setembro 19, 2017

Como entender a bolsa de valores e investir online. Confira!  

Você sabia que a Bolsa de Valores reserva milhares de oportunidades para ganhar dinheiro?

Como entender a Bolsa de Valores é a questão que centenas de pessoas se fazem todos os dias. Elas ouviram falar que nesse ambiente é possível enriquecer. E de certa forma é verdade.

No entanto, a primeira coisa que você deve saber é que não existe caminho fácil de lucro no mercado da Bolsa de Valores, principalmente se você está começando com o seu próprio capital. Então, muito cuidado antes de começar a operar!

Descubra como entender a Bolsa de Valores no Brasil neste artigo com dicas práticas.

Compreenda o que é cotação de ações, como funciona a BM&FBovespa e como investir na Bolsa de Valores online passo a passo.

Se tiver qualquer tipo de dúvida, deixe o seu comentário no final da página!

Boa leitura!


O que é a bolsa de valores?

Gráfico de ações e suas flutuações. Palavra-chave de referencia: como entender a bolsa de valores
Entendendo a Bolsa de Valores: ela é um ambiente seguro onde pessoas e organizações negociam ativos.

A Bolsa de Valores, ou a BM&FBovespa no Brasil, é o mercado onde são negociadas ações de sociedades de capital aberto (públicas ou privadas) e outros valores mobiliários como contratos futuros, opções, commodities e etc.

É responsabilidade da Bolsa promover um mercado com regras de negociação e criar um ambiente seguro e transparente para negociações.

Esse mercado tem uma plataforma de negociação online. Nela, realiza-se o registro, a compensação, a liquidação e a listagem de todos os papéis negociados. A Bolsa também divulga informações úteis de suporte ao mercado online.

Enfim, cada Bolsa de Valores possui os seus próprios índices. Eles são um composto de cotações de empresas. As regras e proporções desses índices são escolhidas pela própria Bolsa.  

A Bolsa pode ser formatada como uma sociedade civil sem fins lucrativos. Todavia, é mais comum que as bolsas de valores trabalhem como S.A’s (sociedades anônimas), visando lucro por meio de seus serviços. 

Neste caso, como S.A, o seu patrimônio é composto por ações.

Cada país possui a sua própria Bolsa de Valores. A maior e mais influente bolsa de valores do mundo é a Bolsa de Valores de Nova Iorque, a New York Stock Exchange (NYSE). Em segundo lugar vem a NASDAQ e em terceiro a London Stock Exchange.

Se quiser saber mais sobre o ranking de bolsas ao redor do mundo, veja esse infográfico do Stocks to Trade.

Para garantir um mercado justo e confiável, a Bolsa precisa preservar seus padrões éticos de negociação em alto nível. Assim, devem divulgar com rapidez, amplitude e detalhes as operações realizadas.

Você já deve ter visto em algum filme ou fotografia como era o Mercado de Ações: um aglutinado de pessoas gritando que compram ou vendem algo aparentemente sem ordem. Essa imagem não existe mais, pelo menos presencialmente.

No entanto, a lógica do mercado continua a mesma: milhares de pessoas comprando e vendendo online. Então, como entender os números da Bolsa de Valores se ela é tão volátil? Por que alguns operadores compram enquanto outros vendem?

Continue lendo para conhecer essa lógica!


História da bolsa no Brasil

Tela de computador com o escrito BM&FB com um seta vermelha apontando para baixo. Palavra-chave de referencia: como entender a bolsa de valores
A Bolsa brasileira é a 20ª maior do mundo.

Antes de mostrar como entender os gráficos da Bolsa de Valores, vamos entender melhor o que ela significa e como a bolsa de valores funciona.

A Bovespa é a Bolsa de Valores de São Paulo. Ela é o principal mercado de negociação de ações de empresas públicas brasileiras. Sua fundação ocorreu em 1890. 

Em 2008, a Bovespa integrou-se operacionalmente com a BM&F – principal Bolsa de Mercadorias e contratos futuros do Brasil. Assim, nasceu a BMF&Bovespa.

Como sempre, a Bolsa de Valores reflete os acontecimentos mais importantes do Brasil e do Mundo. Ou seja, sempre que um país influente entra em crise, a tendência é o que Brasil seja afetado.

Da mesma forma, quando o Governo é colocado em cheque por questões como corrupção ou atitudes econômicas, a Bolsa tem a tendência de ficar extremamente volátil, operando em queda.

Veja como foram os dias de maior pânico na Bolsa brasileira até então.

Onze de Setembro – 11/9/2001

O ataque terrorista às torres gêmeas colocou o mercado financeiro em pânico, fazendo com que diversos mercados sejam abalados. Após o atentado, o índice Ibovespa caiu 9,18%.

Plano Collor – 21/3/1990

Essa foi a maior queda do Ibovespa na história. O Ibovespa despencou 22,27% quando o Plano Collor causou pânico no mercado.

O então presidente ordenou o bloqueio das cadernetas de poupança até o limite de 50 mil cruzados novos. O dia anterior, 20/3, também teve um tombo gigantesco de 20,95%. O motivo era o mesmo: o confisco traumático.

Crise internacional – 22/10/2008

A Bolsa desabou 10,18% neste dia. E em 2008, teve uma queda de 41%. Esse forte tombo ocorreu por causa da crise financeira internacional, também conhecida como Grande Recessão. O estopim da crise se deu com a falência do banco estadunidense Lehman Brothers. 


Como entender a Bolsa de Valores do Brasil

Casal analisando gráficos no computador. Palavra-chave de referencia: como entender a bolsa de valores
É bem mais simples do que você imagina.

Todo trader (operador) busca uma coisa: lucro. Para isso, ele realiza diversos tipos de operações em variados mercados dentro da BM&FBovespa. Veja os mais populares:

O operador, com base em suas leituras do mercado, analisando o passado, presente e futuro de um ativo, determina a probabilidade de crescimento ou queda em cotações da Bolsa de Valores.

O trader de sucesso não prevê o futuro. Ele se arma com o maior volume possível de informações sobre um ativo e determina a sua tendência. Muitas vezes ele vai errar. No entanto, o seu sucesso se dá pelo fato de ter uma média positiva sempre.

Uma mentalidade a ser combatida é a de comprar na valorização e vender na queda. Assim, quanto mais uma ação ou contrato subir, maior o seu risco de queda e vice e versa. Pense em um imóvel que já está valorizado.

Você acredita que ele pode valorizar ainda mais? Saindo da realidade de todo o bairro? Ou será que quanto mais ele valorizar, estará mais próximo do ponto de estagnação ou queda do valor? Com certeza é o segundo caso. 

No Mercado de Ações é assim. Não aja como as ‘sardinhas’ (manada de pequenos investidores) que funcionam como uma massa que segue a tendência consolidada cegamente. Quando sobe, compra, Quando desce, vende.

Se você agir dessa forma, logo logo terá quebrado e desistido do mercado de ações. O segredo para poder basear suas atitudes com segurança é encontrar o preço real de uma ação.

Ao saber qual é o valor dela, esquecendo do preço atual, perceberá oportunidades com papéis avaliados abaixo ou acima do seu real valor. 

Enfim, o primeiro passo para entender a Bolsa de Valores é dominar essas técnicas e conceitos abaixo:

Lei da Oferta e da Procura

Em qualquer mercado, o que define a cotação do preço de um produto é quantas pessoas querem comprar e quantas pessoas querem vendê-lo. Se a procura exceder a oferta, certamente o preço subirá.

Afinal, mais pessoas estarão disputando o mesmo produto. Já se a oferta for maior do que a procura, a tendência é que a cotação caia. Esse é um conceito básico, mas que está presente em todo o mercado de ações.

E muitos traders enriqueceram apenas analisando o volume de compra e venda por meio do Tape Reading.

Esse conceito é representado na luta do Touro que dá golpes ascendentes contra o Urso que desfere golpes descendentes. Ou seja, quem vence a guerra de alta ou baixa no mercado, consegue concretizar lucros.

Posicionamento

Esse é um conceito e uma decisão que todo investidor precisa tomar com base no seu tempo disponível, estratégia e disposição ao risco. 

Muitos operadores decidem operar no curtíssimo prazo, comprando e vendo ações no mesmo dia. Assim, eles estão protegidos de variações durante a noite, quando o mercado está fechado.

O posicionamento de um trader o ajuda a construir uma carteira de ações com base nos seus critérios e estudos. Veja um quadro comparativo entre os tipos de operadores:

 

Day Trader

(curtíssimo prazo)

Swing Trader

(curto prazo e médio prazo)

Position Trader

(longo prazo)

RiscoAltíssimoAltoMédio
Período de compra24 horas2 dias em dianteMais de 2 anos
Possibilidade de LucroAltaAltaMédia 

Independente do seu posicionamento, você precisará dominar duas técnicas para operar com mais consciência de mercado. Veja elas a seguir:

Análise Técnica

Também conhecida como Análise Gráfica, esse tipo de leitura do mercado é a mais utilizada entre operadores de curto prazo. Eles analisam em diversos tipos de gráficos o comportamento da cotação das ações.

Com base em suas estratégias, os operadores técnicos identificam padrões que indicam um movimento no mercado. Ao perceber uma oportunidade, o operador gráfico se posiciona para lucrar com a operação.

Análise Fundamentalista

Diferente da análise técnica, esse tipo de leitura do mercado não é feita com base nos números, mas sim nos agentes envolvidos no mercado. O fundamentalista baseia-se no comportamento e histórico das empresas e organizações.

Assim, ele se posiciona a longo prazo, a fim de obter lucro com os dividendos (pagamento de um percentual dos lucros aos acionistas) das ações, em vez buscar ganhos pela compra e venda. 

Cotação de ações

Já citada, o que determina a cotação de uma ação é a oferta e procura sobre ela. No entanto, o que controla esse fluxo de negociação são as perspectivas do mercado.

Por isso, a Bolsa é um ambiente determinado pela intenção e psicologia dos traders.

E notícias como balanço de empresas (positivos ou negativos), fusão de companhias, avanços tecnológicos, mudanças políticas, entre outras, afetam o mercado. É fundamental ter esse conhecimento para saber como entender a bolsa de valores.

Se você quer saber como ganhar dinheiro com ações, confira as dicas deste vídeo: 


Índices da Bovespa

Pessoa analisando gráficos no tablet. Palavra-chave de referencia: como entender a bolsa de valores

Esses índices da Bovespa representam a média de movimento de um conjunto de ativos.

Como visto, um índice é um composto de uma série de ativos como ações e etc. Quando eles caem, significa que o mercado, em geral, está caindo. Quando sobem, significa que a sua parcela do mercado está se valorizando.

Veja abaixo os mais populares do Brasil:

Ibovespa

Esse é o índice mais conhecido. O índice da BM&FBovespa serve como indicador de desempenho geral da Bolsa de Valores. Ele deriva de acordo com os ativos mais negociados do mercado de ações brasileiro.

Entenda tudo sobre o Ibovespa neste outro artigo

IBrX 100

Também conhecido como Índice Brasil, o IBRX 100 avalia o retorno de uma carteira teoricamente composta pelas cem ações mais negociadas na BM&FBovespa.  

IBrX 50

Muito semelhante ao IBRX 100, esse índice mede o desempenho dos 50 ativos mais negociados na Bolsa.

IBrA

O Índice Brasil Ampo (IBrA) é outro indicador amplo do mercado de capitais. Ele, diferente dos outros índices, mede o desempenho de todas as empresas negociadas na Bolsa.


Conclusão

Pessoa mexendo no computador com gráficos de investimentos sobrepostos. Palavra-chave de referencia: como entender a bolsa de valores
Dominar a Bolsa de Valores é como aprender uma nova carreira.

Você conseguiria se tornar um médico em um mês de estudos? Ou em uma hora de leitura sobre a atividade? Da mesma forma, a profissão de trader depende de anos de estudo e prática.

Esse artigo busca apenas introduzir os índices, técnicas e conceitos mais básicos do mercado.

Se você busca realmente se tornar um trader, é preciso estudar diariamente até chegar nas técnicas e estratégias mais avançadas.

Você pode fazer isso na Rico, gratuitamente.

Criando uma conta em minutos, você ganha acesso ao Investv, um ambiente ao vivo e online, com diversas salas de aulas com especialistas dispostos a tirar todas as suas dúvidas além de acompanha-lo na “leitura diária do mercado”.

E se você  não quiser acompanhar as salas mas ainda assim quer saber em quais ativos investir, a Rico conta com carteiras de ações sugeridas para a semana, assim como para o mês.  

Tudo estudado antes pela equipe de analistas (gráficos e fundamentalistas) para você investir melhor.

Não deixe de investir porque ainda está aprendendo sobre o Mercado de Ações. A renda fixa também possui ótimas oportunidades com uma rentabilidade garantida e segura.

Você também pode continuar aprendendo a investir na bolsa acessando o nosso blog. Veja esses outros guias que podem ajudar você a conhecer melhor o mercado:

Gostou deste artigo sobre como entender o mercado de ações e a bolsa de valores online? Então deixe o seu comentário com dúvidas ou sugestões.

Obrigado por ler até aqui!

Nova call to action