Ainda não é cliente Rico? Aproveite a SELIC atual e invista em um CDB com 200% do CDI!

março 11, 2022

Você também pode ser um investidor

Abra sua conta na Rico agora, é grátis

Swing Trade: o que é e como operar com sucesso?

Compartilhar:  

E se fosse possível ganhar dinheiro na bolsa sem gastar muito tempo operando? 

O swing trade, diferente do day trade e do position, é uma estratégia de operação na bolsa de valores mais versátil, onde a operação é feita a curto e médio prazo. E é a forma de trabalho com melhor relação retorno e tempo. 

Neste conteúdo, iremos aprender sobre o que é swing trade, suas vantagens, desafios, táticas e dicas para que você se torne um trader preparado. 

Veja os tópicos que vamos abordar ao longo do conteúdo: 

  • Swing trade: o que é?  
  • Como funciona o swing trade? 
  • Qual o prazo para swing trade? 
  • Qual o valor mínimo no swing trade? 
  • O que é garantia no swing trade?  
  • Quais as vantagens do swing tradem? 
  • Qual o risco do swing trade? 
  • Qual a diferença entre Day Trade e Swing Trade? E em relação ao Position?  
  • Quem pode operar swing trade? 
  • Como é a rotina de um swing trader? 
  • Como identificar ações apropriadas para swing trade? 

Boa leitura! 

Swing trade: o que é?

O Swing Trade é uma estratégia de operação na Bolsa de Valores, focada em investimentos no curto e médio prazo. 

Esse tipo de operação tem como objetivo identificar e investir em tendências do mercado e assim lucrar com a performance de ações, contratos futuros e outros ativos.  

Portanto, não como se o swing trade trouxesse menos risco que o day trade, pois, em termos operacionais o risco é o mesmo. 

Porém, o swing trade traz uma tranquilidade maior para quem opera, dispensando à necessidade de agilidade operacional. O que, por sua vez, evita que o trader opere por impulso. 

Mas, apesar disso, nunca descarte fazer alguma operação de day trade (comprar e vender papéis no mesmo dia), pois essa é uma boa alternativa para aproveitar oportunidades. 

Como funciona o Swing Trade? 

Para operar swing trade, o investidor precisa saber especular, valendo-se dos gráficos.  

Neste caso, utiliza-se majoritariamente o gráfico diário, 60 minutos e intraday para ler o mercado e responder de forma reativa, e não proativa. 

O que isso quer dizer?  

Quer dizer que especular não quer dizer que você pode apostar em ações através da intuição e sim que é necessário análises gráficas para compreender movimentos importantes do mercado.  

O gráfico de Intraday costuma mostrar informações em minutos, que variam entre 1, 5, 10, 15 ou 30 minutos. Sendo mais adequado para traders que operam a curto prazo. 

Essa é uma das vantagens de operar swing trade, você pode tentar ganhar no curto prazo, mas não precisa acompanhar o mercado ponto a ponto. 

Isso permite com que você leve a vida de trader em paralelo com outra atividade profissional. 

Esse ritmo menos acelerado torna a vida do swing trader mais tranquila em relação aos scalpers e day traders que realizam muitas operações por dia e, assim, precisam gerenciar mais riscos. 

Portanto, a análise técnica é a principal forma de análise de ativos. E como em todas estratégias de trade, você deve respeitar os stops de entrada e saída. 

Em mercados com tendência, o swing trade possui muito mais terreno para lucros. No entanto, quando está consolidado, dificilmente se aproveita toda a alta ou toda a baixa.

Na Rico você investe de um jeito simples, rápido e descomplicado. Abra sua conta!  

Qual o prazo para Swing Trade?  

Como o swing trade é uma estratégia de curto prazo, as operações costumam variar de dois dias a algumas semanas, dependendo da posição desejada.  

Ou seja, o período que o swing trader mantém os papéis depende de sua estratégia e momento de mercado. 

Afinal, o swing do mercado se apresenta em diversas ondas

 Ao observar um gráfico semanal, você verá movimentos que levam semanas para se completarem. E ao checar um gráfico diário, perceberá movimentos de dias. 

Qual o valor mínimo no Swing Trade? 

Não existe um valor mínimo para começar a operar swing trade. Em teoria, um trader pode operar na modalidade a partir de ações que custam menos de R$2,00.  

O que é ótimo para os operadores de swing trade iniciantes, pois assim é possível aprender a operar sem correr muitos riscos. 

(seria legal um parágrafo lembrando dos riscos de se operar ações “mico” ou até penny stocks, direcionando mais para ações com maior volume de negociação diário).

O que é garantia no Swing Trade?  

Em termos práticos, margem de garantia em swing trade é o valor inicial disponível que proporciona o posicionamento do trader no mercado futuro

Ou seja, trata-se de ativos previamente depositados na corretora antes da execução de uma operação alavancada.  

Quais são as vantagens do Swing Trade? 

Uma das vantagens de trabalhar com swing trade é não precisar antecipar os movimentos do mercado para ganhar dinheiro.  

Pode-se esperar a tendência se confirmar para ter mais certeza de suas ações. 

Em comparação ao day trade, o swing trade implica em custos menores, pois opera-se bem menos, algo em torno de 70 trades por ano. 

E em relação ao position, o operador de swing trade pode aproveitar todos os movimentos do mercado. 

Essa é a melhor estratégia para novos traders, que ainda estão estudando e praticando suas habilidades no mercado de ações

Como não é preciso atividade constante, o aprendiz pode continuar em seu emprego, sem a necessidade de tirar o seu sustento do mercado. 

Quais são os risco do Swing Trade? 

Assim como em outras formas de operação, o swing trade apresenta riscos e a possibilidade de perder dinheiro é real.  

Nesse sentido, o swing trader não pode ir contra suas próprias estratégias. Como dito, os stops são programados para serem respeitados. 

Eles servem para frear quedas e ganhos, mas também para controlar o ímpeto do operador que muitas vezes não aceita perdas, mantendo ou vendendo papéis sem ser estratégico. 

Lembre-se que o swing trader tem mais tempo para recuperações.  

Por isso, não pode guardar mágoas do mercado. Ele deve ser mais paciente que o day trader, projetando os papéis a médio prazo. 

Para minimizar os prejuízos do swing trade, o operador deve configurar stops de acordo com o período da ação e expectativa de retorno. Ou seja, quanto mais curta uma operação for, menor deve ser o seu stop. 

Mas caso queira aproveitar uma subida mais longa, basta alterar o stop no seu home broker. O custo disso é comprometer o que já foi ganho com uma eventual oscilação negativa. 

A lei da diversificação de investimentos também vale aqui.  

Não aposte todas as suas fichas nos mesmos papéis. 

A Rico é para você que arrisca e aproveita as melhores oportunidades. Abra sua conta e não perca mais tempo!

Qual a diferença entre Day Trade e Swing Trade? E em relação ao Position?  

A principal diferença entre Day Trade e Swing Trade é referente a quanto tempo a ação é mantida. 

No Day trade, o gráfico utilizado é o de minutos. Não interessam os movimentos dos dias, afinal, o operador não dorme posicionado em nenhum papel. Todo dia ele zera suas posições. 

Já no Position trade, ou buy n hold, compra-se as ações sem data para venda com base em fundamentos, pois está investindo e não especulando. 

Os gráficos podem ser usados para avaliar o melhor timing, mas espera-se ganhar com o passar dos anos. 

Nesse caso, lucra-se com os dividendos (lucro das empresas dividido entre os acionistas). 

E caso as ações tenham uma cotação negativa (abaixo do valor médio), o investidor compra mais papéis, pois considera isso como uma oportunidade. 

Lembre-se que quanto menor o período com um papel, menor os lucros e riscos. Quanto mais tempo com ele, melhor são os ganhos.  

Desse modo, o swing trader é o operador que fica entre o day trade e o position  (buy n hold). 

O swing trade não visa o maior ganho em cada operação, nesse sentido ele zera suas posições nas longas subidas.  

Isso ocorre porque o trader precisa focar em pequenos ganhos, apostando no volume de operações. 

Quem pode operar Swing Trade? 

Mulher sentada na frente no computador aprendendo sobre quem pode operar swing trade com a Rico.

Isso depende muito do seu estilo de vida, tempo disponível para operação e flexibilidade para correr risco. O seu capital disponível também vai falar se está na hora de operar ou continuar praticando em simuladores. 

Lembre-se da lei do mercado de variável: não coloque em risco o que não está disposto a perder.  

Para te ajudar, abordamos os pré-requisitos para operar swing trade:  

Pré-requisitos 

O swing trader precisa ter um ótimo conhecimento do mercado de capitais.  

Deve dominar a análise técnica e fundamentalista (sim, esse tipo de técnica ajuda a filtrar a compra de ativos). 

Ao optar pelo swing trade, é possível complementar a renda com uma atividade profissional flexível, onde as suas posições na bolsa definirão quanto tempo você gastará semanalmente operando. 

Como é a rotina de um Swing Trader? 

Primeiro é preciso ter uma visão geral do mercado identificando a confiança geral na bolsa de valores, no setor e nas suas posições atuais. 

Então, parte-se para a análise técnica para comprar logo após uma ruptura ou vender próximo ao nível de resistência da ação. 

O certo é que ser trader é uma atividade que traz riscos sérios a pessoas menos experientes.  

Logo, é recomendado que os investidores iniciantes comecem com calma até ganharem mais experiência e conhecimento técnico. 

Comece operando valores pequenos, em torno de R$ 10,00, buscando ganhos por operação de 1%.  

Você pode operar 20 minutos por dia, dependendo da sua estratégia e dos papéis comprados. O ideal é que você seja consciente de suas ações e momentos de mercado. 

Isso dará mais tranquilidade para que você não adote o comportamento de day trader com posições de swing. Isso pode ser perigoso. 

Como identificar ações apropriadas para Swing Trade? 

Para operar nessa modalidade saber escolher uma ação não é o suficiente para obter bons resultados.Nesse sentido, também é importante saber o tempo certo de compra ou venda. 

Você deve desenvolver um método de identificação, fazer o seu set up e testá-lo antes de colocar em prática. A criação da sua configuração deve ser feita com a análise técnica. 

Análise Técnica ou gráfica 

A principal forma de análise das ações é a análise técnica.  

Ela consiste no estudo da dinâmica do mercado por meio dos sinais extraídos do passado e presente, utilizando gráficos com preços principalmente e volume de negociações. 

Todas as informações estão nos gráficos e, combinadas, indicam tendências de mercado.  

Eles devem ser interpretados dentro de estratégias, incluindo fatores de oferta e procura e psicologia das massas que afetam a cotação de uma ação.  

Enfim, esses dados mostram o comportamento da ação em relação ao mercado, apresentando rupturas gráficas e oportunidades de compra ou venda, efetivando lucros com as valorizações. 

O grande desafio da análise técnica é identificar as tendências para saber qual a direção do mercado.  

Em resumo, o mercado é movido por três tipos de tendências: alta, baixa e neutra.  

Essas tendências são divididas em longo, médio e curto prazo. 

Dessa forma, a análise técnica não é prever o futuro, mas monitorar o presente.   

Melhores Indicadores 

IFR – Índice de Força Relativa (calibragem indicada: 14 períodos) – para identificar níveis de sobrecompra e sobrevenda, sempre ajustados, e principalmente as divergências, além das lts traçadas no próprio indicador que alertam o “advanced breakdown”. 

Bandas de Bollinger (calibragem indicada: desvio de 2 e 20 períodos) – acompanhar as fugas, principalmente de longos candles. 

Médias Móveis Exponenciais: 

As médias móveis ajudam a orientar as tendências da ação. São elas: 

  • Curto prazo (tendência terciária): calibragem indicada de 09 períodos. Ótimo como stop para operações de swing trade 
  • Médio prazo (tendência secundária): calibragem indicada de 21 períodos 
  • Longo prazo (tendência primária): calibragem indicada de 200 períodos 

Principais candlesticks de reversão: 

  • Martelo e suas variações (martelo invertido, enforcado e estrela cadente)  
  • Doji e suas variações (long doji, spinning-top, 4 preços, lápide e dragão) 

Na Rico você conta com carteiras recomendadas, preço médio do ativo e outros benefícios para você decidir melhor. Abra sua conta, é grátis!  

Conclusão

Mulher sentada na cama com notebook no colo, aprendo como operar swing trade e o que é swing trade

O Swing Trade, como todos métodos de operação, demanda tempo para obter bons rendimentos, a não ser que você tenha muito capital para alocar.  

Mesmo que tenha o patrimônio disponível, é preciso dominar as técnicas e formas de operar na bolsa.  

Portanto, prepare-se para o mercado, praticando em simuladores e depois colocando dinheiro de forma gradativa.  

Dar o primeiro passo é sempre o mais importante, por isso estude e esteja atento às novidades do mercado financeiro para começar a operar swing trade com segurança. 

No Riconnect, portal de conteúdos da Rico, você encontra diversos materiais didáticos que explicam tudo sobre investimentos de um jeito simples para você começar a investir do seu jeito.  

Lá você também encontra análises produzidas periodicamente pelos nossos analistas financeiros que não vão te deixar perder nada que está acontecendo com o mercado e a economia.  

Esperamos que você tenha curtido o artigo.  
 
Agradecemos a leitura.