Já sabemos que mulheres tendem a ser mais avessas ao risco na hora de investir, mas será que elas estão no quadro de funcionários e em posições de liderança das empresas listadas?

Aproveitando o Dia Internacional da Mulher, damos um panorama geral de como é a representatividade feminina nas empresas com ações negociadas na Bolsa brasileira. Vimos alguma evolução nos últimos anos, com aumento no número de mulheres nos Conselhos de Administração, mas o número ainda é baixo. Apenas 1% das empresas tem CEO mulher, mas a presença em cargos de liderança em qualquer nível tem aumentado.

Abaixo, apresentamos alguns desses números:

Mulheres são 17% da força de trabalho

Apesar da presença de mulheres no quadro de funcionários das empresas listadas ter quase dobrado em 8 anos, o caminho até a paridade de gênero ainda é longo: mulheres são 51,5% da população de acordo com o Censo de 2022.

Percentual de empresas sem mulheres no Conselho de Administração caiu quase pela metade…

Entre 2016 e 2022, parcela de empresas sem mulheres no CA caiu de 65% para 32%; desde então, o número segue estável. Em 2023, a CVM aprovou medidas propostas pela B3 no Anexo ASG que, dentre outras ações para promover a diversidade, determina a indicação, por parte das empresas, de 1 mulher ou 1 membro de um grupo minoritário¹ para o Conselho de Administração (CA) ou Diretoria Estatutária até 2025, e ambos até 2026.

¹pessoas negras, pardas ou indígenas, membros da comunidade LGBTQIA+ ou pessoas com deficiência

… Mas elas ainda são só 16% dos conselheiros

Dos mais de 2 mil cargos em conselhos, mulheres ocupam 362 — ou 16%. Além disso, apenas 9% dos cargos de presidência do CA é ocupado por mulheres. Apesar dos números serem baixos, eles cresceram na comparação anual, mostrando um tendência positiva. Nos cargos de CEO, a lacuna é ainda maior, com as mulheres liderando menos de 1% das empresas, sem nenhum progresso anual dentre as empresas do Ibovespa no ano passado.

Relatório feito com ajuda de Marcella Ungaretti, head de ESG do Research XP, e Luiza Aguiar, analista de ESG do Research XP

Elaborado por:

Júlia Aquino, CNPI 3607

1) Este relatório de análise foi elaborado pela Rico Investimentos, que é uma marca da XP Investimentos CCTVM S.A. (“Rico”) de acordo com todas as exigências previstas na Resolução CVM nº 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A Rico não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório.

2) Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor.

3) O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à Rico e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela Rico.

4) O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Resolução CVM nº 20/2021 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório.

5) Os analistas da Rico estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários do Grupo XP.

6) Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor.

7) A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes.

8) Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Rico. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Rico.

9) SAC. 0800 774 0402. A Ouvidoria da Rico tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800-722-3730.

10) O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da Rico: https://www.rico.com.vc/custos. 11) A Rico se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. 

12) A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. 

13) Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor.