maio 16, 2019

Qual o seu perfil de Investidor? Clique e descubra!

A digital dedo de uma forma mais digital.

O perfil de investidor é o resultado de uma análise das suas características em relação a investimentos, e principalmente ao risco envolvido.

Simples de ser obtido através de algumas questões, o perfil de investidor serve para indicar a carteira de investimentos mais adequada para você.

E você sabia que ser fiel ao seu perfil de investidor (ou suitability) pode fazer a diferença na hora de ter sucesso em suas aplicações financeiras?

Assim, todos possuem um perfil de investidor, mesmo que você ainda não saiba qual é o seu.

A forma como você lida com os acontecimentos, por exemplo, é o que determina o seu perfil de investidor. É algo ligado a sua personalidade e objetivos. 

Agir contra a sua personalidade e metas em qualquer situação da vida é um erro que pode trazer consequências negativas. Fazer isso em seus investimentos pode ser ainda pior.

Ao ter mais dinheiro do que deveria aplicado em produtos financeiros incompatíveis com seu perfil, você tende a perder a tranquilidade.

Seja pelo risco de comprometer parte do capital a curto prazo ou ansiedade de estar deixando de ganhar dinheiro com produtos mais arrojados.

Então, você deve saber qual é o seu perfil de investidor antes de aplicar para poder garantir uma diversificação equilibrada do seu capital.

Neste texto, vamos falar tudo sobre o que é perfil de investidor, como você pode descobrir qual é o seu e quais investimentos são recomendados para cada tipo.

Siga a leitura!


O que é perfil de investidor e quais seus tipos?

Homem segurando uma folha sulfite com ponto de interrogação.
Como dito, existem três categorias de perfil de investidor, descubra qual o seu!

Você pode ser conservador, moderado ou agressivo (também chamado de arrojado).

A categoria é definida, de forma geral, de acordo com sua tolerância a riscos. Para saber qual é seu gosto ao risco, algumas características são analisadas.

Você será avaliado pela sua situação financeira (renda e patrimônio), idade, conhecimento do mercado e, claro, seus objetivos.

Essas metas de vida normalmente possuem implicações financeiras. Então, é importante saber o prazo e a quantia de dinheiro para os seus objetivos.

Na Rico, ao criar sua conta, você só precisa responder algumas perguntas ao fazer login na plataforma de investimentos para ter acesso a uma análise de perfil de investidor.

Veja as principais características de cada perfil de investidor:

CONSERVADOR

Esse tipo de investidor prioriza a segurança em suas aplicações. Em sua diversificação de investimentos, o conservador deve manter a maior parte da sua carteira de investimentos em produtos de baixo risco, como por exemplo:

E se você quiser adicionar um pouco de renda fixa privada, você pode aplicar em debêntures também.

Ele ainda pode investir uma pequena parte em aplicações que ofereçam níveis de riscos diferenciados, para poder se beneficiar de ganhos a longo prazo, como por exemplo:

Essas aplicações devem representar uma pequena parcela da carteira.

Enfim, a característica principal do conservador é preservar o seu patrimônio.

Assim, normalmente ele opta por investimentos com baixíssima oscilação e risco de prejuízo, mesmo que temporário.

A falta de liquidez e rendimento abaixo da média são aspectos que o incomoda.

É importante que o conservador entenda os pontos negativos de não aproveitar as oportunidades financeiras. 

O conservador costuma ser uma pessoa com patrimônio já construído, que provavelmente tem mais de 40 anos e busca apenas a solidez do seu capital. Assim, ele não quer correr mais riscos.

Ou então, seja um investidor ainda iniciante que não se sente seguro com os mercados mais dinâmicos.

MODERADO

Esse investidor está entre os conservadores e os arrojados. Ele gosta de segurança, mas já possui tolerância a riscos de longo prazo. Assim, opta por investimentos mais arriscados dependendo da situação.

Ele tem como características a versatilidade, sabendo aproveitar o melhor de cada investimento, seja sua segurança ou possível lucro acima da média.

Esse perfil de investidor possui mais conhecimento do mercado e um patrimônio em crescimento, que já é grande o suficiente para diversificar em diferentes prazos.

Assim, o moderado procura equilibrar rentabilidade versus risco.

É um investidor que tem a segurança da renda fixa, mas também aplica parte de seus recursos em renda variávelbuscando retornos acima da média do mercado.

Embora concentre o maior volume de seus investimentos em investimentos conservadores, admite perdas até certo limite.

Assim, é um dos tipos de investidores com expectativa de retorno em médios e longos prazos. 

ARROJADO OU AGRESSIVO

Esse investidor não sente muito frio na barriga. Ele entende que as perdas a curto prazo são momentâneas e necessárias para aproveitar lucros mais altos a longo prazo.

Normalmente, o agressivo busca crescer o seu patrimônio para cumprir alguns objetivos da sua vida e, claro, se aposentar mais cedo para viver da renda de seus investimentos.

Mesmo sendo arrojado, é muito recomendado que o investidor agressivo tenha uma reserva de emergência para situações do cotidiano que demandem dinheiro a curto prazo.

Essa parcela da sua carteira é mais conservadora para garantir o resgate rápido em cerca de 24 horas, sem perda de rentabilidade.

O Perfil Agressivo possui conhecimento de mercado, busca sempre boa rentabilidade e aceita exposições medianas ao risco em busca de ganhos maiores que a inflação a médio e longo prazo, mesmo com riscos de prejuízo.

Assume posições mais concentradas com estratégias a fim de alcançar um maior retorno.

É o investidor que prefere aplicar seus recursos em ações de empresas que oferecem maior probabilidade de retorno para aumentar seu patrimônio.

Possui preparo técnico e emocional para acompanhar as oscilações do mercado, pois busca acumular ganhos altos que superam a média de mercado. Sua perspectiva de retorno é de curto prazo.


Por que você deve conhecer seu tipo de investidor?

Imagine que você começou a investir hoje e se encantou com o mercado de ações, então, mesmo sem entender muito bem o seu perfil de investidor, faz trades de curto prazo (day trade e swing trade).

Por ser conservador, ao perceber que o seu dinheiro está perdendo valor momentaneamente (o que é algo comum em renda variável), logo você venderá todos os seus ativos e concretizará um prejuízo sem necessidade disso.

Essa é uma característica clássica de investidor que está aplicando em investimentos com riscos que ele não suporta. Ele vende o ativo e encerra sua posição de forma emocional, levando prejuízo.

O mesmo acontece caso você seja arrojado e aplique o seu dinheiro a longo prazo, em investimentos conservadores. Ao perceber que o capital está crescendo a pequenas taxas mensais, logo encerra o ativo e não contabiliza nenhum lucro.

Assim, o investidor de sucesso é aquele que é consciente e conhece a si mesmo.

Esse conhecimento deve começar com um bom planejamento financeiro pessoal. Enquanto você não tiver metas de investimentos de acordo com objetivos, dificilmente você conseguirá realizar seus sonhos.

Existem algumas dicas que você pode seguir para não entrar em investimentos fora do seu perfil de investidor:

#1 Nunca arrisque o que não está disposto a perder

Se um fundo multimercado de investimento mínimo de R$ 10.000, por exemplo, pode ter oscilações negativas de 5% em um mês, você deve aplicar consciente de que pode perder cerca de R$ 500 em um mês.

Mesmo que esse tipo de situação aconteça apenas uma vez a cada 12 meses. Você precisa estar preparado para perder um pouco de dinheiro em um mês, para poder ganhar nos outros 11 meses.

Portanto, nunca arrisque um dinheiro que você precisará ou que fará falta para você.

#2 Não concentre os seus investimentos

Se você é moderado, então evite concentrar investimentos em uma mesma categoria de risco. Você deve estudar e aproveitar o melhor de cada mercado para fazer uma carteira segura e lucrativa.

Você pode participar de nossas salas de aulas ao vivo que ensinarão tudo o que você precisa saber sobre investimentos.

E mesmo que você seja conservador ou agressivo, a Rico possui diversas opções para diversificar investimentos em um nível de risco similar. 

3# Arriscar tudo ou não arriscar nada?

Não é porque você é arrojado que apostará todo o seu dinheiro em uma ação de alto risco.

Investimentos não são apostas. Você deve arriscar de forma inteligente, aproveitando oportunidades claras. 

Arriscar apenas por ser agressivo não é inteligente da mesma forma que investir tudo o que tem em Tesouro Selic não é indicado.

Se você já tem uma reserva de emergência com liquidez diária, você não precisa de mais aplicações em Tesouro Selic.

Saiba tudo sobre Tesouro Direto neste outro guia completo

Você deve abrir mão de um pouco dessa segurança extrema para começar a aplicar em bancos pequenos e médios ou até em fundos de investimentos moderados de renda fixa ou multimercado.

Descubra se você é conservador, moderado ou arrojado

Homem sorrindo e mexendo no celular.
Na prática, a teoria é outra

Por mais que você faça diversos testes e análises, o seu perfil de investidor será definido no dia a dia.  E é possível que ele mude com o tempo.

Se você acha que é ultra agressivo, por exemplo, e leva um prejuízo de 50%, pode ser que você descubra que talvez seja menos agressivo do que acreditava. 

O outro lado também é verdadeiro. Se você acredita ser muito conservador, mas não aguenta ver seu dinheiro crescendo lentamente, pode ser que você seja mais moderado do que imagina.

Assim, a sua carteira de investimentos deve ser gerida conforme você evolui o seu autoconhecimento como investidor. 

Existem duas boas formas de descobrir se algo é muito arriscado ou muito conservador. 

O primeiro é vendo o resultado histórico. Procure pelas grandes valorizações e grandes desvalorizações. Tente entender o que causou essa volatilidade e imagine como você se sentiria com parte do seu dinheiro rendendo dessa forma.

Segundo, comece aplicando uma quantia pequena de dinheiro. A verdade é que realmente acompanhamos apenas o que compramos. É como se você estivesse colocando o pé na água antes de mergulhar. 

Definindo seu perfil de investidor na rico

Como dito, ao criar a sua conta, você já poderá responder as perguntas e conhecer o seu perfil de investidor com a Rico.

Você pode rever as suas respostas e responder essas perguntas de novo quantas vezes você quiser. Basta clicar abaixo do seu nome, no canto inferior direito e clicar novamente em `Perfil de Investidor’.

perfil-de-investidor-troca

É interessante responder essas questões de vez em quando. Assim, você pode acompanhar como sua evolução de perfil de investidor.

É possível mudar o perfil de investidor?

Afinal, é natural mudar de opinião e de apetite aos riscos. Ninguém é o mesmo para sempre.

Imagine que você está trocando de carreira ou que a notícia de um bebê a caminho surge. Isso mudaria completamente seu apetite ao risco. Você não gostaria de perder dinheiro enquanto precisa do patrimônio disponível a curto prazo.

O contrário também pode acontecer.

É natural que você comece como conservador, montando uma posição segura, e conforme vai crescendo na carreira, sinta a necessidade de arriscar mais para aumentar o patrimônio a longo prazo. Dessa forma você poderia aposentar-se mais cedo, certo?


Conheça os melhores de investimentos para cada tipo de investidor 

Vasos de flores sendo regadas
Tão importante quanto conhecer a si mesmo é conhecer os produtos financeiros.

Assim como os investidores, cada investimento possui um comportamento. Estude como o investimento se comporta sob diferentes aspectos e situações. Conhecimento é o maior aliado do investidor – do iniciantes ao mais experiente!

Renda variável

A renda variável não oferece ao investidor uma rentabilidade garantida, previamente conhecida, mas normalmente dá bons retornos a longo prazo.

Por não oferecer uma garantia de retorno ao investimento, este é um investimento considerado de risco.

O retorno do investimento dependerá de uma série de fatores, tais como desempenho da empresa, comportamento da economia brasileira e internacional e etc. 

Por esse motivo, é aconselhável que o investidor não dependa do recurso aplicado para gastos imediatos.

Ações 

Perfil de investidor: conservador, moderado ou agressivo

Risco do Investimento: médio 

Duração recomendada para o investimento: longo prazo

Opções

Perfil de investidor: agressivo

Risco do Investimento: muito alto, podendo incorrer em perdas superiores ao capital investido 

Duração recomendada para o investimento: curto prazo

Fundos de Investimento em Ações

Os fundos estão sujeitos às variações e condições dos mercados de ações, eventualmente dos mercados de câmbio, juros e derivativos, que são afetados principalmente pelas condições políticas e econômicas nacionais e internacionais.

Considerando que é um investimento de longo prazo, pode haver alguma oscilação do valor da cota no curto prazo podendo, inclusive, acarretar perdas superiores ao capital aplicado e a consequente obrigação do cotista de aportar recursos adicionais para cobrir o prejuízo dos fundos.

Os fundos poderão estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores com os riscos daí decorrentes.

Perfil de investidor: moderado ou agressivo

Risco do Investimento: médio 

Duração recomendada para o investimento: longo prazo

Fundos de Investimentos Multimercado

Por se tratar de fundos multimercados, não há compromisso de concentração em um fator de risco em especial.

Os fundos estão sujeito às variações dos mercados de câmbio, juros, bolsa e derivativos, que são afetados principalmente pelas condições políticas e econômicas nacionais e internacionais.

Eles poderão estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores com os riscos daí decorrentes.

Perfil de investidor: conservador, moderado ou agressivo

Risco do Investimento: médio a alto 

Duração recomendada para o investimento: médio a longo prazo

Minicontrato Futuro 

Perfil de investidor: agressivo

Risco do Investimento: muito alto, podendo incorrer em perdas superiores ao capital investido 

Duração recomendada para o investimento: curto prazo 

Contrato Futuro

Perfil de investidor: agressivo

Risco do Investimento: muito alto, podendo incorrer em perdas superiores ao capital investido 

Duração recomendada para o investimento: curto prazo

Renda fixa

Operações de renda fixa são aquelas cuja remuneração é fixa, podendo acontecer de duas formas prefixada e pós-fixada.

A prefixada pode ser dimensionada no momento da aplicação e a pós-fixada a rentabilidade dependerá do indexador no vencimento.

Os títulos de renda fixa são públicos ou privados.

Possivelmente você já ouviu falar deles:

  • CDB
  • Tesouro Direto
  • LC
  • LCI/LCA
  • Debêntures
  • Fundos de renda fixa

Tesouro Direto 

Os títulos públicos são considerados investimentos de renda fixa, isto é, oferecem remuneração fixa, podendo ser prefixado ou pós-fixado.

O título prefixado te permite saber logo no momento da compra a rentabilidade que receberá no vencimento, já o pós fixado te permite saber como será remunerado, pois depende de um indexador, podendo ser Selic ou Inflação.

Esses investimentos são garantidos pelo Governo Federal e possuem o menor risco entre os demais produtos de renda fixa.

Perfil de investidor: conservador

Risco do Investimento: baixo, pois o rendimento pode ser dimensionado no momento da aplicação

Duração recomendada para o investimento: longo prazo

Fundos de Investimento Renda Fixa

Os fundos dessa categoria possuem grande parte do patrimônio em títulos públicos federais pré ou pós fixados.

Alterações na expectativa de desempenho/resultados desses títulos podem, isolada ou cumulativamente, afetar adversamente o preço e/ou rendimento dos ativos da carteira do fundo.

Os fundos que possuem Crédito Privado como parte integrante da estratégia estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive, por força de intervenção, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos dos fundos.

Perfil de investidor: conservador, moderado ou agressivo

Risco do Investimento: baixo 

Duração recomendada para o investimento: médio e longo prazo

{{cta(‘16208987-944c-43f6-be57-da998a6f7f32′,’justifycenter’)}}

Dica Bônus: Diversifique Investimentos

Essa lição é muito importante

Há investidor muito agressivos que não acreditam na diversificação de investimentos. É comum que eles apliquem apenas em renda variável, como ações brasileiras, internacionais e derivativos.

No entanto, se você não é um trader profissional, que trabalha acompanhando o mercado diariamente, é muito recomendável que você diversifique seus investimentos.

Diversificar aplicações ajuda você a mitigar riscos e garantir uma boa rentabilidade no médio e longo prazo.

Provavelmente, você já deve ter ouvido o ditado popular “nunca coloque todos os ovos na mesma cesta”.

Ele resume bem o conceito de uma carteira diversificada. Significa evitar que toda a sua rentabilidade esteja exposta ao mesmo tipo de risco de um segmento, mercado, indexador.

Então, invista em renda variável e renda fixa, mesclando investimentos, mas com uma estratégia unificada que respeite suas metas e seu perfil de investidor.


Conclusão

Como vimos, é importante descobrir qual é o seu perfil de investidor para então traçar um plano de investimentos de acordo com o seu gosto ao risco.

O mercado possui muitas opções de aplicações e nem todas são recomendadas para você.

Tudo depende do seu perfil de investidor, carteira de investimentos já construída e objetivos.

O perfil de investidor não deve ser um limitador que impede a sua escolha de novos investimentos, mas sim um guia que o levará a diversificar no momento certo.

Leia também esses outros textos do nosso blog:

Além disso, o seu perfil de investidor vai mudar com o seu crescimento e do seu patrimônio. As pessoas e seus objetivos mudam.

Então, é importante sempre entender quem você é e aonde quer chegar daqui a 1 ano, 2 anos e assim por diante.

A educação financeira não se trata apenas de ficar rico, mas sim de ser organizado e consciente sobre suas possibilidades financeiras. 

Quando você aprender a dominar a si mesmo, com certeza fará ótimas escolhas de investimentos, e quando precisar, será frio o suficiente para não ceder à pressão do mercado.

Obrigado por ler até aqui!

Você sabe qual é o seu perfil de investidor? Será que entre os tipos de investidores existentes você é mais comedido ou arrojado? 

Essa definição é resultado de uma análise das suas características em relação a investimentos, e principalmente ao risco envolvido neles.

Simples de ser obtido através de algumas questões, o perfil de investidor serve para indicar a carteira de investimentos mais adequada para você.

E você sabia que ser fiel ao seu perfil de investidor (ou suitability) pode fazer a diferença na hora de ter sucesso em suas aplicações financeiras?

Assim, todos possuem um perfil de investidor, mesmo que você ainda não saiba qual é o seu.

A forma como você lida com os acontecimentos, por exemplo, é o que determina o seu perfil. É algo ligado a sua personalidade e objetivos

Agir contra a sua personalidade e metas em qualquer situação da vida é um erro que pode trazer consequências negativas. Fazer isso em seus investimentos pode ser ainda pior.

Crie uma conta na Rico agora mesmo para descobrir qual é o seu perfil de investidor.

Ao ter mais dinheiro do que deveria aplicado em produtos financeiros incompatíveis com seu perfil, você tende a perder a tranquilidade.

Seja pelo risco de comprometer parte do capital a curto prazo ou ansiedade de deixar de ganhar dinheiro com produtos mais arrojados.

Então, você deve saber qual é o seu perfil de investidor antes de aplicar para poder garantir uma diversificação equilibrada do seu capital.

Neste texto, vamos falar tudo sobre o que é perfil de investidor, como você pode descobrir qual é o seu e quais investimentos são recomendados para cada tipo.

Veja os tópicos que iremos abordar:

Se tiver dúvidas ao final, deixe um comentário.

Siga a leitura!


Por Que Você Deve Conhecer seu Tipo de Investidor?

Perfil investidor Por Que Voce Deve Conhecer seu Tipo de InvestidorIr contra o seu gosto ao risco pode trazer prejuízos. Veja o porquê.

Imagine que você começou a investir hoje e se encantou com o mercado de ações.

Etão, mesmo sem entender muito bem o seu perfil de investidor, faz trades de curto prazo (day trade e swing trade).

Por ser conservador, ao perceber que o seu dinheiro está perdendo valor momentaneamente (o que é algo comum em renda variável), logo você venderá todos os seus ativos e concretizará um prejuízo sem necessidade disso.

Essa é uma característica clássica de investidor que está aplicando em investimentos com riscos que ele não suporta.

Ele vende o ativo e encerra sua posição de forma emocional, levando ao prejuízo.

O mesmo acontece caso você seja arrojado e aplique o seu dinheiro a longo prazo, em investimentos conservadores.

Ao perceber que o capital está crescendo a pequenas taxas mensais, logo encerra o ativo e não contabiliza nenhum lucro.

Assim, o investidor de sucesso é aquele que é consciente e conhece a si mesmo.

Esse conhecimento deve começar com um bom planejamento financeiro pessoal.

Enquanto você não tiver metas de investimentos de acordo com objetivos, dificilmente conseguirá realizar seus sonhos.

Existem algumas dicas que você pode seguir para não entrar em investimentos fora do seu perfil de investidor.

Vamos a elas!

#1 Nunca arrisque o que não está disposto a perder

Se um fundo multimercado de investimento mínimo de R$ 10.000, por exemplo, pode ter oscilações negativas de 5% em um mês, você deve aplicar consciente de que pode perder cerca de R$ 500 em um mês.

Mesmo que esse tipo de situação aconteça apenas uma vez a cada 12 meses.

Assim, você precisa estar preparado para perder um pouco de dinheiro em um mês, para poder ganhar nos outros 11 meses.

Portanto, nunca arrisque um dinheiro que você precisará ou que fará falta para você.

#2 Não concentre os seus investimentos

Se você é moderado, então, evite concentrar investimentos em uma mesma categoria de risco.

Você deve estudar e aproveitar o melhor de cada mercado para fazer uma carteira segura e lucrativa.

Você pode participar de nossas salas de aulas ao vivo que ensinarão tudo o que você precisa saber sobre investimentos.

Leia como usar a InvesTV para aplicar com mais conhecimento.

E mesmo que você seja conservador ou agressivo, a Rico possui diversas opções para diversificar investimentos em um nível de risco similar. 

3# Arriscar tudo ou não arriscar nada?

Não é porque você é arrojado que apostará todo o seu dinheiro em uma ação de alto risco.

Investimentos não são apostas. Você deve arriscar de forma inteligente, aproveitando oportunidades claras. 

Arriscar apenas por ser agressivo não é inteligente da mesma forma que investir tudo o que tem em Tesouro Selic não é indicado.

Se você já tem uma reserva de emergência com liquidez diária, você não precisa de mais aplicações em Tesouro Selic.

Saiba tudo sobre Tesouro Direto neste outro guia completo

Você deve abrir mão de um pouco dessa segurança extrema para começar a aplicar em bancos pequenos e médios ou até em fundos de investimentos moderados de renda fixa ou multimercado.


Descubra os 3 Tipos de Investidores

perfil de investidor Descubra os 3 Tipos de InvestidoresCada um dos tipos de investidores tem uma determinada tolerância ao risco.

Você pode ser conservador, moderado ou agressivo (também chamado de arrojado).

A categoria dos tipos de investidores é definida, de forma geral, de acordo com sua tolerância a riscos.

Para saber qual é seu gosto ao risco, algumas características são analisadas.

Você será avaliado pela sua situação financeira (renda e patrimônio), idade, conhecimento do mercado e, claro, seus objetivos.

Essas metas de vida normalmente possuem implicações financeiras. Então, é importante saber o prazo e a quantia de dinheiro para os seus objetivos.

Na Rico, ao criar sua conta, você só precisa responder algumas perguntas ao fazer login na plataforma de investimentos para ter acesso a uma análise de perfil de investidor.

Veja as principais características de cada um dos tipos de investidores:

Conservador

Esse tipo de investidor prioriza a segurança em suas aplicações. 

Em sua diversificação de investimentos, o conservador deve manter a maior parte da sua carteira de investimentos em produtos de baixo risco, como:

E se você quiser adicionar um pouco de renda fixa privada, você pode aplicar em debêntures também.

Ele ainda pode investir uma pequena parte em aplicações que ofereçam níveis de riscos diferenciados, para poder se beneficiar de ganhos a longo prazo, como por exemplo:

Essas aplicações devem representar uma pequena parcela da carteira.

Enfim, a característica principal do conservador é preservar o seu patrimônio.

Assim, normalmente ele opta por investimentos com baixíssima oscilação e risco de prejuízo, mesmo que temporário.

A falta de liquidez é um aspecto que o incomoda.

É importante que o conservador entenda os pontos negativos de não aproveitar as oportunidades financeiras. 

Moderado

Esse investidor está entre os conservadores e os arrojados. Ele gosta de segurança, mas já possui tolerância a riscos de longo prazo. Assim, opta por investimentos mais arriscados dependendo da situação.

Ele tem como características a versatilidade, sabendo aproveitar o melhor de cada investimento, seja sua segurança ou possível lucro acima da média.

Esse perfil de investidor possui mais conhecimento do mercado e um patrimônio em crescimento, que já é grande o suficiente para diversificar em diferentes prazos.

Assim, o moderado procura equilibrar rentabilidade versus risco.

É um investidor que tem a segurança da renda fixa, mas também aplica parte de seus recursos em renda variávelbuscando retornos acima da média do mercado.

Embora concentre o maior volume de seus investimentos em investimentos conservadores, admite perdas até certo limite.

Assim, é um dos tipos de investidores com expectativa de retorno em médios e longos prazos. 

Arrojado ou agressivo

Esse investidor não sente muito frio na barriga.

Ele entende que as perdas a curto prazo são momentâneas e necessárias para aproveitar lucros mais altos a longo prazo.

Normalmente, o agressivo busca crescer o seu patrimônio para cumprir alguns objetivos da sua vida e, claro, se aposentar mais cedo para viver da renda de seus investimentos.

Mesmo sendo arrojado, é muito recomendado que o investidor agressivo tenha uma reserva de emergência para situações do cotidiano que demandem dinheiro a curto prazo.

Essa parcela da sua carteira é mais conservadora para garantir o resgate rápido em cerca de 24 horas, sem perda de rentabilidade.

O perfil agressivo possui conhecimento de mercado, busca sempre boa rentabilidade e aceita exposições medianas ao risco em busca de ganhos maiores que a inflação a médio e longo prazo, mesmo com riscos de prejuízo.

Assume posições mais concentradas com estratégias a fim de alcançar um maior retorno.

É o investidor que prefere aplicar seus recursos em ações de empresas que oferecem maior probabilidade de retorno para aumentar seu patrimônio.

Possui preparo técnico e emocional para acompanhar as oscilações do mercado, pois busca acumular ganhos altos que superam a média de mercado.


Qual o meu perfil de investidor?

O seu perfil de investidor será definido no dia a dia – é possível que ele mude com o tempo.

Se você acha que é ultra agressivo, por exemplo, e leva um prejuízo de 50%, pode ser que você descubra que talvez seja menos ousado do que acreditava. 

O outro lado também é verdadeiro.

Se você acredita ser muito conservador, mas não aguenta ver seu dinheiro crescendo lentamente, pode ser que você seja mais moderado do que imagina.

Assim, a sua carteira de investimentos deve ser gerida conforme você evolui o seu autoconhecimento como investidor. 

Existem duas boas formas de descobrir se algo é muito arriscado ou muito conservador. 

O primeiro é vendo o resultado histórico.

Procure pelas grandes valorizações e grandes desvalorizações.

Tente entender o que causou essa volatilidade e imagine como você se sentiria com parte do seu dinheiro rendendo dessa forma.

Segundo, comece aplicando uma quantia pequena de dinheiro.

A verdade é que realmente acompanhamos apenas o que compramos. É como se você estivesse colocando o pé na água antes de mergulhar. 

Justamente porque é fundamental entender qual dos tipos de investidores melhor representa você, é que as corretoras de valores o definem no passo seguinte à abertura da conta.

Vamos falar mais sobre isso no próximo tópico.


Definindo seu Perfil de Investidor na Rico

perfil de investidor Definindo seu Perfil de Investidor na RicoCliente Rico define e atualiza seu perfil de investidor de forma fácil e rápida.

Como dito, ao criar a sua conta, você já poderá responder breves perguntas e conhecer o seu perfil de investidor com a Rico.

Você pode rever as suas respostas e responder essas perguntas de novo quantas vezes você quiser.

Na área logada, basta clicar abaixo do seu nome, no canto inferior direito da tela e clicar novamente em “Perfil de Investidor”.

tipos-de-investidores-rico-2021-1

É interessante responder essas questões de vez em quando.

Assim, você pode acompanhar como sua evolução de perfil de investidor.

Quando falamos de investidores quais são os perfis de risco?

É importante observar que há outra forma de se referir aos tipos de investidores.

São os chamados perfis de risco.

A classificação é a mesma, variando entre conservadores, moderados e arrojados (ou agressivos).

Esta nomenclatura é utilizada porque a tolerância ao risco é o item fundamental que diferencia um tipo de investidor de outro.


É possível mudar o perfil de investidor? Veja como modificar seu tipo de investidor

Afinal, é natural mudar de opinião e de apetite aos riscos. Ninguém é o mesmo para sempre.

Imagine que você está trocando de carreira ou que a notícia de um bebê a caminho surge. Isso mudaria completamente seu apetite ao risco. Você não gostaria de perder dinheiro enquanto precisa do patrimônio disponível a curto prazo.

O contrário também pode acontecer.

É natural que você comece como conservador, montando uma posição segura, e conforme vai crescendo na carreira, sinta a necessidade de arriscar mais para aumentar o patrimônio a longo prazo.

Dessa forma você poderia aposentar-se mais cedo, certo?

É por isso que, na Rico, você atualiza seu perfil de investidor quando quiser.

Essa é só mais uma das vantagens de ser nosso cliente.


Conheça os Melhores de Investimentos para Cada Tipo de Investidor 

perfil de investidor Conheça os Melhores de Investimentos para Cada Tipo de Investidor 

Tão importante quanto conhecer a si mesmo é conhecer os produtos financeiros.

Assim como os investidores, cada investimento possui um comportamento.

Estude como a aplicação se comporta sob diferentes aspectos e situações.

Conhecimento é o maior aliado do investidor – do iniciante ao mais experiente!

Renda variável

A renda variável não oferece ao investidor uma rentabilidade garantida, previamente conhecida, mas normalmente dá bons retornos a longo prazo.

Por não oferecer uma garantia de retorno ao investimento, este é um investimento considerado de risco.

retorno do investimento dependerá de uma série de fatores, tais como desempenho da empresa, comportamento da economia brasileira e internacional e etc. 

Por esse motivo, é aconselhável que o investidor não dependa do recurso aplicado para gastos imediatos.

Ações 

  • Perfil de investidor: conservador, moderado ou agressivo
  • Risco do Investimento: médio 
  • Duração recomendada para o investimento: longo prazo.

Opções

  • Perfil de investidor: agressivo
  • Risco do Investimento: muito alto, podendo incorrer em perdas superiores ao capital investido
  • Duração recomendada para o investimento: curto prazo.

Fundos de Investimento em Ações

Os fundos estão sujeitos às variações e condições dos mercados de ações, eventualmente dos mercados de câmbio, juros e derivativos, que são afetados principalmente pelas condições políticas e econômicas nacionais e internacionais.

Considerando que é um investimento de longo prazo, pode haver alguma oscilação do valor da cota no curto prazo podendo, inclusive, acarretar perdas superiores ao capital aplicado e a consequente obrigação do cotista de aportar recursos adicionais para cobrir o prejuízo dos fundos.

Os fundos poderão estar expostos à significativa concentração em ativos de poucos emissores com os riscos daí decorrentes.

  • Perfil de investidor: moderado ou agressivo
  • Risco do Investimento: médio 
  • Duração recomendada para o investimento: longo prazo.

Fundos de Investimentos Multimercado

Por se tratar de fundos multimercados, não há compromisso de concentração em um fator de risco em especial.

Os fundos estão sujeitos às variações dos mercados de câmbio, juros, bolsa e derivativos, que são afetados principalmente pelas condições políticas e econômicas nacionais e internacionais.

Eles poderão estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores com os riscos daí decorrentes.

  • Perfil de investidor: conservador, moderado ou agressivo
  • Risco do Investimento: médio a alto 
  • Duração recomendada para o investimento: médio a longo prazo

Minicontrato Futuro

  • Perfil de investidor: agressivo
  • Risco do Investimento: muito alto, podendo incorrer em perdas superiores ao capital investido
  • Duração recomendada para o investimento: curto prazo.

Contrato Futuro

  • Perfil de investidor: agressivo
  • Risco do Investimento: muito alto, podendo incorrer em perdas superiores ao capital investido
  • Duração recomendada para o investimento: curto prazo.

Renda fixa

Operações de renda fixa são aquelas cuja remuneração é fixa, podendo acontecer de duas formas prefixada e pós-fixada.

A prefixada pode ser dimensionada no momento da aplicação e a pós-fixada a rentabilidade dependerá do indexador no vencimento.

Os títulos de renda fixa são públicos ou privados.

Possivelmente você já ouviu falar deles:

  • CDB
  • Tesouro Direto
  • LC
  • LCI/LCA
  • Debêntures
  • Fundos de renda fixa

Tesouro Direto 

Os títulos públicos são considerados investimentos de renda fixa, isto é, oferecem remuneração fixa, podendo ser prefixado ou pós-fixado.

O título prefixado te permite saber logo no momento da compra a rentabilidade que receberá no vencimento, já o pós fixado te permite saber como será remunerado, pois depende de um indexador, podendo ser Selic ou Inflação.

Esses investimentos são garantidos pelo Governo Federal e possuem o menor risco entre os demais produtos de renda fixa.

  • Perfil de investidor: conservador
  • Risco do Investimento: baixo, pois o rendimento pode ser dimensionado no momento da aplicação
  • Duração recomendada para o investimento: longo prazo.

Fundos de Investimento Renda Fixa

Os fundos dessa categoria possuem grande parte do patrimônio em títulos públicos federais pré ou pós fixados.

Alterações na expectativa de desempenho/resultados desses títulos podem, isolada ou cumulativamente, afetar adversamente o preço e/ou rendimento dos ativos da carteira do fundo.

Os fundos que possuem crédito privado como parte integrante da estratégia estão sujeitos a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido.

Isso pode ocorrer em caso de eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive, por força de intervenção, regime de administração temporária, falência, recuperação judicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos dos fundos.

  • Perfil de investidor: conservador, moderado ou agressivo
  • Risco do Investimento: baixo 
  • Duração recomendada para o investimento: médio e longo prazo.

Tipo de Investidor Iniciante: 8 dicas para quem está começando

Investidores iniciantes devem sempre buscar conhecimento para definir quais serão os seus primeiros passos.

Apesar de aplicações financeiras terem se tornado mais acessíveis nos últimos anos, é preciso ter cuidado para fazer a escolha certa de acordo com o seu perfil.

Confira abaixo nossas dicas para quem está começando a investir.

1. Faça o planejamento financeiro

Toda estratégia financeira que se preze começa pela elaboração de um planejamento financeiro que atende às suas necessidades.

Avalie bem a sua renda e suas despesas dentro de um ciclo salarial para entender quanto dinheiro terá disponível para investir.

É importante se organizar com um bom controle orçamentário, seja ele feito em uma planilha digital ou aplicativo de finanças.

2. Pague suas dívidas

De nada adianta começar a investir se você tem dívidas abertas em seu nome.

Na maioria dos casos, a rentabilidade do dinheiro aplicado será inferior ao juro mensal do que você deve – em outras palavras, a sua dívida vai crescer mais rápido do que o capital investido.

Por isso, antes de começar a investir, cuide para quitar contas antigas.

3. Defina seus objetivos

Agora que você já organizou seu orçamento e pagou as dívidas, podemos começar a pensar na estratégia de investimento em si.

É importante ter bem claro quais são seus objetivos antes de começar a pesquisar suas opções para aplicar.

Decidir o que você pretende fazer com os seus rendimentos é essencial para a escolha dos ativos mais adequados.

4. Escolha uma corretora de confiança

Outro ponto importante para uma estratégia de investimento é a escolha de uma corretora de valores que seja segura e bem avaliada.

Com quase uma década de atuação no mercado, a Rico conta com um time preparado para te ajudar a fazer as melhores escolhas financeiras.

Na plataforma, o cliente tem acesso a uma série de conteúdos exclusivos para aprender tudo que precisa saber sobre o mundo dos investimentos.

5. Pesquise as opções de investimento

Agora, você já está bem organizado, criou sua conta na Rico em poucos minutos e tem em mente o que pretende fazer com a rentabilidade.

Finalmente, chegou o momento de pesquisar suas opções no mercado.

Para começar, procure por ativos de baixo risco, como o Tesouro e o CDB, para garantir boa rentabilidade com segurança no retorno.

Essa é uma ótima forma de começar e se permitir maiores riscos aos poucos.

6. Diversificação é chave

Quem está começando a investir, muitas vezes, comete o erro de aplicar todo seu capital em um só lugar.

Aqui, a frase “nunca coloque todos seus ovos em uma só cesta” cai como uma luva.

Assim como na alegoria, para os investimentos, a diversificação é chave para ter mais segurança e rentabilidade em sua estratégia.

7. Seja paciente e regrado

Nenhum planejamento será bem-sucedido se você não for capaz de seguir com aquilo que foi planejado.

Por isso, essa dica é sobre disciplina para manter os aportes que você definiu constantes mês após mês.

Entenda também que os resultados não devem aparecer do dia para a noite e, por isso, é preciso ser paciente para aguardar o momento certo para resgatar o valor investido.

8. Acompanhe o mercado

Quem quer investir deve entender que, na medida do possível, essa é uma atividade que exige atenção e cuidado.

É importante manter-se ligado nas oscilações do mercado para identificar os momentos certos para movimentar seu capital e ter os melhores rendimentos possíveis.


Comece a investir com a Rico

A Rico é a melhor corretora para  você começar a investir.

Não apenas por disponibilizar logo de cara um teste que define o seu perfil de investidor, mas por dar todas as condições para você aplicar seu dinheiro com segurança e rentabilidade.

Com uma plataforma moderna e os menores custos, a Rico tem os ativos financeiros que melhor combinam com seus objetivos e tolerância ao risco.

Veja como é fácil começar agora:

  1. Faça seu cadastro. É rápido e grátis
  2. Aguarde o e-mail de confirmação para acessar a conta
  3. Na área logada, responda às perguntas para definir seu perfil de investidor
  4. Com o perfil definido, conheça os investimentos mais indicados para você
  5. Transfira valores da sua conta bancária a partir de uma TED de mesma titularidade
  6. Escolha em qual ativo investir, simule a rentabilidade e confirme o investimento
  7. Pronto! Agora, é só acompanhar até o momento de resgate.

Conclusão

perfil de investidor conclusao

O seu perfil de investidor define como e onde investir dinheiro com segurança e rentabilidade.

Como vimos, é importante descobrir qual é o seu perfil de investidor para então traçar um plano de investimentos de acordo com o seu gosto ao risco.

O mercado possui muitas opções de aplicações e nem todas são recomendadas para você.

Tudo depende do seu perfil de investidor, carteira de investimentos já construída e objetivos.

Entender qual seu tipo de investidor não deve ser um limitador que o impeça de escolher novos investimentos, mas sim um guia que o levará a diversificar no momento certo.

Além disso, o seu perfil de investidor vai mudar com o seu crescimento e do seu patrimônio. As pessoas e seus objetivos mudam.

Então, é importante sempre entender quem você é e aonde quer chegar daqui a 1 ano, 2 anos e assim por diante.

educação financeira não se trata apenas de ficar rico, mas sim de ser organizado e consciente sobre suas possibilidades financeiras. 

Quando você aprender a dominar a si mesmo, com certeza fará ótimas escolhas de investimentos, e quando precisar, será frio o suficiente para não ceder à pressão do mercado.

Gostou das dicas?

Comece a investir com a Rico. Abra sua conta!