Aconteceu nos últimos 3 dias a Expert XP 2021, o maior evento de investimentos do planeta, orgulhosamente sediado pela “firma”, XP Inc. Todos nós aqui da Rico participamos de painéis e saímos com a cabeça mais “pesada” de tanto conhecimento passado.

Se você não assistiu, trago aqui alguns ensinamentos que tirei desses dias intensos. Se depois dessa você ficar com vontade, dá para rever a maior parte do conteúdo clicando aqui.

1. “O melhor momento para aprender é 20 anos atrás…

… Mas se não foi 20 anos atrás, o melhor momento é agora”. Essa foi a principal lição, para mim, do painel de Randi Zuckerberg, fundadora da Zuckerberg Media, que é irmã mais velha de Mark Zuckerberg e foi uma das primeiras funcionárias do Facebook.

O exemplo dela nessa linha foi sobre criptoativos, mercado em que ela se debruçou apenas recentemente, mas se tornou uma “investidora voraz”, inclusive como apoiadora financeira de empresas dessa indústria. Mas é um conselho que vale para tudo, inclusive nas nossas relações com as finanças. Se você não começou a investir 20 anos atrás, comece agora!

2. Todos nós temos responsabilidade pelo conteúdo que produzimos

Não importa se você tem milhões ou dezenas de seguidores nas suas redes sociais: todos nós somos produtores de conteúdo e influenciamos pessoas. Sim, esse foi outro ensinamento de Randi Zuckerberg, mas que acabou pincelado em vários dos painéis mais importantes da Expert.

Hillary Clinton, ex-secretária de estado dos EUA, que conversou com a nossa estrategista-chefe Betina Roxo, pincelou o assunto, preocupada com pressões sobre a democracia. “Vejo políticos que se elegem democraticamente e usam isso para tomar mais poder e transformar seus governos em cenários cada vez mais autoritários. Nós devemos fazer tudo que está ao nosso alcance para nos levantar contra esses ataques à democracia”. Ela acrescentou que as empresas podem fazer muito sobre isso, especialmente as Big Techs, pois muitos ataques à democracia surgem da divulgação de fake news em redes sociais.

E a Malala Yousafzai, ganhadora do Nobel, não ficou de fora dessa reflexão. Para ela, as empresas de redes sociais precisam ter responsabilidade sobre informações que podem “custar vidas”, mas isso também está “nos nossos ombros”. “Tudo o que virmos nas redes sociais deve ser questionado. Precisamos fazer nossas próprias pesquisas e não acreditar cegamente no que lemos nesse e em todos os outros tipos de mídia”, disse ela, que também passou sua visão sobre a tomada de poder pelo Talibã no Afeganistão.

Esse também foi o tema do painel de que eu mesma participei com a Mônica Costa, CEO do G&P Finanças Para Mulheres Negras, e a Ana Laura Magalhães, fundadora do canal @explicaana. As duas me ensinaram muito sobre nossa responsabilidade como produtoras de conteúdo e nossa capacidade de “furar a bolha”.

3. Certezas criam grandes problemas

Nunca é demais dizer: arrogância é receita para não chegar longe na vida. Não foram exatamente os termos usados por Howard Marks no painel da Expert, mas foi quase.

“Ter uma opinião sobre o que  você acha que vai acontecer é uma coisa, mas outra é agir como se você estivesse certo é totalmente diferente”, disse ele. “Frases que começam com ‘eu acho que’ não te colocam em problemas, mas frases que começam com ‘eu sei que’ colocam. E como investidor eu tento me manter longe de grandes problemas”.

Só sei que nada sei, mas ousaria dizer que eu sei que ele está certo nessa.

4. Resiliência é o nome do jogo

Marta Silva, melhor jogadora de futebol do mundo, também encantou em um painel com a recordista do surfe Maya Gabeira e a executiva Rachel Maia.

Para Marta chegar onde está hoje, a palavra-chave é: resiliência. “Na minha vida, eu sempre procurei ser resiliente, seja nos obstáculos que eu precisei superar para chegar aos meus objetivos no esporte ou seja depois de uma derrota, porque a gente não tem tempo de ficar se remoendo: temos que nos preparar para o próximo combate”.

Falou muito bonito, e ainda colocou em prática. “A maneira como a gente [Seleção feminina de futebol] saiu das Olimpíadas foi bem doloriad”, ela relatou, antes de emendar a decisão que tomou na volta a Orlando, onde joga hoje. “Minha treinadora me perguntou se eu estava pronta [para jogar de novo em poucos dias]. Eu joguei, ganhamos e eu já passei a me sentir melhor. A gente não pode ficar se lamentando muito e eu não tive tempo para me lamentar. Me fez muito bem, é o que eu gosto de fazer, o que me dá emoção, me dá prazer”.

Mas nem tudo são flores, mesmo para a melhor do mundo: “tem dias que eu ainda vou dormir pensando que [o desempenho do time nas Olimpíadas] poderia ter sido diferente”. Estamos com você, Marta!

5. Se provoque

Ainda nessa toada, a Rachel Maia nos ensina: tenha paciência, você não vai ganhar todas. “É muito importante se provocar. Se provoque mais, ouse mais, queira mais da vida”, disse ela. O comentário veio de uma reflexão sobre a evolução do mercado de trabalho, do ponto de vista de inclusão: “nós que passamos pela arrebentação temos a responsabilidade de empoderar os que têm o talento mas vêm com a dúvida ‘será que é para mim?'”, disse. “Sonhar é no singular: não deixe ninguém definir o seu sonho — você define”.

Por outro lado, mesmo a Rachel, que chegou onde chegou, nunca esqueceu da importância dos momentos de lazer: “a vida apresenta muitos desafios, mas quando aparece o espaço de fazer a coisa gostosa, namorar, beijar na boca, fazer festa é minha praia. Adoro!”

Depois dessa, me despeço!

Elaborado por:

Betina Roxo, CNPI 1493
Paula Zogbi, CNPI 2545

Este relatório de análise foi elaborado pela Rico Investimentos, que é uma marca da XP Investimentos CCTVM S.A. (“Rico”) de acordo com todas as exigências previstas na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A Rico não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à Rico e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela Rico. O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da Rico estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários do Grupo XP. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da Rico. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes.
Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Rico, podendo também ser divulgado no site da Rico. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Rico. A Ouvidoria da Rico tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 771 5454. SAC. 0800 774 0402. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da Rico: https://www.rico.com.vc/custos A Rico se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela Rico. Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela Rico. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela Rico. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela Rico. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento