O governo anunciou recentemente uma iniciativa que pode transformar o cenário habitacional para famílias de baixa renda no país: o FGTS Futuro. Esta nova modalidade do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) visa auxiliar a população de menor poder aquisitivo na compra da tão sonhada casa própria. De acordo com o Ministério das Cidades, a medida tem potencial para beneficiar até 60 mil famílias por ano, com renda de até dois salários mínimos.

O Que é o FGTS Futuro?

O FGTS Futuro é uma proposta que permite aos trabalhadores de baixa renda utilizarem os depósitos futuros em suas contas do FGTS para amortizar ou liquidar dívidas imobiliárias no âmbito do programa Minha Casa, Minha Vida. Isso significa que, antes mesmo de receberem os depósitos mensais em suas contas, esses trabalhadores poderão utilizar esses recursos como parte do financiamento habitacional.

Como Funciona na Prática?

Para entender melhor o funcionamento do FGTS Futuro, consideremos um exemplo prático: uma família com renda mensal de R$ 2 mil, que recebe um depósito mensal de aproximadamente R$ 160 em sua conta do FGTS. Com base nesses valores, a instituição financeira aprova um financiamento que compromete 22% da renda mensal da família, ou seja, uma prestação de R$ 440.

Com a implantação do FGTS Futuro, essa família poderia assumir uma prestação maior, por exemplo, de R$ 660, continuando a pagar apenas os R$ 500 previamente estipulados. A diferença seria automaticamente coberta pela Caixa Econômica Federal, responsável pela operação do FGTS, utilizando os recursos que seriam depositados futuramente na conta do trabalhador. Assim, o fluxo mensal de pagamento do FGTS pelo empregador seria direcionado diretamente para o financiamento habitacional.

Quais são os benefícios e os desafios do FGTS Futuro?

Benefícios:

1. Acesso Ampliado: Famílias de baixa renda terão mais chances de se tornarem elegíveis ao crédito habitacional, ampliando suas oportunidades de adquirir a casa própria.

2. Redução de Prestações: Os trabalhadores poderão optar por assumir prestações maiores, pagando o mesmo valor mensalmente, o que pode permitir a aquisição de imóveis de maior valor.

3. Potencial de Impacto Social: A medida tem o potencial de beneficiar significativamente milhares de famílias de baixa renda, contribuindo para a redução do déficit habitacional no país.

Desafios:

1. Riscos em caso de desemprego: Em caso de demissão sem justa causa, os trabalhadores poderão enfrentar dificuldades para arcar com as prestações, já que o valor será integral, incluindo a parte que anteriormente era coberta pelo FGTS.

2. Regulamentação necessária: Ainda é necessário que o Conselho Curador do FGTS regulamente a modalidade, garantindo a segurança e transparência nas operações.

Conclusão

O FGTS Futuro representa uma esperança para milhares de famílias brasileiras de baixa renda que almejam conquistar a casa própria. Ao antecipar o uso dos recursos do FGTS para o financiamento habitacional, essa medida pode abrir portas e transformar realidades, promovendo o acesso à moradia digna e contribuindo para a redução das desigualdades sociais no país.

No entanto, é fundamental que sejam adotadas medidas para mitigar os riscos e garantir que a implementação do FGTS Futuro seja feita de forma responsável e sustentável, visando sempre o bem-estar e a segurança financeira dos trabalhadores brasileiros.

Elaborado por:

Júlia Aquino, CNPI 3607

1) Este relatório de análise foi elaborado pela Rico Investimentos, que é uma marca da XP Investimentos CCTVM S.A. (“Rico”) de acordo com todas as exigências previstas na Resolução CVM nº 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A Rico não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório.

2) Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor.

3) O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à Rico e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela Rico.

4) O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Resolução CVM nº 20/2021 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório.

5) Os analistas da Rico estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários do Grupo XP.

6) Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor.

7) A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes.

8) Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Rico. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Rico.

9) SAC. 0800 774 0402. A Ouvidoria da Rico tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800-722-3730.

10) O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da Rico: https://www.rico.com.vc/custos. 11) A Rico se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. 

12) A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. 

13) Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor.