agosto 26, 2020

O que é CALL e PUT? Entenda tudo sobre as operações  

Até mesmo os investidores mais experientes já se perguntaram, em algum momento, o que é call e put.

Esses dois termos fazem parte do mercado de opções, onde a negociação não envolve a compra e venda de ações, mas o direito de fazer isso em data futura, com o preço atual.

Ao longo deste texto, vamos trazer todos os detalhes sobre as operações, o que significa call e put e quais as principais estratégias para investir.

Estes são os principais tópicos que vamos abordar:

  • Afinal, o que é call e put?
  • Como diferenciar uma call de uma put
  • Qual o comportamento das opções antes do vencimento
  • Afinal, vale a pena investir em opções?
  • 4 estratégias para ganhar dinheiro com opções
  • Glossário dos principais termos sobre opções.

Boa leitura!

Afinal, o que é call e put?

Além dos negócios do mercado acionário, existe dentro da B3 um espaço de negociação conhecido como mercado de opções.

Nele, é negociado o direito da compra e venda das ações disponíveis na bolsa de valores.

Quem adquire uma opção não está ainda investindo na empresa – como é o caso para as ações -, mas, garantindo que poderá fazê-lo no futuro com o mesmo preço de hoje.

Ainda, é possível adquirir opções de venda que possibilitem vender seus papéis no futuro com o mesmo preço do presente, ainda que seja registrada valorização ou queda no período.

Em outras palavras, a compra de opções protege o investidor de ter de pagar no futuro um valor maior do que o que está sendo negociado hoje, ou de receber um preço abaixo no caso de venda.

Dentro do mercado, as opções de compra são conhecidas como call, enquanto as opções de venda são chamadas de put.

O que significa call no mercado financeiro?

No mercado financeiro, conhecemos como call a opção que indica que o seu detentor tem o direito de comprar uma ação pelo preço de contrato inscrito no momento do acordo firmado.

É importante dizer que a negociação desse ativo não implica em uma obrigatoriedade para o investidor, que tem uma opção de compra. 

Ou seja, depois da compra, ele tem a escolha de exercer ou não sua opção até o final do prazo de vencimento da mesma.

Compra de call

Durante a compra de uma call option, o investidor ficará sabendo qual é o ativo-objeto de onde deriva a opção de compra, o preço pré-estabelecido e o prazo máximo que ele tem para exercer seu direito.

Quando comprar call

De maneira geral, a compra de uma call tem por trás a crença de que o preço dos papéis originais deve subir em um futuro próximo.

Assim, o investidor investe na compra de derivativos para “congelar o preço” conforme ele está no momento da compra da opção.

Venda de call 

Existem diversas variáveis que podem influenciar nos resultados dessa transação, e é preciso ficar atento.

A venda de uma call deve ser feita sempre observando qual será sua capacidade de exercer o direito de compra no futuro, a cotação do ativo-objeto nos próximos dias e, é claro, as diretrizes do seu planejamento financeiro.

Quando vender call

A venda de uma call se torna interessante ao investidor sempre que existe a ameaça de desvalorização das ações de onde deriva a call.

Assim, é possível ganhar dinheiro com os derivativos antes que o ativo-objeto caia para além do valor estipulado no contrato e “vire pó”.

O que é put?

Chamamos de put o derivativo que dá ao proprietário a opção de vender suas ações pelo preço estipulado durante a compra da opção, ainda que os títulos venham a se desvalorizar.

Aqui, também não existe a obrigação de fazer valer o contrato, apenas a possibilidade (e o direito a exercê-la).

O que significa comprar uma put?

A compra de uma put option indica ao investidor que ele tem a possibilidade de vender seus títulos de um ativo-objeto por um preço predeterminado, desde que a compra se efetive no prazo estabelecido.

Quando comprar put

O principal objetivo de uma put é “congelar” o preço de venda de uma ação para que seu proprietário possa vendê-la com aquele valor – mesmo em caso de queda de sua cotação na bolsa.

Venda de put

O investidor que faz a venda de uma put abre mão do seu direito de venda do ativo-objeto com o preço estipulado no contrato, mas fica com o prêmio – que é como chamamos o valor pago pela compra de opções.

Quando vender put

Da mesma forma que acontece com a call, a venda de uma put pode ser uma estratégia interessante de gerar renda quando você crê que haverá uma valorização do ativo-objeto superior ao valor de contrato.

Como diferenciar uma call de uma put

Até aqui, falamos das opções de compra e venda, mas não definimos a diferença básica entre os dois termos.

Ambas as opções tem o objetivo de “congelar” o preço das ações para o futuro próximo.

Porém, enquanto a call dá ao investidor o direito de compra de uma ação, o put é a opção que garante o direito de venda das mesmas ações.

Qual o comportamento das opções antes do vencimento 

É importante saber que o valor de mercado dos derivativos pode variar por diversos fatores até a data final.

Dentre as variáveis que influenciam aqui, podemos citar a liquidez e continuidade do ativo-objeto, a volatilidade do mercado e a proximidade ao dia do vencimento.

Afinal, vale a pena investir em opções?

Para quem já tem certo conhecimento sobre finanças e investimentos, o mercado de opções pode ser um ambiente repleto de oportunidades.

Mas, junto às oportunidades de ganhos, vêm também os riscos da transação.

A decisão sobre investir ou não nesse mercado requer reflexão, levando em conta as vantagens e desvantagens da modalidade e suas necessidades financeiras.

Vamos entender quais são elas?

Vantagens de investir em opções

Se, por um lado, a estratégia de investimento em opções tem maior risco, por outro, ela pode trazer grandes ganhos para o investidor.

Além disso, é possível utilizar calls e puts para trazer maior segurança para as suas operações, conforme apontou este estudo de Gabriel D’Agostini Paula.

Na pesquisa, o autor fala sobre como o mercado de opções oferece uma interessante alternativa para proteção do capital em momentos de crise por meio de estratégias de hedge.

Na Rico, você não paga corretagem!

Uma vantagem para investir em opções na Rico é a corretagem zero. Zeramos a corretagem para simplificar seus investimentos 🙂

Abra sua conta!

Desvantagens de investir em opções

Mas, como nem tudo são flores, é importante destacar que o mercado de opções tem maior risco envolvido nas negociações e isso pode ser considerado como desvantagem para muitos.

Para investir por esse caminho, é necessário um entendimento maior sobre o funcionamento da economia para conseguir se antecipar às altas e baixas da bolsa.

4 estratégias para ganhar dinheiro com opções

Vamos ver agora quais são as melhores estratégias para se dar bem no mercado de opções.

Venda descoberta de put

Apesar de ter um alto risco, a estratégia de venda descoberta é utilizada por investidores para expandir seus ganhos.

Nesse modelo, o titular da opção vende calls de uma ação que ele não tem justamente por acreditar na desvalorização do ativo-objeto para além do preço de contrato – o que transforma a opção em nula.

Comprar call e vender put

Essa estratégia de compra e venda simultânea é feita com o objetivo de ganhar com a diferença dos dois papéis.

Mesmo que a opção de compra seja consolidada, você tem ainda o valor de prêmio pela venda do put, que pode ou não se exercido.

Call e put simultâneos

Existem vários tipos de estratégias diferentes que pregam a compra simultânea de calls e puts.

Algumas das mais conhecidas são as travas de baixa ou de alta, onde o objetivo é ganhar com a diferença dos preços de exercício (strike).

Compra coberta

O financiamento ou compra coberta é uma técnica do mercado de opções que parte da compra simultânea de uma ação e de uma call da mesma ação.

No caso da valorização do título, você pode vender a call e ficar com o prêmio ou exercer sua opção de compra, se isso compensar financeiramente.

Glossário dos principais termos sobre opções

Diagrama de finanças
Além do que é CALL e PUT, é necessário conhecer outras estratégias do mercado de opções. Fique por dentro!

Ao chegar até aqui, você já teve contato com alguns dos conceitos e estratégias do mercado de opções.

Mas será que entendeu tudo direitinho ou ainda tem dúvidas?

Se você se sente um pouco confuso, não se preocupe, já que esse é mesmo um investimento de maior complexidade.

Até por isso, vale muito a pena se aprofundar no estudo das opções e ficar por dentro de seus principais termos.

Opção de compra

Também conhecida como call ou call option, a opção de compra dá ao seu detentor a possibilidade de comprar a ação designada pelo preço determinado no contrato.

Caso o ativo-objeto perca valor ou o investidor simplesmente desista da operação, ele não é obrigado a efetivar a compra.

Opção de venda

Opção de venda, put option ou simplesmente put é o nome do contrato que dá a seu proprietário a possibilidade de vender uma ação pelo preço que foi previamente estipulado.

Lembrando que, no mercado de opções, é do investidor a decisão de exercer ou não seu contrato.

Short call

Chamamos de short call a estratégia de investimento que parte da crença de que o valor do ativo-objeto vai cair em um futuro próximo.

Assim, o investidor vende suas calls de maneira antecipada para garantir o valor do prêmio.

Long call

Na estratégia long call, por outro lado, o investidor parte do princípio de que o preço das ações deve aumentar até o prazo de vencimento da opção.

Essa é uma ótima forma de se beneficiar de valorizações no mercado sem se comprometer com o risco envolvido na compra de uma ação.

Short put

Uma estratégia short put descreve o movimento que o trader faz para vender suas opções de venda quando prevê uma desvalorização do ativo-objeto.

Nesse cenário, os ganhos da transação para quem vende estão limitados ao valor do prêmio, já que ele abre mão de vender as ações com o preço congelado.

Long put

Por outro lado, na long put, o investidor observa indícios de que haverá uma valorização na cotação do ativo-objeto.

A partir disso, ele vai comprar mais opções de venda para assegurar seu direito de comprar as ações no futuro com o mesmo preço de hoje.

Strike

No mercado de opções, strike é o nome utilizado para se referir ao preço de exercício da ação.

Hedge

Quem opera na bolsa de valores com foco em hedge está tomando medidas de proteção para garantir maior segurança na renda variável.

Existem diversos tipos de hedge possíveis.

No mercado de ações, a sua utilização significa a compra coberta de ações e opções de compra e venda do mesmo ativo-objeto.

Payoff

No mercado financeiro, o payoff significa a relação entre o dinheiro ganho em caso de lucro e o valor perdido quando existe um prejuízo na transação.

Opção no dinheiro

São consideradas opções no dinheiro (at the money ou ATM, no inglês) aquelas que têm os preços de suas calls e puts iguais ao preço do ativo-objeto.

Opção fora do dinheiro 

As opções fora do dinheiro (out of money ou OTM) são aquelas que já têm seu valor de cotação inferior ao preço do ativo-objeto. 

Opção dentro do dinheiro

Por fim, as opções dentro do dinheiro (in the money ou ITM) são as que apresentam um preço de contrato superior ao atual do ativo-objeto.

Ativo-objeto

Chamamos de ativo-objeto a ação para a qual se refere uma opção de compra ou venda.

Titular

No mercado, quem investe na compra de um contrato de opções de compra ou venda é chamado de titular.

Lançador

Nas negociações de uma opção, lançador é o nome dado à pessoa que está vendendo o seu contrato para outra.

Straddle

Essa estratégia do mercado de opções prevê a compra simultânea de uma call e uma put da mesma empresa.

Assim, se o valor da ação cair, a call também deve se desvalorizar, mas a put ganha valor, o que acaba compensando a diferença.

Conclusão

Quando o assunto é mercado de opções, até mesmo os investidores mais experientes podem ter dúvidas.

Isso porque essa modalidade é complexa e exige estudo, conhecimento e atualização para qualificar suas decisões.

Não é à toa que as opções são indicadas para quem tem um perfil de investidor agressivo.

Por um lado, a aplicação nesse mercado não tem apenas maiores riscos envolvidos, como também oferece grande potencial de ganhos.

Para não amargar prejuízos, você deu um importante passo com a leitura deste artigo.

Continue acompanhando o nosso blog para continuar bem informado sobre as melhores estratégias de investimento.

Nova call to action