• Mercados começam a semana mistos, com dados positivos do payroll e avanço da variante Delta
  • A queda no desemprego e criação de postos de trabalho melhores que o esperado fortalece o movimento em direção ao tapering do lado do Fed
  • Avanço da variante Delta leva China a restringir circulação no país, e pode desacelerar retomada econômica global
  • Devem chegar hoje ao Congresso brasileiro propostas de ampliação do Bolsa Família e adiamento do pagamento de precatórios; risco fiscal continua em alta

Mercados começam a semana mistos após divulgação do payroll na última sexta, com investidores de olho no avanço da variante Delta da Covid-19. Futuros do S&P caem 0,17%, enquanto futuros do Nasdaq sobem 0,08% e Euro Stoxx 50 tem ganhos de 0,12%. Além disso, ontem terminaram os Jogos Olímpicos de Tóquio, mas não tema: as Paralimpíadas estão logo ali, e começam dia 24 de agosto.

A pergunta de 1 milhão de dólares (ou mais): como os dados positivos do payroll vão direcionar os próximos passos da política monetária do Federal Reserve? O relatório divulgado nos EUA na sexta surpreendeu positivamente, mostrando queda no desemprego para 5,4% em julho após a criação de 943 mil postos de trabalho, recuando de uma taxa de 5,9% no mês anterior. Além disso, o relatório trouxe uma alta levemente acima do esperado no salário médio, atingindo quase 4% no comparado com o mesmo mês no ano passado, enquanto a força de trabalho ficou praticamente estável no período, reiterando o cenário de baixa oferta de mão de obra.

Segundo nossa chefe de economia, Rachel de Sá, os resultados elevam preocupações sobre a falta de insumos (no caso, também de trabalhadores) para a retomada econômica, e fortalece o movimento em direção à redução de estímulos (o famoso tapering) e elevação de juros por parte do Fed. Representantes da autoridade monetária falam ainda nessa semana, e investidores também estão de olho dados do índice de preços ao consumidor e ao produtor, que saem quarta e quinta, respectivamente.

Em resposta a essa sinalização, os mercados reagiram positivamente na sexta. O Ibovespa foi puxado pela a alta de ações de bancos e energia e fechou a semana com ganhos de 0,8%, enquanto o S&P 500 renovou máxima histórica e subiu 0,9%.

A novela de 1 trilhão de dólares. Senadores americanos se reuniram ontem (8) para discutir o pacote de infraestrutura do governo Biden, prioridade da Casa Branca. Em sinal positivo para a aprovação da iniciativa, 68 senadores (18 republicanos) votaram para encerrar o debate sobre o texto apesar de ainda existirem algumas divergências. A pauta caminha para ser aprovada nesta segunda ou terça-feira.

Delta assombra. A disseminação da variante Delta do coronavírus continua sendo uma preocupação para a retomada econômica global. Na China, a Comissão Nacional de Saúde relatou 94 infecções sintomáticas transmitidas localmente, e Pequim reforça medidas de restrição de circulação. O país, que vai sediar as Olimpíadas de Inverno em fevereiro de 2022, já estuda adotar medidas ainda mais restritivas para o evento que as dos jogos de Tóquio. Os preços das commodities em geral estão caindo hoje, refletindo o medo da desaceleração econômica — o petróleo WTI, por exemplo, cai 3,61%.

Sobre precatórios, Bolsa Família e risco fiscal. No Brasil, o presidente Bolsonaro deve enviar hoje ao Congresso uma medida provisória ampliando o programa de transferência de renda Bolsa Família e uma Emenda Constitucional que permite ao governo adiar os pagamentos de precatórios. Analistas de mercado temem que as discussões desses temas no Congresso possam levar a uma mudança nas regras fiscais para permitir ampliação de gastos.

Nas horas vagas

Modern Love é uma coluna do New York Times sobre histórias de amor, mas não só amor romântico: fala também de amor entre amigos, família e amor próprio. Em 17 anos contando histórias de leitores, já virou podcast, livro e série de TV.

Nessa sexta (13), estreia a segunda temporada da série no Amazon Prime Video — uma ótima programação pra começar o fim de semana com um quentinho no peito 🥰.

Elaborado por:

Paula Zogbi, CNPI 2545

1) Este relatório de análise foi elaborado pela Rico Investimentos, que é uma marca da XP Investimentos CCTVM S.A. (“Rico”) de acordo com todas as exigências previstas na Resolução CVM nº 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A Rico não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório.

2) Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor.

3) O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à Rico e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela Rico.

4) O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Resolução CVM nº 20/2021 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório.

5) Os analistas da Rico estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários do Grupo XP.

6) Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor.

7) A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes.

8) Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Rico. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Rico.

9) SAC. 0800 774 0402. A Ouvidoria da Rico tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800-722-3730.

10) O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da Rico: https://www.rico.com.vc/custos. 11) A Rico se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. 

12) A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. 

13) Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor.