Onde investir em junho? Faça o download gratuito do relatório com as recomendações do Time Rico.

06/04/2023 21:57:16 • Atualizado em 23/05/2024 14:10:32
15 minuto(s) de leitura


Pix: para que serve e como funciona?

Você já usou o Pix como forma de pagamento? Ainda não? Tem muitas dúvidas sobre esse método? Neste artigo você terá a resposta para todas as suas dúvidas. Entenda o que é o pix, como funciona o pix parcelado e o pix agendado, assim como como fazer um Pix. Confira!


Compartilhar:
A imagem mostra um homem jovem vestido com um casaco amarelo e uma blusa de gola alta marrom, utilizando um smartphone para conferir o recebimento de um pagamento via Pix.

O Pix consiste em um sistema de pagamentos instantâneo, que pode ser efetuado entre pessoas físicas, empresas e governo. 

Ele funciona como um método rápido, prático e moderno, sendo utilizado para agilizar a realização de transações financeiras.

O que é Pix e como funciona?

O Pix é um sistema de pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central do Brasil. Ele permite a transferência de valores entre pessoas, empresas e governo de forma rápida e segura, 24 horas por dia, todos os dias da semana.

Para utilizar o Pix, o usuário precisa cadastrar suas chaves de acesso, as chaves Pix, que podem ser o número de telefone, CPF/CNPJ, e-mail ou uma chave aleatória.

Com as chaves cadastradas, o usuário pode realizar e receber pagamentos apenas informando a chave do destinatário, sem a necessidade de preencher dados como agência, conta e CPF. O pagamento via Pix é processado em poucos segundos, tornando-se uma alternativa conveniente aos métodos tradicionais de transferência.

O que significa o nome Pix?

Outro ponto interessante é o nome desse método. Pix, em um primeiro momento, pode parecer uma sigla. 

Contudo, o nome “Pix” é uma combinação das palavras “instantâneo” e “pixel”. A ideia por trás do nome é transmitir a rapidez e a precisão do sistema de pagamentos instantâneos, enfatizando a agilidade das transações financeiras realizadas por meio dessa plataforma.

Qual é a origem do Pix?

O Pix foi criado pelo Banco Central do Brasil e lançado em novembro de 2020. Sua origem está na necessidade de modernizar e agilizar o sistema de pagamentos do país, oferecendo uma alternativa eficiente e segura aos métodos tradicionais de transferência de valores.

Dessa forma, o sistema foi desenvolvido para atender às demandas de um mercado em constante evolução, proporcionando uma experiência de pagamento mais ágil e acessível para os usuários.

Quem inventou o Pix?

O Pix foi desenvolvido pelo Banco Central do Brasil em parceria com diversas instituições financeiras.

Não há informações específicas sobre uma pessoa ou equipe responsável pela invenção do Pix, uma vez que o sistema foi resultado de um esforço colaborativo entre especialistas em tecnologia financeira e reguladores do setor.

Qual foi o primeiro país a ter o Pix?

O Pix foi lançado no Brasil, tornando o país o pioneiro na implementação desse sistema de pagamentos instantâneos.

Até o momento, o Pix não foi adotado por outros países, sendo exclusivo do território brasileiro. No entanto, há tecnologias de pagamento instantâneo semelhantes ao Pix em países como o Reino Unido, que faz uso do Faster Payments; Estados Unidos, fazendo uso do FedNow e a Austrália, com o New Payments Plaftform.

É preciso ter conta no banco para ter Pix?

Sim, atualmente, é necessário ter uma conta em um banco ou instituição financeira participante do sistema Pix para utilizar esse meio de pagamento.

As chaves Pix estão associadas às contas bancárias dos usuários e são utilizadas para identificar e direcionar os pagamentos. Portanto, a posse de uma conta bancária é um requisito para usufruir dos benefícios oferecidos pelo sistema Pix.

Como fazer um Pix?

Após já ter uma chave Pìx criada, para fazer o pagamento você precisa:

  • Passo 1: Acesse o aplicativo ou site do seu banco ou instituição financeira.
  • Passo 2: Procure a opção relacionada ao Pix ou pagamentos instantâneos.
  • Passo 3: Selecione a opção para criar um novo Pix.
  • Passo 4: Escolha a forma de pagamento, que pode ser por meio de QR Code, inserção da chave Pix do destinatário ou preenchimento dos dados bancários.
  • Passo 5: Insira os dados solicitados, que podem incluir o valor a ser pago, a chave Pix do destinatário, e a descrição da transação, se necessário.
  • Passo 6: Confirme as informações e autentique a transação de acordo com os protocolos de segurança do seu banco ou instituição financeira.
  • Passo 7: Após a confirmação, o Pix será realizado e o destinatário receberá o pagamento instantaneamente.

Este é um exemplo geral e os passos específicos podem variar de acordo com a interface e os procedimentos adotados por cada banco ou instituição financeira.

Para receber um Pix, basta informar para a pessoa pagadora a sua chave Pix.

A imagem apresenta duas jovens sentadas ao ar livre. A mulher de cabelos ruivos está segurando um smartphone, o que pode indicar que ela está realizando uma transferência via Pix, talvez para dividir o custo de uma refeição ou pagar a sua amiga, que está comendo um sanduíche.

Qual é o valor limite do Pix?

O valor limite do Pix é determinado por cada instituição financeira, podendo variar de acordo com as políticas e os limites estabelecidos por elas. Recomendamos que você verifique junto ao seu banco ou instituição financeira os limites de transação estabelecidos para o Pix, uma vez que estes podem variar de acordo com o perfil e histórico de cada cliente.

Os provedores da conta, por exemplo, podem estipular um limite com o valor máximo que cada usuário pode realizar. Esse limite pode ser por transação ou por dia. 

O objetivo é tornar os envios e recebimentos ainda mais seguros. Vale lembrar que o limite para utilizar o Pix pode ser menor após as 20h da noite.

Como funciona o Pix agendado?

O Pix agendado permite que o pagador agende um pagamento para uma data futura, sendo uma funcionalidade adicional do sistema de pagamentos instantâneos do Brasil.

Ao agendar um Pix, você pode definir a data e horário em que deseja efetuar o pagamento, proporcionando maior flexibilidade e controle sobre as transações financeiras.

No momento agendado, o Pix será processado e o valor transferido instantaneamente para o destinatário, seguindo as regras e protocolos estabelecidos para esse tipo de transação.

Como ver um Pix agendado?

Para visualizar um Pix agendado, siga estas orientações gerais:

  1. Acesse o aplicativo ou site do seu banco ou instituição financeira.
  2. Procure a seção relacionada ao Pix ou pagamentos agendados.
  3. Nessa seção, você poderá visualizar todos os Pix que foram agendados, incluindo informações como a data, horário e valor da transação, bem como os destinatários e outras informações relevantes.

Caso não encontre essa opção, entre em contato com o suporte do seu banco para obter orientações específicas para poder visualizar os Pix agendados na plataforma ou aplicativo utilizados.

Que horas é feito o pagamento agendado?

O horário em que um pagamento agendado é feito depende das regras e protocolos estabelecidos por cada instituição financeira.

Mas, geralmente, o pagamento agendado é processado no horário especificado pelo pagador durante o agendamento da transação.

Por que o Pix agendado não caiu?

A não realização de um pagamento agendado pode ocorrer por diversos motivos, tais como:

  • problemas técnicos na instituição financeira;
  • questões relacionadas à disponibilidade do sistema na data agendada ou
  • falhas na conexão entre as instituições envolvidas na transação.

Além disso, é possível que o pagamento não tenha sido processado devido a inconsistências nas informações fornecidas durante o agendamento, como dados incorretos do destinatário.

Em caso de Pix agendado não ter caído, entre em contato com o suporte do seu banco ou instituição financeira para esclarecer as razões e buscar uma solução para o problema.

O que é Pix parcelado?

O Pix parcelado é uma forma de pagamento que permite dividir o valor de uma compra em parcelas utilizando o sistema Pix.

Diferente do Pix tradicional, que é uma transação única e instantânea, o Pix parcelado funciona de forma similar ao cartão de crédito, com a possibilidade de dividir o pagamento em prestações mensais.

Como funciona o parcelamento por Pix?

Existem duas modalidades principais de Pix parcelado:

  • Pix com cartão de crédito: Nessa opção, o valor da compra é parcelado no cartão de crédito, e o pagamento da parcela é feito via Pix.
  • Pix parcelado sem cartão: Algumas instituições financeiras e fintechs oferecem a opção de parcelamento direto via Pix, sem a necessidade de um cartão de crédito.

Quais as vantagens do Pix parcelado?

As vantagens do Pix parcelado incluem:

  • Praticidade: o Pix parcelado permite parcelar compras sem a necessidade de um cartão de crédito.
  • Rapidez: A transação via Pix parcelado é concluída instantaneamente, como no Pix tradicional.
  • Segurança: O Pix parcelado é um sistema seguro, com autenticação e criptografia.

No entanto, é importante considerar que as taxas de juros e condições de parcelamento variam de acordo com a instituição financeira. Além disso, nem todos os estabelecimentos aceitam o Pix parcelado. Por fim, é importante verificar com atenção as condições de pagamento antes de optar por essa modalidade de pagamento.

Conclusão

Com funcionamento desde novembro de 2020, o Pix em pouco tempo se tornou o sinônimo de agilidade e facilidade em transferências financeiras. 

O Pix representa hoje em dia o que há de mais moderno e rápido em se tratando de transações financeiras, pois por meio dele é possível efetuar o pagamento de produtos e boletos

Para saber mais sobre o que é Pix e outros temas relacionados com finanças e tecnologia, acompanhe o nosso canal no Youtube e acesse o nosso blog.

Clique e abra sua conta na Rico