Onde investir em maio? Faça o download gratuito do relatório com as recomendações do Time Rico.

18/09/2023 11:51:47 • Atualizado em 13/05/2024 09:04:43
14 minuto(s) de leitura


Bitcoin: guia completo sobre a criptomoeda!

Acompanhe o guia completo sobre Bitcoin, a criptomoeda revolucionária que desperta interesse de investidores no mundo todo.


Compartilhar:
a imagem mostra uma moeda, em referência a simulação de um bitcoin.

A criptomoeda revolucionária conhecida como Bitcoin, lançada em 2009, tem despertado interesse de investidores, entusiastas e até mesmo do público em geral.

Embora existam várias criptomoedas disponíveis atualmente, como Ethereum, Chainlink e Polygon, o Bitcoin continua sendo a escolha mais popular para novos investidores no mundo das moedas digitais.

Neste texto, descubra as razões pelas quais investir em Bitcoin é o ponto de partida ideal para compreender o mercado de ativos digitais.

O que é Bitcoin?

O Bitcoin é uma criptomoeda digital, ou seja, não existem cédulas ou moedas físicas e é formado por um código único e digital.

Foi a primeira moeda virtual criada no mundo e pode ser usado para comprar produtos, serviços  e qualquer bem desde que o vendedor aceita a moeda como forma de pagamento

O grande diferencial dessa moeda é ser o “primeiro dinheiro” 100% descentralizado. Não há governos, economias, empresas ou bancos que regulam o mercado das criptomoedas. Além disso, também é possível realizar transações sem a necessidade de uma instituição financeira.

Isso quer dizer que as criptomoedas, inclusive o Bitcoin, foram criadas pela e para a internet.

Outra grande diferença do Bitcoin para moedas como o real e o dólar é que existe um número limitado de bitcoins. Seu código foi feito de maneira que existirão apenas 21 milhões de bitcoins no mundo, que devem ser minerados até 2140.

Como funciona o Bitcoin?

O Bitcoin é uma criptomoeda e uma rede P2P (peer-to-peer – essa sigla vem do inglês e significa uma rede ponto-a-ponto; trata-se de uma arquitetura de redes de computadores), o chamado Blockchain (ou protocolo de segurança).

Nessa rede, as novas moedas são geradas seguindo as regras de Satoshi Nakamoto (seu desenvolvedor (que pode ser uma pessoal genial ou um grupo de programadores geniais, ninguém sabe a verdadeira identidade de quem foi o autor do Bitcoin). Além disso, é no Blockchain que todas as transações são validadas.

Na prática, significa que é possível fazer transações com Bitcoin via blockchain para pessoas ou instituições de qualquer lugar do mundo. Para isso, é necessário ter uma carteira digital (também conhecida por wallet) onde os bitcoins são armazenados.

Sempre que ele passa de um wallet para outro, o caminho percorrido é gravado no blockchain. Então, todo Bitcoin é rastreável.

Atualmente, é quase impossível falsificar um Bitcoin (nunca ninguém conseguiu fazer isso) e essa segurança se deve à validação de cada transação pela rede mundial de computadores.

Imagine milhões de detetives investigando a sua nota de vinte reais no momento de comprar algo no caixa do mercado.É isso que acontece com o Bitcoin.

Veja abaixo quais são as características do bitcoin:

imagem ilustrativa demostrando as principais características do Bitcoin.

Como surgiu o Bitcoin?

Como falamos, não se sabe ao certo a identidade de quem criou o Bitcoin. Mas seu surgimento é atribuído ao pseudônimo de Satoshi Nakamoto. Foi com esse remetente que, em 2008, algumas pessoas interessadas em criptografia receberam um e-mail sobre “um novo sistema de dinheiro eletrônico”.

Nesse mesmo e-mail foi enviado um manual sobre a então nova criptomoeda com alguns dos seus princípios:

– Rede peer-to-peer sem intermediários;

– Permitir o anonimato dos participantes;

– Utilização de algoritmo para geração da moeda (mineração);

– Ter oferta finita.

Embora a criptomoeda tenha sido divulgada em 2008, foi apenas no ano seguinte que o primeiro bloco de blockchain foi minerado.

Mineração de bitcoin

O blockchain é uma rede de milhões de computadores que, unida, gera massivo poder de processamento (hashing power).

Esses computadores que formam o blockchain têm um software específico que gera novas moedas conforme problemas matemáticos complexos são resolvidos. A rede de computadores também ganha bitcoins ou valida as transações do mercado.

Portanto, a mineração de bitcoin é o processo de validação de transações do blockchain.

Quer entender mais sobre Blockchain? Leia nosso conteúdo completo sobre o tema!

Quais as vantagens de investir em Bitcoin?

Reconhecimento e aceitação global

O Bitcoin é a primeira e mais reconhecida criptomoeda do mercado.

Sua popularidade é inegável, sendo amplamente mencionado nos meios de comunicação, discursos financeiros e conversas cotidianas.

Essa ampla aceitação torna o Bitcoin uma escolha segura para investidores iniciantes no mundo das criptomoedas.

Mercado estabelecido e líquido

O mercado do Bitcoin é altamente líquido e possui uma significativa capitalização de mercado.

Isso significa que há uma grande quantidade de compradores e vendedores prontos para negociar Bitcoin a qualquer momento, sem causar grandes alterações em seu valor.

Portanto, a liquidez e o tamanho do mercado reduzem a volatilidade e aumentam a estabilidade em comparação com criptomoedas menores e menos estabelecidas.

Infraestrutura sólida

Ao longo dos anos, a infraestrutura que suporta o Bitcoin cresceu consideravelmente.

Existem diversas corretoras de criptomoedas, carteiras digitais e empresas que aceitam Bitcoin como forma de pagamento.

Essa infraestrutura bem desenvolvida facilita a compra, venda e armazenamento do Bitcoin, tornando o processo mais seguro e conveniente para os investidores.

Reserva de valor confiável

Muitos investidores enxergam o Bitcoin como uma reserva de valor semelhante ao ouro. Com um limite máximo de apenas 21 milhões de moedas, o Bitcoin é considerado escasso.

Essa escassez intrínseca pode levar a um aumento de valor ao longo do tempo, especialmente considerando a crescente demanda e adoção institucional.

Alguns investidores veem o Bitcoin como uma proteção contra a inflação e uma maneira de diversificar seus portfólios tradicionais.

Potencial de crescimento contínuo

Embora o Bitcoin já tenha experimentado um crescimento significativo desde seu surgimento, muitos especialistas acreditam que ainda há espaço para valorização adicional.

A natureza descentralizada do Bitcoin, sua tecnologia subjacente (blockchain) e seu papel pioneiro no setor de criptomoedas levam muitos a acreditar que seu valor pode continuar aumentando ao longo do tempo.

É importante ressaltar que investir em criptomoedas, incluindo o Bitcoin, envolve riscos. O

mercado é altamente volátil e os investidores devem estar preparados para flutuações

significativas a curto prazo.

Além disso, é fundamental realizar pesquisas adequadas, compreender os fundamentos do Bitcoin e gerenciar os investimentos com responsabilidade.

Abra sua conta e tenha acesso a todas as vantagens de ser Rico.

O que é exchange de Bitcoin?

É uma empresa onde você abre uma espécie de conta corrente. Você transfere o seu dinheiro via TED e depois disso pode participar do leilão de Bitcoins onde usuários compram moedas e vendem para outros usuários.

O que são altcoins?

Altcoins são criptomoedas alternativas ao Bitcoin. Existem mais de mil delas. Elas surgem a partir de forks (divisão de criptomoedas). A maioria delas se originou no Bitcoin ou a partir de derivações de derivações do Bitcoin.

Elas fazem esse movimento porque possuem uma visão diferente do mercado de criptomoedas e desejam atingir objetivos diferentes. As altcoins também podem surgir a partir de ICO’s (lançamento de novas moedas).

O que é e como funciona um ICO?

Um ICO pode ser comparado a um IPO (lançamento de empresas no mercado de ações). No entanto, o ICO possui muitas características exclusivas.

Imagine que uma startup (empresa de tecnologia) possui uma grande ideia para o mercado financeiro envolvendo uma tecnologia ligada ao Blockchain. Ela não tem dinheiro para viabilizar a sua solução no mercado.

Então, para captar recursos, faz uma espécie de financiamento coletivo onde os investidores aplicam criptomoedas conhecidas como o Bitcoin ou o Ethereum.

Em troca, eles recebem tokens que podem ser trocados pela futura nova criptomoeda ou por outras criptomoedas.

Se a ideia for um sucesso, a nova criptomoeda é desenvolvida e listada em alguma exchange. Esta é a hora do mercado aceitar e acatar a valorização do Bitcoin, ou não. É um negócio com maior risco e volatilidade, assim como é na Bolsa de Valores.

Abra sua conta e tenha acesso a todas as vantagens de ser Rico.

Afinal, vale a pena investir em Bitcoin?

O Bitcoin e outras altcoins (criptomoedas que não são o Bitcoin) podem ter uma rentabilidade inacreditável.

Porém, quanto maior a possibilidade de ganho, maior o risco.

Assim, sempre recomendamos que você construa uma carteira de investimentos diversificada entre renda fixa e renda variável, respeitando o seu perfil de investidor.

Então a nossa recomendação é que você não invista no Bitcoin com segurança e sabedoria e tenha consciência de que é um mercado mais volátil e que exige uma maior tolerância a riscos. Antes de investir, é importante saber seu perfil de investidor e ver se o investimento está adequado a seu apetite ao risco.

Continue lendo esses outros artigos para aprender tudo sobre como investir em ações de forma segura:

É rápido e descomplicado. Abra sua conta e tenha acesso a todas as vantagens de ser Rico.

Clique e abra sua conta na Rico