Se você tem dúvidas sobre onde investir em junho, esse conteúdo é pra você. Todo mês, o time de especialistas da Rico analisa como está o cenário no Brasil e no mundo, trazendo recomendações atualizadas de investimento de acordo com cada perfil de investidor.

Baixe agora o relatório e invista com mais segurança!

Investimentos e meteorologia: é bom acompanhar as previsões!


Você compra guarda-chuva em dia de sol ou deixa para o momento de desespero? Investir bem é como se precaver de mudanças bruscas no tempo, sempre de olho na previsão antes de sair de casa ou fazer planos ao ar livre.

Nesse conteúdo, trazemos a “meteorologia” para as principais classes de investimento disponíveis no mercado e a nossa dose recomendada para todas elas de acordo com o cenário atual. Assim, evitamos que uma “frente fria” pegue o seu dinheiro desprevenido.

O clima no Brasil e no mundo – nublado

Maio foi um mês de recuperação para a maioria das bolsas globais, mas de nuvens carregadas no horizonte macroeconômico.

Nos Estados Unidos, o índice de ações S&P 500 registrou seu terceiro trimestre consecutivo de crescimento nos lucros, impulsionado principalmente por bons resultados corporativos referentes ao segundo trimestre do ano. O destaque da temporada ficou mais uma vez para a empresa de tecnologia Nvidia – que segue se beneficiando do aumento da demanda por hardware para processamento de inteligência artificial.

Apesar do Sol parecer brilhar nas bolsas, entretanto, o cenário macroeconômico continua repleto de nuvens. O Banco Central americano (Fed) está atento aos dados econômicos para decidir o momento ideal para começar a cortar os juros – que seguem em seu patamar mais alto dos últimos anos. No entanto, dados que mostram uma economia forte e inflação ainda acima da meta reforçam a visão de que o tal primeiro corte não deve se concretizar tão cedo (provavelmente, apenas no fim do ano).

Além disso, tensões geopolíticas latentes (que podem pressionar preços como os de petróleo) e preocupações fiscais na maior economia do mundo também contribuem para perspectivas de que os juros altos devem persistir.

Enquanto isso, no Brasil, a temporada de resultados corporativos foi positiva, mas não o suficiente para sustentar o Ibovespa. Nosso principal índice de ações encerrou o mês em queda, na contramão da maior parte do mundo, pressionado por ruídos políticos (como a mudança no comando da Petrobrás) e incertezas fiscais.  

Já na seara dos juros, o mês contou com uma decisão dividida do Comitê de Política Monetária do Banco Central, que optou por mais uma redução da taxa Selic (agora em 10,50% ao ano) – mas elevou as incertezas sobre a condução da política monetária adiante.

Esperamos que a Selic encerre esse ano ainda no patamar de dois dígitos, próxima a 10% ao ano.

Assim, em um cenário marcado pela elevação de incertezas tanto no campo internacional quanto doméstico, entendemos que a cautela volta a ganhar protagonismo no palco dos investimentos.

Com o Sol brilhando na renda fixa local e trazendo boas oportunidades de retorno, e a neblina da bolsa sinalizando para posições mais defensivas em uma carteira de ações, o investidor deve ficar atento aos ganhos fruto da diversificação em sua carteira – equilibrando também de maneira cautelosa investimentos fora do país.

Quer conferir nossa visão para cada classe de ativo? Baixe o relatório Onde Investir em Junho e não fique desprevenido:

Onde investir em junho de 2024?

Quer saber onde investir em junho? Baixe nosso relatório gratuito e invista com mais segurança.

Nele você vai encontrar:

  • Cenário global da economia e investimentos;
  • Sugestão de ativos em cada classe;
  • Projeções econômicas

E outras informações para você começar a investir.

Confira!

Enviando...

Ao prosseguir, seus dados podem ser usados pelo Grupo XP Inc. para promover suas atividades, incluindo o envio de ofertas de produtos/serviços. Você pode se opor a tal recebimento a qualquer momento, por meio do próprio canal de recebimento. Acesse a Política de Privacidade para mais detalhe.

envio com sucesso

Agradecemos o download!

Aproveite as informações do material e descomplique a sua vida financeira com a Rico. Para mais informações sobre o mercado financeiro, confira outros materiais da Riconnect.

 

Download

Leia também:

Elaborado por:

Júlia Aquino, CNPI 3607

1) Este relatório de análise foi elaborado pela Rico Investimentos, que é uma marca da XP Investimentos CCTVM S.A. (“Rico”) de acordo com todas as exigências previstas na Resolução CVM nº 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A Rico não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório.

2) Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor.

3) O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à Rico e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela Rico.

4) O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Resolução CVM nº 20/2021 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório.

5) Os analistas da Rico estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários do Grupo XP.

6) Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor.

7) A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes.

8) Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Rico. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Rico.

9) SAC. 0800 774 0402. A Ouvidoria da Rico tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800-722-3730.

10) O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da Rico: https://www.rico.com.vc/custos. 11) A Rico se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. 

12) A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. 

13) Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor.