• Se os analistas de mercado estão de “ressaca” após trabalhar até altas horas repercutindo o Copom (que aumentou a projeção para a inflação), as bolsas mundiais têm seus próprios motivos para acordar num clima meio indefinido.
  • Hoje ficaremos de olho nas decisões de política monetária do banco central inglês (BoE) e do banco central europeu (ECB).
  • As ações da Meta também fazem uma forcinha para baixo depois que a holding do Facebook divulgou resultados abaixo do esperado.
  • De qualquer maneira, no agregado, os resultados seguem acima do projetado.

O dia pós-Copom tem sempre uma cara de “ressaca”, após passar a noite preparando conteúdos sobre o resultado da reunião. Como se sentissem a mesma coisa, as bolsas internacionais amanhecem em queda hoje — mas são decisões de outros bancos centrais e dados de outros países que pesam nesse caso.

Para ficar de olho. Mercados operam com cautela antes das decisões de política monetária do banco central inglês (BoE) e do banco central europeu (ECB). Em relação ao primeiro, esperamos a avaliação da autoridade sobre o quadro de inflação, após surpresas altistas com o índice de preços ao consumidor. Enquanto isso, o banco central do Reino Unido deverá anunciar o segundo aumento consecutivo da taxa básica de juros, de 0,25% para 0,50%.

Nos Estados Unidos, também temos a divulgação de dados importantes durante a manhã, como a atividade no setor de serviços e pedidos de auxílio-desemprego, que ajudarão a avaliar a perspectiva de condução da política monetária pelo Fed (ver agenda). Os ganhos dos últimos dias e a forte queda da Meta Platforms (-23% após o fechamento) ajudam a pressionar os futuros de NY.

O que a Meta tem a ver com isso? Bom, a dona do Facebook divulgou resultados ontem, e decepcionou o mercado com números abaixo da expectativa e uma projeção de crescimento para o futuro menor do que o esperado.

Aliás, no S&P, 233 de 500 empresas reportaram resultados do 4º trimestre, 75% delas acima do esperado. Na Nasdaq, 514 de 3143 empresas reportaram, 65% delas acima do esperado. Por fim, no EuroStoxx 600, 68 de 446 empresas reportaram, 66% delas acima do esperado.

Pera aí, mas e o Copom? O Comitê de Políticas Monetárias do Banco Central decidiu por unanimidade elevar a Selic em 150 pontos-base para 10,75% a.a., como esperávamos. O grupo sinalizou que vê como “mais adequada, neste momento, a redução do ritmo de ajuste da taxa de básica de juros.”

Chamou a atenção o Copom ter elevado sua projeção de inflação de 2022 para 5,4% (antes 4,7%). Para 2023, a inflação em seu cenário de referência segue na meta de 3,2%. Do nosso lado, a Rachel explicou neste conteúdo que ajustamos a projeção para um ajuste de 100 pontos-base para a reunião de março, quando a Selic atingiria a taxa terminal de 11,75%.

A novela da PEC. O presidente Jair Bolsonaro busca incluir o ICMS na PEC dos Combustíveis, que deve ser apresentada nos próximos dias. Ainda não se sabe, porém, se todos os combustíveis e a energia elétrica serão contemplados pela possibilidade de redução de impostos.

Tensões continuam na Ucrânia. Na quarta, o Pentágono anunciou que moverá parte suas forças baseadas na Europa mais para o leste. Estima-se que a Rússia tenha cerca de 100 mil tropas mobilizadas em sua fronteira com a Ucrânia e na fronteira deste país com Belarus, aliado russo. Autoridades ocidentais alertaram que o intuito da Rússia é invadir a Ucrânia.

Nas horas vagas

Como era a sua vida na última vez em que a Selic esteve em dois dígitos, em julho de 2017? Encontrei essa playlist dos hits da época para ajudar você a lembrar — e escrevi esse Rico Matinal escutando, é claro.

Elaborado por:

Paula Zogbi, CNPI 2545

1) Este relatório de análise foi elaborado pela Rico Investimentos, que é uma marca da XP Investimentos CCTVM S.A. (“Rico”) de acordo com todas as exigências previstas na Resolução CVM nº 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A Rico não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório.

2) Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor.

3) O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à Rico e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela Rico.

4) O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Resolução CVM nº 20/2021 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório.

5) Os analistas da Rico estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários do Grupo XP.

6) Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor.

7) A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes.

8) Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Rico. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Rico.

9) SAC. 0800 774 0402. A Ouvidoria da Rico tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800-722-3730.

10) O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da Rico: https://www.rico.com.vc/custos. 11) A Rico se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. 

12) A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. 

13) Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor.