Onde investir em maio? Faça o download gratuito do relatório com as recomendações do Time Rico.

19/07/2023 12:34:13 • Atualizado em 13/05/2024 16:22:38
12 minuto(s) de leitura


Liquidez do Tesouro Direto: descubra tudo sobre o tema!

Quem busca uma opção segura para iniciar sua jornada pelo mundo dos investimentos, tem na liquidez do Tesouro Direto um grande atrativo a se considerar.


Compartilhar:
A imagem mostra uma foto de uma pessoa com feliz porque está investindo no tesouro direto.

Quem busca uma opção segura para iniciar sua jornada pelo mundo dos investimentos, tem na liquidez do Tesouro Direto um grande atrativo a se considerar.

Chamamos de Tesouro Direto os títulos da dívida pública que são emitidos pela União e comercializados como forma de garantir capital para áreas como infraestrutura, saúde e educação.

Lançados pelo Governo Federal em 2002, os papéis são fruto de uma parceria entre o Tesouro Nacional e a B3 (antiga BM&FBovespa) para facilitar o acesso de pessoas físicas a títulos públicos.

Os ativos são comercializados pela internet e podem ser adquiridos por quem tem conta em uma corretora de valores.

Quem investe no Tesouro Direto, recebe juros sobre o valor aplicado de forma proporcional ao tempo que mantém seu capital investido.

Mas, fique atento, pois a taxa de juros é atualizada diariamente e é preciso se certificar de que você está vendendo no momento certo para não perder dinheiro.

No mercado de títulos públicos, são basicamente três tipos de investimento possíveis, cada um com suas regras de remuneração de acordo com um indexador da economia nacional.

Ainda que esse seja um dos investimentos mais populares e seguros no mercado hoje, muitas pessoas têm dúvidas sobre o seu funcionamento e relutam em investir por medo de sofrer prejuízos em seu patrimônio.

Por isso, preparamos este conteúdo com tudo que você precisa saber sobre o Tesouro Direto e sua liquidez para atingir seus objetivos financeiros.

Continue a leitura e comece a investir no Tesouro Direto  com liquidez do seu jeito com a Rico!

Boa leitura!

O que é liquidez do Tesouro Direto

O Tesouro Direto é uma modalidade de investimento rentável e segura, já que tem a garantia da maior instituição do país: o Governo Federal.

Mas, ainda que essa opção seja mais segura em comparação com outros ativos, é preciso ter cuidado e ficar atento para não agir por impulso e acabar perdendo dinheiro com uma operação fora de hora.

Dicionário de Investidores

A Rico tem a missão de descomplicar o mundo dos investimentos para você! Então, aprenda os principais termos e conceitos do mercado financeiro com este dicionário de investidores que fizemos exclusivamente para você.

Preencha seus dados e faça o download!

Enviando...

Ao prosseguir, seus dados podem ser usados pelo Grupo XP Inc. para promover suas atividades, incluindo o envio de ofertas de produtos/serviços. Você pode se opor a tal recebimento a qualquer momento, por meio do próprio canal de recebimento. Acesse a Política de Privacidade para mais detalhe.

envio com sucesso

Agradecemos o download!

Aproveite as informações do material e descomplique seus investimentos com a Rico.

Download

Uma das grandes vantagens da modalidade está na liquidez facilitada, o que significa que os seus títulos podem ser vendidos a qualquer momento para resgatar o valor que foi investido.

Porém, algumas regras do Tesouro precisam ser observadas para que você não cometa erros que prejudiquem o investimento.

Os valores do título, por exemplo, são alterados diariamente e até algumas vezes ao dia pelo Tesouro Nacional.

Essa variação de preços é normal e representa as oscilações comuns da economia e pela movimentação entre oferta e demanda de títulos no mercado.

Ainda, é preciso ficar atento às taxas de compra e de venda estabelecidas pelo sistema.

Essa diferença, chamada de spread, existe para incentivar os investidores a usarem a ferramenta para aplicações de médio e longo prazo.

Na prática, isso significa que o Tesouro Direto apresenta um rendimento negativo nos primeiros dias, o que faz com que a liquidação imediata não compense para o investidor.

Fique atento, pois se você perder dinheiro pode sacar logo a aplicação.

Mas não se preocupe, pois quem espera o prazo de vencimento pode resgatar o seu investimento com a rentabilidade anunciada na data da compra, como é comum em aplicações de renda fixa.

Com a Rico você investe de um jeito simples, rápido e descomplicado. Abra sua conta e tenha acesso a todas as vantagens de ser Rico.

Como funciona a Liquidez do Tesouro Direto?

A imagem mostra algumas moedas empilhadas e ícones em referência aos investimentos em tesouro direto.

Segundo o próprio Tesouro Nacional, o objetivo principal do programa é incentivar a educação financeira do investidor iniciante.

Por conta de sua configuração, com foco no médio e longo prazo, o ideal é casar seus planos de vida com o vencimento dos seus títulos e fazer a conta inversa para saber qual será o seu rendimento.

Assim, se a taxa de rentabilidade for 10% ao ano, por exemplo, você pode investir R$ 910 com a certeza de que, daqui um ano, vai ter R$ 1 mil para sacar.

Qual o prazo de resgate do Tesouro Direto?

O prazo de resgate do Tesouro Direto varia de acordo com o lote de cada título comercializado

Esse prazo representa a data máxima que aquele investidor tem para fazer o resgate do valor aplicado, garantindo, assim, que terá o rendimento que foi especificado quando ele investiu.

No momento da compra, o cliente precisa ficar atento a algumas informações importantes como a taxa de rentabilidade, o tipo de papel comercializado e sua data de vencimento.

É claro que sempre existe a possibilidade de fazer a venda antecipada, mas é preciso ficar atento para não acabar perdendo dinheiro com isso. Afinal, o Tesouro Direto é um investimento com foco em planejamento de médio e longo prazo.

Por isso, preste atenção na taxa de rentabilidade no momento da sua liquidação e no preço do título para garantir que o valor ofertado supera o valor que você investiu.

O que significa Liquidez D-1?

Existem duas formas de fazer a liquidação dos seus títulos de Tesouro Direto: aguardar a data de vencimento ou fazer a venda antecipada.

Esse detalhe é responsável por grande parte da popularidade da modalidade de investimento, já que quem aplica tem a segurança de que pode resgatar o dinheiro investido em caso de necessidade.

A liquidação antecipada pode não compensar em alguns casos, mas você sempre terá a garantia de que vai conseguir vender seus títulos no momento que quiser.

Essa garantia existe porque é o próprio governo federal que se encarrega da recompra de seus papéis.

Tudo que o investidor precisa fazer é solicitar o resgate e a liquidação ocorrerá em D+1. Ou seja, com o prazo de um dia útil.

Erros ao investir no Tesouro Direto

Ainda que o Tesouro Direto seja considerado uma das opções mais seguras, não significa que está blindado contra erros ao investir no Tesouro Direto.

Confira abaixo os três mais comuns.

1. Não conferir custos e taxas

Antes de investir, certifique-se de ler todas as entrelinhas para ficar a par dos custos inclusos no investimento que você está contratando.

Além das taxas cobradas por algumas corretoras, considere que a B3 cobra 0,3% ao ano sobre o valor dos títulos como taxa de custódia.

2. Vender antes do vencimento

Se você estiver precisando do dinheiro de maneira emergencial, não existe muita discussão entre fazer ou não a liquidação dos títulos.

O que acontece com frequência, principalmente entre quem está começando, é a venda de papéis para comprar outros que ofereçam maior rentabilidade.

Ainda que essa operação ofereça algum ganho momentâneo, o spread presente no Tesouro Direto impede que esse tipo de movimentação seja lucrativa em longo prazo.

3.Não cuidar das finanças

O planejamento é chave para a saúde orçamentária de qualquer um.

Por isso, para garantir que a sua estratégia de investimentos seja bem-sucedida, você não pode nunca abrir mão de um controle financeiro bem estruturado.

Afinal de contas, de nada adianta manter investimentos e contrair dívidas com juros muito maiores do que a rentabilidade dos seus títulos.

Passo a passo para investir no Tesouro Direto na Rico

A imagem mostra algumas moedas caindo, em referencia aos investimentos em Tesouro Direto.

Quem pretende investir seu capital no Tesouro Direto precisa criar sua conta em uma instituição financeira.

O cadastro na Rico é gratuito e leva menos de cinco minutos.

Com a Rico você investe de um jeito simples, rápido e descomplicado. Abra sua conta e tenha acesso a todas as vantagens de ser Rico.

Feito isso, você receberá os dados necessários para transferir valores de sua conta corrente para a conta de investimentos.

O depósito é feito por meio de uma transferência TED de mesma titularidade e, assim que o dinheiro for compensado, você pode começar a fazer seus investimentos.

Com o login feito no site da corretora, você pode conferir quais títulos do Tesouro Direto estão sendo negociados naquele dia.

Lembrando que os preços e taxas são atualizados diariamente pelo Tesouro Nacional de acordo com as oscilações da economia nacional e da própria demanda do mercado.

Clique e abra sua conta na Rico