outubro 3, 2018

Entenda por que a poupança não é um bom investimento!  

Você sabia que existem outros investimentos tão seguros quanto a poupança?

Muitas pessoas já sabem que a poupança não é indicada para quem quer fazer o dinheiro render.

E está na hora de você ficar atento a novas oportunidades que são melhores do que a poupança em 2018.

O rendimento da poupança está ligado a oscilação da taxa Selic. 

Uma regra adotada em maio de 2012 prevê que sempre que a Selic fica abaixo de 8,5%, a rentabilidade da poupança também muda. O rendimento de quem investe nessa modalidade é reduzido ainda mais.   

Dessa forma, a poupança pode render das seguintes maneiras:

  • Se a taxa Selic estiver acima de 8,5% ao ano, o rendimento da poupança será 0,5% ao mês + TR
  • Caso a taxa Selic esteja menor ou igual a 8,5% ao ano, o rendimento da poupança será 70% da Selic + TR

Em março de 2018, a Selic caiu, chegando ao seu menor patamar histórico: 6,5%. Com isso, o rendimento da Poupança continuou sendo de 70% da taxa de juros oficial do país mais a Taxa Referencial (TR), que por sua vez, está em 0%.

Desta forma, atualmente, o rendimento da poupança está em torno de  4,55% ao ano. 

Com isso, alguns economistas decretaram: a poupança está proibida de ser chamada de bom negócio.

A previsão para 2019 também é de juros em baixa, com a taxa Selic em torno de 8% ao ano, fazendo com que a poupança continue em desvantagem em relação a outros investimentos.

A Poupança teve seu bom momento até 2012, quando permitia ganhos reais graças às regras do Banco Central, que garantiam uma rentabilidade de 100% da Selic mais a Taxa Referencial (TR).

Além disso, apenas quem tem valores depositados na Poupança antes da implementação da nova regra tem direito a 100% da Selic. Isso acaba criando uma “Poupança de segunda classe”, que inclui apenas quem fez seus depósitos depois dessa data.

Com a inflação baixa, no entanto, a tendência é de que a Poupança perca cada vez mais atratividade para melhores investimentos

Nesse artigo você vai:

  • Entender Por que Você NÃO Deve Investir na Poupança em 2018
  • Saber Qual Foi a Rentabilidade da Poupança em 2017
  • Conhecer a Rentabilidade da Poupança em 2018
  • Aprender a Comparar Investimentos Com o Simulador da Poupança em 2018
  • Entender a Taxa Selic em 2018
  • Saber o Que é Aniversário da Poupança
  • Conhecer os Investimentos Mais Rentáveis do que a Poupança em 2018
  • Aprender Como Começar a Aplicar Agora Para Ter Mais Rentabilidade
  • Saber Qual É a Previsão Da Poupança para 2019

Boa leitura!


8 sinais de que você não deve investir na poupança!

Labirinto de brinquedo com um boneco e um cofrinho de porco amarelo.
Definitivamente não é um bom negócio investir na poupança em 2018.

A poupança não é o melhor negócio para seu dinheiro.

Apesar de ser popular entre os brasileiros, ela apresenta muitas fragilidades, como a sua baixa rentabilidade.

O Tesouro Selic por exemplo, possui todos os pontos fortes da poupança e nenhum dos seus pontos fracos. Por isso, indicamos ele como substituto para você realocar o seu dinheiro que ainda está na caderneta de poupança.

Para que você não tenha mais dúvidas de que a poupança não é um bom investimento, listamos abaixo tudo o que você precisa saber:

#1 – Inflação está em queda

A inflação será de 4,09% em 2018, segundo o Relatório “Focus” do Banco Central.

Com isso, houve a diminuição da Selic, a taxa oficial de juros, que remunera a aplicação. O valor atual da taxa Selic é de 6,5 %. Ou seja, o seu dinheiro na poupança renderá bem pouco.

#2 – Taxa de juros abaixo de 8,5%

Mas não é só isso. Como a taxa de juros está abaixo de 8,5%, a Poupança está recebendo em 2018 apenas 70% da Selic.

Com uma taxa projetada de 6,5% até o fim de 2018, o rendimento da poupança será de apenas 4,55% ao ano.

Confira as dicas do vídeo abaixo para quando a Taxa Selic está em queda: 

#3 – Rentabilidade baixa

Considerando com a inflação de 4,09% em 2018, e que o valor da Selic se mantenha intacto, a remuneração dos poupadores será baixa.

Além disso, a TR (taxa referencial) está próxima de zero, fazendo com que o ganho real até o fim do ano de quem investe na Poupança seja de pouco mais de 0,45%.

#4 – Possíveis intervenções na Poupança

A Poupança tem um grande inimigo: o governo. Se ela fica muito atraente, os investidores fogem da renda fixa, dificultando o refinanciamento da dívida do Tesouro Nacional.

Para o início de 2019, o deficit do governo federal está previsto para ser de R$ 139 bilhões.

Para cobrir isso, o governo federal precisa vender títulos do Tesouro e tornar a renda fixa mais atraente. Com isso, ele pode mexer nas regras da Poupança, como fez em 2012.

#5 – Existem opções MUITO melhores

A Poupança tende a perder para o Tesouro Direto.

Este investimento está atrelado a títulos da dívida pública e é um dos campeões em segurança e rentabilidade. Ele vai continuar batendo fácil a Poupança, podendo render até mais do que o dobro dela, como aconteceu com o Tesouro Prefixado 2021 em março de 2018.

Então, se o seu objetivo é ver o seu dinheiro se multiplicar, está na hora de começar a pensar em outros ativos para investir.

Quer comparar o rendimento da Poupança x Tesouro Direto? Clique aqui para usar o nosso simulador online!

#6 – Segurança

Mesmo levando em consideração o argumento “segurança”,  a poupança perde para a maioria das opções da renda fixa.

Tanto CDBs como LCIs e LCAs, por exemplo, apresentam rendimentos melhores e também são investimentos garantidos pelo FGC em aplicações de até R$250 mil.

#7 – Aniversário da poupança

A poupança continuará sendo remunerada em 2019 como é agora. Ou seja, você só será remunerado se sacar o seu dinheiro após a data de aniversário do depósito.

Se você precisar desse valor antes desse período, não receberá o seu rendimento.

Esse problema não acontece com CDBs de liquidez diária, por exemplo, onde você pode sacar o seu dinheiro quando quiser e mesmo assim receber a rentabilidade equivalente. Nem com o Tesouro Selic. Por isso, esses últimos, são ideais para você criar a sua reserva de emergência, por exemplo.

#8 – Ela pode perder para a inflação

E, como se não bastasse, a Poupança não está tão protegida assim. Às vezes, perde até para a  inflação.

Além disso, como seu rendimento é baixo, o seu poder de compra real é muito pequeno quando comparado com outros investimentos tão seguros quanto.

Atualmente a inflação está em 4,09%, fazendo com que o seu ganho real na poupança seja menor do que 0,5%.

Nova call to action

Rentabilidade da Poupança

Em julho de 2017, a Selic estava em 9,25% ao ano. Com isso, a Poupança estava rendendo um pouco mais de 0,55% ao mês. A inflação de 2017 foi de 2,95%, o que deu no primeiro semestre do ano algum ganho real para quem mantinha o seu dinheiro na caderneta.   

O problema está na inflação e os juros em queda, que podem ser bons para o resto da economia, mas uma dor de cabeça para os poupadores.

Com a Selic abaixo de 8,5% ao ano, entrou em ação uma regra adotada em 2012, que reduz os rendimentos da Poupança.

Um exemplo: com os juros oficiais  a 7% ao ano em dezembro de 2017, foi preciso descontar estes 30% da Selic, o que dá 2,1%. Com isso, o rendimento da poupança já caiu para 4,9%. Com uma TR perto de zero, o ganho real, descontando a inflação, caiu para 1,95% ao ano.

Se alguém aplicou R$ 10.000,00, poderia tirar R$ 700,00 antes da mudança de regra, mas com a redução aplicada, passou a ser remunerado em apenas R$ 490,00.

O ganho real sobre a inflação cai para menos de 2%, mesmo com a isenção de Imposto de Renda e da taxa de administração.

Só quem tem depósitos na Poupança feitos antes de 4 de maio de 2012 ainda consegue obter 100% da Selic. Isso faz a Poupança ser considerada um dos piores investimentos do mercado.  

Poupança em 2016

A baixa rentabilidade real da poupança não é de agora. Em 2016, por exemplo, a aplicação rendeu 8,30%, o que parece um bom retorno. Mas como a inflação foi de 6,51%, o lucro dos poupadores foi de apenas 1,89%.

Ainda que, devido a fatores históricos, aplicar na Poupança seja o investimento preferido de grande parte dos brasileiros, será cada vez mais difícil para a caderneta se manter atraente em um cenário de juros e inflação baixos.

Rendimento da Poupança nos próximos anos

A previsão dos economistas é de que, no final de 2018, por exemplo, a inflação oficial seja de 4,09% e a taxa básica de juros, de 6,5%.

Como a Selic estará abaixo dos 8,5%, a Poupança continuará sendo corrigida por apenas 70% do índice (4,55%), já que a TR está em 0%.

Com isso, o rendimento da Poupança deve permanecer em 4,55%, o que renderá um ganho real de penas 0,46% acima da inflação.

Por ser isenta de IR e taxa de administração, a aplicação pode até ganhar alguma competitividade, mas só em comparação com algumas aplicações de renda fixa, como é o caso dos fundos DI e dos CDBs dos grandes bancos, que têm cobrança de IR, taxas de administração altas e oferecem baixa rentabilidade.

Porém, mesmo assim, ela continua apresentando a melhor rentabilidade entre esses ativos.

Por exemplo: se você investir hoje (outubro de 2018) R$10 mil em um CDB do banco Fibra S/A por um período de 4 anos, você lucraria R$963,31 a mais do que se optasse pela poupança no mesmo período de tempo.

Dados de ganhos no CDB do banco fibra S/A

(Dados de 20/09/2018)

Diante deste cenário, a ordem para os poupadores em 2018 é ficar em alerta. Ou melhor, é pensar se não chegou a hora de mudar de investimento.

Para 2019, a previsão é de alta da taxa Selic, que deve ficar em torno de 8% a.a. Com isso, a rentabilidade da poupança também sobe, podendo chegar a 5,6% ao ano.

No entanto, a alta da Selic aumentará os retornos de investimentos atrelados ao CDI e a própria Selic, como é o caso das LCIs, LCAs e do Tesouro Selic, por exemplo.


Simulador da Poupança 

Imagine o seguinte: a economia brasileira continua nos patamares atuais, com a inflação baixa e a taxa de desemprego voltando a subir de maneira lenta (mais devagar do que todos desejam, mas ao menos de forma sustentada).

Com um investimento de R$ 10.000,00, a Poupança deverá obter um rendimento de apenas R$ 1.428,05, nos próximos três anos.

simulador da poupança

(Dados de 19/09/2018)

Porém, se descontarmos a inflação, o rendimento real da caderneta cai para R$1369,64.

Já o Tesouro Prefixado com vencimento em 2021 e que rende 9,57% ao ano, por exemplo, renderá R$ 1.898,42, um lucro para o investidor de R$ 470,37 a mais do que a Poupança sem o desconto da inflação.

tesouro prefixado 2021 simulação
tesouro prefixado 2021 resultado

(Dados de 19/09/2018)


Taxa Selic em 2018 e Previsão para 2019

Selic é sigla para Sistema Especial de Liquidação e de Custódia que surgiu no final da década de 1970. Em 1999, ela se tornou a taxa de juros oficial do país.

Desde julho de 2015, quando a Selic atingiu 14,25%, a taxa sofreu nove cortes devido ao recuo da inflação oficial, medida pelo IPCA. Em julho de 2017,  o recuo foi para 9,25%, fazendo a taxa ir abaixo dos 10% pela 1ª vez em três anos e meio.

A taxa Selic fechou o ano de 2017 a 6,9% ao ano. Em março de 2018, ela caiu para 6,5% a.a, o valor mais baixo desde que foi adotada como a taxa de juros oficial do país, em 1999.

A previsão de economistas do mercado financeiro é de que ela termine o ano no mesmo patamar e que suba para 8% no início de 2019, segundo o Relatório “Focus”, que reúne as opiniões dos maiores especialistas do mercado.

Como recuperar o crescimento da economia tende a ser a prioridade do próximo governo, não será surpresa se nos próximos meses as expectativas continuarem apontando uma Selic baixa em comparação com o primeiro semestre de 2015.


Aniversário da Poupança

Cofrinho de porco com um bolinho do lado.
Ao contrário da poupança, o Tesouro Direto Selic não possui aniversário.

Quem tem ou teve uma caderneta de poupança já deve ter visto em seu extrato a expressão “aniversário da poupança”. Mas do que se trata esse termo?

Imagine que você depositou R$ 100,00 na sua conta poupança no dia 19 de setembro. Com isso, este é o aniversário da sua poupança.

Então, todo dia 19 será creditado o rendimento mensal da aplicação ao total investido na sua conta.

E se no mês seguinte o dia 19 cair em um final de semana ou feriado? O rendimento será creditado no próximo dia útil.

A regra muda apenas se o primeiro depósito tiver sido feito nos dias 29, 30 e 31. Neste caso, o aniversário será no dia 1 do mês seguinte.

Mas o poupador deve estar atento: se o saque for feito antes do dia do aniversário da poupança em um determinado mês, ele acaba perdendo o direito ao rendimento.

Alguns especialistas recomendam fazer todos os depósitos sempre no mesmo dia do mês, pois, dessa forma, fica mais fácil de controlar o valor aplicado, apesar de dar um pouco mais de trabalho.

Alguns bancos permitem que uma mesma poupança tenha várias datas de depósito, oferecendo mais facilidade de resgate, que sempre será a data mais recente. Mas outros obrigam o poupador a abrir poupanças diferentes, uma para cada data.

Com a Selic abaixo de 8,5%, se os poupadores são antigos, os valores são sempre sacados primeiro dos depósitos feitos após o dia 3 de maio de 2012 (data da regra nova da poupança), sendo remunerados com apenas 70% da taxa de juros + a TR.

Caso o saldo não seja suficiente, são sacados também valores dos depósitos antigos, anteriores a mudança da regra da poupança, sendo o poupador remunerado conforme a regra antiga, com 100% da Selic.

Entre os depósitos posteriores a esta data, os débitos são feitos primeiro sobre as parcelas que já fizeram aniversário.

Esta é mais uma desvantagem da poupança em relação a outros investimentos. Não há nenhuma outra aplicação em que o investidor perca todo o lucro por resgatar seu dinheiro numa determinada data.  

A dica principal, portanto, é: sempre pense em opções mais lucrativas.

Se você não quer ficar escravo da data de aniversário da poupança, conheça quais são os investimentos mais rentáveis do que a poupança em 2018 a seguir.


Investimentos Mais Rentáveis Do Que a Poupança

poupanca em 2018 investimentos
Veja alguns ótimos investimentos que batem a poupança facilmente.

Quem investe na Poupança costuma usar muito o argumento da segurança. “Quem põe dinheiro na poupança ganha pouco, mas é um pouco garantido”, dizem.

Realmente, a única certeza que a poupança traz consigo é de que o seu investimento renderá muito pouco.

A verdade é que há outros investimentos tão seguros quanto a poupança, mas com uma rentabilidade muito melhor

Mas antes de escolher um deles, você precisa conhecer suas características, além dos seus objetivos e do seu perfil de investidor. Confira algumas ótimas opções:

Tesouro Direto

Os títulos do Tesouro Direto possuem a mesma segurança que a poupança, mas podem render mais do que ela.  

O Tesouro Direto Selic, por exemplo, é uma ótima opção para quem quer ter mais rentabilidade e a liberdade de resgatar o seu dinheiro a qualquer momento, já que ele possui uma alta liquidez.

Ele é um dos mais populares da renda fixa. Um dos motivos é o seu aporte inicial (R$ R$97,14) que é muito atrativo para o pequeno investidor.

Os títulos públicos, no geral, são bons investimentos para quem quer começar a investir. Alguns de seus pontos mais importantes são:

  1. Baixa volatilidade
  2. Baixo risco
  3. Rentabilidade acima da poupança
  4. Alta liquidez – Resgate em D + 1

E você pode começar a investir agora mesmo, pois a aplicação mínima de diversos títulos do Tesouro Direto é de R$ 30.


CDB

Depois da poupança, os CDBs (Certificados de Depósitos Bancários) são títulos de renda fixa remunerados pela taxa de juros. Eles são investimentos bastante populares, principalmente os de liquidez diária.

O CDB é um investimento onde você empresta um capital ao banco para que ele possa fornecer empréstimos para os seus clientes. E a sua rentabilidade está nos juros que o banco lhe devolve.

Print dos produtos da RICO

CDB de liquidez diária, disponível na Rico no dia 20/09/2018

Vantagens dos CDBs:

Também existem outros CDB’s com maior rendimento para resgate após 90 dias ou mais.

LCI e LCA

Embora sejam títulos de renda fixa, Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) têm, assim como a poupança, isenção do IR e taxa zero.

A diferença entre as Letras de Crédito é o setor em que banco vai aplicar o seu dinheiro, no imobiliário ou no agronegócio.

Seus rendimentos são bem maiores do que os da poupança, já que eles costumam ser de 90 a 96% do CDI.

Suas maiores vantagens são:


Comece a Aplicar Agora para Ter Mais Rentabilidade

Quem diria, no começo de 2016, que a Bovespa estaria acumulando mais de 20% no ano e recordes em 2017?

Além disso, tem Tesouro, renda fixa, renda variável (ações) e fundos… As possibilidades existem para seu apetite por ganhos, seja com um pouco mais de risco ou segurança. Você decide.

O importante é a vontade de buscar uma maior rentabilidade para o seu dinheiro em um cenário de juros baixos, inflação controlada e a economia iniciando uma recuperação.

E nem é preciso muito dinheiro. Com apenas R$ 30,00 já é possível entrar numa das melhores aplicações. O importante é investir com frequência, pois assim o seu patrimônio realmente poderá crescer no futuro.

Poupança em 2019

O rendimento da poupança em 2018 pode ser facilmente superado por outros investimentos. E esse cenário tende a continuar em 2019.

Então, deixar o seu dinheiro parado na caderneta de poupança pode não ser um bom negócio, principalmente a longo prazo

A previsão é de que a Selic suba para 8% no ano que vem. Dessa forma, o rendimento da poupança continuará sendo 70% da taxa Selic + TR. Ou seja, ele será de 5,6%. 

Mas não esqueça que esse valor inclui a variação da inflação, não sendo o seu ganho real. 

Conclusão

Mesmo sendo um investimento popular, a Poupança é uma péssima maneira para se obter riqueza no longo prazo em comparação com investimentos seguros e garantidos pelo governo, por exemplo.

Ainda que a Selic esteja em baixa, é possível apostar em outros investimentos, como os ativos de crédito privado, para ter um bom rendimento. O Tesouro Selic e um CDB de liquidez diária, por exemplo, são boas aplicações na carteira de qualquer investidor. 

Afinal, tratam-se de investimentos seguros e com muita liquidez, perfeitos para construir reservas de emergência.

Porém, antes de optar por um deles, conheça suas características e utilize o nosso simulador na área logada. Assim, você saberá exatamente quanto o seu dinheiro renderá se ficar aplicado até a data de vencimento de determinado título.

Leia esses outros artigos completos do nosso blog para continuar aprendendo:

Quem apostar na poupança em 2018 terá problemas para manter a rentabilidade da caderneta. Com isso, é importante que você se posicione desde já em relação às oportunidades mais interessantes de investimento.

Em 2018, a Rico foi eleita a melhor corretora de valores para o pequeno investidor. Isso aconteceu porque oferecemos os melhores custos-benefícios do mercado. E claro, uma grande variedade de conteúdo educacional seja no blog, chat, YouTube ou InvesTV.

Gostou do texto? Então deixe um comentário e então poderemos ajudá-lo com possíveis dúvidas.

Bons investimentos!

Nova call to action