• Começou o Rock in Rio! Com a última edição há três anos, o lineup desse ano tem agradado a todos os gostos, com nomes de peso da música global.
  • O que não tem animado são os custos. Com inflação acumulando alta de mais de 20% desde 2019, a festa do rock parece mais cara do que nunca.
  • Mas não é hora pra chorar pelo ingresso não comprado! Já pensou em começar a investir agora, de olho no Rock in Rio de 2024?
  • Se não começou, essa é a hora! E a gente te conta como no texto na íntegra.

Tenho certeza de que você já está sabendo, mas está acontecendo entre os dias 02-04 e 09-11 de setembro um dos maiores festivais de música do mundo, o Rock in Rio – em sua nona edição, na cidade do Rio de Janeiro. Depois de dois anos de pandemia e a última edição lá em 2019, o lineup anima a todos os gostos, com nomes de peso como Guns N’ Roses, Justin Bieber, Gilberto Gil e Djavan.

O que não anima, entretanto, são os custos associados ao passeio cultural. Após uma inflação acumulada no período de 22,6% (com base no IPCA, nosso principal indicador de inflação), o total necessário para que um morador de São Paulo compareça ao Rock in Rio pode ultrapassar os R$ 2.000,00.

Para se ter uma ideia, enquanto o preço do ingresso (inteira) subiu de R$ 525 na última edição para R$ 625 agora, a passagem de avião SP-RJ, em média, mais do que dobrou de preço. Abaixo, ilustramos a evolução dos principais custos do Rock in Rio, comparando a edição pré pandemia e o evento de 2022. A verdadeira “inflação do Rock”.

Vale destacar que nosso exercício foi bastante simplificado, usando como base preços médios encontrados em diversas fontes, além da variação de algumas categorias conforme o IPCA [1]. 

Não rolou ir nesse ano? Já se planeje pra 2024!

Se você queria muito ter ido, mas a inflação ficou longa e o dinheiro curto para esse ano, não se preocupe! Se tudo der certo, e não formos abatidos por mais um evento completamente inesperado (e trágico) como a Covid-19, o Rock in Rio voltará em dois anos – em 2024.

E aqui vai a notícia boa: o que pode parecer muito tempo para quem vai acompanhar o evento desse ano apenas pelas telas, pode se transformar em um ótimo aliado para o planejamento financeiro.

Como se planejar?

O primeiro passo é entender de quanto dinheiro você vai precisar em qual período. Se você pretende comprar apenas um ingresso ou o pacote para todos os dias, a situação vai mudar bastante. Também vale colocar na conta um valor para alimentação no dia do festival (afinal, são muitas horas fora de casa), e o transporte até o Rio de Janeiro, além de hospedagem e custos com transporte também para o show.

A partir disso, você saberá quanto vai gastar e em quanto tempo. Pode ser que você gaste tudo de uma só vez daqui dois anos, ou compre o ingresso com meses de antecedência, de forma parcelada…O importante é ter um mapeamento completo do valor necessário para esse objetivo.

Detalhando os gastos

Para detalhar os gastos, consideramos aquelas pessoas que moram em São Paulo, vão apenas em um dia do show, chegam à Cidade do Rock de ônibus especial e fazem duas refeições, almoço e jantar no local.

Além disso, para que você não seja pego de calças curtas pela inflação mais uma vez, calculamos tudo isso diante da projeção da inflação acumulada entre hoje e abril de 2024 – quando imaginamos que seja uma boa data para antecipar suas compras para o evento (como ingresso, passagem, etc). Esse valor foi de 7,67%.

O resultado é ilustrado na tabela abaixo.

Possivelmente o seu caso não será exatamente esse, mas a lógica do planejamento é a mesma.

E se eu investir?

Sabendo a maior parte dos custos esperados, chegamos à parte boa disso tudo: caso você possa investir agora pensando na compra do ingresso (e cobertura de todos os outros custos) daqui dois anos, o valor final vai ficar muito menos salgado.

Na tabela abaixo, simulamos duas alternativas de investimento para alcançar o total de R$ 2550 estimados para os custos do Rock in Rio 2024. Consideramos uma pessoa que comece a poupar agora mesmo (em setembro de 2022) e resgate o valor em abril de 2024, para cobrir os custos com antecedência. Além disso, compararmos com a opção de apenas “guardar o dinheiro”, ou seja, sem investir o valor no período.

Por fim, caso você já tenha certa quantia guardada e considere também investir tudo hoje, para poder resgatar o valor necessário em 2024, também indicamos o quanto você precisaria investir hoje.

Como podemos ver, a melhor opção na nossa simulação é o Tesouro Selic. Como o objetivo aqui (ir para o Rock in Rio 2024) é de curto prazo, e não podemos arriscar que você não tenha o dinheiro necessário no momento da compra, recomendamos opções de investimento de perfil mais conservador, sem volatilidade e com liquidez (ou seja, você pode resgatar a qualquer momento).

Vale lembrar que consideramos os custos para um único dia de evento. Também consideramos uma pessoa que mora em São Paulo, que opta por ir de avião ao Rio de Janeiro, ficar em um hotel, entre algumas outras premissas que colocamos abaixo. Assim, se você for em mais de um dia, ou se essas opções não fazem sentido para você, vale naturalmente adaptar as contas.

E aí…. tudo pronto! Nos vemos no Rock in Rio 2024!

Acesse aqui sua conta da Rico para investir no Tesouro.

Referências

[1] Consideramos os seguintes custos:

  • Ingresso: Tarifa inteira
  • Alimentação: 1 combo sanduíche + batata + refrigerante; + 1 pizza brotinho
  • Bebida: 1 cerveja + 2 águas
  • Transporte ida e volta: ônibus especial até a Cidade do Rock
  • Hospedagem: bairro Barra da Tijuca, considerando reserva com ao menos 1 mês antecedência
  • Passagem área: São Paulo – Rio de Janeiro

[2] Taxa Selic média no período considerada de 12,525% ao ano (conforme precificado na curva DI de 05 de setembro de 2022). TR considerada constante no período, com base na taxa de 05 de setembro de 2022.

Não foram considerados descontos e Imposto de Renda no exercício, que serão retidos na hora do resgate automaticamente.

Elaborado por:

Paula Zogbi, CNPI 2545

1) Este relatório de análise foi elaborado pela Rico Investimentos, que é uma marca da XP Investimentos CCTVM S.A. (“Rico”) de acordo com todas as exigências previstas na Resolução CVM nº 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A Rico não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório.

2) Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor.

3) O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à Rico e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela Rico.

4) O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Resolução CVM nº 20/2021 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório.

5) Os analistas da Rico estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários do Grupo XP.

6) Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor.

7) A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes.

8) Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Rico. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Rico.

9) SAC. 0800 774 0402. A Ouvidoria da Rico tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800-722-3730.

10) O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da Rico: https://www.rico.com.vc/custos. 11) A Rico se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. 

12) A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. 

13) Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor.