostumados. Ainda há muitos tabus sobre o mundo dos investimentos por aqui. 

Quer saber como ganhar dinheiro sendo criança? Acompanhe com a gente! 

Afinal, como investir sendo menor? É recomendável? 

Como falamos, menor de idade pode investir e, inclusive, é muito indicado que eles façam isso.  

Mas então por que a maioria das crianças e adolescentes não investem? É simples. Porque os adultos também não guardam e investem dinheiro. 

Segundo uma pesquisa feita pela gestora de recursos americana BlackRock, 37% dos brasileiros afirmam não investir por falta de conhecimento sobre o assunto. 

Além disso, 20% não investem por medo de perder tudo – o que também pode ser falta de conhecimento sobre o assunto, já que existem investimentos mais seguros do que guardar o dinheiro embaixo do colchão ou na poupança

Falta educação financeira para os brasileiros. Ela não faz parte da grade curricular nas escolas e não é um assunto difundido culturalmente.  

O resultado é uma população com pouco contato com o mercado financeiro e com medo de investir. E pior: com altos níveis de endividamento. 

Mas investir não pode ser e não é nenhum bicho de sete cabeças. E pode ser sim para todo mundo, inclusive para crianças. 

Essa é uma ótima fase para desenvolver esse pensamento, já que os pequenos vão aprender a controlar seus recursos ainda nessa idade – quando geralmente nossa capacidade de aprendizado é mais rápida.  

Assim, ele vai se familiarizar com o tema desde pequeno e, na fase adulta, o assunto não vai ser um tabu, vai ser algo natural. 

Então, introduzir assuntos sobre economizar e investir é muito importante para a educação das crianças. 

Inclusive, falamos sobre a importância de começar a investir desde cedo no nosso podcast Fala, Rico. Confira lá no Spotify!

Psicologia infantil: o teste do marshmallow 

O teste do marshmallow, feito pelo psicólogo Walter Mischel, mostrou a relação das crianças que sabem se controlar em troca de recompensas futuras. 

O teste é assim: uma criança recebe um marshmallow e uma instrução clara – pode comer o doce imediatamente ou esperar cinco minutos e comer dois doces. O que ela vai fazer? 

A ideia é a mesma com o dinheiro. A mensagem é ensinar os pequenos a ter paciência e poupar, para que no futuro tenham mais do que no momento inicial. 

Como investir sendo menor em operações no Tesouro Direto ou em Renda Fixa? 

Não importa a idade da criança, guardar dinheiro é sempre um bom começo para o futuro. 

Também é bom saber que você não precisa dispor de grandes quantias financeiras, você pode começar a investir com valores a partir de R$ 50,00. 

Esse é um grande engano sobre investimentos: que só quem tem muito dinheiro pode investir. Errado.  

O segredo de investir não é o quanto você tem para investir, e sim o quanto você consegue poupar para investir da sua renda. 

Por isso, é tão importante que você tome essa iniciativa o quanto antes. 

Crianças de qualquer idade podem investir. 

E na Bolsa de Valores? 

O número de CPFs de crianças e adolescentes com até 15 anos cadastrados na B3 foi de 13.070 em outubro de 2020 para 21.630 para o mesmo mês do ano seguinte, em 2021.  

Foi um aumento de quase 65,5%. Então: sim, os menores de idade podem investir em ações. E claro, com a devida instrução e supervisão dos pais e para não prejudicar o número de CPFs de crianças. 

Vale lembrar que esses investimentos são de renda variável. Ou seja, o risco de investir é alto. Portanto, é preciso que a criança tenha supervisão e conhecimento sobre os investimentos. 

Além disso, é importante lembrar que qualquer pessoa que invista diretamente em ações, mercados futuros e derivativos ou FIIs, precisa declarar o imposto de renda. Por outro lado, é possível investir em renda variável por meio de fundos sem cair na obrigatoriedade. 

Outro ponto importante, sempre, é a diversificação: não aplicar todo o dinheiro em um mesmo ativo. Assim, você dilui os riscos em mais de um ativo. 

Dicas de investimento para jovens 

Criança segurando um vidro cheio de moedas.

A educação financeira para crianças é um dos caminhos para um país com a população menos endividada e mais desenvolvido economicamente. 

Caso você seja responsável por uma criança (ou seja uma), separamos algumas dicas para ajudar nesse começo de trajetória no mundo dos investimentos. 

1. Estabeleça metas em um período de tempo determinado 

Poupar é bom, mas é bom por quê? Porque você pode realizar os seus sonhos mais rápido. Sem metas, economizar e investir pode ficar meio confuso, principalmente nessa idade. 

Então, a primeira dica é pensar em tudo o que você quer realizar neste ano. Comprar um videogame, computador novo, smartphone? 

Descubra quanto precisa guardar e aplicar no mês para realizar esses objetivos. 

2. Faça simulações 

É muito bom fazer simulações quando se é jovem. 

Imagine uma criança de 10 anos. Se ela poupar e investir R$ 500 por mês, rendendo apenas 0,5% ao mês, quando ela completar 18 anos, terá R$ 48.000 acumulado mais a rentabilidade de R$ 13.413,44. 

R$ 61.413,44 para quem recém está começando a vida não é nada mal, não é mesmo? 

Mas como essa criança vai ganhar R$ 500 por mês? É aí que os pais entram. Se eles derem uma mesada mensal e ensinarem as crianças a poupar, elas terão um futuro financeiro brilhante. 

Conta Digital de investimentos para menores de 18 anos 

1°: Abra uma conta na Rico para seu filho   

Abrir conta para menor de 18 anos não precisa ser um bicho de sete cabeças! 

Não importa a idade que ele tenha, basta ter CPF, um documento com foto e pronto! Você poderá abrir a conta para seu filho de forma 100% online e rápida na Rico

Não há custo para abertura e nem manutenção de conta! 

2°: Você será o responsável pela conta dele até a maioridade 

O responsável legal pela criança também será o responsável pela conta dele, fazendo os investimentos e tomando as decisões até sua maioridade. 

3°: Como vou transferir dinheiro para a conta do meu filho? 

Aqui existem dois modos:  

 1: se a criança tiver conta no banco, poderá transferir da sua própria conta para a Rico. 

 2: se a criança for 2º titular da conta do responsável pela conta, poderá cadastrar a conta como conjunta na Rico e realizar as transferências financeiras.  

O processo de resgate funciona de forma inversa.  

4°: Mas, não vale mais a pena guardar na poupança? 

Não mesmo! Além de você ter uma rentabilidade baixa, você não tem oportunidade de diversificação. 

Qual o melhor investimento para o futuro do meu filho 

Vamos considerar, em primeiro lugar, que estamos buscando aplicações seguras e com boas rentabilidades, sendo assim, as aplicações de renda fixa são as mais indicadas para este plano. 

Como pais, sabemos que imprevistos acontecem, e falando de criança, ocorre o tempo todo!  

São remédios, hospitais, médicos especialistas caros, dentistas, matrículas de escolas, troca de coleção de roupas (porque eles crescem numa velocidade assustadora!) E por aí vai… 

Por isso, é importante que tenhamos dinheiro disponível para emergências.  

Por isso, é interessante também escolher investimentos com alta liquidez, ou seja, que é possível resgatar com facilidade! 

Então vamos começar com alguns produtos recomendados para os pequenos:  

Tesouro Direto

O Tesouro Direto, além de ser o produto mais conservador e acessível do mercado, sendo possível realizar aplicações a partir de R$ 32,00, é também indicado para investimentos de longo prazo e para resgates antecipados. 

Conheça um pouco mais dos tipos disponíveis: 

Tesouro indexado ao IPCA

Indicados para investimentos a longo prazo (2024, 2035, 2050), ou seja, é indicado para planos como faculdade, carro, maioridade, etc. 

O Tesouro IPCA paga um rendimento prefixado somado à inflação (IPCA) do período. Por isso é o indicado a longo prazo: por garantir um rendimento superior a perda de poder de compra gerado pela inflação.  

Por outro lado, essa correção do investimento pela inflação só ocorre no vencimento (final do prazo) ou em janelas semestrais (dependendo do título). 

Tesouro prefixado

Indicados para investimentos de médio/longo prazo, esse investimento vale a pena quando as taxas de remuneração estão atrativas. 

Tesouro Selic 

Este é o título mais indicado para quem deseja ter liquidez diária. Funciona como uma “poupança do governo” em que você pode resgatar a qualquer momento sem perder a rentabilidade, pois a Selic não tem rentabilidade negativa.  

É importante sabermos que todos os títulos do tesouro possuem liquidez diária e que o pagamento dele ocorre em um dia útil (D+1). 

Além disso, vale pontuar que o Tesouro Selic, hoje, rende 11,75%. Ou seja, quase o dobro do rendimento da poupança. 

Fundos de investimentos de Renda Fixa  

Os fundos são ótimas alternativas de diversificação, e possuem modalidades de renda fixa que investem em produtos seguros e com boas rentabilidades. 

Os valores de aplicações também são acessíveis, com cotas a partir de R$ 100,00. 

Os fundos de investimento possuem diversos benefícios, onde alguns podem contar com resgate em D+0, ou seja, você resgata hoje e hoje mesmo o valor estará em sua conta. 

É importante analisar antes do investimento o prazo de resgate. 

Renda Fixa  

Dentro desta modalidade, temos os títulos incidentes de Imposto de Renda como o CDB e a LC, e os Isentos de Imposto de renda, LCI  e LCA

Alguns benefícios: 

  • São indicados para investimentos de curto prazo, visto que os vencimentos dos títulos variam em torno de 2 a 3 anos; 
  • Na Renda fixa o valor de aplicação mínima também é mais elevado, sendo a partir de R$ 1.000,00; 
  • Possuem rentabilidades atrativas, seguras e garantias pelo FGC em até R$ 250.000,00 por CPF e Instituição. 
  • Apesar do prazo de vencimento ser mais curto, se a rentabilidade estiver atrativa vale a pena aplicar sim! Até porque no vencimento você poderá reaplicar o valor. 

É importante saber que os produtos de renda fixa nem sempre contam com liquidez diária (alguns poucos casos possuem), então apesar de serem indicados para o curto prazo, não são indicados para resgate antes do vencimento, ok? 

Fácil e acessível, não é? Então comece já e garanta um futuro seguro e confortável para seus filhos! Afinal, você já sabe como investir sendo menor. 

Conclusão 

Mulher dando uma cédula de dinheiro para uma criança.

Em nosso conteúdo, você pode entender como investir sendo menor de idade. 

Para muitos, toda a juventude não tem muito propósito a não ser aproveitar ao máximo o presente. Não deve ser assim para você ou seus filhos. 

É importante pensar no futuro, também. 

Quanto antes vocês começarem a aplicar, melhor. Os juros compostos ganham muita força com o tempo. 

Sua família terá educação financeira e os benefícios dela são muitos e refletem em todas as áreas da vida. 

E não esqueça: conte sempre com a Rico para descomplicar seus investimentos, não importa sua idade 😉