Em 2022, o setor de tecnologia teve um ano mais difícil que o resto do mercado — com inflação mais alta, juros subindo e temores de recessão, as ações do setor tiveram queda forte.

A história mudou em 2023: no macro, ciclo de aperto de juros americanos parece ter chegado ao fim; no micro, inteligência artificial foi o tema do ano, impulsionando ações de empresas ligadas à área.

Para marcar o rali de tech em 2023, trazemos dois dos temas do ano (e mais um para também ficar de olho em 2024). Também incluímos no final deste texto um pequeno glossário explicando alguns dos termos usados aqui para te ajudar a entender a fundo os temas que exploramos.

1) Magnificent 7 puxaram ganhos do S&P 500

As empresas de tech conhecidas como Magnificent 7 (as 7 maiores empresas em valor de mercado dos EUA) puxaram a alta da bolsa americana ao longo do ano.

Até meados de dezembro, Apple (AAPL), Microsoft (MSFT), Amazon (AMZN), NVIDIA (NVDA), Alphabet (GOOG), Meta (META) e Tesla (TSLA) tiveram juntas uma valorização de quase US$ 5 trilhões, crescendo em média 107% enquanto o S&P 500 subiu “só” 22,9%. As 7 empresas são, juntas, 26,5% do índice — ou seja, muito desse retorno positivo se deve ao boom dessas ações.

2) Inteligência Artificial (IA) foi a protagonista do ano

Já se falava em inteligência artificial, mas no final de 2022 a discussão foi além da bolha de tecnologia com o lançamento do ChatGPT. A ferramenta, que usa um modelo de IA generativa baseada em linguagem, parece mesmo estar conversando com você e respondendo às suas perguntas — e ficou MUITO popular.

Com IA no centro das atenções, as empresas começaram a falar mais do assunto e investiram ainda mais em pesquisa. A NVIDIA, por exemplo, se beneficiou muito desse movimento por ser uma das principais produtoras de semicondutores para sistemas de IA.

No gráfico abaixo, destacamos eventos relevantes no mundo da IA e o desempenho do setor de tecnologia desde o lançamento do ChatGPT, em 30/11/2022 (veja o que é cada índice ou ETF no final desse texto):

Data#O que rolou?
30/11/20221Lançamento do ChatGPT, que usa modelo de IA generativa
06/02/20232Google lança Bard, seu chatbot IA…
07/02/20233… E, em seguida, Microsoft lança Bing Chat em parceria com a OpenAI
14/03/20234OpenAI lança GPT-4, melhoria no seu modelo de IA generativa
22/03/202352.600 líderes e pesquisadores da tecnologia publicam carta pedindo pausa temporária no desenvolvimento da inteligência artificial para avaliar seus riscos
26/03/20236Imagem gerada no Midjourney do Papa usando jaqueta puffer engana toda a internet (era só IA, gente!)
17/04/20237Música falsa de Drake e The Weekend acumula 20 milhões de plays em um dia (também era só IA, gente!)
18/05/20238Professor nos EUA reprova uma turma inteira após ChatGPT dizer que tinha escrito os trabalhos dos alunos — o que era mentira
19/05/20239OpenAI é avaliada em US$ 29 bilhões
30/05/202310Resultado de NVIDIA, impulsionado por IA, faz empresa bater US$ 1 trilhão em valor de mercado
14/06/202311Consultoria McKinsey diz que AI generativa pode adicionar até US$ 4,4 trilhões por ano à economia global
01/08/20231235% das empresas do S&P 500 mencionam IA em seus resultados do 2º trimestre de 2023
19/08/202313Decisão jurídica nos EUA determina que imagens geradas por IA não têm direitos autorais
20/09/202314Amazon lança função “Vamos conversar” da Alexa, que conversa com usuários usando IA
26/09/202315Microsoft unifica todas as suas soluções de AI no Microsoft Copilot
30/09/202316Captação de recursos para empresas de IA cresce 27% globalmente, segundo Bloomberg
06/11/202317ChatGPT bate a marca de 100 milhões de usuários por semana
17/11/202318Sam Altman, CEO da OpenAI, é demitido…
22/11/202319… E readmitido no mesmo cargo 5 dias depois
30/11/202320Aniversário de 1 ano do ChatGPT
05/12/202321IBM, Meta e outras 50 empresas lançam a AI Alliance, para promover inovação responsável e compartilhada em IA
06/12/202322Google lança Gemini para bater de frente com o GPT-4
10/12/202323União Europeia aprova legislação para regular uso da IA

Bônus: A maior tendência para 2024 em tecnologia é Biotech; mais especificamente, medicamentos GLP-1

Além de computadores, a pesquisa em biotecnologia deve continuar em destaque em 2024, em especial medicamentos agonistas do hormônio GLP-1.

O que gerou uma corrida aos balcões das farmácias no mundo todo, na verdade, foi que a nova geração de medicamentos para diabetes se mostrou eficaz contra a obesidade.

Os mais famosos são Ozempic e Wegovy, fabricados pela Novo Nordisk (NOVOb) e que chegaram a ficar em falta no mundo inteiro. A farmacêutica, aliás, tem valor de mercado maior que o PIB da Dinamarca, seu país de origem, e já é a segunda maior empresa da Europa (chegando a ocupar o 1º lugar por um período breve em setembro).

A popularidade de remédios do tipo incentivou outras farmacêuticas a buscar desenvolver similares — a Eli Lilly, farmacêutica americana, já conseguiu aprovação do uso do seu remédio Mounjaro para tratamento de obesidade. Além disso, efeitos além do setor de saúde já estão sendo discutidos, como no varejo de alimentos — com a popularidade dos tratamentos para perder peso aumentando, o apetite (piscadinha) por essas empresas pode diminuir.

Descomplicando termos de tecnologia

Chatbot: é um aplicativo de computador que simula uma pessoa conversando com você. Nem sempre ele usa IA — com certeza você já falou com algum no site de alguma loja, com as respostas mais engessadas e pré-programadas. Quando a IA entra na mistura, a conversa fica bem mais fluida e mais “humana”

Inteligência artificial (IA): o que chamamos de IA é, na verdade, menos parecido com um cérebro humano e mais parecido com uma coleção de enciclopédias. Nessa área de pesquisa, o objetivo é, essencialmente, encontrar soluções para problemas a partir de análise de dados, aprendizagem de máquina (sabendo o que deu certo ou errado no passado), reconhecimento de padrões e previsões usando de modelos estatísticos. Parece moderno, mas é feito há tempos: Alan Turing, matemático e um dos pais da computação, já falava no assunto nos anos 1950. Aliás, vale ler mais sobre o teste de Turing, criado por ele para saber se um computador consegue ou não se passar por um humano (uma simplificação da ideia de IA)

IA generativa: é uma subdivisão de IA, focada na sua aplicação para criar novos conteúdos. Depois de aprender os padrões e analisar conteúdos produzidos por humanos, o modelo propões soluções em formato de texto, áudio, imagem ou vídeo

OpenAI: a empresa por trás do modelo GPT, usado pelo ChatGPT, foi fundada por Sam Altman e Elon Musk (sim!) em 2015 para desenvolver produtos inovadores em inteligência artificial. Musk saiu da empresa em 2018, e ela ganhou destaque no final de 2022 com o lançamento do chatbot inteligente. Atualmente, ela bate de frente com marcas consolidadas como Google e já recebeu investimentos de gigantes como a Microsoft

AIQ: ETF de Inteligência Artificial e Tecnologia, listado nos EUA

Nasdaq 100: índice que reúne as 100 maiores empresas não financeiras listadas na Nasdaq (uma das bolsas de valores americanas)

XLK: ETF com empresas do setor de tecnologia que fazem parte do S&P 500

S&P 500: principal índice do mercado de ações dos EUA, composto pelas 500 maiores empresas listadas na Nasdaq ou na New York Stock Exchange (NYSE)

Stoxx 600: índice europeu que acompanha o desempenho de 600 ações de 17 países do continente

Elaborado por:

Júlia Aquino, CNPI 3607

1) Este relatório de análise foi elaborado pela Rico Investimentos, que é uma marca da XP Investimentos CCTVM S.A. (“Rico”) de acordo com todas as exigências previstas na Resolução CVM nº 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A Rico não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório.

2) Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor.

3) O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à Rico e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela Rico.

4) O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Resolução CVM nº 20/2021 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório.

5) Os analistas da Rico estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários do Grupo XP.

6) Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor.

7) A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes.

8) Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Rico. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Rico.

9) SAC. 0800 774 0402. A Ouvidoria da Rico tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800-722-3730.

10) O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da Rico: https://www.rico.com.vc/custos. 11) A Rico se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. 

12) A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. 

13) Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor.