outubro 22, 2021

Open Insurance: descubra o que é e se vale a pena!  

O Open Insurance é mais uma solução inspirada pela chegada do Open Banking. Junto com outros projetos, como o Open Investment, o Open Insurance fará parte de um conceito maior, chamado Open Finance – um sistema financeiro completamente aberto capaz de oferecer melhores soluções ao consumidor.  

Você provavelmente já deve ter lido algo sobre Open Banking ou Open Finance, inclusive aqui no blog. Mas alguns conceitos, como o significado de Open Insurance, ainda estão fora do conhecimento de alguns consumidores, e é por isso que vamos falar um pouco mais sobre ele hoje.  

Então, neste conteúdo nós vamos te ensinar: 
 

  • O que é Open Insurance? 
  • Como o Open Insurance funciona? 
  • Open Insurance é seguro? 
  • Quais os benefícios do Open Insurance? 
  • Quando começa o Open Insurance? 
  • Open Insurance vale a pena? 

Você vai ver que o Open Insurance pode ser uma ótima oportunidade para melhorar os serviços na área de seguros, permitindo que o consumidor tenha a oportunidade de fazer melhores escolhas de acordo com os produtos disponíveis no mercado.  

Tudo pronto? Então segue o assunto! 

O que é Open Insurance? 

Open Insurance (Sistema de Seguros Aberto) é um projeto que prevê diretrizes para a criação de uma ferramenta capaz de padronizar e possibilitar o compartilhamento de informações entre diferentes sociedades autorizadas e credenciadas pelo órgão regulador do setor de seguros privados – a Susep (Superintendência de Seguros Privados) 

A partir desse sistema, os consumidores de produtos e serviços de seguros, previdência complementar aberta e capitalização permitem que seus dados sejam compartilhados entre instituições de forma fluida, com rapidez, segurança e conveniência.  

Todo o sistema do Open Insurance é baseado nos conceitos do Open Banking, em que o cliente passa a ser dono de todas as suas informações fornecidas às instituições.

E pode levar estes dados a outras instituições, que ao terem acesso ao seu histórico como cliente, conseguem oferecer melhores produtos. 

Portanto, o Open Insurance funciona como uma parte do ecossistema do Open Financetendo como objetivo permitir o compartilhamento de dados entre empresas de seguros.

E permitir que o consumidor também tenha acesso a produtos de empresas das quais ainda não é cliente.  

Como o Open Insurance funciona? 

A segunda imagem é uma foto com um senhor e uma menina jovem (avô e neta), aprendendo sobre Open Insurance com Rico.

O Open Insurance busca oferecer uma tecnologia que possibilita o compartilhamento de produtos, serviços, funcionalidades e informações de forma rápida, prática e segura.  

Visando que o compartilhamento de dados aconteça de forma fluida, são desenvolvidas as APIs. 

As APIs (Application Programming Interfaces), são ferramentas tecnológicas que permitem que as empresas “conversem entre si” de forma padronizada e instantânea.  

No caso do Open Insurance, todas as instituições participantes precisam ter suporte para que suas APIs estejam de acordo com as diretrizes criadas pelo sistema do Open Finance.  

Dessa forma, o sistema vai funcionar de forma fluida e online, onde que o cliente tem o poder de solicitar o compartilhamento de dados com outras instituições e da mesma forma pode optar por parar quando desejar.  

Além disso, o sistema de Open Insurance permite a criação de plataformas que mostram todos os produtos de seguros oferecidos nesse ecossistema para que o consumidor possa escolher aquele que melhor irá atendê-lo.  

Portanto, o projeto visa criar um sistema integrado que, além de abrigar todos os serviços disponíveis, ainda possibilita o compartilhamento de dados de clientes entre instituições (caso haja consentimento) para que eles tenham condições de ofertar melhores alternativas aos consumidores

Mas será que este compartilhamento de dados é seguro? 

Open Insurance é seguro? 

A ideia do ecossistema do Open Finance, incluindo o Open Insurance, é oferecer um sistema seguro e confiável que também é protegido por leis, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)

Além disso, a SUSEP oferece documentos de referência como o conjunto de normas básicas.

Como o detalhamento dos requisitos técnicos e dos procedimentos operacionais que deverão ser seguidos para a implementação do Open Insurance.  

Com isso, todas as operações são reguladas e monitoradas para que as instituições cumpram suas obrigações e não coloquem em risco o compartilhamento de dados dos clientes.

Atenção, sob pena de responsabilização das partes envolvidas com fortes consequências. 

Por fim, vale lembrar que somente instituições autorizadas e reguladas pela SUSEP poderão participar do Open Insurance. São elas:  
 

  • Seguradoras 
  • Entidades abertas de previdência complementar 
  • Sociedades de capitalização 

Para instituições de maior porte, a participação no Open Insurance é obrigatória, enquanto outras podem ser voluntárias no processo desde que cumpram todas as diretrizes indicadas pela SUSEP. 

Quais os benefícios do Open Insurance? 

Assim como todo o sistema do Open Finance, o Open Insurance traz benefícios tanto para o consumidor quanto para as empresas participantes.  

Por isso, alguns estão ansiosos para que o projeto comece a funcionar, já que ele vai trazer muito valor para o sistema financeiro brasileiro

Alguns dos benefícios do Open Insurance são: 
 

  • Controle do consumidor sobre seus dados; 
  • Experiência de compartilhamento facilitada entre consumidores e instituições; 
  • Integração com o Open Finance; 
  • Aumento da cartela de produtos para o consumidor; 
  • Aumento do volume de negócios das instituições; 
  • Possibilidade de competição para pequenas e médias empresas; 
  • Inclusão de novos consumidores; 
  • Facilidade de acesso para classes mais baixas; 
  • Aumento das soluções tecnológicas para finanças; 
  • Maior conveniência na contratação de serviços; 
  • Portabilidade de relacionamento entre instituições. 

Para os investidores, principalmente aqueles preocupados com a proteção do seu patrimônio e com a construção de um plano de aposentadoria, o Open Insurance pode ser uma ótima oportunidade de encontrar bons produtos que se relacionam com seus objetivos financeiros. 

Na Rico você pode começar a investir a partir de R$100. Abra sua conta, o processo é bem simples e com isso você passa a ter acesso a uma infinidade de investimentos. 

Quando começa o Open Insurance? 

A terceira imagem é uma foto com um senhor, sentado em um sofá com um notebook no colo descobrindo quando começa o open insurance com a Rico

Segundo a SUSEP, a implementação do Open Insurance segue três fases para que o sistema funcione como programado.  

Em cada uma dessas fases, são cadastrados dados diferentes e importantes para que as operações ocorram de forma fluida e segura. 
 

Fase 01 (Dezembro/2021) – Open Data 

Serão feitos os cadastros das empresas, canais de atendimento e produtos disponíveis nos catálogos. 
 

Fase 02 (Setembro/2022) – Compartilhamento de dados pessoais 

Serão feitos cadastros de clientes e participantes, além do registro de dispositivos eletrônicos. 
 

Fase 03 (Dezembro de 2022) – Serviços 

Serão feitas as efetivações dos serviços como acesso aos produtos, modificações, resgate ou portabilidade, aviso de sinistro, entre outros detalhes. 

Open Insurance vale a pena? 

Viu como o Open Insurance pode ser simples e benéfico para os consumidores e para as instituições participantes? 

Muitas pessoas ainda ficam se perguntando se o Open Insurance vale a pena, e a resposta é: sim! 

Pode ser que, no começo, a implementação do sistema demore e seja complicada.

Mas assim que tudo estiver no lugar, será muito mais fácil para o consumidor contratar um produto financeiro de seguro e previdência que vai o proteger e garantir o seu futuro. 

Conclusão 

A quarta imagem do conteúdo é uma foto de um casal de idosos em um jardim, conversando e sorrindo com os benefícios da implementação do open insurance no Brasil.

O Open Insurance abre a oportunidade para que você conheça planos de seguros com muito maior facilidade e possa escolher a melhor opção para seus objetivos, não importando qual empresa ofereça, já que seus dados e relacionamento podem ser compartilhados.  

Essa é uma boa forma de garantir que você esteja protegido em caso de sinistros e perda de patrimônio. É possível procurar cobertura para danos com serviços particulares, além de ter uma infinidade de produtos para te auxiliar na aposentadoria. 

Se você se interessa por estes tipos de investimento e segurança, vale a pena conhecer as soluções da Rico para atingir melhores condições financeiras ao longo dos anos.  

Nossa meta é que você se aprofunde mais nos estudos para saber quais são as boas oportunidades que a tecnologia pode trazer para os seus investimentos, principalmente no longo prazo. 

Assim, o time de especialistas da Rico está sempre preparado para te contar tudo o que está acontecendo no mercado financeiro e no que impacta seus investimentos.  

Além disso, no canal da Rico, você encontra os mais variados e exclusivos vídeos sobre investimentos em renda fixa e renda variável, além de análises mensais sobre tudo aquilo que impacta os seus investimentos. 

Agradecemos a leitura!